2 de março de 2012

O perigo está no ar

A usina de lixo que a "administração cidadã" pretende instalar em Maringá cria problemas de diversas ordens. O mais grave deles é a poluição, a injeção de toxinas no ar. Além disso, é uma tecnologia muito cara, que precisará de muito mais lixo do que Maringá é capaz de produzir. Vamos virar importadores de lixo e além de tudo, matar qualquer perspectiva de trabalho para os catadores de recicláveis. A cidade se mobiliza, por meio do Fórum Intermunicipal Lixo e Cidadania, para barrar o projeto, cujos danos para o meio ambiente e para a própria sociedade regional, ainda não podem ser mensurados.

2 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Prof. Luiz Gonzaga disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.