22 de fevereiro de 2018

Entenda a Operação Integração e saiba até onde ela altera o cenário político do Paraná


                Por  Cícero Cattani, em seu blog

” Há, em cognição sumária, provas de crimes de corrupção, de lavagem de dinheiro e de associação criminosa”. Na decisão do juiz Sergio Moro que deflagrou a Operação Integração, nesta quinta.
“As obras fazem parte de um acordo do governo estadual com a concessionária Econorte para antecipação das duplicação.A previsão é que de outubro desde ano até março a concessionária conclua os projetos, o que permitirá o início da duplicação ainda no primeiro semestre de 2016. O valor estimado desta obra é torno de R$ 90 milhões”. Beto Richa, em outubro de 2015.
É exatamente essa obra que o governador Beto Richa dará partida, nesta sexta, com pompa e circunstância, em plena campanha para o Senado. Pode até adiar o evento diante da prisão do diretor geral do DER e de diretores da Econorte, no que pode ser o maior escândalo do atual governo.
  • – Governo diz que Econorte vai antecipar duplicação da BR-369. A obra em trecho entre Cornélio e Jataizinho será realizada em troca de a concessionária ser liberada de fazer contorno norte em Londrina. O governo do Estado anunciou na noite de ontem, por meio do site Agência Estadual de Notícias, que a concessionária de pedágio Econorte concordou em antecipar para o início do próximo semestre a duplicação de 32 quilômetros (km) da BR-369, entre Jataizinho, no Norte, e Cornélio Procópio, no Norte Pioneiro. A obra estava prevista para começar em 2021 e, em troca, o governador Beto Richa assumirá a responsabilidade pela construção do contorno norte em Londrina, entre a BR-369 e a PR-445.
“O presidente da Associação Comercial e Industrial de Londrina (Acil), Valter Orsi, também não tinha informações, mas arriscou afirmar que a medida seria política, para contribuir para a renovação antecipada do contrato com a concessionária, que vence no fim de 2021. “A empresa antecipa uma obra, ganha a simpatia da sociedade e abre-se uma porta para a renovação do contrato”. Folha de Londrina, 8/outubro/2015

Nenhum comentário: