8 de janeiro de 2015

Os novos "donos" do Paraná


Do Blog de Cícero Catanni:


Em política é sempre assim: uns sobem, outros descem. No Paraná, no ano passado, o grupo político de Beto Richa ganhou muito e quem mais acumulou poder foram as pessoas que apostaram no projeto político do governador. Veja a lista:
Beto Richa,Cida Borghetti,Ricardo Barros que " Como estrategista, se mostrou imbatível. Ficou em um partido, a mulher em outro e o irmão em um terceiro. Juntos, conseguiram ter peso para negociar a vice de Richa. Ele voltou à Câmara. O irmão virou secretário. E a filha é deputada estadual".
Eduardo Sciarra: O ex-deputado federal apostou pesado e ganhou. Desistiu de ser candidato à reeleição para coordenar a campanha de Beto Richa. Acabou levando a Casa Civil de presente.

Ademar Traiano: Deputado experiente, Traiano amargou a oposição durante os oito anos de Requião. Agora, vem se vingando. Virou líder no governo Richa e, a partir de fevereiro, será presidente da Assembleia.

Fernando Francischini: Reeleito deputado federal, emplacou o filho na Assembleia Legislativa e, depois, garantiu o cargo de secretário de Segurança, que desejava havia muito tempo. Se cacifou para disputar a prefeitura de Curitiba.

Christiane Yared: Sem experiência na política, virou logo de cara a deputada federal mais votada do estado.

Ratinho Jr.: Foi novamente o deputado estadual mais votado do estado. Perdeu a disputa pela presidência da Assembleia, mas elegeu uma bancada gigante. Ainda pôs um nome de seu partido para comandar a Câmara de Curitiba.

Alvaro Dias: Fez quatro milhões de votos. Recorde absoluto para o Senado.


Mauro Ricardo Costa: O até então desconhecido técnico veio para o Paraná com megapoderes para mexer nas contas públicas.


Meu comentário sobre o REIcardo :na verdade Ricardo Barros domina muito mais do que três partidos no Estado. Quando chegam as eleições, principalmente municipais,  ele consegue manter $obre $uas a$as um monte de siglas menores que lhe permitem dominar a cena política e monopolizar os programas de televisão, sobretudo na disputa pela Prefeitura de Maringá. Faz jus, portanto, e com sobra, ao apelido de "leitão vesgo" que, se não me falha a memória , foi dado por ninguém menos do que Roberto Requião.

Nenhum comentário: