10 de março de 2011

Nós e o show da notícia na tv


O Rigon tem disponibilizado vídeos do Jornal das Sete, provenientes do arquivo pessoal do apresentador Vidal Balielo. Assisti alguns e matei saudades. O JS era um telejornal da TV Cultura de Maringá, apresentado às 19 horas, de segunda a sábado. Teve grande audiência enquanto esteve no ar, durante os anos 80.
Era elaborado por uma grande equipe de jornalistas, comandada pelo saudoso Rubens Ávila. Durante muito tempo, fui o etitor, e lembro com saudade da sintonia fina que havia entre o editor e o apresentador. Para cada encerramento, tínhamos um código que chamávamos de máscara. Como os script só chegavam em cima da hora às mãos do aprresentador, conversávamos rapidamente antes do jornal entrar no ar. Uma das coisas que definiamos previamente era o tipo de expressão facial que Vidal deveria fazer no encerramento. Se o jornal terminasse com uma notícia triste, o boa noite era com senho fechado, ar de seriedade. Se, ao contrário, fosse com uma notícia alegre, Vidal encerrava com ar de satisfação e se o encerramento fosse alguma nota jocosa, o boa noite era com um tom irônico. Para facilitar a comunicação, eu colocava uma máscara para cada situação. Lembro que todo dia o Vidal me perguntava ao entrar no stúdio: "qual máscara é a de hoje, a 1, a 2 ou a 3?". E seu Rubens brincava: "trabalhamos com notícia, mas não tem como deixar de reconhecer que não fazemos jornalismo, e sim, show de jornal".
Só lembrando: a TV Tibagi teve no seu auge, um programa chamado Show da Notícia. Que não me deixe mentir o grande Ari Bueno de Godoy, o ABG, ainda na ativa (Programa Pinga Fogo).

Nenhum comentário: