4 de dezembro de 2014

Parcialidade verrgonhosa


Empreiteiras ligadas ao esquema de corrupção esmiuçado pela Operação Lava Jato doaram dinheiro (e não foi pouco) ao PT nas campanhas de 2010 e 2014, certo? Absolutamente certo. Empresas igualmente envolvidas até a medula  na Lava Jato doaram dinheiro (e muito dinheiro) às campanhas do PSDB de 2010 e 1014, certo? Absolutamente certo. A maioria dos partidos recebeu doações de várias origens, inclusive de empreiteiras ora acusadas de corromper agentes públicos. Então, meu compadre, há que se investigar todos os partidos beneficiados, todas as candidaturas a presidente irrigadas com as tais doações. O que parece estranho é que a grande mídia elegeram o PT como o único que recebeu grana de fontes suspeitas. O próprio PSDB de Aécio, cujo santo é de barro, tem acelerado o passo na condução do andor.
O esquema parece claro: implicar Dilma Rousseff e a partir daí, dar um empurrão no processo de impeachment da presidente, legitimamente eleita em 2010 e reeleita em 2014. A divulgação do escândalo da  Petrobras é meio seletiva e está claramente destinada a atingir o adversário comum , que é o PT e proteger os aliados do chamado PIG.  Só lembrando, a propósito, que seis construtoras ligadas à Operação Lava Jato e que realizaram obras nos últimos governos tucanos de Minas (Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, OAS, Odebrecht e Queiroz Galvão) doaram R# 34,17 milhões à campanha de Aécio Neves. É ou não é vergonhoso esse comportamento parcial da grande imprensa?



Nenhum comentário: