30 de maio de 2015

Maringá, berço do pagode sertanejo


Eu já tinha lido , não me lembro onde, que o pagode sertanejo nasceu em Maringá. Hoje, vendo no YouTube um bate papo do apresentador Kleber ( Rancho da Saudade) com dona Nair , esposa e Alex, filha de Tião Carreiro, elas revelaram:  Tião queria  criar um ritmo diferente, um jeito novo de cantar a moda sertaneja. E começou a buscar este jeito novo nos ensaios que fazia com Pardinho nos fundos da Rádio Cultura de Maringá.
Lembro como se fosse hoje a dupla Tião Carreiro e Pardinho ensaiando nos fundos da rádio, ali na Avenida Herval esquina com a XV de Novembro. A dupla se apresentava frequentemente no programa sertanejo das tardes de domingo, apresentado pelo Nhô Juca. Invariavelmente, as duplas famosas que vinham se apresentar ficavam para o programa da noite, “Maringá se Diverte”, também comandado pelo Nhô Juca.

Dos experimentos em Maringá nasceu o Pagode em Brasília. Daí em diante, foi uma história de sucesso que tornou Tião Carreiro  a maior referência da música sertaneja. Ele criou um jeito de tocar, de pontear a viola, que hoje é copiado por todos os violeiros que solam um pagode.

Nenhum comentário: