11 de maio de 2012

Não está nos salários o verdadeiro X da questão

De nada adiantaram os protestos da sociedade. A Câmara Municipal de Maringá manteve em R$ 12 mil o salário dos vereadores a serem eleitos no próximo mês de outubro. O sucessor de Silvio Barros II ganhará R$ 25 mil. Sabe o que eu acho? Isso não é o mais relevante. Os vereadores têm que ser avaliados pelo que fazem e não pelo salário que recebem, embora seja mesmo uma imoralidade jogarem nas nuvens os próprios ganhos. Tem vereador que merece cada centavo e tem vereador que pagando para exercer o mandato ainda sai caro para a cidade. O importante agora não é a grita contra os salários, nem dos vereadores, nem dos secretários municipais, nem do prefeito e nem do vice. O que esses grupos que se mobilizaram pela redução precisam fazer é uma campanha de esclarecimento a favor da melhor qualificação da próxima legislatura. Essa, cá pra nós, é a pior que Maringá já teve. Ressalte-se, a bem da verdade, que no quadro atual de vereadores existem exceções, mas pouquíssimas.

Nenhum comentário: