8 de setembro de 2016

Mais uma da "pinguela para o abismo"

Regressão aos direitos trabalhistas. Era isso que movia a mídia, o grande empresariado e boa parte de deputados e senadores que do povo só querem o voto. Ninguém estava preocupado com o combate à corrupção coisíssima nenhuma. E aquele exército de pessoas de bem, movido pela ingenuidade foi pras ruas de verde e amarelo gritar “fora Dilma!”, “”Lula na cadeia” e “o PT banido da política brasileira”. Enquanto isso, corruptos de vários outros partidos, como PSDB, PMDB e PP,voavam em céu de brigadeiro.
Está claro agora que o combate à corrupção era apenas pretexto para que se pudesse tramar o golpe com mais tranqüilidade, sem que a população se apercebesse da tramóia.  Michel Temer está mostrando a que veio. Até elevação da jornada de trabalho para 12 horas diárias está sento proposta, o que acaba legitimando aquela  afronta do presidente da CNI com sua proposta de 80 horas de trabalho por semana no Brasil.

Isso é apenas o começo, porque a retirada de direitos dos trabalhadores vem em cadeia, para delírio do patronato e desespero do que dependem única e exclusivamente da sua força de trabalho para sobreviver. Não pensem que haverá contemplação  no que diz respeito ao desmonte do estado social, não.Muito menos não contem com  bom  senso  do governo Temer, porque isso não existe. Lamento ter que repetir essa obviedade: os pobres que ainda celebravam o fato do Brasil sair do mapa da fome, têm agora razões de sobra para ficar com a pulga atrás da orelha. Como diria Zé de Tatainha: "a rapadura é doce mas não é mole e quebra os dentes se você mordê-la ao invés de chupá-la".

E assim, Temer vai construindo o que ele chamou de "Ponte para o Futuro", mas que todo mundo sabe que não passa de uma pinguela para o abismo.

Nenhum comentário: