1 de fevereiro de 2016

Cruz vem aí e pode chegar assustando


Fato novo em política é coisa muito séria. Muda o cenário da noite para o dia e se tratado adequadamente, altera os rumos de uma eleição que se imagina definida. Estamos  a 9 meses da eleição municipal e em Maringá é dada como certa a eleição de Silvio Barros II para um terceiro mandato. Seus principais adversários seriam, até o momento, Ulysses Maia e Humberto Henrique. Mas Humberto traz nas costas o peso da impopularidade atual do PT e Ulysses terá dificuldade em se desvencilhar do seu passado de aliado de primeira hora do condomínio barroso.
Vamos ter na disputa sucessória os candidatos de sempre. Como Dr. Batista e Wilson Quinteiro, mas  um nome novo surge no horizonte para tirar o sono  “dos mesmos”. Falo da professora Ana Lúcia Rodrigues, coordenadora do Observatório das Metrópoles da UEM, especialista em questões urbanas e estudiosa da gestão pública. Ela não é, num primeiro momento, alguém que ameaça a família Barros, mas como em política tudo é possível e fato novo tem poder de surpreender. E aí,  tudo pode acontecer com  Ana Lúcia no cenário.
Mas que bom constatar que  mais fatos novos podem estar vindo por aí. Um deles, revela o sempre bem informado Ângelo Rigon,  seria a entrada na disputa do promotor Cruz, aquele mesmo que detonou o esquema Jairo-Paolichi e que já trouxe algumas noites de insônia tanto para Ricardo quanto para Silvio Barros. Cruz estaria ingressando no PV, agora de Álvaro Dias, onde certamente disputaria com Ulysses o espaço que na política local ocupam os irmãos Álvaro e Osmar.
Seja como for, o fato é que a eventual presença de Cruz na disputa muda tudo. Muda inclusive o humor dos irmãos Barros, porque sabem que com o promotor, que sempre  foi algoz, não tem acerto. E é aí que o bicho pega, fazendo com que a eleição desse ano em Maringá seja muito interessante e principalmente os debates, momentos da campanha onde será possível muita gente lavar a alma.

Nenhum comentário: