9 de outubro de 2017

Tá russo


O fim das coligações nas proporcionais só  deverá ocorrer a partir de 2020. Para o ano que vem os partidos ainda deverão se coligar, atrelando a disputa por cadeiras nas assembleias legislativas e  Câmara Federal às candidaturas de governador.
No Paraná, segundo análise do blogueiro Esmael Morais , um dos partidos que mais deverá ter problemas para manter sua bancada em Brasília é o PT, que  mantém hoje  na Câmara Federal os deputados Ênio Verri e Zéca Dirceu.

As perspectivas não são boas, porque além da possibilidade de conquistar apenas uma vaga, Ênio e Zeca ainda deverão ter a concorrência da atual senadora Gleisi Hofmann, com chances reduzidíssimas de voltar ao Senado.

Dentro do próprio Partido dos Trabalhadores, segundo Esmael, já se convencionou chamar o trio de “Grupo da Morte”. Dois deles poderão dançar. Mas há uma saída: seria o PT fazer uma aliança com Requião (PMDB) , que deve disputar  novamente a sucessão estadual. Tendo um bom puxador de votos na majoritária, o PT poderia almejar , pelo menos, a  manutenção das duas cadeiras que ostenta hoje. Nesse caso, as chances maiores seriam de Gleisi e Ênio.  Zéca Dirceu, por conta da situação jurídica do pai, está mais queimado do que pão francês de padeiro distraído.


Nenhum comentário: