Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2019

"O Brasil flerta com o autoritarismo"

Não dou importância a troféus de melhores do ano que as redes de TV (Silvio Santos e Globo principalmente) costumam dar para os seus destaques. Mas a entrega do troféu do Faustão à apresentadora negra Maju Coutinho foi interessante, na medida em que ela fez um discurso bem apropriado para o cenário político. Ela reputou de grande importância o premio para uma jornalista negra num momento em que o Brasil flerta com o autoritarismo, com a discriminação racial e com a censura. Em nenhum momento ela citou o presidente Bolsonaro mas por meio das redes sociais o bolsonarismo vestiu a carapuça.

A pergunta que não quer calar

Quem está bancando os outdoors de louvação à figura de Sérgio Moto em todo o país?

É Fantástico! Será?

A grande expectativa de hoje é saber se a Globo vai soltar no Fantástico uma matéria que teria na ponta da agulha, com novidades bombásticas sobre o caso Mariele. O pavor do clã Bolsonaro é enorme.

Médicos brasileiros não gostam de atender pobre

Pesquisa da USP mostra que médicos brasileiros não querem trabalhar com pobres. Dados de uma pesquisa com 4.601 graduados entre 2014 e 2015 mostram que só 3,7%aceitam trabalharnas unidades básicas de saúde. Vamos lembrar que os médicos cubanos que a ex-presidente Dilma trouxe ao Brasil, se dedicavamapaixonadamente à medicina preventiva, inclusive atuando nos rincões mais pobres. Bolsonaro rompeu com o convênio e mandou os cubanos embora. Médicos brasileiros no Mais Médicos mas sempre deixaram claro desde sempre que não gostariam de atuar como generalistas, ou seja, clínicos gerais. Muito menos aceitas atuar no programa Médico da Família. O que os médicos formados agora nas universidades brasileiras querem é a especialização. Fugindo das UBSs eles escapam do atendimento à pobreza, onde terão que atenderbem sem olhar a quem.

A colheita maldita!

Um país que menosprezou a Educação. E não faltaram alertas de Anísio Teixeira, de Darcy Ribeiro. Uma classe média que se pensa elite. Que despreza o pobre e o negro. Um povo que se orgulha da ignorância. E que com o bolso cheio celebra a meritocracia. Com o bolso vazio, culpa o Estado.
Um povo que, na falta de perspectivas, é presa fácil de falsos profetas. E se transformam em pentecostais a atacar religiões diferentes. Ou católicos de arminhas ressentidas.
A colheita maldita disso tudo está aí: o fascismo a prosperar em nosso caos civilizatório. Quer maior símbolo disso tudo que essa foto? . Do jornalista José Maschio, meu amigo Ganchão. Parte superior do formulário Parte inferior do formulário

Weintraub na frigideira

O ministro da deseducação Abraham Weintraub vai cair não porque ele é péssimo. Vai cair porque bateu de frente com Paulo Guedes, por quem é mal visto. Nada a ver (ou tudo a ver?) , mas o fato é que Paulo é irmão de Elisabeth Guedes, presidente da Associação Nacional de Universidades Privadas. Entenderam?

Bolsonaro bem que podia dormir sem mais essa

O físico brasileiro Ricardo Galvão, internacionalmente conhecido, acaba de ser  premiado como um dos dez melhores cientistas do mundo no ano de 2019. Se você se lembra, Galvão é aquele brasileiro que revelou a realidade sobre a devastação da Amazônia enquanto presidente do INPE. Por causa disso foi demitido por Jair Bolsonaro. Ou seja, ele revelou que a febre estava alta e com raiva, o presidente quebrou o termômetro.

Lawfare pode, Arnaldo?

Gostar ou odiar torna o juiz eticamente impedido de julgar o processo do réu . Quando para o magistrado o processo tem capa, significa que a condenação caracteriza a prática de Lawfare (usar a lei para condenar adversário político). Sendo assim, o correto seria a anulação da sentença. Então por que, apesar de todas as provas da existência de Lawfare a sentença do juiz moro no caso do triplex não foi anulada?

A economia brasileira está voando baixo

Cartas que abalam ainda mais o prestígio da Lava-Jato

Cartas da Petrobras a funcionários perseguidos mostra que a Lava Jato fez mais mal do que bem ao país.
---------------------- O jornal O Globo publica notícia sobre as duas mil cartas que a diretoria da Petrobras enviará a servidores investigados pela Lava Jato e que foram vítimas de acusações levianas, durante a histeria coletiva que os comandados de Sérgio Moro provocaram no país, a pretexto de combater a corrupção. A operação cometeu muitos exageros, levou inocentes à execração pública (tanto que agora a Petrobras se desculpa com seus funcionários perseguidos pela República de Curitiba) e para piorar, quebrou (literalmente) a indústria pesada da construção civil, desempregando mais de 300 mil trabalhadores. Tudo bem que recuperou muito dinheiro, mas os prejuízos foram bem maiores do que possa imaginar sua vã filosofia moralista. Ninguém é a favor da corrupção, mas o que a Lava Jato fez não foi apenas combater a corrupção, se corrompeu também e cometeu mais injustiça do que fez justiça…

Isso tudo acontecendo e vocês na praça dando milho aos pombos?

É impensável que alguém que foi por 28 anos um deputado medíocre melhore e de uma hora pra outra se transforme de defensor encarniçado da ditadura em democrata. Não nos iludamos: enquanto estiver na presidência Bolsonaro vai tentar dar um golpe na democracia. A oposição está nas cordas, a grande mídia, sempre refém das verbas públicas briga com os fatos e entidades historicamente de luta, se encolhem e sussurram insatisfação invés de gritar. Nessa hora é que me pergunto: por onde andam a OAB, a CNBB, a ABI? Cadê o Poder Judiciário? Onde se escondem as bancadas de oposição na Câmara e no Senado?


Mais que reflexão, um sinal de alerta

Mata-se o bom senso. A honestidade intelectual. A metralhadora ideológica é certeira. Mutila mais que a bomba atômica. Amputa gerações e capítulos da história. A caneta legislativa é implacável. Bons argumentos deixam apenas a guerra mais “sangrenta”. Qualquer absurdo sempre será justificado. Em nome de algo maior, que ninguém sabe muito bem o que é. Se estão fazendo, estão certos. Não há contraditório. Que se dane a ampla defesa. O atual governo é um choque cultural. A meu ver negativo, violento e perigoso. Útil apenas como um divisor de águas e para o autoconhecimento como nação. . Revista Carta Capital

A cultura do gatilho e a indústria da morte

Com a devida vênia e o antecipado pedido de desculpas pelo trocadilho infame, o comércio de armas disparou.E por que isso? Naturalmente porque há incentivo do governo, que criminaliza a arte e a literatura , mas em contrapartida, faz do gatilho uma sádica diversão.

"DIAS APÓS TOMAR POSSE como presidente da República, Jair Bolsonaro assinou o primeiro dos sete decretos sobre armas que ele editaria este ano. Quando canetou o decreto 9.685, Bolsonaro estava cercado de eufóricos parlamentares favoráveis à medida fazendo arminha. Mas há gente ainda mais sorridente: importadores de armas estão rindo como nunca antes na história desse país. com o decreto que flexibiliza a posse e a fissura no monopólio da Taurus, denunciada pelo Ministério Público por venda de armas com defeito, o número explodiu. Um relatório obtido pelo Intercept, feito com base em dados de importação de armamentos do Ministério da Economia, Comércio Exterior e Serviços, mostrou que o número de armas importadas aumentou…

O que já vimos até agora é o suficiente para não termos ilusão

Pelas pesquisas de opinião, há um brasileiro em cada dez que aplaude o governo Bolsonaro. Mesmo assim há que se perguntar, como faz o cientista político Marcos Coimbra, dono do Instituto Vox Populi :” Que cabeça é essa, de quem aceita os despropósitos que estão sendo cometidos na educação, no meio ambiente e na cultura, por exemplo? O que pensa quem não se envergonha com os fiascos e as declarações estapafúrdias do capitão?”  No tocante à segurança pública, pedra de toque do discurso belicista do “mito”, Coimbra observa: “ Bolsonaro e sua turma engrossam a voz e fazem arminha, mas não têm a menor capacidade ou vontade de enfrentar a criminalidade. Só o que podem exibir são fotos de pistolas na cintura e a imagem desbotada de um ex-juiz que alguns acham respeitável”. 

O que mais cresceu sob Bolsonaro foi a indústria da morte

. The Intercept Brasil:



"DIAS APÓS TOMAR POSSE como presidente da República, Jair Bolsonaro assinou o primeiro dos sete decretos sobre armas que ele editaria este ano. Quando canetou o decreto 9.685, Bolsonaro estava cercado de eufóricos parlamentares favoráveis à medida fazendo arminha. Mas há gente ainda mais sorridente: importadores de armas estão rindo como nunca antes na história desse país. O aumento começou já em 2018 – ano da campanha eleitoral inflamada pelo discurso pró-armas. Neste ano, porém, com o decreto que flexibiliza a posse e a fissura no monopólio da Taurus, denunciada pelo Ministério Público por venda de armas com defeito, o número explodiu. Um relatório obtido pelo Intercept, feito com base em dados de importação de armamentos do Ministério da Economia, Comércio Exterior e Serviços, mostrou que o número de armas importadas aumentou 1.473% este ano em comparação com 2016. Naquele ano, 2.390 armas foram importadas. Só em 2019 o número subiu para 37.589.

Trump dá um pé na bunda de Bolsonaro e o Brasil apega-se à China

Bolsonaro decidiu dispensar os americanos de visto sem pedir contrapartida; elevou de 600 milhões de litros para 750 milhões a cota de etanol importada dos EUA sem tarifa; transformou parte da Base de Alcântara, que será usada pelos americanos, numa espécie de base militar, uma vez que os brasileiros não terão acesso a parte do complexo; ficou a um passo de entrar na loucura de Trump, que achou que era a hora de derrubar Maduro América acima de tudo, e Trump acima da América. Ele está falando a Estados que competem com o agronegócio brasileiro e já está no modo "reeleição". Pois é… Se as ameaças se cumprirem, o Brasil se torna ainda mais dependente da China, que era o reino do mal a ser combatido, lembram-se?”, . Reinaldo Azevedo , na Folha

Cadê o Procon?

"Passei por Campo Mourão neste domingo. Encontrei etanol a R$ 2,88 (posto de bandeira). Em Maringá, o valor mais baixo praticado na bomba de combustível é R$ 3,23. Curioso, né?".

. Ronaldo Nezo , jornalista e professor

Fundamentalismo calibre 38

O estado é laico mas sob o governo Bolsonaro lideranças evangélicas mandam e desmandam, usando a Bíblia para justificar sandices como criminalizar a cultura e satanizar adversários políticos. Enquanto isso, o país perde prestígio no cenário internacional e chega a virar motivo de preocupação e chacota quando o assunto é meio-ambiente. Este cenário não tem precedente na história. A radicalização pela via religiosa aconteceu lá atrás com a TFP de Plínio Salgado e Plinio Correa de Oliveira, os agentes da profilaxia moral.
Hoje , o governo está cheio de ministros que se enxergam agentes da inspiração divina, nomeados para conter a libidinagem propagada pelas manifestações culturais, do cinema ao fank. Agora, o novo presidente da Funart coloca sua pitada de ignorância na narrativa, dizendo que as raízes do mal foram sepultadas na terra fofa do chão nos anos 50 e 60 por entidades satânicas como Elvis Presley e Beatles.
O discurso falso-moralista do governo Bolsonaro está sendo introjetado em …

É aí que mora o perigo

Bolsonaro vê inimigo imaginário em tudo que é canto. Por isso, trava uma briga diária com o bom senso, expondo o Brasil ao ridículo e ao perigo constante. Seu sonho de tornar o país em uma nova ditadura tem seguidores e não são poucos.

Água mole em pedra dura...

Bolsonaro boicota a Globo e a Folha; Crivela boicota O Globo. A gravidade disso está no fatio de que os ataques não são aos veículos apenas, é uma tentativa clara de acabar com a liberdade de imprensa e uma investida furiosa contra a democracia. Por enquanto são apenas espasmos de sandices de um presidente da república que sonha com o golpe e aposta na teoria da "da água mole em pedra dura, tanto bate até que fura". Causa perplexidade a maneira tímida como a oposição reage, a cumplicidade da mídia tradicional, inclusive da própria Globo que apanha mas prefere não se afastar muito das verbas publicitárias . Causa espanto a contemplação sem reação de instituições respeitáveis como OAB, ABI, CNBB e os próprios poderes Legislativo e Judiciário. Não é possível que a democracia brasileira, que ainda parece sólida, vá se alquebrar diante de um protótipo de Hitler.

A chapa do clã volta a esquentar

O STF derrubou a decisão do presidente da corte, Dias Tófoli, que havia paralisado  investigações com base em dados do Coaf (hoje UIF). Depois de ser recebido em um jantar íntimo pelo presidente da república o presidente do Supremo mandou suspender toda e qualquer investigação  feita com base em dados do Coaf e sem ordem da  justiça , o que beneficiou diretamente o senador Flávio Bolsonaro. 
Para blindar o filho, o presidente Jair Bolsonaro moveu céus e terras, inclusive desmontando o Coaf, que saiu do Ministério da Justiça e foi para o Banco Central com o nome de UIF). Mas não adiantou. Agora , sem a capa protetora de Tófoli, as investigações devem voltar, o Queiroz vai estar novamente na vitrine e a chapa do clã, que já enfrenta o desconforto do caso Mariele, deve esquentar ainda mais.

De onde vem este ser chamado Paulo Guedes?

Paulo Guedes foi diretor de orçamento do governo Pinochet. Pra quem não sabe, Augusto Pinochet foi um dos mais sanguinários generais presidentes do continente sul-americano. No seu período de governo, ele mandou matar mais de 50 mil chilenos que dele discordava. Entre suas vítimas estava o grande cantor e compositor Victor Jara, que segundo noticiou-se na época, foi torturado e teve as mãos cortadas. Em tempo: Pinochet foi o presidente mais corrupto da história do Chile. ,

O pesidente quer ver sangue

O uso da GLO (Garantias da Lei e da Ordem) já é prevista na Constituição. Aos estados cabe a responsabilidade pela desocupação, via judicial, de áreas invadidas. Normalmente os governadores procuram esgotar as vias da negociação para só então agir. Tal prudência tem evitado banhos de sangue no campo, se bem que volta e meia um agente público ou outro acaba metendo os pés pelas mãos. Agora, o presidente Bolsonaro quer usar a GLO para aterrorizar os movimentos sociais, sobretudo o MST. Ele quer jogar as forças federais em cima de trabalhadores e assim promover os massacres que tanto lhe satisfazem. Quem duvida dos orgasmos que Bolsonaro tem com o fuzilamento de trabalhadores sem terra e sem teto, basta procurar no Youtube para ver, em vídeo, o prazer com que ele fala em condecorar os PMs que  há mais de 20 anos provocaram o massacre de 120 trabalhadores sem terra acampados na Curva do S em Eldorado dos Carajás. Se você não se lembra ou se não tem maiores informações sobre aquele fuzilamen…

Como romper esta bolha?

O  estilista Ronaldo Fraga postou em suas redes sociais um alerta que precisa ser levado a sério . Ele fala da existência de um processo de lavagem cerebral que uma central de fake News anda fazendo, inclusive aprisionando milhões de brasileiros numa estapafúrdia bolha ideológica . Diz ele:
“Se alguém tem uma vaga esperança de que o povo brasileiro esteja despertando para quem é Bolsonaro, sugiro muito sair de nossas bolhas e ir ver o que a massa, o povão, anda compartilhando, assistindo e divulgando lá fora. O povo segue sendo bombardeado por Fake News num ritmo nunca visto. Tem vídeo, editado e manipulado, de Cabo Daciolo dando esporro em Boulos. Tem vídeo da Mariele (com velocamisa Lula Livre. Tem vídeo de “navio venezuelano jogando petróleo no mar do Nordeste”. Na verdade é um navio português fazendo a dragagem de areia em um canal de Matosinhos. Tem de tudo o que você possa imaginar. O que me agonia é saber que de nossos trocentos zilhões de posts, nada chega ao povo. Os algoritmos …

"Se vão dólares,cérebros qualificados e o respeito”

Nos últimos doze meses, o Brasil registrou o maior volume de saída da moeda americana em 20 anos. De acordo com o Banco Central, o saldo negativo é de US$ 32 bilhões. Para que se possa encontrar um momento pior, só mesmo em agosto de 1999, quando os mercados emergentes derretiam diante de mais uma crise internacional. Se por nove semanas o país vive uma fuga constante da moeda americana, nada se compara à debandada de um ativo ainda mais precioso e sem o qual nenhuma sociedade democrática pode prosperar: o respeito
. Jamil Chade (no UOL)

O governo não taxa as grandes fortunas, taxa a pobreza

MP 905/2019 desobriga o empresário que contratar jovens da contribuição previdenciária. É uma desoneração que estimula a troca do empregado que já está, com encargos e salários melhores, por novatos, que custarão bem mais barato. Ou seja, empregará de um lado e desempregará do outro. Além de tudo, descontará INSS do seguro desemprego. Assim, o Brasil torna-se o primeiro país do mundo que, invés de taxar as grandes fortunas, taxa a pobreza.

Weintraub é a perfeita tradução do governo Bolsonaro

Ignorância, despreparo e método se somam para destruir instituições KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA O ministro da Educação, Abraham Weintraub, já deu prova do despreparo e incapacidade para a função que ocupa. É mal-educado no trato pessoal, fala português de modo pobre para um titular da pasta da Educação e virou um valentão de rede social disposto a ofender quem o critica, sendo particularmente agressivo com mulheres. A misoginia é uma marca do governo Bolsonaro. Weintraub está no batalhão de frente do ódio às mulheres. Ao comentar os exames do Enem, comportou-se de forma autoritária e infantil ao falar com repórteres. Exibiu sua imensa ignorância histórica ao falar da Proclamação da República no feriado de 15 de Novembro. Num governo normal, já teria sido demitido do ministério. Mas Weintraub é a perfeita tradução da gestão Bolsonaro. Quem paga o pato é o Brasil, que passa por um retrocesso muito grande. Infelizmente, não há possibilidade de arrefecimento das forças do atraso. Bolsonaro e …

O Brasil navega na onda da insanidade

Jurista adverte para a tragédia que nos espera, se ninguém fizer nada para frear o festival de sandices do governo Bolsonaro:  ---------------- “Chega a ser assustador a resignação de pessoas normais ante a iniquidade, a desumanidade e a sandice que predomina o discurso do governo Bolsonaro que, definitivamente , atingiu um nível inimaginável de irracionalidade” Os Bolsonaros e os integrantes de seu governo podem fazer o que quiserem, podem até aparecer em vídeos ou áudios comprometedores e antagônicos com a pauta de valores dos bolsonaristas, podem destruir o futuro do país, podem insultar, podem ridicularizar a república, podem tudo. São tão inimputáveis quanto os eleitores do Bolsonaro. Até quando?”
. Do jurista Wilson Ramos Filho sobre o colapso político que bloqueia até o debate público no país

A surtada de um grande imbecil

Carlos Bolsonaro foi a uma livraria na Barra e se deparou com um grupo discutindo a Revolução Russa. 


   .  Deu na coluna de Ascânio Seleme no Globo  "Ao ver aquela turma falando de Lenin, Trótski e Marx, o vereador procurou um funcionário da livraria e perguntou: “Desde quando vocês dão aula de comunismo aqui?”.
O funcionário disse que não era aula de comunismo mas uma etapa de um ciclo de estudos sobre as grandes revoluções da história. Insatisfeito, o Zero Dois circulou, contou o número de presentes, e dirigiu-se ao segurança da livraria. Talvez achando que o uniforme os aproximava, perguntou a ele sobre a aula de comunismo. O segurança, educado, respondeu: “Não se trata de aula de comunismo, senhor, mas de um debate sobre revoluções”. Pois é.



O discurso do presidente incentiva o preconceito social

“É o PT quem gosta de pobre”, “Pobre é título de eleitor numa mão e o diploma de burro na outra”. São frases de Jair Messias Bolsonaro, hoje presidente da república. É uma narrativa perigosa, porque vindo de quem tem a responsabilidade de administrar o país, acaba botando pilha no preconceito social, que leva o Brasil a conviver com cenas como aquela dos moradores de rua envenenados no centro de São Paulo. Um sobrevivente disse à Polícia que pediu dinheiro num semáforo da região da Cracolândia a ao motorista de um carrão de luxo, quando este lhe disse que não tinha trocada, mas lhedeu uma garrafa de pinga. Ele e outros colegas de infortúnio tomaram a bebida. O resultado foi este aí da foto.

De Ciro Gomes:

A luta política, por mais exacerbados que sejam os discursos, se dá no terreno das ideias. Colocar Deus nesse embate é blasfêmia.

Obrigado presidente, por nos presentear com esse notável Chicago boy

A mídia tradicional, principalmente a Globo, abraçou a política econômica de Paulo Guedes, embora bata, por razões óbvias em Bolsonaro. As medidas restritivas de direitos trabalhistas vai dar o start no milagre da recuperação do emprego, embora esteja muito claro que o plano de desonerar a folha para contratações de jovens tem no horizonte empresarial a perspectiva de trocar empregados de maiores salários por novos de salários aviltantes. Se o empregado vai trabalhar domingo, isso faz parte e não é desumano, porque afinal de contas ele vai poder folgar um dia no meio da semana. Então, não se preocupe, porque o trabalhador que perder o emprego para que o patrão possa empregar três ou quatro com o mesmo salários , deve dar graças por estar contribuindo pela abertura de novas vagas.
Ele sacrifica seu emprego formal mas possibilita que dois ou três ocupem seu lugar. Qual o problema se ele vai ficar sem trabalho com carteira assinada? Nenhum. Afinal, o MEI está aí para redimir dos pecados d…

Livre comércio com a China? Parece piada,mas convenhamos, sem nenhuma graça.

Guedes fala em acordo de livre comércio entre Brasil e China. Legal, né? O Brasil exporta comodities e importa produtos industrializados, portanto, de valor agregado. E se os produtos chineses já entram aqui a rolé, imagine num acordo desses. Se isso acontecer, a industria brasileira, que não tem competitividade lá fora estará simplesmente fudida. Tá vendo só como é esse governo? E os empresários ainda batem palmas pra sandices desse tipo. Vamos e venhamos, com uma indústria mais desmilinguida do que já está, aonde é que as futuras gerações vão arranjar trabalho?. Quando a população acordar que este governo quer isto sim, mas é acabar com o nosso país, aí será tarde demais.

Lula deve ir à posse de Fernandez e Cristina. E quem vai pelo governo brasileiro?

O presidente eleito disse que convidará Lula para a sua posse. Bolsonaro já havia dito que não vai o que convenhamos, é uma grosseria diplomática sem tamanho. O vice deve ir no lugar à Casa Rosada. Deve, porque depois de saber que Lula estará lá, será que o general Mourão também vai estar? Se for e se comportar com a civilidade que Bolsonaro não tem, certamente ganhará pontos. Se cumprimentar Lula e der um abraço no ex-presidente do Brasil, o que seria um gesto republicano, Mourão será esculhambado pelas milícias digitais do Planalto, sobretudo por Carluxo. E ouvirá palavrões do Rasputin de lagoa de estabilização Olavo de Carvalho.

Vassalagem sem limite. Uma vergonha!

O Brasil foi um dos 3 países a votar pela manutenção do bloqueio comercial a Cuba, coisa que não faz mais sentido desde o fim da guerra fria. Outros 187 países mantiveram a posição que a ONU preserva desde 1992, pela suspensão do bloqueio, imposto no início dos anos 60 à Ilha, como troco à surra que as tropas americanas levaram na Baia dos Porcos. Foi vergonhosa a posição expressada pelo governo brasileiro, tudo porque o presidente virou um lambe-botas do atual ocupante da Casa Branca. O posicionamento do Brasil na Assembleia Geral das Nações Unidas esta semana foi orientado pessoalmente pelo presidente Bolsonaro, que entende tanto de geopolítica quanto eu entendo de cibernética estrutural. Só o Brasil, os Estados Unidos e Israel, se mantiveram a favor do embargo. Que vegonha, presidente Jair Messias!.

Luís não é Maria, mas pode ser da paz

Solto, Lula pretende correr o país e tentar reagrupar as forças progressistas que nesses tempos de radicalização, tanto do bolsonarismo quanto do lulismo, tornaram o debate político em briga de boteco. Mais experiente e certamente reflexivo após mais de um ano trancafiado, Luis Inácio Lula da Silva terá a difícil tarefa de tentar pacificar o país, a começar por colocar um pouco de racionalidade na cabeça do petismo orgânico. Se conseguir juntar os cacos da esquerda já terá conseguido um grande avanço no caminho da retomada do clima de civilidade. Vai dar pretextos para a ultra direita chegar ao paroxismo e exteriorizar ainda mais a sua insanidade? Vai, claro que vai. Mas com a habilidade que até os adversários reconhecem que ele tem, certamente funcionará mais como bombeiro do que como incendiário. É isso que dele se espera.

O rodízio doido do malucão da Vila

56 escalações diferentes em 58 jogos. Este foi o Santos de Sampaoli na temporada. Mesmo assim o peixe tá folgado em 3º. lugar do Brasileiro. O argentino é mágico, sábio ou maluco? Dá pra entender porque ele levou ao extremo o seu esquema de rodízio no peixe. O Santos desmontou o elenco formado para começar 2019. Quase metade dos jogadores que começaram o ano já não estão mais na Vila. Inclusive Bruno Henrique, o melhor atacante do futebol brasileiro no momento. E que tal lembrar do menino Rodrigo que está bagaçando no Real Madrid?
Vamos combinar que com tanto desmanche e outro técnico, talvez o Santos estivesse brigando lá embaixo, pra não cair.

Municípios da região que deixariam de existir

Se vingar a tal PEC do pacto federativo que o governo Bolsonaro quer empurrar goela abaixo do Congresso Nacional , vão desaparecer do mapa 1.253 municípios brasileiros com menos de 5 mil habitantes. Na região de Maringá, deixariam de existir, voltando à condição e distritos, os seguintes municípios:
Atalaia – 3.892 habitantes Uniflor – 2.605 Ângulo – 2.928 Iguaraçu – 4.404  Flórida – 2.689 Lobato – 4.787 Floraí – 4.929 Ourizona – 3.428 Itaguajé – 4.466 Munhoz de Mello – 3.984  Santa Inês – 1.596 Nossa Senhora das Graças – 1.596 Ivatuba – 3.259 Fonte: Blog do Rigon

D2 indignado com a ascensão das milícias

Do Twitter do músico Marcelo D2, mostrando sua indignação com o governo Bolsonaro: "Vcs tem noção que a milícia da zona oeste do Rio está no governo federal ? Vcs tem noção disso ? Que o crime organizado do Rio dominou o Brasil ? nem nos maiores pesadelos eu imaginei que aquela milícia ia crescer a esse ponto !!!"

Prefeitos e governadores vão cair no "Conto das Transferências"

Governadores e prefeitos ficaram entusiasmados com o “Pacotão do Guedes”, sobretudo no item transferência de receitas para Estados e Municípios. Poucos se deram conta de que a União vai passar mais responsabilidade para os ente federativos, principalmente os municípios. Na na mesma proporção das transferência financeiras virão as transferência de obrigações que hoje são deveres da União. O Chicago Boy quer dar com uma mão e tirar com as duas.

Alguma dúvida?

Ninguém atentou para esse detalhe do uso de todo o dinheiro dos fundos públicos para pagar juros da dívida interna. São R$ 220 bilhões que Paulo Guedes vai torrar, beneficiando diretamente os bancos, maiores compradores de títulos da dívida pública. Vai ser uma festa.

Para muito além da questão diplomática

O carboidrato vira placa, vira fibra, vira tudo que ataca o coração. E o pão , sobretudo o delicioso miolo, é o grande vilão dessa história, queas novas tendências da gastronomia ocidental quer varrer do mapa. O brasileiro adora o pãozinho francês, não sei quantos de nós conseguiríamos viver sem ele. De qualquer forma, para o governo o codinome francês é desconfortável e para atingir Macron, o presidente Bolsonaro pode aproveitar a onda e baixar um decreto mandando tirar o francês do nome do pão queo país inteiro consome . E que nome teria então o pãozinho? Sugestões? Que tal “pão trump”? E “pão taokei”? Melhor não. Pra agradar a família imperial, sugiro “pão carluxo”.

Governo? Que governo?

O Brasil segue com 13 milhões de desempregados, cerca de 40 milhões no mercado informal de trabalho e uma previsão de crescimento do PIB para 2019encolhendo a cada dia ( era de 2,5% e já recuou para 0,85%) . A dupla BG (Bolsonaro/Guedes) segue a marcha iniciada por Temer de asfixia dos investimentos públicos, ao mesmo tempo em que propaga, sem cerimônia e sem vergonha na cara, a entrega do pre-sala grandes companhias internacionais de petróleo. Enquanto isso, os três filhos de Jair barbarizam no Congresso e nas redes sociais – o 01, trabalhando contra a possibilidade de ser investigado ; o 02, ameaçando a democracia com a defesa enfática de um novo AI-5 e o 03 mandando ver no comando das milícias digitais, que segundo os ex-bolsominions Alexandre Frota eJoice Hasselmann , operam dentro do Palácio do Planalto, espalhando fakes , fazendo linchamento moral de adversários políticos.

O humanismo do presidente

Brilhante Ustra torturava as mulheres presas, colocava rato na vagina delas e levava os filhos pequenos para ver as cenas de horror. Esse monstro é ídolo de Jair Bolsonaro, que enquanto candidato a presidente, prometeu condecorar os policiais que fuzilaram homens, mulheres e crianças na Curva do S, em Eldorado dos Carajás. Acha pouco? Ainda em campanha, ofereceu touceira de capim para “nordestino burro”, disse que negros quilombolas eram pesados em arroba e “pobre é título de eleitor numa mão e o diploma de burro na outra”.

Guedes?Quem é Guedes?

A diferença entre o Paulo Guedes e Pacheco (personagem de Eça de Queiroz) é que Pacheco era calado, nada dizia e Guedes é um falastrão.Semelhanças?Ambos são medíocres, não têm nenhuma obra, nunca escreveram nem panfleto, embora enganem muito bem. Alguém tinha ouvido falar em Guedes até ele grudar no Bolsonaro e o candidato nomeá-lo seu posto Ipiranga?

Antes só do que mal acompanhado

Da coluna do Verdelírio Barbosa no Jornal do Povo: 

"Figurando junto com o deputado federal Ricardo Barros no processo de suspensão de mandatos, o deputado estadual Jonas Guimarães (foto) não quis recorrer no processo com Ricardo Barros preferindo fazer seu recurso sozinho. Jonas acha que tem mais chances de se safar se ficar desvinculado de Ricardo Barros".

À NOITE DISSOLVE OS HOMENS

.Carlos Drummond de Andrade
A noite
desceu. Que noite!
Já não enxergo meus irmãos.
E nem tão pouco os rumores que outrora me perturbavam.

A noite desceu. Nas casas, nas ruas onde se combate,
nos campos desfalecidos, a noite espalhou o medo e a total incompreensão.
A noite caiu. Tremenda, sem esperança...
Os suspiros acusam a presença negra que paralisa os guerreiros.

E o amor não abre caminho na noite.
A noite é mortal, completa, sem reticências,
a noite dissolve os homens, diz que é inútil sofrer,
a noite dissolve as pátrias, apagou os almirantes cintilantes!
nas suas fardas.

A noite anoiteceu tudo... O mundo não tem remédio...
Os suicidas tinham razão.

Aurora, entretanto eu te diviso,
ainda tímida, inexperiente das luzes que vais ascender
e dos bens que repartirás com todos os homens.

Sob o úmido véu de raivas, queixas e humilhações,
adivinho-te que sobes,
vapor róseo, expulsando a treva noturna.

O triste mundo fascista se decompõe ao contato de teus dedos,
teus dedos frios, que aind…