25 de outubro de 2016

Aleluia, fui pesquisado!



Fui pesquisado hoje pela primeira vez na vida. Nunca um instituto de pesquisa me abordou em período eleitoral. Mas hoje foi um grande dia pra mim. Estava eu na casa de uma cunhada no Jardim Industrial quando ao sair, me parou uma moça com uma prancheta e o crachá do Data Vox.
Ela fez inicialmente as perguntas de praxe: idade, faixa de renda, nível de instrução, essas coisas. Em seguida perguntou em quem eu votava nesse segundo turno."Voto no 12", disse. Meio incomodada, talvez porque parecia ser sua chefe que estava por perto, ela insistiu: "O senhor admitiria votar no 11?". Eu disse: "Em hipótese nenhuma". Recorrendo a uma lista de perguntas, emendou essa: "O que o senhor achou das duas administrações do Silvio, foram boas?". Respondi que não. Percebi que a jovem estava incomodada com as respostas. Mas continuava forçando a barra para eu responder alguma coisa positiva sobre o candidato da coligação A Mudança que Dá Certo .
Ao final, ela quis saber meu nome, meu endereço e meu telefone. "Sem problemas, dou meu primeiro nome e o telefone, pode ser?" , indaguei. Ela então anotou e seguiu seu caminho se desculpando: "Olha, senhor, eu estou fazendo as perguntas que me mandaram fazer, estou nada mais nada menos do que fazendo meu trabalho, ganhando meu dinheiro". Eu também me desculpei com ela pela minha sinceridade que a desapontara e desejei-lhe um bom trabalho.

Nenhum comentário: