3 de novembro de 2015

Feiura dá trova



Um homem muito esquisito com cara de azarado
Dizia aos quatro ventos estar da feiura curado
Mas na fila da beleza andou chegando atrasado

EU

Nenhum comentário: