10 de fevereiro de 2017

Pode estar vindo aí uma nova onda de desmoralização de Lula e Dilma


Segundo denuncia o jornalista Eduardo Guimarães em seu blog, a diretora de jornalismo da  Globo News, Eugênia Moreyra,  deu ordem expressa na redação para a produtora que irá com ela a Brasília na semana que vem cobrir a divulgação das  delações autorizadas pelo ministro Fachin:
“— (…) Fachin vai liberar todos os vídeos das delações [da Odebrecht] de uma só vez. Não dará tempo de decupar [analisar e editar] as imagens… Você vai liderar uma força-tarefa em Brasília. Sua equipe vai assistir a todos os vídeos das delações. Assim que ouvirem “Lula” ou “Dilma”, coloquem no ar, na hora, ao vivo, interrompendo qualquer programa, no Plantão. Depois a gente assiste o resto. Dilma e Lula têm que ser denunciados na frente de qualquer outro delatado”.
Guimarães diz que recebeu a informação de  uma jornalista de prestígio da Globo que, por razões óbvias ele não identifica. No contato feito com o blogueiro ela “ relatou o que chama de “estratégia cruel e desonesta” que diz que será usada pela emissora para criar nova onda de desmoralização dos ex-presidente Lula e Dilma.



Nenhum comentário: