9 de dezembro de 2015

JN enaltece a carta ridícula de Temer




A abordagem que o Jornal Nacional fez ontem da carta de Michel Temer à presidente foi uma demonstração clara de jornalismo de esgoto. Bonner comandou a abordagem “baba ovo”, com insinuações claras de que Michel Temer era vítima de uma autoritária Dilma e que havia produzido naquele desabafo ridículo um documento histórico de peso, capaz de acelerar a derrubada da presidente para que o vice assuma e acomode no governo, tucanos, demos e “limpinhos”. E em fazendo isso, conduza o país para a retomada do liberalismo e  ao fim da agenda social que tirou o Brasil do mapa da fome.

O tiro de Temer saiu pela culatra, como pela culatra saiu os tiros dados por cunha para subverter a ordem regimental da Câmara dos Deputados e emplacar uma comissão especial do impeachment com maioria oposicionista. Tudo muito parecido com o conluio criminoso que o cineasta italiano Marco Bellochio mostra no filme  Sbatti il mostro in prima pagina.

Nenhum comentário: