20 de abril de 2017

Central sindical conclui que governo compra votos para aprovar as reformas


A  União Geral dos Trabalhadores  denuncia: “O presidente Michel Temer está oferecendo cargos a parlamentares para aprovar as reformas trabalhista e da Previdência”.
O secretário nacional de relações institucionais da UGT, Miguel Salaberry, depois de apurada a análise no Diário Oficial da União das últimas nomeações para cargos de confiança no governo federal, não teve dúvidas:
“O presidente Michel Temer está negociando cargos” buscando alinhamento para as votações das reformas trabalhista e previdenciária no Congresso Nacional.
O chefe do executivo determinou que sejam feitas as nomeações de cargos para os deputados da base aliada em troca de votos favoráveis”.


Anteontem  o  plenário da Câmara Federal havia rejeitado o requerimento de urgência na proposta da reforma trabalhista (PL 6787/16). No dia seguinte, o presidente da Casa, Rodrigo Maia, recol,ocou o requerimento em votação, numa manobra alé Eduardo Cunha, o a urgência foi aprovada. Isso impede pedido de vista e garante a votação do PL no afogadilho, que é tudo que o governo quer. É a operação “goela abaixo”.

Nenhum comentário: