15 de março de 2014

Quem tem medo de Requião?

Ontem em Curitiba Lula reclamou da ausência do Requião em seu palanque de 2006, lá se vão  8 naos. Requião devolveu a queixa, dizendo que Lula o fez perder uma eleição quase ganha para Lerner em 98. Queixa vai, queixa vem e o senador detona o PT, que "trata seus aliados como vira-latas". Tudo começou porque o ex-presidente encheu a bola de Osmar Dias, que quer ver como vice de Dilma, sem nenhum reconhecimento a Requião, contra quem só fez cobranças.
Não é briga, mas tapas de amor, porque pessoalmente Lula gosta de Requião e Requião, de Lula, apesar da degustação que esse fez de um caroço de mamona no Planalto quando Lula mal chegava ao poder. Isso tudo tem um horizonte, que é outubro próximo. Lula diz a Requião por linhas transversas , que o jogo será jogado por cima, com a cúpula nacional para que o PMDB paranaense se quede e vá de Gleisi. Requião, que não é bobo nem nada, percebeu isso e, dando no cravo e na ferradura, informa que está em campanha para tentar o quarto mandato  de governador.
A candidatura de Requião faz o PT tremer, porque ela garante o segundo turno mas não garante qual dos dois - se ele ou Gleisi,  vai com Beto para a disputa final. Isso apavora o PT, enquanto do lado tucano, Beto torce para não ter Requião pela frente em nenhum momento, porque sabe em que mato estará lenhando. Sinceridade: a presença de Requião na disputa tornaria a eleição de governador bem mais interessante.  A musiquinha "Me chama que eu vou" já está martelando na cabeça de muita gente.

Nenhum comentário: