11 de janeiro de 2013

Vem aí Serra, "O homem marcado para perder"

José Serra está deixando o ninho tucano, porque ele não quer mais o PSDB e nem o PSDB o quer. Vai pra onde? O DEM do Kassab o rejeita, parte do PPS o aceita e parte não quer vê-lo nem pintado de ouro. O destino dele deve ser um partido novo, que estaria articulando com o sempre politicamente inexpressivo Paulinho da Força. Mas, escrevam aí: num partido ou noutro, Serra será novamente candidato a presidente.


Teremos, então, três candidaturas fortes (apesar de tudo Serra ainda tem um grande eleitorado), o que significa que teremos segundo turno em 2014.

O outro candidato é o maior adversário interno de Serra, que preterido nas eleições de 2010, não abre mão de disputar em 14. Ele mesmo, Aécio Neves, que já declarou várias vezes pretender levar o PSDB para o centro-esquerda. Dilma, candidata à reeleição terá que trabalhar muito para continuar no Palácio do Planalto, posto que ela não é um Lula em termos de voto, por maior que seja a aceitação do seu governo.

Vai ficar interessante o debate político ano que vem. Aécio pousando de centro-esquerda; Serra, potencializando o discurso de centro-direita e Dilma no meio, com o discurso rosa – choque do PT e se contrapondo ao esquerdismo falso de Neves.

É na onda dessa confusão ideológica que Serra pretende surfar e tentar , pela terceira vez, chegar aonde nunca chegará, posto que já está pronto para ser rodado o filme “O homem marcado para perder”.



Nenhum comentário: