20 de fevereiro de 2018

Golpe (mais um) na educação


A educação brasileira sofreu mais um duro golpe: o governo do TEMERário presidente Michel decretou o fim de um dos mais importantes programas que o MEC tinha de formação e qualificação de professores para a educação básica. O PIBID (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência ) deve ser extinto no mês que vem quando 70 mil alunos de 5 mil escolas perderão suas bolsas. São bolsas de apenas R$ 400 por mês mas que apesar do valor ínfimo ajuda bastante os estudantes que optaram por se qualificar para o nobre exercício do magistério.
O PIBID será substituído por um programa de residência pedagógica, que não garante qualquer ajuda aos futuros professores. No fundo no fundo, o que o governo predador do futuro quer é a precarização da docência e, claro, o sucateamento do ensino público. 

Nenhum comentário: