17 de novembro de 2016

O denunciado puniu o denunciante


     . Com informações de Fábio Silveira, da Gazeta do Povo.
“O advogado Eduardo Duarte Ferreira, que defende o auditor Luiz Antonio de Souza –  o primeiro a  colaborar com as investigações da Operação Publicano, foi também o primeiro  servidor da Recita Estadual a perder o cargo –  vai à Justiça para recorrer da decisão. Além de alegar que “não foi concedido direito de defesa” ao seu cliente, Ferreira afirma que há também o fato de o ato de exoneração ter sido assinado pelo governador Beto Richa. “O Luiz Antônio foi julgado pela pessoa que ele acusou, no caso o governador”, afirmou o advogado.

O auditor denunciou que o  dinheiro de propina arrecadado pelos auditores de Londrina foi injetado na campanha do tucano à reeleição, em 2014.

Nenhum comentário: