3 de junho de 2016

Abreviando o fim da sua carreira política




"São mesmo implacáveis os desígnios da política. Em outubro de 2014, seria internado como louco alguém que se arriscasse a prever a hipótese de que, em menos de dois anos, aquele Aécio que roçou a cadeira de presidente da República viraria um suspeito de corrupção e apoiador de um governo chefiado por Michel Temer, cercado de Lava Jato por todos os lados", diz o colunista Josias de Souza, que afirma ainda que o político mineiro pode ser eletrocutado em alguma linha de transmissão de Furnas
.Josias de Souza (UOL)

Nenhum comentário: