15 de novembro de 2016

Salada peemedebista


Segundo informações da jornalista Roseli Abrão, postada em seu blog,  começa a ser desenhado um novo cenário para 2018 no Paraná. É o do PMDB de Michel Temer se compondo com o ministro da Saúde Ricardo Barros para fechar com a candidatura Cida Borghetti ao Palácio Iguaçu, onde ela estará como governadora quando o titular Beto Richa se desincompatibilizar para disputar o Senado. Um dos articuladores dessa aliança é o deputado federal João Arruda, sobrinho de Requião e, salvo engano, genro de Joel Malucelli. Seria de Arruda, inclusive, a ideia de convidar Cida para se filiar ao PMDB.
Esse cenário é possível, mas não parece tão fácil de se concretizar. Simplesmente porque o senador Requião tem o controle do diretório estadual do PMDB e ele próprio quer ser candidato. Caso desista, o mais provável é que se acerte com Osmar Dias, pré-candidato do PDT, o que deixaria Cida com chances muito remotas. Enfim, o PMDB, que há muito tempo faz papel de coadjuvante no processo eleitoral, está virando noiva muito antes da hora.

Nenhum comentário: