29 de fevereiro de 2012

Sem o bico tucano, Quinteiro sobe

Li agora no blog do Lauro Barbosa que o PSDB pode abdicar do direito de lançar candidatos a prefeito nas principais cidades do Estado, inclusive Maringá. Deverá optar por fazer alianças, no máximo ficando com as vices.
No caso de Maringá, se o deputado Evandro Júnior ficar fora da disputa, quem vai lucrar será o Quinteiro, cujo balão pode ficar pra lá de inflado.

Preciosidade musical

Pra não dizer que não falei das flores...

Por falar em mediocridade, insensibilidade e falta de compromisso social e com a ética politica, a quantas andam o PAC Santa Felicidade?

Tempo de mediocridade

"Leiam todas (rigorosamente todas) as notícias sobre a candidatura Serra e vejam se existe alguma (uma única) menção sobre como sua decisão de disputar a Prefeitura estaria relacionada à melhoria da caótica cidade de São Paulo. O que se fala é sobre o impacto nas eleições estaduais e presidencial.

É uma revelação de nossa mediocridade. É uma mediocridade na qual nós, da imprensa, somos coadjuvantes".

. Gilberto Dimenstein


PS: Como discordar disso?

Oportunismo oportuno

O projeto de Lei Complementar do vereador Carlos Sabóia, tornando obrigatória a apresentação de certidões que comprovem a ficha limpa do CC na administração municipal é muito importante. O vereador aproveitou a onda nacional de moralização da administração pública via Lei da Ficha Limpa, e pimba. Isso é o que se poderia chamar de oportunismo positivo.E assás oportuno.

28 de fevereiro de 2012

Meu Layout no portal do O Diário

Estou no O Diário

Ainda na fase de adaptação, pois estou aprendendo agora a postar lá, mas meu blog está entrando embaixo do guarda-chuva do O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ. Sou grato ao Michael Silva pelo convite.

27 de fevereiro de 2012

Vai participar? Não creio

A pergunta que não quer calar: a Sanepar vai participar da licitação para continuar adminsitrando o sistema de água e esgoto de Maringá?
Até onde eu sei, a Sanepar não é de participar de licitações para incorporar sistemas , porque sendo uma companhia estatal, vai pelo caminho da negociação com os municipios, que são simplesmente a esmagadora maioria no Estado.
No caso de Maringá, o que a Sanepar vai fazer, com toda certeza, é brigar na justiça pelo reconhecimento do aditivo de prorrogação do contrato e, num segundo momento, pelo ressarcimento de todos os investimenros que fez ao longo do anos em Maringá.

Tiro no pé

“A prefeitura de Maringá ultima os detalhes do edital de licitação para a contratação de empresa especializada para prestar serviços de coleta e tratamento de esgoto e fornecimento de água potável. Em resumo, retoma de vez os serviços de saneamento para a cidade e convoca uma licitação para o novo fornecedor".

. De milton Ravagnani (O Diário)

PS: por mais que se questione o contrato de concessão do saneamento básico à Sanepar, tirar dela é uma temeridade. Mais do que isso:uma irresponsabilidade. Primeiroporque não se tem a segurança de que seja quem for o vencedor da concorrência esta empresa vá dar conta do recado, com eficiência e uma política tarifária menor. Segundo, que a Sanepar vai à justiça para ser indenizada pelos investimentos pesados que fez aqui nos últimos 30 e poucos anos.
Do jeito que que o processo se deu, meio açodado, dá para desconfiar de um monte de coisas sobre essa retomada.O que estaria por trás dela? Porque não houve discussão com a comunidade? Ou melhor, armaram um arremedo de audiência pública, inclusive com a participação de empregados da Sanepar, que serviram de massa de manobra para justificar aquela farsa.
Quem vê pensa que a coisa é tão simples assim. A retomada do serviço, que até prova em contrário, tem fins políticos eleitoreiros,está sendo feita a toque de caixa, num ano eleitoral e recheada de pegadinhas. Parece uma comédia pastelão, que tem como título "Um tiro no pé".

26 de fevereiro de 2012

De pai pra filho...

Informa Verdelírio Barbosa em sua coluna no Jornal do Povo: "O vereador Belino Bravin Filho, do PP, que está impedido de disputar reeleição, conversou com Umberto Crispim de Araújo, presidente do PMDB local, e pediu vaga para que seu filho, o advogado Júnior César de Oliveira Bravin, que é filiado no PMDB, seja candidato a vereador".

Meu comentário: Ainda que transferência de votos seja uma coisa meio complicada, Bravin tem cabedal (não confundir com cabidal)para se manter na política por meio do filho. O mesmo,certamente, tentarão outros vereadores e ex-vereadores impedidos de concorrer pela lei da ficha limpa.

De tudo isso o que não é muito animador, é a possibilidade de termos na Câmara Municipal de Maringá, mudança de caras e não de cabeças.

25 de fevereiro de 2012

Pasmem, Casoy atribui a Lula morte da dona da Daslu


Pode acreditar, mas no Jornal da Noite de ontem (BAND)o apresentador Boris Casoy só faltou dizer que o ex-presidente Lula foi quem matou a dona da Daslu. Eliana Tranquesi foi,na visão de Casoy, a grande vítima do mensalão, "pois o governo montou um enorme circo de polícia para humilhar Eliana e com o episódio abafar o escândalo do mensalão. Isso teria sido a causa do câncer de pulmão que matou a empresária".

O absurdo do comentário do apresentador foi tão grande, que ao final, ele se afogou na própria saliva (certamente envenenada)e acabou espirrando a quase perder o fôlego. "Desculpe, é humano", tentou se justificar.

24 de fevereiro de 2012

Ouçam a voz do bom senso, meus caros!

Nos meus 20 e poucos anos de jornalismo entrevistei muita gente. Famosos, anônimos, acessíveis e até inacessíveis. Um dos que me deram mais trabalho foi o poeta Manuel de Barros. Insisti dois anos para marcar a entrevista (mas consegui). Tímido e recluso, ele destaca câmeras, microfones e bloquinhos, desses que jornalistas utilizam para anotações. Preparo um livro sobre a história da moda caipira em Maringá nas décadas de 40, 50, 60 e 70. Entrevistei dezenas de personagens que marcaram época no meio artísticos da cidade. Mas dois estão me dando trabalho. Não querem conceder entrevista: os radialistas Rogério Ricco e Ari Bueno de Godói. É um direito deles, mas não sei até que ponto uma pessoa pode guardar informações e não colaborar na reconstituição da história de Maringá. Uma pena.
.Donizete Oliveira (blog do Rigon)

Meu comentário: Ô Rogério!Ô ABG! não tem sentido a recusa,já que a pesquisa do Donzetti é coisa séria. E por que tirar do leitor que irá ler a futura obra sobre o rádio de Maringá, o direito a informações preciosas que vocês dois têm guardadas no baú das respectivas memórias?

Dou--lhe uma, dou-lhe duas...

Interpretando nota da coluna do Verdelírio Barbosa, o Akino Maringá (Blog do Rigon) sugere que o PMDB de Maringá estaria sendo disputado pelos pré-candidatos a prefeito Ênio Verri e Wilson Quinteiro. Para conseguir atrair a legenda, os dois estariam movendo céus e terras para arrumar um bom emprego para o presidente Umberto Crispim. Ênio não lograra êxito na tentativa de colocar Crispim no Ibama, mas Quinteiro pode levar a melhor,com um cargo de peso no governo Betp Richa.

Meu comentário: uma coisa é absolutamente certa: nesse jogo aí, o acerto pode vir de cima, onde Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo costuram a aliança PMDB-PT de Maringá junto ao vice-presidente da república e todo poderoso do PMDB,Michel Temmer. Pela ordem natural das coisas, a executiva estadual pode "atropelar" a municipal, mas a nacional "atropela" as duas. E aí, ponto para Verri.

A vióla contra o tabaco e a cachaça

A viola e a prevenção contra o câncer de próstata

Bom demais pra ser verdade

Informa Cláudio Humberto:

"Por determinação de Dilma, a ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil) só libera nomeações após varredura minuciosa na ficha do indicado".

Meu comentário: bem, neste caso tem gente de Maringá sonhando com um cargo no alto escalçao do governo Dilma que pode tirar o cavalo da chuva. E se a lei da ficha limpa pegar pra valer, o maringaense irá se livrar, definitivamente, de algumas figurinhas carimbadas que há anos contaminam a política local. Que os anjos digam, amém!

Funcionalismo pode parar o Paraná

Greve em várias categorias do funcionalismo público estadual. Se todos os indicativos forem levados a termo, o PARANÁ PÁRA, com perdão da cacofonia. Em vias de cruzar os braços estão professores da Rede Estadual de Ensino e das universidades e as polícias civil e militar. Mas o clima de descontentamento atingetambém os agentes penitenciários e os profissionais da saúde.

23 de fevereiro de 2012

Perguntar não ofende

Se a lei da ficha limpa for levada ao pé da letra também nos vários escalões do Governo do Paraná, Maringá perde a Scretaria Estadual de Indústria e Comércio?

22 de fevereiro de 2012

Quadro confuso em Sarandi

o Milton Ravagnani levantou a lebre: uma condenação colegiada tira o prefeito Carlos Alberto de Paula da disputa em Sarandi. Claro, Depaula nega, move céus e terras para provar que a notícia é equivocada. De qualquer forma, o quadro político na vizinha Sarandi ficou mais confuso do que nunca. O ex-prefeito Cido Spada tinha se lançado pré-candidato,depois recuou e com a novidade pode retomar seu projeto político para 2012. Mas a confusão fortalece, de imadiato, dois nomes: o do empresário Volpato e do professor Adalto (PT), ambos com chances reais de se eleger.

Corrupção envergonha o corrupto

“A confiança dos cidadãos foi afetada. Portanto, não posso seguir exercendo minha função. Por isso renuncio”. Palavras do presidente da Alemanha, Christian Wulff, acusado de corrupção.

Bem parecido com o Brasil, não?

21 de fevereiro de 2012

A presidente pode fazer a diferença

Na avaliação do diretor do Instituto Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, a presidente Dilma Rousseff furou o bloqueio antipetista que existia em Curitiba e pode ter peso importante nas eleições de prefeito da capital. Se furou em Curitiba, certamente furou também em Maringá, para a alegria do deputado Ênio Verri, candidatíssimo a prefeito pelo PT.

Reginaldo diz que a presidenta tá certa

Messias, As duas formas estão corretas. Ambas poderiam ser usadas para fazer referência ao cargo exercido por uma mulher. Segundo o Aurélio, presidenta é mulher que preside. Simples assim. Se você assistir ao filme "José e Pilar", que aborda a relação entre José Saramago e sua esposa, verá que Pilar, presidente da Fundação José Saramago, queria ser chamada de presidenta. Se as duas formas estão corretas e a mulher que exerce o cargo prefere ser chamada de presidenta, nem que seja por cavalheirismo, devemos atender seu desejo. O oposto, no meu entender, seria grosseria.

. Professor Reginaldo Dias

PS: pode ser que o Reginaldo esteja correto e até acredito que está. Mas que presidenta é esquisito pra daná,isso é. E continuo me recusando a escrever "a presidenta Dilma".Fico com a explicação do catarinense Hélio Fontes.

O novo cardeal


Dom João Braz de Aviz (ex-arcebisbo de Maringá e atualmente dirigindo a Arquidiocese de Brasília) foi consagrado cardeal no último sábado no Vaticano. Foi o único brasileiro dentre os 22 novos cardeais criados pelo Papa Bento XVI no 4º Consistório Público.

Por uma Maringá cada vez melhor...

O jovem Rodrigo Hélenton Borba Cortes, que suponho ser neto do saudoso Dr. Helenton Borba Cortes, fez um vídeo interessante questionando a tão decantada acessibilidade na área urbana de Maringá. Mostra muitas calçadas obstruídas por material de construção e outras totalmente inadequadas.Falou das multas que a Prefeitura aplica ao dono de imóvel que não mantém calçadas dentro do padrão exigido pelo Código de Posturas e questiona, como eu já fiz nesse blog, o fato de que a própria administração municipal é negligente nessa questão da acessibilidade. Quem fiscaliza o desleixo da administração com as calçadas da área central, totalmente detonadas e perigosas para o transeunte? Os exemplos mais gritantes estão na Praça Renato Celidônio (Centro de Convivência Comunitária) e na Av. Getúlio Vargas.

20 de fevereiro de 2012

Por que a presidente quer ser presidenta? Que horror!


A própria Dilma Roussef faz questão de ser chamada de a presidenta. Eu acho isso muito esquisito, mas como não sou nenhum Pasquale Cipro Neto, fico me perguntando: será que está certo ou a presidente pode tudo, inclusive afemininar a expressão, subvertendo a liturgia do cargo?
Acabo de receber importante contribuição do amigo Noel Guima,que me envia por email a seguinte análise,de um professor catarinense chamado Hélio Fontes. Vejam:

"No português existem os particípios ativos como derivativos verbais.
Por exemplo: o particípio ativo do verbo atacar é atacante, de pedir é
pedinte, o de cantar é cantante, o de existir é existente, o de
mendicar é mendicante.

Qual é o particípio ativo do verbo ser? O particípio ativo do verbo ser é
ente.
Aquele que é: o ente. Aquele que tem entidade.

Assim, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a
ação que expressa um verbo, há que se adicionar à raiz verbal os
sufixos ante, ente ou inte. Portanto, à pessoa que preside é
PRESIDENTE, e não "presidenta", independentemente do sexo que tenha.

Se diz capela ardente, e não capela "ardenta"; se diz a estudante, e
não "estudanta"; se diz a adolescente, e não "adolescenta"; se diz a
paciente, e não "pacienta".

Um bom exemplo seria:

"A candidata a presidenta se comporta como uma adolescenta pouco
pacienta que imagina ter virado eleganta para tentar ser nomeada
representanta. Esperamos vê-la algum dia sorridenta numa capela
ardenta, pois esta dirigenta política, dentre tantas outras suas
atitudes barbarizantas, não tem o direito de violentar o pobre
português, só para ficar contenta."

Nilson, Cidadão Honorário do Paraná


A Assembléia Legislativa do Paraná vai homenagear um jornalista com título de cidadania. Nilson Monteiro, uma fera na arte de escrever e um profissional respeitadíssimo no meio, pela sua competência e conduta ética, será Cidadão Honorário do Paraná a partir do dia 20 de março. Uma honraria merecida, pois Nilson é uma referência do jornalismo paranaense.
Quando eu, o Moscardi e o Moretti, editávamos a revista Pois É, Nilson era presença obrigatória nas nossas páginas. Foi dele, por exemplo, a matéria de capa sobre a invasão dos pés vermelhos a Curitiba, no início do governo José Richa. Matéria excelente, que já começava a chamar a atenção pelo título que colocamos na capa: "O Poder Jacu".

Depois de ter trabalhado em grandes jornais e revistas do país , Nilson editou alguns livros, de poesia e de reportagens. Atualmente é assessor direto do governador Beto Richa. A iniciativa da homenagem partiu do deputado Luiz Eduardo Cheida (PMDB), “como uma forma de reconhecimento ao talento e empenho do profissional em divulgar feitos não só de paranaenses, mas de brasileiros, das pessoas, em todos os veículos em que trabalhou”.
Vale lembrar que Nilson já recebeu homenagens das câmaras municipais de Londrina e Curitiba.

18 de fevereiro de 2012

Receio e silêncio obsequioso

Alguns comerciantes da Av. Brasil, em Maringá, estão apreensivos com o reflexo nas vendas que poderá ter a eliminação da espinha de peixe,a ser transformada em corredor de ônibus. Temem que as mudanças, que a administração municipal prefere chamar de revitalização, transformem aquela região de comércio lojista intenso, em "cemitério".
O detalhe é que muitos esbravejam nas conversas de esquina e de cafzinhos, mas se calam ante o gestor público.Ouvi um esbravejar contra os vereadores, mas quando há qualquer mobilização da sociedade organizada contra o estado de letargia da Câmara, ele nem dá as caras no plenário.

17 de fevereiro de 2012

Novo tarifaço

A Sanepar, que já é fonte geradora de protestos constantes em Maringá, por conta da tarifa de esgoto, vem aí com mais um reajuste: 16,5% a partir de abril nas conta de água. Claro, o esgoto sobe na mesma proporção.

Tudo em paz entre Governo e Polícia Civil

A diretoria do sindicato de policiais civis saiu satisfeita de reunião agora há pouco com o governo estadual, que aceitou a tabela de subsídios proposta pela categoria. O presidente do Sinclapol, André Gutierrez, vai fazer este fim de semana uma assembléia decisiva com a categoria, mas de antemão adianta: não haverá greve.
Fica faltando agora o governador Beto Richa acenar com proposta mais palatável à PM, para que os policiais militares continuem nas ruas, sem aquela sensação de aviltamento de seus salários.
Tem também o problema dos agentes penitenciários, que esperavam para hoje a publicação do decreto que parcela em três um abono de 31,33% acordado pela Secretaria de Justiça com o SINDARSPEN no mês de dezebro.

Competência, a gente vê por aqui

"Na Secretaria Municipal de Serviços Públicos de Maringá a sexta-feira é quente e carente: não há combustível para os veículos trabalharem.
Nada novo, é verdade: ontem faltou cimento para reparos e reformas na mesma Semups".

. Blog do Rigon

O PT, entre Sherlock e um headhunter


Informa o Esmael Morais em seu blog que o PT vive dois dilemas em Curitiba: fazer prevalecer a tese da candidatura própria , defendida pelos deputados Dr. Rosinha (Federal) e Tadeu Veneri (estadual) e apoiar, fornecendo o vice, Gustavo Fruet (PDT). O grupo majoritário, ex-Unidade na Luta e agora Construindo um Novo Brasil, certamente vencerá a parada. Afinal, é comandado pelo casal 20 Paulo Bernardo-Gleisi Hoffmann."O neopetista Milton Alves, ex-PCdoB, é um dos nomes cogitados pelo campo majoritário", informa Morais.
E se Milton não aceitar ser vice? "Neste caso só acionando um headhunter – caçador de taletos – para encontrar o vice dos sonhos de Fruet", conclui o blogueiro curitibano.

Com relação a Maringá, acho que o PT vive situação parecida no quesito vice.Quem formará a chapa com o deputado Ênio Verri? Até metade do ano passado as conversações apontavam para o PMDB, que chegou inclusive a filiar o médico genecologista João Batista Rugeri, o vice ideal. Mas as coisas foram mudando e o PMDB voltou a viver a crise de identidade que o tem afetado nos últimos pleitos. O presidente do diretório munciipal Umberto Crispim se aproximou do governo Beto Richa e ao partido se achegou o pré candidato a prefeito pelo PSB, Wilson Quinteiro, Secretário Estadual para Sssuntos Comunitários (ou seria para assuntos aleatórios?).
Hoje , sou capaz de apostar, Crispim jão não deve estar tão entusiasmado com a possibilidade de fornecer o vice de Quinteiro, cuja candidatura pode murchar caso Evandro Júnior (PSDB) insista em ser candidato.Para piorar o drama Shakrispiniano, no meio do caminho tem Mário, no o do armário, mas o que Hossokawa.

Na verdade vamos viver nessas eleições municipais uma situação inusitada, de supervalorização do vice. Pelo menos em Maringá e Curitiba, onde os partidos maiores já andam de lupa, tentando identificar pegadas desse estranho ser, que se elege sem ser votado (tal qual suplente de senador), mas que se for popular, faz a diferença no dueto da dupla sertaneja.

16 de fevereiro de 2012

Alvíssaras!!!

Enfim, o Supremo Tribunal decidiu reconhecer que a voz do povo é voz de Deus. E a lei da ficha limpa, fruto de uma emenda popular, vai finalmente impedir que pessoas condenadas em segunda instância disputem eleições.Agora podemos ter certeza que pela primeira vez nos últimos 30 anos a Câmara de Maringá terá uma renovação significativa. Alguns vereadores que vinham se eternizando na casa estarão fora da disputa, o mesmo correndo com ex-vereadores que igualmente incorreram em crimes de improbidade e se achavam longe do alcance da lei.
A legislatura que começa em janeiro de 2013 terá cara nova, de verdade. Minha esperança é que o eleitorado saiba separar joio de trigo e mandar para a nossa casa de leis vereadores mais comprometidos com a ética.

Sobre ataque de cães, prof. Luiz Gonzaga disse:

"Caro Messias, Saudações! Concordo plenamente com você e já passou da hora de uma lei municipal, determinando o cadastro de cães e devidamente identificados (tatuagem na orelha ou Ship), para em caso de abandono ou ataque a pessoas, os donos sejam responsabilizados. è assim que eu penso".

14 de fevereiro de 2012

Nada se perde, tudo se transforma...até o lixo musical, o pá!

Vejam só o que os trabalhadores portugueses fizeram da "música" do paranaense michel Teló:

Quem deixa cão violento solto merece cadeia

Informa o O Diário em sua página online que "um adolescente de 15 anos foi atacado por um cachorro da raça pitbull, por volta das 21h30 desta segunda-feira (14) no Jardim Alvorada".
Só não aconteceu uma tragédia porque pessoas que passavam pela Avenida Shphia Rasgulaeff interviram e o próprio dono,que chegou em seguida, levou o pitbull pra casa.
Vizinhos dizem que é comum o cachorro sair do quintal e ameaçar as pessoas que caminham pela redondeza. A mãe do menino atacado foi orientada a registrar queixa na polícia. O proprietário do cachorro pode ser responsabilizado criminalmente pela lesão causada no adolescente. Pode e deve, porque um animal desses, solto na rua é uma ameaça à integridade física de quem se depara com ele.A culpa é do pitbull? Claro que não,é do dono que o deixa escapar.

Uma boa notícia

Informa Fábio Campana em seu blog que "a Assembleia Legislativa do Paraná aprovou durante na sessão plenária desta segunda-feira (13), em regime de urgência, projeto de lei que proíbe o uso do amianto no Estado do Paraná. De autoria do deputado Luiz Eduardo Cheida (PMDB), a matéria será votada pelos parlamentares após o Carnaval".

Meu comentário: Já não era sem tempo a Assembléia Legislativa do Paraná tratar desse tema. O uso do amianto é criminoso, pois está provado tratar-se de uma produto cancerígeno, proibido em várias partes do mundo.

O socialista do século XII

Para ser um novo socialista, sintonizado com a modernidade da era tecnológica, informática à frente, é preciso que:

"Em primeiro lugar, afastar toda a tradição autoritária que permeou a ação política, sobretudo do stalinismo e variantes, sem abdicar de dois valores importantes: o combate às desigualdades socioeconômicas e uma celebração da diferença, da diversidade, da tolerância. Essa é uma plataforma que dialoga com o pensamento socialista moderno".

São palavras que expressam o pensamento de Fernando Haddad (ex-ministro da Educação), pré-candidato a prefeito de São Paulo pelo PT e com o provável apoio de Kassab (ex-DEM) e agora PSD.

Vale a lembrança de que a vitória de Haddad significaria a presença do segundo socialista na história da prefeitura da maior cidade brasileira. Quem abriu este caminho foi Luísa Erondina, uma ótima prefeita que, provando não ser Rosa (Luxemburgo), fez uma grande parceria com a Shell e modernizou o autódromo de Interlagos.
Depois veio Marta Suplicy, petista mas não socialista, que saiu deixando lado para a direita crescer na paulicéia desvairada. Vou torcer por Haddad, com a expectativa de que a esquerda brasileira ajuizada deixe sua marca, sem nenhum senão à Marta.

13 de fevereiro de 2012

O pega pra capar da fé: Universal x Mundial

O bispo Edir Macedo, dono da Rede Record e da Igreja Universal decidiu partir pra cima do seu ex-pastor e agora autoproclamado apóstolo Waldemiro Santiago. É a guerra Universal x Mundial,que está apenas começando.
Macedo postou em seu site um vídeo bem baixaria contra Waldemiro, que estaria tomando fiéis e abalando a arrecadação da Universal.
Waldemiro, que a revista Veja chamou em reportagem de capa no o novo pop estar da fé,deve dar o troco, que certamente virá no mesmo nível.

Chequem a descarga

O STF deve apreciar esta semana, provavelmente depois de amanhã, a Lei da Ficha Limpa. Se a lei for declarada constitucional e com vigência já para este ano, vai ter muito pré-candidato às eleições municipais de Maringá com desarranjo intestinal.

A dor da gente...


"O fogo queimou mais uma doce lembrança de minha vida em Londrina. É, o meu coração chora...".

. Da jornalista Regina Daefiol sobre o incêndio no Cine Teatro Ouro Verde

Grandde Regina, grande Pedrialli, cujo coração igualmente chora! Entendo a dor de vocês, pois o meu coração também chorou quando jogaram no chão o prédio da rodoviária velha de Maringá, onde trabalhei como jornaleiro, vendendo exemplares da Folha do Norte do Paraná, toda manhã, na chegada e partida dos ônibus.

Pela reconstrução do cine teatro

Londrina já se mobiliza para reconstruir o Cine Teatro Ouro Verde, destruído hoje por um incêndio. E se Maringá se mobilizasse para reconstruir a rodoviária velha, demolida pela ação predatória de uma "administração gafanhoto"?

Foi-se um pedaço da história


Em Londrina, foi um incêndio que destruiu o histórico prédio do Cineteatro Ouro Verde nesta manhã. Construído em 1952, havia sido tombado pelo patrimônio histórico, a exemplo do que aconteceu com os prédios da rodoviária e da ferroviária.Em Maringá não houve tombamento nem da rodoviária e nem da ferroviária, demolidas pela família Barros. A Ferroviária, onde está hoje o terminal urbano, foi jogada na chon pelo então prefeito Ricardo; a rodoviária, um prédio histórico importante, foi demolida pelo irmão mais velho de Ricardo, atual prefeito de Maringá, Silvio Magalhães Barros II, o exterminador de canafístula. O Cineteatro Plazza, hoje totalmente abandonado, corre perigo.

Pinheirinho, estarrecedor

Muitos vídeos se fez e se divulgou. Um mais chocante do que o outro. Este, mostra o que restou do grande bairro popular, construído por sem tetos numa área pertencente ao delinquente de colarinho branco Naji Nahas. A justiça mandou desocupar, a policia de Gerldo Halckmim, com o apoio da prefeitura de São José dos Campos, desocupou. E com muita vioilência. O que restou do bairro conhecido como Pinheirinho é de estarrecer:

11 de fevereiro de 2012

Que essa moda pegue

O PPS decidiu que não vai homologar candidatura de nenhum ficha suja para as eleições de outubro próximo. O pré-candidato que tiver condenação por órgão colegiado ta fora.
Se for pra valer, tomara que a moda pegue. Se pegar, Maringá , por exemplo, estaria livre de algumas figurinhas carimbadas.

Se assim é que lhes parece...


"O Contorno Norte, uma das obras mais polêmicas da gestão Silvio Barros II (nesta, repare-se, como ele próprio disse, há sócios), foi recentemente demarcado, para o início da segunda etapa, com menos R$ 10,5 milhões nos bolsos dos maringaenses. Pela quantidade de marcações no pavimento, será precisa uma boa reforma no que foi feito na primeira etapa".

. Blog do Rigon

PS: A obra nem terminou e já está assim, com asfalto apresentando rachaduras? E o que dizer dos viadutos "sacy", com uma pista só, quando a via expressa tem pista dupla?
Acrescente-se a isso o absurdo de bairros contíguos, que já são chamados de sowetos.

Protesto verde



O PV é o primeiro partido político a fazer uma manifestação pública contra o projeto de queima do lixo urbano de Maringá. Provavelmente será autor de uma das muitas ações judiciais que já estão no gatilho para serem disparadas contra a irresponsabilidade criminosa da "administração cidadã". A foto do Tabajara Marques foi tirada na fente da sede do Partido Verde na Vila Operária.

Meu momento de pura nostalgia

Paulo Diniz morreu? Esta é uma pergunta que não quer calar, mas o pernambucano de "Eu quero Voltar Pra Bahia" está vivo. Compôs coisas belíssimas, gravou maravilhas, mas foi abandonado pela mídia, como abandonado fora João Só.
Diniz, que com " I don’t wanto to stay here, I want to go back to Bahia”fez uma releitura de Canção do Exílio (Gonçalves Dias) no auge da ditadura militar, musicou e gravou o mais famoso poema do mais famoso dos poetas brasileiros:

A eterna Menina da Ladeira

João Evangelista de Melo Fortes, o João Só, não era baiano como a mídia divulgava na época. Era piauense, de Terezina. Compôs e gravou várias músicas, mas ficou conhecido só por uma. Morreu de infarto em 1992, mas deixou para a posteridade esta maravilha aí:

Mesmo para quem se acha a teoria do ciclo não é apenas uma teoria



Não vi a entrevista de Ricardo Barros no Pinga Fogo, mas parece que ele falou praticamente em nome do PMDB, que "terá candidato próprio a prefeito de Maringá" e que o candidato será o Mário Hossokawa.
E o presidente do partido Umberto Crispim (assim sem H), que passou de requianista de carteirinha para betista de quatro costados, o que tem a dizer sobre isso?
Crispim e seu compadre Miguel Grillo trabalham pela aliança com Wilson Quinteiro, por suporem que este será o nome ungido pelo governador Beto Richa que sei, de fonte segura, nem colocará os pés em Maringá no primeiro turno.
Claro que até certo ponto, RB se acha. Se acha onipotente, o pode tudo da política local. E se ele se acha é porque as forças políticas locais permitem que ele se ache. E, em se achando, tenta manipular boa parte dos dirigentes partidários como se marionetes fossem.
Mesmo sem mandato, pois devido à sua ambição de ser senador acabou defenestrado pelas urnas, Ricardo ainda se acha o cara. E o que não falta é gente que acha que ele é o cara realmente.
Bem, analisando o caso RB à luz da teoria dos ciclos, felizmente o ciclo dele está se esgotando. Esgotado de vez o ciclo barroso, a minha expectativa é que Maringá não caia na besteira de colocar no poder municipal outro que se ache.

9 de fevereiro de 2012

Recado bíblico

É de lei a leitura de um texto bíblico a cada abertura de sessão da Câmara Municipal de Maringá. Hoje , coube ao líder do prefeito Heinne Macieira, abrir a Bíblia Sagrada e ler um versículo, que soou como um puxão de orelha no Amém F.C: "Não faça da minha casa uma casa de negócios".

Fonte: Blog do Lauro Barbosa

8 de fevereiro de 2012

O que será, o que será?

"Hoje completa dois meses que os autos de uma notícia crime contra o secretário de Indústria e Comércio de Beto Richa, o maringaense Ricardo Barros, presidente estadual do PP, encontram-se para vista na Procuradoria Geral de Justiça (Ministério Público Estadual). A notícia crime contra Ricardo Barros estaria baseada numa conversa telefônica gravada entre ele e o secretário municipal de Saneamento Basico de Maringá, Leopoldo Floriano Fiweski, braço direito do prefeito Silvio Barros II (PP). Na conversa eles falariam sobre uma licitação milionária da Prefeitura de Maringá. Dependendo do teor da denúncia, o estrago vai ser grande".

. Blog do Rigon

PS: Ih, será que tem alguma ligação com o caso da incineração do lixo, do contrato de quase R$ 400 milhões, "referendado" numa audiência pública mandrake? Se for, o bicho é muito mais feio do que se imaginava.

Mera coincidência

"As construtoras que financiaram a eleição de Gilberto Kassab (PSD) receberam mais de R$ 2 bilhões da Prefeitura de São Paulo no período entre 2009, primeiro ano do segundo mandato do prefeito, e janeiro de 2012. A maior parte do dinheiro foi repassado às empresas por meio de dois projetos municipais, o Programa Mananciais e o Programa de Urbanização de Favelas, administrados pela Secretaria de Habitação (SEHAB). Segundo dados da secretaria divulgados em janeiro de 2010, os programas estão orçados em R$ 3,7 bilhões, sendo R$ 1,31 bilhões para os mananciais e R$ 2,4 bilhões para as favelas".

. Do blog Vi o Mundo (Luiz Carlos Azenha)

Obs: qualquer semelhança com uma cidade do Norte Novo do Paraná, administrada como propreidade privada por um certo clã, é mera coincidência.

Alerta é o que não falta

De Eleuterio Langowski, de Cianorte, a propósito da aprovação, pelos vereadores de Maringá, da incineração do lixo:
- Se Maringá quer queimar o seu lixo, vai gerar dioxinas cancerígenas que vão prejudicar a população. Espero que façam o EIA Rima de dispersão atmosférica, e, pelo que sei, essas dioxinas cancerígenas poderão chegar até Cianorte e Umuarama. Nós aqui não queremos respirar o veneno de Maringá.

. Blog do Rigon

Meu comentário: qualquer alerta ou apelo, venha de onde vier e tenha o peso que tiver, não produz nenhum efeito prático na consciência desbotada do principal gestor público de Maringá. A esperança é que o eleitor tenha dessa vez um pouco mais de perspicácia e mostre, nas urnas em 7 de outubro próximo, que com o povo não se brinca.

7 de fevereiro de 2012

Tucanos resistem à vice

O presidente local do PSDB, professor Wilson Matos, pensa em lançar seu filho Wilsinho como vice, provavelmente de Iraclésia, do DEM. Mas alguns membros do diretório não estão gostando nadinha dessa história. Acham que o PSDB deve ter candidatura própria em Maringá, mas não se oferecer pra ser vice de ninguém. Com tal argumento, o deputado Evandro Júnior deve procurar o reitor do Cesumar ainda esta semana e propor chapa pura,tendo como candidato a prefeito o tucano melhor colocado nas pesquisas.
Há dentro do PSDB quem acredite que por trás dessa conversa de vice da Iraclésia estaria Ricardo Barros. Não é de se duvidar, não.

mãezona

O Itaú teve em 2011 o maior lucro líquido da história do sistema bancário brasileiro: R$ 14,62 bilhões. O governo continua sendo pai dos pobres e mãe dos ricos. Os banqueiros penhoradamente, agradecem.

Requião ainda manda


Engana-se quem pensa que o senador Requião está morto. Ele deu provas hoje de que continua mandando no PMDB do Paraná, ao liquidar o sonho de Mário Roque de ser candidato a prefeito de Paranaguá. O ex-deputado e ex-prefeito parnanguara, que quase tomou a cadeira do maringaense Quinteiro na legislatura passada, é acusado de infidelidade partidária.

Te cuida Crispim!

Aonde realmente reside a imoralidade e mora o perigo

É em posturas como esta demonstrada pela maioria no projeto da queima do lixo que deve se mirar a tal sociedade organizada. Os salários, o número de cadeiras, isso é o de menos.Sempre achei que essa discussão dos salários e, anteriormenta do número de cadeiras na Câmara de Maringá , só serviam para encobrir o comportamento deletério de alguns vereadores na hora de votar projetos importantes. Claro, sempre votam seguindo interesses da administração, como é o caso. Isto sim é caro para a sociedade maringaense.Isto sim, precisa ser olhado com mais atenção por organizações como a SER e o Observatório Social. Já disse e repito, que um salário de R$ 12 mil para um vereador como o Humberto Henrique é barato. Mas tem vereador aí que se pagar para trabalhar ainda sai muito caro para a cidade.
Insisto que essa discussão sobre os salários para a próxima legislatura é estéril. O problema não reside aí, mas na aprovação de projetos absurdos como este do lixo e como tantos outros que tem passado pelo crivo da maioria. Que os artífices dessa campanha inútil contra os salários repensem suas estratégias de contestação à atual legislatura da nossa gloriosa Câmara Municipal de Maringá.

Humberto Henrique escreve em seu site

"A Prefeitura de Maringá conseguiu hoje a aprovação de 10 vereadores para firmar uma parceria público-privada visando a instalação de uma usina de incineração de lixo na cidade. Humberto Henrique (PT), Marly Martin (PPL), Manoel Sobrinho (PC do B) e Mario Verri (PT) votaram contra. Apenas um vereador da base do prefeito usou a tribuna para defender o projeto".

Maringá vai pagar caro por essa irresponsabilidade da Câmara

Informa o Rigon em seu blog: "Por dez votos a quatro, a Câmara de Maringá aprovou o projeto enviado em regime de urgência pelo prefeito Silvio Barros II (PP) e que resultará na instalação de uma usina incineradora para a destinação do lixo na cidade. O projeto envolve cifras de R$ 330 milhões este ano e uma parceria com uma empresa de São Paulo. A aprovação se deu contra a postura de entidades que integram o Fórum Intermunicipal Lixo e Cidadania – Maringá, Sarandi e Paiçandu, que discutiram o tema ao longo dos últimos meses. Votaram favoravelmente (sic) os vereadores Manoel Sobrinho (PCdoB), Marly Martin Silva (PPL), Humberto Henrique (PT) e Mário Verri (PT). A sessão poderá ser questionada judicialment, inclusive por conta da presença do vereador Welligton Andrade (PRP), que havia sido suspenso por 14 dias por faltas em 2011".

Meu comentário: estava escrito nas estrelas que aquela audiência pública convocada para discutir saneamento ia terminar nisso. Usaram a questão do sistema de água e esgoto de Maringá como item principal da pauta mas o pano de fundo era a incineração. Na tentaiva de provocar sono na platéia contrária à incineração criminosa , a "administração cidadã" despejou um monte de números e gráficos sobre o desempenho da Sanepar em Maringá. Vários empregados da companhia estiveram presentes e sem perceber, ajudaram a dar o quórum que o condutor da audiência Leopoldo Fiewski queria para definir como válida aquela reunião por ele manipulada.
Uma vergonha, um escândalo que Maringá nunca viu igual e que hoje a Câmara, por meio do Amém F.C., deu cara de legalidade.

6 de fevereiro de 2012

TJ mantém condenação de vereadores de Maringá

. por Maria Carolina Caiafa, via Gazeta do Povo

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) reafirmou nesta segunda-feira (6) a condenação de vereadores e ex-vereadores de Maringá pelo crime de nepotismo, após ação civil pública proposta em fevereiro de 2006. Em meados de janeiro, quando a condenação da primeira instância foi mantida pela segunda instância, a maioria dos envolvidos afirmou que a decisão do TJ era ilegal e que iriam recorrer. Para alguns deles, o motivo para recorrer era de que não havia lei que impedisse a prática à época.

Foram condenados os vereadores Aparecido Domingos Regini (PP); Belino Bravin (PP); João Alves Correa (PMDB); e Marly Martin (PPL). Também estão na lista os ex-vereadores Dorival Dias, Altamir Antonio dos Santos, Chico Caiana, Edith Dias e Odair Fogueteiro. Esses políticos contrataram diretamente 23 parentes para cargos comissionados, ou seja, sem concurso público.

Os desembargadores afirmaram no último acórdão que “não obstante a ausência de lei proibindo a contratação de parentes no âmbito do Poder Legislativo de Maringá, o Supremo Tribunal Federal já decidiu a questão, entendendo ser desnecessária a edição de lei formal vedando a prática de nepotismo, na medida em que tal proibição decorre diretamente dos princípios que norteiam a Administração Pública, consagrados no caput do artigo 37 da Constituição Federal.”

Pincei a nota do Blog do Esmael


Meu comentário: se a lei da ficha limpa for mesmo aplicada este ano, todos esses vereadores e ex-vereadores estão impedidos de ser candidatos. Afinal, trata-´se de sentença colegiada. Seria o fim da linha para todos eles.

Professores param um dia.

Educadores das 2.300 escolas da rede estadual de ensino devem cruzar os braços quina-feira, 9 . Objetivo: cobrar do governo Beto Richa a implantação de um terço de hora-atividade, previsto na Lei do Piso.

5 de fevereiro de 2012

Sóbra só para os "bagrinhos"

"Com relação ao esquema na fiscalização de obras na Prefeitura de Maringá, até agora só surgiram os “bagrinhos”, mas sem dúvida, “tubarões” também estão envolvidos. Há mais de um ano que Ademar Schiavone e outros empresários maringaenses já haviam alertado a administração municipal".

. Da coluna do Verdelírio Barbosa (Jornal do Povo)

Meu comentário: não é a primeira vez que as denúncias de corrupção na "administração cidadã" estoura no lombo dos "bagrinhos" e sempre acaba ficando por isso mesmo. A propósito, por onde andam a SER e o Observatório Social?

4 de fevereiro de 2012

O balão inflado de Quinteiro e as pregações do Padre Vieira


Informa o Rigon em seu blog, que "o presidente do PMDB de Maringá, Umberto Crispim, ao participar nesta manhã de encontro municipal do PSB, realizado na câmara municipal, afirmou que o secretário estadual de Relações com a Comunidade, Wilson Quinteiro, será o candidato a prefeito apoiado apoiado pelo governador Beto Richa. O blog soube que Crispim, que esteve recentemente com o governador, acompanhado por Miguel Grillo, adiantou que a coligação que apoiará Quinteiro será integrada pelo PMDB, PSL, PRB, DEM e pelo PSDB, chegando a um tempo de televisão superior a 11 minutos diários".

Meu comentário: se tais alianças se viabilizarem e o governador declarar realmente seu apoio irrestrito, as chances de Quinteiro aumentam significativamente. Evangélico, Quinteiro não irá se ater aos sermões de Padre Vieira, invocados ontem no Senado por Requião. Mas é bom ficar de olhos bem abertos.

Requião se vale de grandes pensadores para criticar Beto Richa


Roberto Requião subiu ontem à tribuna do Senado para criticar o que chama de estado de pasmaceira do governo Beto Richa e advertí-lo sobre os riscos que representam para ele, os aduladores. Citando Padre Vieira, no histórico sermão da primeira sexta-feira da quaresma em 1649, alertou:`"Dos inimigos do rei, os maiores inimigos são os aduladores". E arrematou com Sócrates:"À benevolência dos aduladores, dá-lhe logo as costas e foge deles como inimigo".
Enfim, Requião bateu pesado em Beto e principalmente na bancada do PMDB na Assembléia Legislativa, valendo-sempre das sábias e ácidas críticas do padre Antônio Vieira aos governantes. Em ligeira e sutil referência à bajulação que tem sido feita ao governador pela bancada do PMDB na Assembléia Legislativa, Requião atacou de Santo Agostinho:"Há dois gêneros de inimigos dos governandes: os que adulam e os que perseguem. Há que se temer mais a língua dos que adulam, do que a mão dos que perseguem".

3 de fevereiro de 2012

O negócio foi mais feío do que pareceu

O senador Eduardo Suplicy , do PT de São Paulo, denunciou no plenário do Senado que ex-moradoras foram forçadas a fazer sexo oral com policiais durante o processo (violentíssimo) de desocupação do Pinheirinho. O Ministério Público está investigando, a partir, inclusive, de depoimentos das próprias vítimas dos abusos.
.

2 de fevereiro de 2012

Denúncia envolve a Copel

O deputado federal João Arruda (PMDB) revelou em entrevista à Ráio CBN de Curitiba, que existe uma máfia atuando dentro da Copel.

A estatal estaria intermediando licitações e prestação de serviços às prefeituras. É bronca pra mais de metro, que o Ministério Público precisa investigar.

Fonte: Blog do Esmael

1 de fevereiro de 2012

A.A. de Assis, nosso grande trovador


Primeiro foi a Olga Agulhon que venceu o concurso nacional de crônicas dos Jogos Florais de Caxias do Sul (RS). Agora o Rigon dá a notícia de outra conquista maringaense no mundo das trovas. Nosso poeta maior, o grande A.A. de Asssis, de quem eu tenho um orgulho danado de ser amigo, foi um dos vencedores do Troféu Teresa García, nos Primeros Juegos Florales da cidade de Concepción, Chile.Realmente Maringá está bem na foto quando o assunto é poesia, literatura. Temos aqui grandes poetas e escritores que têm, ao longos dos anos, colocado Maringá em destaque no universo das letras.
As trovas vencedoras no Chile:

Entre o pássaro e o poeta
há perfeita identidade:
seu canto só se completa
se há completa liberdade.

Bendita seja a nação
que tem como identidade
a cultura, a educação,
sobretudo a honestidade!