6 de outubro de 2011

Eles encararam a morte com muita coragem

O mundo inteiro está a lamentar hoje a morte de Steve Jobs, o gênio da informática que não tinha diploma superior e só falava uma língua. Vítima de um câncer no pâncreas, o criador da Apple vinha há muito fazendo aquilo que o oncologista brasileiro Ricardo Caponero recomendava a todos os seus pacientes : "arrumem as malas e siga vivendo sem se desesperar, que terás uma morde sem traumas e sem grandes sofrimentos".
No Brasil, temos exemplos de pessoas que se foram, vítimas de doenças terminais, mas preparadas para viver a vida até o fim. Exemplos nacionais: Betinho e Darcy Ribeiro. Exemplo local: o cartunista Luckas.

Um comentário:

Guilherme M. disse...

O mineiro Zé de Alencar é outro bom exemplo.