21 de fevereiro de 2017

Sobra questionamento ao curriculum do indicado de Temer ao STF

Do insuspeito Estadão sobre o Ministro da Justiça:

“O ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, não tem mais condições de permanecer no cargo, se é que algum dia as teve. Seu despreparo para tão importante função já estava claro havia algum tempo, mas o episódio em que ele antecipou a realização de operações da Polícia Federal (PF) no âmbito da Lava Jato, justamente na véspera da prisão do ex-ministro petista Antonio Palocci, teria de servir como gota d’água para sua dispensa, em razão de tão gritante imprudência. Infelizmente, porém, o presidente Michel Temer, sabe-se lá por que razões, preferiu contemporizar, correndo o risco de ter de enfrentar novas crises em razão do comportamento irresponsável de Moraes. (…). “Só velhas relações de compadrio podem explicar como o dono desse desastroso currículo virou ministro da Justiça”.

Pois é, se o Estadão achava isso de Alexandre Ministro da Justiça imagine como ministro do Supremo.


Nenhum comentário: