9 de maio de 2017

Mais de 50 mil pessoas nas ruas de Curitiba para apoiar Lula


 A juíza Diele Denardin Ziked proibiu a montagem de estruturas que possibilitem a aglomeração de populares nas proximidades da Justiça Federal em Curitiba. O objetivo é inibir os apoiadores de Lula , que prometem ocupar ruas da capital amanhã, quando Lula deve prestar depoimento ao juiz Sérgio Moro.
A orientação é que não haja manifestações populares a favor do ex-presidente na capital do Paraná. Mas isso é quase impossível, já que centenas de ônibus lotados estão indo do interior para a capital, fora a mobilização que está ocorrendo lá mesmo em Curitiba.
Inicialmente o depoimento estava marcado para o dia 3 de maio mas foi adiado a pedido da Polícia Federal e Ministério Público, para que as forças de segurança tivessem mais tempo para se organizar e evitar conflitos. Mas agora é a defesa de Lula que pede novo adiamento, com o argumento de que pelo menos 100 mil paginas de documentos foram agregados ao processo em cima da hoje e os advogados não teriam tempo de ler tudo. A decisão se adia ou não caberá ao Tribunal Regional |Federal (4ª. Região|), com sede em Porto Alegre. Portanto, é possível que um novo adiamento ocorra ainda hoje.

Seja como for, as caravanas já estão montadas em várias cidades do interior e devem partir hoje à noite para Curitiba, caso a audiência seja mantida. Mesmo que amanheça com baixas temperaturas, Curitiba poderá ter clima quente nessa quarta-feira, 10.

Nenhum comentário: