8 de março de 2015

Falta alguém na lista de Janot?

                                           . do Blog de Cícero Catani

“Meu defeito é falar o que penso? Não acredito na participação pessoal de Gleisi na Lava Jato e suas investigações. Mas sinto falta de outros”, tuíta o senador Roberto Requião. Quem seriam eles? Novos nomes de paranaenses vão surgir com o desdobramento nas investigações autorizadas pelo ministro Teori Zavascki, com certeza. O partido com o maior número de suspeitos do esquema do Lava Jato é o Partido Progressista, com 36 nomes arrolados.


Caso  Ricardo Barros, dono do PP paranaense, por exemplo, estivesse no cargo de deputado federal e líder do governo na Câmara, certamente estaria na lista dos que recebiam a “mesada”. Mas sua mulher, hoje vice-governador Cida Borghetti, sim. De todos os pepistas paranaenses citados, nenhum teve ou tem a importância de Barros dentro do partido. Ligado ao falecido José Janene – o cérebro da organização criminosa – Barros comanda até hoje a política e suas consequências no eixo Maringá-Londrina.

Antonio Belinati, várias vezes prefeito de Londrina e ex-deputado pela região, tem muito a contar. Os deputados Nelson Meurer e Dilceu Sperafico, ambos do PP,  citados por Rodrigo Janot, são anjinhos de procissão perto do capo Barros. Os londrinenses Alberto Youssef e André Vargas sempre foram peças importantes dentro esquema

Nenhum comentário: