Pular para o conteúdo principal

Xiita da economia + xiita da política = desastre social




Paulo Nogueira Batista Jr. faz uma análise critica profunda à política econômica de Paulo Guedes, que se difere pouco de Bolsonaro, já que  ambos são dois lados da mesma moeda. Economista de renome internacional, Batista desmascara o posto Ipiranga e seu fundamentalismo econômico:

“O presidente Bolsonaro sofre rejeição e críticas crescentes. Curiosamente, a área econômica do seu governo nem tanto. Pode até escapar de um eventual naufrágio. Para alguns setores influentes (nem preciso dizer quem são), tudo se passa como se o ministro da Economia e sua equipe estivessem em uma esfera à parte e precisassem ser preservados de alguma maneira. Mas é uma ginástica e tanto. Bolsonaro e Guedes são dois lados da mesma moeda. 

A fragilidade da tentativa de separá-los salta aos olhos. Bolsonaro vem caprichando no esforço de desorganizar e desestabilizar o país, não há dúvida. Poucos se equiparam ao presidente em matéria de talento destrutivo. Como ignorar, entretanto, que ele conta com a sincera colaboração da sua equipe econômica? São muitas as contribuições do ministério da Economia ao rebaixamento do Brasil. Não só na área econômica doméstica, mas também – aspecto menos notado – na área internacional”.  https://www.brasil247.com/blog/paulo-guedes-coautor-do-desastre

Comentários

Carlos disse…
A situação degradante em que se encontra o Brasil, seja econômica, seja política, seja socialmente, não é consequência da pandemia nem em 10%. Essa desgraceira toda já tinha começado desde 2014, como mostram as análises da FGV, foi resultante dos boicotes ao governo Dilma e ao golpe em 2016, e dificilmente teria reversão. A eleição de Bolsonaro e o governo que ele montou só fez potencializar a catástrofe. E a pandemia só fez esconder um pouco os verdadeiros responsáveis por isso.
Rui disse…
A democracia não é causa, mas efeito, resultado. Ela é o mecanismo de ordenamento e funcionamento da coisa pública. A república pode funcionar bem sem democracia, como efetivamente funciona e funcionou muitas vezes em muitos países. A democracia é apenas uma boa e racional escolha da maioria das pessoas para regrar, gerir o funcionamento do estado. Está atualmente super estimada mais pela direita e pelo neoliberalismo econômico porque o governo bozo está atravancando o andamento das reformas de seus desejos, mas que prejudicam enormemente a população e os trabalhadores. Não se pode acreditar ingenuamente neste surto de "liberdade, direito e democracia" dos neoliberais, imprensa velha e políticos oportunistas que querem uma brechinha na discussão para subir numa caixa de sapatos e deitar falação. Direita e esquerda são mais do que mera filiação a partido político. É estado de alma, questão de personalidade. O que determina a direita são a aquisição, manutenção e ampliação dos privilégios. A direita é vertical. A esquerda se caracteriza pelos direitos humanos, igualdade de oportunidades, inclusão social. A esquerda é horizontal. Democracia é apenas um meio mas se transforma num fim enquanto convém aos abutres que temem perder a sua presa.
Anônimo disse…
Paulo Guedes é o que é: um incompetente que mente MUITO, como seu incompetente chefe, o Cachorro Louco.
Guedes, além de tudo de ruim, é também um emérito mentiroso.
Fica a pergunta: quem indicou o guedes para o dedo podre do bolsonaro?



Jorjão disse…
Nada é tão ruim que não possa piorar... e para os pobres de direita: pinto que acompanha pato morre afogado. Assim, continuamos na luta, por nós e por eles.

Postagens mais visitadas deste blog

Eudes venceu a Covid e está em casa. Parabéns, grande santista!

O Eudes Januário, ex-secretário municipal do Meio Ambiente (gestão Zé Cláudio/João Ivo) ficou 51 dias na UTI do Hospital Municipal com a Covid 19. Foi entubado e passou por momentos difíceis. Hoje de manhã ele recebeu alta e já está em casa com a família. Venceu o coronavírus, o grande santista Eudes.

Tal pai, tal filho?

Mera coincidência ?
--------- Um professor da UEM ia todo sábado pegar filmes em uma locadora da Avenida Morangueira. Certo dia, durante um período eleitoral, ele chegou no balcão e escolheu um monte de fitas. Quando o funcionário relacionava os filmes que seriam levados pelo professor para devolução na segunda-feira , chegou o dono da locadora, vestindo uma camiseta com a sigla PT em vermelho no peito. Enfurecido, o professor deixou as fitas no balcão, saiu bravo e mandou que cancelassem sua ficha que ali não voltaria mais. Acreditem, a história é verídica. Nome do professor: Dalto Moro (+), que aliás foi meu professor de Geografia no curso de Estudos Sociais na UEM. Dalto, muito bom na matéria que lecionava, diga-se de passagem, nutria um ódio inexplicável do PT e seu líder máximo. Aliás , o mesmo ódio que nutre seu filho Sérgio, que anos mais tarde acabou colocando Lula na cadeia.

A filósofa e psicanalista Viviane Mozé vê Bolsonaro como referência do mal pelos próximos 50 anos, pelo menos

“O coronavírus impossibilita que Bolsonaro continue escondendo os delitos cometidos por ele e sua família, de acordo com a psicanalista. "Eu não sei se ele se infectou ou não, mas a crise do coronavírus impossibilitou, felizmente, esse absurdo que se chama Bolsonaro. É um governo criminoso, é uma família criminosa, eles vão sair desse governo diretamente para a penitenciária por crime comum, não é por corrupção que eles serão presos, serão presos por assassinato. Eles estão envolvidos com coisas que todo mundo está cansado de saber, só que como eles estão no governo eles manipulam o sistema, então é muito dificíl prender, mas o coronavírus expôs uma face do Bolsonaro que realmente impossibilita qualquer coisa”, disse. Ela cravou que Bolsonaro será visto como referência do mal nos próximos anos e que ele impossibilitou uma eventual volta da extrema direita ao poder. “Um dirigente que põe o seu povo a se contaminar não só perderá seu espaço, ele vai ser referência do mal para o rest…