1 de maio de 2012

Os segredos da Vila

"Já é tradição, vem antes de Pelé. Quais serão os mistérios que envolvem o Santos na arte de revelar seus meninos atacantes, dribladores e artilheiros, de geração em geração? Pode ser pela magia das praias, onde eles vão para se divertir e acabam sendo descobertos, enquanto nas austeras cidades grandes os campos de várzea deram lugar à explosão imobiliária, pode ser. Mas pode ser também pela coragem de lançar esses garotos, seja lá qual for a idade: Pelé tinha 15 anos quando chegou de Bauru, aos 16 já estava na Seleção Brasileira: Coutinho tinha 15 anos quando estreou pelo Santos, Edu apenas 16 quando esteve na Copa do Mundo da Inglaterra... Ah, coisa antiga? E Robinho, como era fininho quando pedalou e pedalou diante do indefeso Rogério, assim como este genial Neymar era chamado de “filé de borboleta” quando começou a infernizar as defesas inimigas coma camisa do Santos. O Santos não esperou que eles se formassem gladiadores nem tinha vergonha de seu físico infantil. E os outros ficam aí, a bater palmas e a se perguntarem por que. Não seria melhor montarem uma rede de olheiros? Sairia mais barato do que investir em jogadores truculentos e medianos, pois que talento, pelo que me consta, não se constrói nas máquinas e aparelhos de musculação". . Blog do Avallone

Nenhum comentário: