11 de agosto de 2016

Crônica da tragédia anunciada


Do professor da Universidade Federal de Brasília e coordenador nacional de saúde bucal do Ministério da Saúde  Gilberto Pucca (não sei se ele ainda não foi exonerado pelo ministro Ricardo Barros, mas se não foi certamente será):


“Uma lástima o que vem ocorrendo com o Brasil Sorridente no Ministério da Saúde. Acabamos de perder todos os indicadores de saúde bucal que eram pactuados. Entre eles indicador de escovação dental supervisionada. Além de monitorar, indicador tem a potência de induzir ações. Entre 2009 e 2011 o Ministério efetuou a compra de 72 milhões de Kits (escova e creme dental fluoretado) e repassou a todos os municípios. Nesses anos atingimos o ápice de escovações supervisionadas. O Ministério abandonou a compra sem explicações e agora tira-se os indicadores. Além de não aumentar, a projeção para esse ano é diminuir em relação ao período 2009 a 2011. Isso significa deixar aberta a torneira de produção das doenças bucais. Vamos retroceder se os municípios não conseguirem pagarem a conta. Os municípios já estão estrangulados. Tragédia na certa”.


Nenhum comentário: