28 de dezembro de 2010

Trânsito violento e multas a torto e a direito

Informou hoje em reportagem a PCTV TV que Maringá é campeã estadual de acidentes fatais. Só neste ano, 100 pessoas morreram no perímetro urbano , vítimas de acidentes. No quesito violência no trânsito estamos à frente de Londrina e Curitiba.
O problema é que a frota de veículos aqui, cresce na mesma proporção da imprudência de motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres, Sem contar que Maringá é também campeã de multas. Aqui se multa a torto e a direito, mas atuação pedagógica da Setran, necas de pitibiriba.

Um comentário:

Anônimo disse...

Caro Messias,
Me permita discordar deste seu comentário, que como sempre acontece, imputa a maior parcela de culpa das mortes no trânsito ao motorista, que é o mesmo dos anos anteriores. O que mudou de 2009 para 2010, para aumentar em mais de 50% os mortos no trânsito? Eu entendo que a implantação do sistema binário tinha um objetivo que, em parte, foi atingido. Que era o fluxo dos veículos. Hoje o trânsito de Maringá está muito mais rápido e isto se irradiou para toda cidade. Logo, a consequência foi o aumento de acidentes e mortes. No geral, quem foram os favorecidos com as mudanças? Quem anda de carro. E, quem morre no trânsito? Pedestre e motoqueiro. E aí, algumas coisas se explicam.
Em 18/12 último tive um artigo publicado no O Diário.
Celso - Observatório das Metrópoles UEM.