Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2017

Beto Richa procura chifre na cabeça de cavalo

O governo  altera unilateralmente a data-base da categoria, reduz a hora-atividade e ameaça punir o professor que ousou ficar doente em 2016, a partir do tempo em que ficou afastado da sala de aula. A entidade que legalmente representa os professores diz que suspendeu a última greve por conta de acordo fechado com o governador. Mas o acordo não está sendo cumprido e é isso que  pode provocar nova paralisação já no início do período letivo. Em reunião realizada na última sexta-feira com a diretoria da APP Sindicato, o chefe da Casa Civil Valdir Rossoni, fez várias ameaças ao magistério, em caso de greve no início do ano letivo de 2017.
Claro, nova greve será uma tragédia para a Educação do Estado, mas é criminosa a forma como o governador Beto Richa trata a questão, pagando institucionais na TV para jogar a população contra os professores. O fato concreto é que o Paraná está na iminência de conviver com mais um longo período de escolas fechadas e de manifestações nada pacíficas pelas ba…

IDEC e Abrasco repudiam proposta do ministro predador

Quando a proposta surgiu em 2016, a jornalista Conceição Lemes escreveu um artigo, postado no blog do Azenha (Viomundo) com o seguinte título: Governo Temer se entrega aos planos privados; ANS e Ministério da Saúde agem como se as operadoras fossem as vítimas e não os usuários.
O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC) e a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) emitiram nota conjunta de repúdio à   decisão da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) de levar adiante a discussão dos planos de saúde populares propostos pelo ministro Ricardo Barros.

A NOTA:
“Alertamos, mais uma vez, que os planos de saúde populares: • Representarão mudança radical, para pior, na atual legislação que já apresenta falhas e lacunas. Será uma volta ao passado, mesma situação de 20 anos atrás, quando existiam planos de menor preço, porém segmentados e com restrições de coberturas. • Poderão excluir idosos e doentes crônicos, negar internações e procedimentos caros e complexos, impedir ate…

Que a Constituição de Capistrano abra as asas sobre nós

“Eu ganhando lá R$ 10 mil por mês tenho uma vida no mesmo padrão ganhando R$ 50 mil no Brasil. E por que isso? Porque os serviços públicos funcionam de verdade. Ando de ônibus, meus filhos vão para a escola pública, não preciso de plano de saúde privado e se eu quiser um, pago menos, mas muito menos do que aqui e que me dá um atendimento infinitamente superior ao que os planos dão aqui”. Ator Pedro Cardoso, que mudou-se para Portugal após terminar A Grande Família, na Globo. Se lá os serviços públicos podem ser de qualidade, por que no Brasil não podem? Falta de dinheiro? Conversa fiada, dinheiro tem, o que não tem é vontade política, sensibilidade social e honestidade suficiente dos gestores públicos para fazer a coisa funcionar como deve. Não é preciso uma revolução para o nosso país mudar, o que é necessário, é que se cumpra a Constiuição Capistrano de Abreu, de apenas dois artigos: "Artigo 1º - Todo brasileiro deve ter vergonha na cara."
"Artigo 2º - Revogam-se as disp…

Governo paga comerciais na TV para iludir os trabalhadores

Temer comemora o caos que ele aprofunda

“O Brasil começou o ano de 2017 com o pé direito. A inflação de 2016 caiu de cerca de 10% para 6,29%”, comemora o presidente Michel Temer em artigo que distribuiu para vários jornais do país, inclusive o O Diário de Maringá, que o publica hoje na página 2. Cabe a pergunta clássica, feita pelo jornalista André Araújo e postado por Luis Nassif em seu blog: “Está comemorando o que?”. Ora, ora, questiona Araújo: “A inflação ficou dentro da meta por causa de uma gigantesca recessão e qual é a vantagem disso?  Para os que têm renda certa e segura, como funcionários concursados, rentistas que vivem de aplicação financeira, é ótimo inflação zero mesmo com o País em ruína econômica, são os beneficiários da economia improdutiva, aquela que nada produz e só consome e não precisa competir no mercado, o grupo chamado de "férias em Miami".
O presidente fala da liberação do FGTS das contas inativas, mas esqueceu de mencionar que os jornalões brasileiros já estão noticiando a intenção dele r…

Deputado paulista, do PTB, detona a reforma da previdência

Ele prova com dados que não é a previdência que está quebrada, é o governo que está quebrando a previdência

É namoro ou amizade?

O ministro da Saúde Ricardo Barros vem percorrendo o Estado para liberar, em ritmo de campanha política, recursos dos SUS a que os municípios e os respectivos consórcios regionais tem direito. Mas a julgar pela liberação feita em Curitiba, onde faltou novidade e sobrou demagogia , o ministro está fazendo cortesia com chapéu alheio, ou seja, soltando foguete e aplaudindo a si mesmo por cumprir a obrigação. “Tentarei ser o mais didático possível para que não restem dúvidas sobre a coletiva, na manhã desta segunda-feira, do governador, ministro da saúde e o prefeito para anunciar “novos” R$ 77 milhões em recursos para saúde de Curitiba. Dos R$ 77 milhões anunciados, apenas R$ 62 mil representam alguma novidade”, escreveu em sua página do Facebook o ex-prefeito da capital Gustavo Fruet. Ainda não estamos em ano eleitoral, mas os políticos que querem renovar seus mandatos em 2018 ou conquistar novas cadeiras, para si e para os seus, já começam 2017 com a corda toda. Vejam o caso do govern…

Ética, que bicho é esse?

Ética é a palavra mais usada nos últimos anos. É uma palavra desgastada, que muita gente usa mas não sabe o que é e muito menos a pratica. Perguntar a alguém o que é ética é uma armadilha, porque a dificuldade de explicá-la é enorme.  Ética é a palavra baton, está em todas as bocas. Mas, convenhamos, está em poucas, pouquíssimas cabeças:

Uma entrevista inédita (e histórica) com o criador do WikiLeaks

.
"Há dez anos nascia o WikiLeaks, a mais poderosa e inexpugnável máquina de divulgação de segredos de estado de que se tem notícias em todos os tempos". Há quatro anos ele está exilado  num pequeno prédio no centro de Londres onde funciona a embaixada do Equador. Fernando Morais, o obstinado jornalista e escritor (autor de A Ilha e Chatô, entre outros livros de grande sucesso editorial)  passou uma tarde inteira com Julian Assange. O resultado foi essa entrevista imperdível que Morais publicou em seu site  NOCAUTE e que eu, não resistindo à boa tentação, decidi reproduzir nesse blog. Vale a pena ler:
Foi quase um ano de espera. Desde o começo de 2016 amigos europeus e latino-americanos tentavam me ajudar a conseguir uma entrevista jornalística com o cyber ativista australiano Julian Assange, exilado desde 2012 na elegante e modesta embaixada do Equador, em Londres.
Fernando Morais: Em primeiro lugar muito obrigado pela deferência de ter me recebido aqui. …

Perdemos o grande Osvaldo

Osvaldo Reis, que faleceu ontem à noite aos 66 anos , marcou sua passagem pela história de Maringá, como trovador, contador de causos e como assessor político. Foi chefe de gabinete (em Brasília) do deputado Renato Bernardi (+) e em Maringá, chefe de gabinete do prefeito Said Ferreira, também falecido. Hábil com as palavras, Osvaldo tinha um senso de humor inigualável, embora parecesse amargo muitas vezes, fruto certamente dos seus problemas da saúde, que agora na reta final da sua vida, não eram poucos. Osvaldo foi também animador de comícios (bons tempos aqueles dos grandes comícios) e levou consigo uma enorme frustração: a de ver seu MDB velho de guerra transformado nisso que é o PMDB hoje. Osvaldo, é bom lembrar, foi durante muito tempo o Rei Momo de Maringá. Comandava o carnaval de rua e dos clubes, sempre com animação mas sem nunca deixar de lado a crítica social e política que fazia sempre onde quer que estivesse - na igreja ou na folia. Que Deus o tenha num bom lugar, amigo Osv…

À moda Didi Mocó

“Mais Uma derrapada”. Este é o título da matéria da Veja dessa semana sobre o ministro da saúde. O assunto é a nomeação da segunda colocada numa eleição direta da Fiocruz para a presidência da fundação. O cargo máximo é escolhido de uma lista tríplice, mas há 25 anos o governo federal nomeia o candidato mais votado. Dessa vez, por questões políticas, Barros quebrou a tradição e nomeou a médica  Tânia Araújo que fez menos da metade dos votos da pesquisadora Nísia Trindade. Claro que Ricardo Barros não disse isso publicamente, mas corre nos bastidores que ele, mais realista do que o rei, quis desprestigiar uma pretensa crítica do desgoverno Michel Temer. Tanta trapalhada assim, só o Didi Mocó.

Morre um grande líder

Ele não participou da Revolução dos Cravos, estava exilado na França depois de ser preso várias vezes pela ditadura salazarista. Mas do exílio, lutou muito pela restauração da democracia em seu país e regressou a Lisboa pouco depois que o general  Spínola entrou na capital com suas tropas para  por fim  a 41 anos de ditadura do Estado Novo. Fundador do Partido Socialista , Mário Soares, que foi primeiro ministro e presidente , foi um dos mais brilhantes líderes políticos da Europa no século XX. Ele morreu hoje aos 92 anos.
Em sua homenagem e em homenagem ao povo português, relembro aqui o hino da Revolução de 1974.