11 de março de 2016

Posso até ir às manifestações em Maringá, mas só se...



...se os organizadores da manifestação a direcionarem para contra a corrupção em todos os níveis, inclusive em Maringá. Pedir a saída de Dilma, neste momento, é chover no molhado. A presidente está abatida, literalmente, e é questão formal e de tempo, via TSE (pois o Congresso não tem moral, acredito), sua saída. O problema não é Dilma, o grave é corrupção e o inchaço da máquina pública, que acontece em todo o Brasil.

Se manifestação incluir o pedido de CPI para o apurar os gastos com obras do portal do Parque do Ingá, do CAT e outras. Se pedir a suspensão da licitação do Contorno Sul Metropolitano e a redução do número de CCs na PMM, podem contar comigo. Estarei à frente. Se for só para pedir a saída de Dima e a corrupção do PT, me recuso. Vamos protestar contra a corrupção do PT, do PMDB, do PP, do PSDB e de todos, sem esquecer que em Maringá há um esquema grandioso, mas mascarado, de corrupção e gente boa recebe.
PS: De qualquer forma apoio toda a qualquer manifestação democrática, sem violência de qualquer tipo.
Akino Maringá, colaborador (Blog do Rigon)

Um comentário:

JC disse...

Tem Plano B ou "G"olpe?
Se fosse um protesto contra a corrupção (geral) com foco em todos os maus políticos, a velha política praticada há um século no Brasil (toma-lá/dá-cá). Teria lógica. Se fosse pra apontar um plano B, propostas objetivas. Eu também iria, como fui nas Diretas Já! aqui em São Paulo. Mas o que estão fazendo é manipulação de massa via todas as mídias pasteurizadas e boca a boca cheia de ódio a um único partido. Isso é grave. PT é um partido igualzinho aos outros (este é o pecado!). Não sou petista, nem acho que a Petrobrás é nossa. Pelo menos aqui em São Paulo, a blindagem ao governo tucano é descarada. A corrupção daqui é até divulgada na Globo, mas não passa de notinhas, sem reportagem investigativa, morre na manchete. A manifestação aqui, pelo menos, é somente Anti-PT e Fora-Dilma. Na Av. Paulista, como sempre, em cada esquina terão caríssimos caminhões “Fuck Trucks” vendendo idéias anti-democráticas, partidos de aluguel pregando ódio, com xingamentos, dancinhas e patinhos de borracha do PMDB (do candidato Skaff). E tucanos posando de santos e salvadores da Pátria. Mas dizem que é anti-corrupção, não é! Se eu levasse um cartaz protestando “Ladrões de Merenda e Trensalão etc” me linchariam em cinco minutos. Ninguém está vendo o “day-after”, a gravidade que espreita na linha sucessória (Temer/Renan ou Cunha). Muitos destes sem-noção acham que é uma simples fase de um joguinho no celular. Game Over!