31 de agosto de 2011

O inferno é o limite


Aparentemente uma bonequinha inocente. Mas não é. Trata-se de uma boneca-bomba produzida sabe-se lá onde para crianças do Afeganistão. Em se tratando de perversidade, o inferno é o limite.

Salvo conduto para quem se enriquece com o dinheiro público

A absolvição de Jaqueline Roriz (PMN-DF) - Por 265 contra, 166 é apenas uma prova a mais de que se depender da Câmara dos Deputados, a corrupção terá passagem livre ainda por muito tempo no Brasil.
Quem se enriquece com o dinheiro público tem salvo conduto quase que permanente no nosso país. Até quando? Sei lá. Pelo menos que tudo tenha um paradeiro no tempo dos meus bisnetos.Em tempo: ainda nao tenho neto.

Bote fogo na fundanga, Marly


Informa Lauro Barbosa que a vereadora Marly Martin quer informações sobre as denúncias de superfaturamento nas obras de rebaixamento da linha férrea. Contratada em 2004 para rebaixar a linha e concluir a supervia (Avenida Horácio Racanello) em 40 meses, a CR Almeida não fez ainda nem o viaduto da Av. 19 de Dezembro. Se o cronograma fosse levado à risca, desde janeiro de 2008 o maringaense não estaria enfrentando mais o transtorno do trem naquela passagem de nível.
Seria interessante que a vereadora fosse fundo nessa questão, investigando os motivos do atraso, os aditivos a um contrato de R$ 43,8 milhões, mas que já passa de R$ 100 milhões.
E que tal veririfcar também porque a "administração cidadã" retardou deliberadamente a obra, em pelo menos três anos? O caso é objeto de investigação da CGU (Controladoria Geral da União) e TCU (Tribunal de Contas da União).
Acho que passou da hora dos chamados setores organizados da sociedade cobrarem isso da Prefeitura e inclusive, pressionarem a Câmara para que cumpra o seu papel fiscalizador.
Cadê a SER e o Observatório Social que se escondem em questões como esta? Aonde estão esses órgãos que fazem ouvidos de mercador com relação as obras cheias de senões do Contorno Norte? Aonde estão a SER, o Observatório Social e a própria OAB, que ainda não se deram conta dos prejuízos que vem causando à cidade de Maringá o fechamendo do Parque do Ingá, Cine Teatro Plazza e Kallil Haddad? E por que ninguém questiona o estado de abandono do Horto Florestal?
Minha avó já dizia que é melhor tarde do que nunca. Então, vereadora Marly, bote fogo nessa fundanga. A hora é agora.

30 de agosto de 2011

PMDB determina candidatura própria em Maringá



"Reunida Nesta segunda-feira, 29 de agosto, a Executiva Estadual do PMDB, decidiu que irá garantir legenda para os companheiros (as) que pretenderem disputar as eleições para a Câmara Municipal de Maringá.


Reafirmou a posição partidária de term candidatura própria às prefeituras municipais, ainda mais em Maringá, onde as eleições serão disputadas em dois turnos.


De maneira firme a Executiva garante que as determinações emanadas da Direção Estadual deverão ser acatadas, respeitadas e cumpridas pelos dirigentes municipais".


Wadyr Pugliesi
Presidente Estadual do PMDB

A nota oficial está no site do partido.

Meu comentário: nesse caso, o acordo fechado pelo Crispim com a candidatura Ênio Verri (PT), com um peemedebista na vice foi para o espaço. O que se questiona agora é de que nome o PMDB dispõe para disputar a sucessão municipal com viabilidade?
Quem? Quem?
POde ser que os "cumpadre" Crispim e Grillo consigam tirar um coelho da cartola, caso não queiram que o maior partido do país faça novamente, figuração num pleito municipal de Maringá.É esperar pra ver.

A pedagogia da virada de casaca


O deputado estadual Waldir pugliesi, presidente estadual do PMDB, anda assustado com a repercussão negativa da adesão da bancada peemedebista na ALEP ao governo Beto Richa. A primeira consequência do seu rompimento com o "PMDB velho de guerra" foi o resultado de uma pesquisa para prefeito de Arapongas. Waldir, que já administrou a "cidade dos passarinhos" por dou ou três vezes, agora amarga a rabeira em todas as pesquisas.
Os resultados de Arapongas de certa forma, tem um efeito pedagógico interessante. O povo não perdoa mudança de lado assim com tanta facilidade.

Sobre Lukas, Parreiras escreve, direto de Curitiba:


"Já disse nuns outros blogues que cartunista não deveria morrer.
Tá na categoria dos humoristas.
Eles tomam as nossas dores e as transformam em piadas que machucam mais que convocação de cêpêi.
São como travesseiros de paina que amortecem os nossos tombos.
Os traços do Lukas funcionavam como chicote, como espada.
Maringá perde o seu paladino.
Lukas montou no seu cavalo, empinou-o e gritou aeioúuu Siiillveeer!!!!".

. Parreiras Rodrigues é jornalista

Túnel do tempo


Esta é a capa do Jornal POIS É, que eu, o Moscardi, o Moreti e o Kaltoé fizemos sob encomenda para o diretório municipal do PMDB, por ocasião do que seria a posse de Tancredo Neves, primeiro presidente civil desde 1964. O tablóide deu origem à revista do mesmo nome, que duraria de 1986 a 1991, quando o Plano Collor levou a pique nosso projeto.

Pincei a foto do blog do Kaltoé,outro grande cartunista de Maringá e hoje o único em condições de ocupar o vácuo deixado pela morte prematura do Lukas.

A homenagem de quem também sabe muito


O cartunista Kaltoé homenageia seu colega Lukas com esta maravilha aí. Kal é posterior a Struette e anterior a Lukas; não tem tido atuação no cotidiano da charge e do cartum, mas continua na ativa. Com o vácuo deixado por Lukas ele certamente vai receber muitos apelos para que volte ao jornalismo diário, porque realmente em Maringá não existe outro à altura de ocupar o mesmo espaço.
Os talentos se equivalem, o que muda é o estilo. A dificuldade que vejo é a falta de motivação do Kaltoé, que já passando dos 50 não tem mais o senso de humor de antigamente e nem a paciência que Lukas tinha de observar o cotidiano da cidade.

Pincei o cartum aí do site do Rigon

Como o Luckaszewing aboliu a sopa de consoantes


No Bar do Bulga (blog do Marcelo Bulgarelli) está uma entrevista que o próprio Bulgarelli fez na rádio CBN com o cartunista,em 2004.Nesse delicioso bate-papo Lukas explica como surgiu o seu nome artístico:"Meu nome é Marcos Cezar Luckaszewing, filho de ucraniano. Mas um dia mandei um cartum pro Pasquim, dizendo que eu era o melhor cartunista do Paraná, embora só eu soubesse disso. Aí o Jaguar publicou e até concordou que eu era bom mesmo, mas eu tinha um nome impronunciável. Ele sugeriu que eu adotasse o Lukas". Comentou sobre as figuras que retratava e disse que em 2000 torceu pela eleição do Jairo Gianoto, pela simples razão de que o Jairo seria mais fácil de retratar no seu traço cortante. Mas votou no Zé Cláudio (+) que se transformou num bom alvo também. João Ivo, que Lukas confessa ter dificuldade de desenhar, era mostrado com uma barriga imensa. Aí aparece uma entrevista do então prefeito , que assumira o cargo com a morte do titular, rindo muito de um cartum que o Lukas fez dele:"O Lukas vai se ver comigo, vou perder a barriga com a campanha e quero ver se ele vai conseguir me desenhar". Claro, o João tinha o maior orgulho de ser retratado pelo cartunista do O Diário:"Não é para qualquer um ser desenhado pelo Lukas, não. Por isso fico muito envaidecido cada vez que ele me retrata".
O sepultamento do cartunista que deixou toda a Maringá entristecida no dia de ontem, será a tarde, em horário ainda não definido pela família.

29 de agosto de 2011

A morte do guerreiro


Eu adoro boteco. Eu tomo cerveja, tubaina, sodinha... Eu amo boteco e seus frequentadores. Eu pago cigarro, pinga e cerveja para alguns. Pipoca, paçoquinha, pra garotada. Sempre com dinheiro, ganho com meu trabalho.
Eu adoro os pedreiros, pintores, coletores de lixo, catadores de recicláveis, mulheres com suas criancinhas e suas carroças cheias de papelão, andarilhos. Eu cultuo essa gente. São meus.
Dos meus dias de fome, dos meus dias de luta e meses de choro, à cada noite, quando deitava no colchão com a barriga vazia. Tempos de sofrimento, tempo de mandar tudo à merda e desistir.
O pouquinho que tenho hoje eu reparto com esse pessoal aí.
Eles são os meus escolhidos. Meus mentores, meus mestres, meus iguais. E não tenho vergonha nenhuma de amá-los.
Lukas (1962 - 2011)

. Do Bar do Bulga

Era mais ou menos 20h30 quando recebi a ligação do Marcelo Bulgarelli, um dos amigos mais chegados do cartunista Lukas. "Messias, o Lukas acaba de falecer", disse-me com voz embargada. Na hora fiquei sem saber o que dizer e o que pensar. Lembrei-me então de uma entrevista que fiz semana passada com o oncologista Ricardo Caponero, um dos maiores especialistas em câncer do país,quando ele me disse:"o doente terminal pode ter uma morte mais sofrida ou menos sofrida, dependendo do seu temperamento, do seu estado de espírito, da sua fibra para enfrentar a morte. Há pessoas que não fogem da luta e nem tentam se enganar. Essas, geralmente, começam logo que se dão conta da gravidade do problema a arrumar as malas. Gente assim, deixa a vida com demonstrações claras de coragem e um espírito de luta próprio dos guerreiros".
Pois é, Lukas foi um guerreiro o tempo todo. Desde que se internou pela primeira vez, manteve a esperança na vida e a certeza de que não seria um tumor maligno a lhe exterminar a criatividade e o humor.Tal qual Darcy Ribeiro, morreu sabendo que teria pouco tempo de vida, mas determinado a continuar criando. Darcy fugiu do Hospital para terminar seu último livro; Lukas não tinha condições físicas para isso, mas jamais deixou formatar na cabeça, os seus belos cartuns.
Marcos Cesar Luckazewiski fez história em Maringá, como também o fizera José Carlos Struett, como continua a fazer o amigo Kaltoé. Lukas tinha os olhos no cotidiano da sua cidade,cujas mazelas eram retratadas com fina ironia. Um cartum de Lukas valia por mais de mil palavras.
Que Deus o tenha em bom lugar, guerreiro LUkas.

Iminência de greve geral



Professores da Rede Estadual cruzam os braços amanhã para pressionar o governador Beto Richa a cumprir o que prometeu no palanque ao magistério. É uma advertência, que deve mobilizar 100% da categoria. O passo seguinte, caso o governo não sinalize com a possibilidade de melhorar as condições de trabalho dos professores, inclusive do ponto de vista salarial, é greve geral.

27 de agosto de 2011

Por que Gleisi está na linha de tiro?


A colunista política Roseli Abrãao, de Curitiba, revela que são grandes as desconfianças do PT paranaense contra o ex-deputado Ricardo Barros, suspeito número 1 de alardear as condições da rescisão do contrato de trabalho da senadora Gleisi Hoffman na Itaipu Binacional. Gleisi saiu da Itaipu e recebeu o fundo de garantia a que tinha direito e isso está virando um verdadeiro cavalo de batalha. O objetivo de Ricardo seria detonar a atual chefe do gabinete civil da presidente Diilma, colocando sob mira o mandato de senadora Gleisi conquistou nas urnas. Barros, que ficou em quarto lugar estaria sonhando com a vaga, o que, cá pra nós , nem chega a fazer sentido. Principalmente porque, quem assume é o suplente e em caso de alteração da lei para possibilitar a ascensão do terceiro mais votado, este seria Gustavo Fruet e não Ricardo Barros.
Mas como em se tratando de RB tudo é possível, até boa voar, não dá pra ignorar de todo a suspeita petista.
Outro suspeito seria o deputado Rubens Bueno, que andou alardeando o fato dele ter se abdicado do saque do FGTS quando saiu da diretoria da Itaipu. Mas nesse caso, o que estaria a mover Bueno seria o sentimento oposicionista. E, olhando mais adiante, os motivos do barulho seria desgastar a ministra, candidata fortíssima à sucessão estadual em 2014.

26 de agosto de 2011

Coitados dos 13 "beneficiários"

Informa O Diário online que moradores do Conjunto Lea Lea, Jardim Dourado e Parque Residencial Patrícia, em Maringá, protestaram hoje contra a construção de 13 casas populares em um terreno reservado para praça, parque e pista de caminhada.
Na verdade, são residências destinadas a moradores do Santa Felicidade, cujo processo de desocupação para valorizãção imobiliária da redondeza se dá de maneira bem explícita.
Nada contra as famílias a serem beneficiadas pelas casas, mas não é justo que elas sejam alvo de justificada revolta por parte dos moradores dos três bairros, que com a construção perdem o espaço de áreas de lazer que eles ainda não possuem.
Só pra lembrar: é o caso do projeto de desfavelamento onde não há favela, por conta de uma verba de R$ 20 milhões que o então deputado Ricardo Barros conseguiu junto ao Ministério das Cidades. Na época foi um escândalo, deu até matéria na Folha de São Paulo e na Rede TV. Lembro-me bem da manchete do telejornal, apresentado pelo Rodolfo Gamberini:"Prefeitura do Paraná frauda dossiê para pegar dinheiro do Ministério das Cidades".


25 de agosto de 2011

Revista mentiu sobre as FARC


Quem coloca em dúvida matéria da Veja sobre o envolvimento do PT com a gerrilha coolmbiana é ninguém menos que a Embaixada dos Estados Unidos em Brasília. Está no Wikileaks que a matéria "Os tentáculos das FARC no brasil", de 16 de março de 2005 foi um exagero. E claro, tinha objetivos políticos eleitorais.
Segundo a matéria, "candidatos petistas teriam recebido 5 milhões de dólares da guerrilha durante uma reunião no ano de 2002, em uma fazenda próxima a Brasília. Na ocasião, membros do PT teriam se encontrado com o representante da organização colombiana no país, Francisco Antonio Cadenas, e acertado os detalhes. O objetivo seria financiar a campanha de reeleição do ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva".

Fonte: blog Conversa Afiada (Paulo Henrique Amorim)

Respeito à saúde, a gente vê por aqui...


Sobre a reunião dos vereadores com o Conselho Municipal de Saúde e prestadores de serviço, quando o Dr. Saboia deu aquela declaração que elogiei em post anterior, recebo o seguinte pitaco do reumatologista Paulo Roberto Donadio:

"Curioso é que nesta reunião na Câmara de Vereadores o responsálvel pela gestão da Saúde (Secretário Municipal de Saúde) simplesmente não deu o ar da sua graça, nem mandou representante legal. Total falta de respeito para com os prestadores de serviço, e demonstração da falta de compromisso para com a saúde pública . . . Mereceria uma boa chamada do Ministério público".

24 de agosto de 2011

O superávit primário de um estado quebrado. Como pode?


O deputado estadual Ênio Verri foi à tribuna da Assembléia Legislativa hoje para denunciar: "Richa faz “caixa” para o ano eleitoral".

Líder da oposição , Verri (PT-Maringá)disse mais: "o governador alega ter recebido uma herança maldita de oito anos do PMDB, mas no entanto faz superávit primário desde janeiro, já na casa dos 12%".
Ora, ora, como pode ter recebido o Estado quebrado e ainda fazer superávit primário? A dinheirama que estaria sendo guardada, a custa de alguns contingenciamentos, seria pra que? Eu ehim!!!

Estilo Requião


O jornal Folha de São Paulo ligou para o senador Roberto Requião para saber dele sobre a campanha da Gleisi. Entre irritado e lacônico, Requião foi irônico: "Sei da minha, da Gleisi sabe ela".

Cheia de moral


Pesquisa da revista Forbes aponta a presidente do Brasil, Dilma Roussef como a terceira mulher mais poderosa do mundo. Só perde para a chanceler alemã, Ângela Merkel e para a secretária de Estado norte-americana, Hillary Clonton.
Com tanto poder assim espera-se que a presidente não recue na sua disposição de faxinar a esplanada dos ministérios.

Enfim, palmas para o Dr. Sabóia

O vereador Dr. Sabóia acha que o HU não dispõe de condições físicas para atender a traumatologia. Sugere então que Santa Rita, Santa Casa e Metopolitano sejam os hospitais de referência e que paralelo a isso os gestores públicos tratem de colocar para funcionar a estrutura do Hospital Municipal, que está para ser montada há 9 anos.Nos casos de emergência, onde há risco de vida,a sustentação deve ser dada pelos hospitais particulares, mesmo não sendo conveniados. Sgundo o vereador, que discutiu a questão com o Conselho Municipal de Saúdede , se for preciso que o Ministério Público entre em ação, para garantir o atendimento.
Enfim, uma fala coerente do vereador Sabóia, que por coincidência é ortopedista, e conhece muito de perto o drama que enfrentam os acidentados. Diga-se, a bem da verdade, que as vítimas de acidentes de trânsito são disputadas por alguns hospitais quando há dinheiro do Depevat na jogada.

Arrogância no DNA

Relata Lauro Barbosa em seu blog que o Secretário de Desenvolvimento Urbano de Maringá, Walter Progiante , passou uma carraspana corretiva no presidente da Câmara, Mário Hossokawa. Mário ligou para dirimir dúvidas sobre o projeto das casas geminadas e, do alto da sua arrogância, Progiante o mandou ler a matéria. Sentindo-se diminuído, Hossokawa prometeu dar o trôco. E o trôco, podem esperar, virá em forma de revogação do artigo 39 do projeto de lei do prefeito, que proibe a construção de casas geminadas em terreno de até 300 metros quadrados.
Arrogância é a marca registrada da "administração cidadã", todo mundo sabe disso. O secretário Progiante é apenas um discípulo dos irmãos SB/RB.

Datena acha que Dilma detona Ricardo

Do Datena, em entrevista ao Benji, esta semana junto com o Ratinho:"O Brasil precisava de uma mulher para ter um presidente macho. Se não sacanearem a Dilma, ela detona até o Ricardo Teixeira".

Quem sabe?

Se o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) definir os critérios da porporcionalidade que a PEC dos vereadoresnão não definiu, Maringá terá mesmo 21 cadeiras na Câmara.Aí a discussão tola do número - se 23, 21 ou 15, perderá o sentido. Quem sabe até, a partir desse embate desnecessário a tal sociedade organizada passe a patrocinar campanhas pela melhoria da qualidade dos representantes do povo, porque é isso que realmente interessa. Quem sabe,né?

23 de agosto de 2011

Jandaia turística. Durma-se com um barulho desses!

E que dizer da notícia de que Jandaia do Sul fechou contratos de R$ 15,3 milhões com o Ministério do Turismo. Turismo? Que turismo tem em Jandaia, home de Deus?
Tá certo que Jandaia é a cidade de algumas pessoas famosas, como Ratinho,Angeli, Pinga-Fogo, Léo Júnior, etc e tal. Mas nenhum deles é ponto de atração quando visita Jandaia. Pelas barbas do profeta!

Livre pensar...

Será que a democracia resiste à desideologização e à fisiologia que tomam conta da política brasileira?

Bem, analisando o exemplo de Maringá, que a partir de 2004 sofreu na carne este processo, é possível imaginar que o desapreço à ideologia leva à fisiologia, que por sua vez leva ao desrespeito total aos mais comesinhos valores éticos e morais da política.

22 de agosto de 2011

Força, grande Lukas


O cartunista Lukas, que voltou ao Hospital há quase duas semanas continua internado, mas informa sua esposa Isa:

"O Marcos está melhor, sem sedação e ciente de tudo.
Os médicos disseram que os exames estão melhores, a infecção está cedendo.
A melhora está acontecendo de forma lenta. Por isto não tenho dado notícias diárias.
Conto sobre as nocadas para ele. Mesmo as mais afobadas. Ele ri.
Obrigada novamente pelas orações, elas são muito importantes".

Estamos torcendo e fazendo parte da corrente de orações, que ajuda o grande Marcos Lukazevski a se sentir forte e cada vez mais corajoso na luta contra o câncer.

O saqueadores socorrem quem saquearam

Circula na internet um vídeo de 23 minutos sobre a Somália arrasada pela fome. O vídeo denuncia a situação, causada por Estados Unidos , Europa e Ásia, que agora fazem pose de humanistas para socorrer quem saquearam.

A metáfora da sacanagem



A foto publicada no Estadão mostra Dilma levemente arqueada e um cadete trespassando o corpo da presidente com uma espada.Foi tirada durante cerimônia militar. O jornal brincou com a imagem da chefe da nação,que inclusive passou por torturas no regime militar. Seria uma metáfora, algo como "militar ataca a presidente pelas costas?". Mau gosto é pouco para definir isso.

Fonte: Escrevinhador (blog do Rodrigo Viana)

Sobre adesão do PMDB, Parreiras disse:

"O então governador Roberto Requião, para ter mais um na sua bancada de apoio, não hesitou em entregar o PMDB de Nova Londrina e de Paranavai para as mãos de arenistas históricos como os senhores Arlindo Troian e Lauro Machado.

Não tem autoridade alguma para censurar as ações dos seus correligionários".

. Parreiras Rodrigues é jornalista em Curitiba

21 de agosto de 2011

O vice sonha alto

O vice-prefeito de Maringá, Roberto Pupim, está entusiasmado com uma pesquisa que lhe venderam dia desses. Ele estaria em segundo lugar, em ascensão, com amplas possibilidades de tornar-se sucessor de Silvio Barros II a partir de 2013.
Pode até ser que ele venha a se viabilizar eleitoralmente, mas no cenário atual, seu otimismo parece coisa de quem acredita em Papai Noel. Ou seria em Herculano Quintanilha?

De Requião sobre a adesão do PMDB ao governo Beto

"O apoio dos deputados do PMDB ao beto é fisiologia da mais elementar,visceral, intestinal, escatologica. Tem mau cheiro".

De um twittero no twitter do senador Requião

" Acreditar que os deputados do glorioso Pmdb defendem Interesse público é acreditar que Táxi dá Carona.Quem Pariu que cuide".

20 de agosto de 2011

A faxina da presidente, segundo Chagas

"A tarefa vem sendo desempenhada, até com rigor. Mesmo se sabendo que em cima e embaixo de alguns móveis, estantes e armários pode ser presumida mais sujeira, a ser removida sempre que detectada.

Dezenas de funcionários corruptos foram afastados dos ministérios dos Transportes, da Agricultura e da Pesca, assim como três ministros já removidos, no caso o que deveria cuidar da cozinha e não cuidou, como Antônio Palocci, mais Alfredo Nascimento e Wagner Rossi. Tem outros na mora dos espanadores.

O lixo foi removido, ainda que mais possa ser encontrado. Só que falta, agora, dar-lhe destinação, etapa ainda não verificada. Quer dizer, o lixeiro, ou seja, o Poder Judiciário, deve recolher a sujeira. Levá-la para os lixões ou para as usinas de tratamento. Torna-se urgente processar os corruptos, presos alguns, em liberdade outros, obrigando-os a responder por seus atos. Condená-los. De preferência determinando que devolvam o que foi roubado.

Assim se define a faxina, que é preciso manter continuada e permanente. Caso contrário, a sujeira volta".

. Carlos Chagas (Blog do Cláudio Humberto)

A faxina da presidente, segundo Chagas

Até aqui a tarefa vem sendo desempenhada, até com rigor. Mesmo se sabendo que em cima e embaixo de alguns móveis, estantes e armários pode ser presumida mais sujeira, a ser removida sempre que detectada.

Dezenas de funcionários corruptos foram afastados dos ministérios dos Transportes, da Agricultura e da Pesca, assim como três ministros já removidos, no caso o que deveria cuidar da cozinha e não cuidou, como Antônio Palocci, mais Alfredo Nascimento e Wagner Rossi. Tem outros na mora dos espanadores.

O lixo foi removido, ainda que mais possa ser encontrado. Só que falta, agora, dar-lhe destinação, etapa ainda não verificada. Quer dizer, o lixeiro, ou seja, o Poder Judiciário, deve recolher a sujeira. Levá-la para os lixões ou para as usinas de tratamento. Torna-se urgente processar os corruptos, presos alguns, em liberdade outros, obrigando-os a responder por seus atos. Condená-los. De preferência determinando que devolvam o que foi roubado.

Assim se define a faxina, que é preciso manter continuada e permanente. Caso contrário, a sujeira volta.

?

A CGU , o TCU e a Polícia Federal estão mandando brasa em vários cantos do Brasil, onde muitas casas já caíram ou estão caindo. No Paraná, é o Gaego que bota pra quebrar. Mas a propósito disso, ouvi hoje no Café Cremoso ,a nova "Boca maldita " de Maringá, a seguinte indagação: "Será que Maringá é uma cidade blindada, que a casa por aqui continua de pé?"

Tirada requianista

Espirituosos alguns requanistas estão chamando a adesão da bancada do PMDB na Assembléia Legislativa do Paraná ao governador Beto Rciha, de acasalamento.

19 de agosto de 2011

Bancada do PMDB abraça Beto e pode precipitar reaproximação de Requião e Pessuti


A bancada do PMDB na Assembléia Legislativa caiu nos braços do governador Beto Richa. A capitulação irritou dois peemedebistas de peso, ex-correligionários e agora adversários por questões pessoais: Requião e Pessuti. Ambos reprovaram a adesão e por conta disso podem voltar a se entender. Hoje Pessuti conversou com o deputado federal João Arruda, sobrinho de Requião. É meio caminho andado.

Tolarância zero contra o tráfico em Foz

Aqui em Foz do Iguaçu, onde me encoontro desde ontem cedo, repercute negativa e positivamente a notícia de que haverá importante reunião das lideranças locais hoje em Curitiba com o governador Beto Richa, para decidir sobre um novo aperto da polícia em cima do tráfico de drogas. O receio de alguns que um radialista local chama de "caras de pau", é de que a nova frente de batalha contra o crime organizado poderia afugentar os turistas.
Ora, é o contrário, turista quer é paz, onde a violência passa dos limites do tolerável ele não vai nem a pau.

15 de agosto de 2011

Grito contra a privatização

Amanhã (16/08) tem manifestação em todo o Paraná, contra a inclusão da Sanepar e da Copel no projeto da Agência Reguladora do Estado. A compreensão de lideranças sindicais e políticas é de que , na prática, esta agência coloca as duas empresas, principalmente a Sanepar, na mira da privatização.
Logo cedo e haverá em Maringá uma distribuição de panfleto em frente a sede da Sanepar na Avenida Pedro Taques. À tarde, por volta das 4h, representantes do SINDAEN (Sindicado dos Trabalhadores em Empresas de Saneamento de Maringá e Região Noroeste) distribuirão o material impresso e deitarão falação na Praça Raposo Tavares.

Anti-vírus contra a privatização

Hoje tem manifestação em todo o Paraná, contra a inclusão da Sanepar e da Copel no projeto da Agência Reguladora do Estado. A compreensão de lideranças sindicais e políticas é de que , na prática, esta agência coloca as duas empresas, principalmente a Sanepar, na mira da privatização.
Logo cedo e haverá em Maringá uma distribuição de panfleto em frente a sede da Sanepar na Avenida Pedro Taques. À tarde, por volta das 4h, representantes do SINDAEN (Sindicado dos Trabalhadores em Empresas de Saneamento de Maringá e Região Noroeste) distribuirão o material impresso e deitarão falação na Praça Raposo Tavares.

Cuma é mesmo, deputado Rebelo?


O deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) foi o autor daquele contestado parecer sobre o novo Código Florestal Brasileiro. Hoje, ele desceu a borduna no Greenpeace e na ex-senadora Marina Silva, críticos ferrenhos do seu trabalho. “No alto de sua arrogância, eles quiseram intimidar publicamente o Congresso Nacional quando votamos o Código Florestal.Enquanto Bill Clinton, o diretor do filme Avatar (James Cameron) e a dona Marina Silva se reuniam em hotéis caros, eu descia o Rio Purus (AC) para conversar com a população local”, disse.
Faltou o parlamentar dizer que pelo texto que ele elaborou, os desmatadores da floresta, que fizeram as moto-serras cuspirem fogo até 2008, serão anistiados.

Uma grande notícia para as IEs


Enfim uma ótima notícia para as universidades estaduais e municipais. A partir do ano que vem, elas só serão obrigadas a dar 1% de contrapartida financeira para viabilizar projetos em parceria com a União. Isso não é só bom, é extraordinário. Neste caso, justiça se faça ao deputado Alex Canziani, autor do parágrafo colocado na LDO-2012.Para se ter uma idéia do alcance da redução, basta dizer que atualmente a contrapartida das IEs tem que ser de 25%, contra 20% das prefeituras.

Fonte: blog Paçoca com Cebola

Acredite se quiser!


Foto: site do Rigon

O que, isso aí seria a grade de proteção do Contorno Norte? Minha Nossa Senhora! Valei-nos Santa CGU e São TCU!

14 de agosto de 2011

A franqueza de Bravin


"Aonde eu vô, cumprimento o povo, seja gente granfina ou pé rapado. O que custa eu dar um abraço num mendigo na rua? Não pago nada para apertar a mão de um catador de papel e até gosto de dar um oi para todos os que está perambulando na praça". Palavras do verearor Belino Bravin, que disse estar invocado com o fato de alguns vereadores da base de sustentação do prefeito, não estenderem a mão nem para cumprimentar os colegas. "Uai, como uns home desse vai querer voto do povo? Se não cumprimenta nem a gente que é colega deis, imagina se vai apertar a mão do zé ninguém na rua".
É por essa e por outras que, escrevam aí, Bravin tem tudo para ser o segundo vereador mais votado da história de Maringá na próxima eleição. Claro, não baterá Eli Diniz que, surfando na onda da absolvição de Sebastião Pedrosa Lô, que ele defendeu em juri popular, fez 10,5% dos votos de Maringá no pleito de 1972. Corresponderia hoje a mais de 20 mil votos.
Sinceridade: o Bravin é o rei do assistencialismo, um vereador que socorre os desvalidos que o procuram. Não é o tipo do representante do povo em quem eu votaria, mas tem que tirar o chapéu pro cara. Sua simplicidade calculada, rende simpatias e votos. Geralmente produz franqueza, como a que ouvi dele ontem no Café Cremoso:
"Tem vereador que diz agora que vai votar assim numa matéria e daqui 10 minutos vota assado". Um curioso pergunta: "Mas quem?". Sem pestanejar Bravin responde: "Oxenti, quem não sabe? Só você não sabe que é o Sabóia e o Luiz do Postinho".

Paiçandu e o "fora, Anisinho"!

Um abaixo-assinado com milhares de assinaturas está pousando na mesa do presidente da Câmara Municipal de Paiçandu para pedir o afastamento imediato do vereador Anísio Montéschio Júnior, do PP. Anisinho se mantém na cadeira com recursos protelatórios, já que tem condenação de até terceiro grau, por crime de peculato.O vereador é do primeiro escalão do clã dos Barros, em Maringá.

13 de agosto de 2011

Valei-me São Serapião!

Li certa vez um artigo de uma cientista política, se não me engano, Ana Maria Barbosa, em que ela sustentava: esse negócio de maioria no Congresso Nacional é puro mito. Quem garante os dois terços + 1 não é a composição de uma robusta bancada pelo governo, mas a habilidade do governante em "negociar" para ter (ou manter) uma base aliada.
Isso é histórico, vem de longe, do tempo em que se amarrava cachorro com linguiça. Mas o que desespera a gente, é constatar que a prática é eterna, que uma vez entortada a boca pelo uso excessivo do cachimbo, já era...adeus correlação de forças eticamente responsável.
Agora vejo que independe de quem esteja no Palácio do Planalto, o toma lá dá cá acontece pra valer. Uns mais, outros menos, todos os presidentes acabam reféns do fisiologismo que permeia o ambiente da Câmara e do Senado. Evidente que quando o chefe de estado é propenso ao fisiologismo, a coisa se agrava. Mas todos,indistintamente, acabam sucumbindo à prática nefasta do "ou dá ou desce". Collor não é uma referência recomendável, posto que surfou na onda da corrupção e nela morreu afogado, mas o fato é que, mesmo elle teria se segurado caso seu olho fosse menos gordo do que realmente era. Lula chegou ao poder como vestal. Não deu outra, não se sustentou como o paladino da moralidade que o país imaginava ser o ex-líder metalúrgico. Agora é Dilma. Ela tenta se equilibrar no fio da navalha, manda bala, agita a vassoura (que está longe de ser a mesma do Jânio), mas não dá mais segurança de que vá se segurar ante a ameaça da "base aliada" de tirar-lhe o apoio.

É da lei da gravidade: ninguém consegue ficar lá em cima, sem sustentação aqui embaixo. Um dia quem sabe, apareça um homem, ou uma mulher aranha, para se garantir na parede da moralidade pública, firme e forte, ainda que lhe tirem a escada.
Infelizmente, a presidente Dilma emite seus primeiros sinais de fraqueza ante o rolo compressor. Esperem um pouco só e veremos deputados escancarando suas bocas cheias de saudáveis dentes,ante a reabertura das burras, com fartas liberações das emendas parlamentares que a presidente Dilma tenta segurar.
Ô Balestra, permita-me chamar a proteção de São Serapião!

Padre Orivaldo, sobre os pais


Reconhecendo minha incapacidade de produzir texto tão denso quão profundo, faço minhas as palavras do padre Orivaldo Robles, ilustre sacerdote da Arquidiocesse de Maringá:

"Fique claro que não acompanho novela. Nenhuma, em tempo nenhum. De alguma, por famosa, lembro o nome, ainda que não conheça a trama. Mas o gênero caiu no gosto popular. A partir de cenários nossos, autores brasileiros levaram a dramaturgia televisiva a outros países. Artistas de novelas nacionais se converteram, no Exterior, em figuras populares.

Apesar de não as seguir, tantas são exibidas e em tantos momentos que, ao buscar o noticiário, fica difícil escapar de algum fragmento novelesco. Embora muito pouco e descontextualizado, o que tenho visto me assusta pela frequência com que novela – de qualquer horário e de qualquer autor – trata da descoberta do verdadeiro pai ou mãe de alguém. Afinal, em novela brasileira todos transam com todas? Pelo jeito, a esbórnia corre solta e, com extrema facilidade, se trocam parceiros de cama. Lá na frente, na continuidade do roteiro, vem a bomba: você é filho(a) de fulano!

Não estranha, pois, que, na vida real, um espírito de aventura inconsequente domine tantos relacionamentos humanos. De um jeito ou de outro, todas as noites, milhares (milhões?) de famílias são envolvidas por situações e ambientes produtores de uma felicidade ilusória, instantânea e descartável. Não se diz que a vida imita a arte? Aqui, é verdade, de arte quase nada se vê; a fartura maior é de sacanagem mesmo. Admitindo-se ou não, o irreal universo das novelas povoa o ideário de milhões de pessoas comuns. Chega a ditar comportamentos.

Quem duvida pode conferir como novela cria moda: roupas, penteados, adereços, falas, trejeitos etc. De forma subliminar bastante eficaz, muita gente acaba assumindo o mundo da telinha como roteiro de vida para seu mundo real.

Não me acusem de puritanismo, por favor. Apenas me recuso a aceitar a grosseira banalização que aprontam com a sexualidade humana, sagrado instrumental da vida. Alguém tem que gritar com toda a força: é uma baixeza a forma como vem sendo tratado o exercício do sexo entre as pessoas. Na televisão e no dia a dia de adultos, de jovens e até de crianças.

Nesta véspera de Dia dos Pais, que tal assumirmos, com serenidade e isenção, a responsabilidade por uma sociedade mais humana, solidária e cristã? Não gerei nenhum descendente segundo a carne. Sinto-me, porém, comprometido com jovens e crianças, a quem Deus me concedeu a graça de amar como filhos. É com eles, com seu futuro que me preocupo. Se um adulto opta por ações passíveis de restrição ética e moral, isso é lá problema seu. Que não inclua, porém, em sua opção pessoas inocentes ou de frágil discernimento.

Imagino a angústia e a incerteza com que olham para o futuro pais verdadeiros – eles existem, sim, até em grande número, podem crer. Pais que chegam a se privar da comida para assegurar aos filhos uma vida digna e mais confortável do que, em seu tempo, tiveram. Ao longo de quase 45 anos de ministério, pude conhecer pais maravilhosos, que constituem para os filhos motivo de orgulho e de verdadeira devoção. Pais que, ao virem a faltar, abrem no coração da família uma lacuna que ninguém jamais preencherá. Pais como o meu, com quem, passem quantos anos passarem, não nos cansamos de aprender dignidade e honra. Homens dessa estirpe fizeram-se pais por madura decisão, jamais por obra do acaso ou da irresponsabilidade".






O recado da presidente

"Não vamos abraçar a corrupção, mas não serei pautada pela mídia"

12 de agosto de 2011

Aditivo quando é demais a justiça desconfia...


Informa em seu blog a jornalista Roseli Abrãao que "o Superior Tribunal de Justiça (Quinta Turma) negou habeas corpus ao ex-governador do Paraná, Jaime Lerner, que foi condenado a três anos de prisão mais multa pelo crime de dispensa ilegal de licitação.

Lerner foi condenado por ter assinado um aditivo contratual que estendeu em 80 quilômetros a concessão de trechos de uma rodovia estadual e outra federal para a empresa “Caminhos do Paraná”.

PS: Olha só aí como aditivo pode ser uma faca de dois gumes. Tem gente em Maringá que é chegada num aditivozinho. Cuidado!!!

Pessuti no BNDES, para enfurecer Requião...

Demorou mas o ex-governador Orlando Pessuti assumiu um cargo de peso no governo Dilma - o Conselho de Administração do BNDES. O conselho é formado por onze membros, entre eles Fernando Pimentel (presidente), Luciano Coutinho (vice-presidente), Alessandro Golombiewski Teixeira, Carlos Roberto Lupi, Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira, Artur Henrique da Silva Santos, Roberto Atila Amaral Vieira e Miriam Aparecida Belchior.
Requião deve estar espumando pelos dois cantos da boca.

QUE REI SOU EU?


Informa em seu site o vereador Humberto Henrique (PT) que a Prefeitura de Maringá já gastou nos seis primeiros meses deste ano mais de R$ 2,5 milhões com serviços de publicidade e propaganda. As informações apuradas pelo vereador dão conta de que "o valor é cinco vezes maior do que todo o investimento previsto para o ano inteiro com melhorias em espaços esportivos e de lazer".

Bem, meu caro vereador, isso não é surpresa pra mim, nem pra você, para ninguém quase. Afinal, no cordel encantado de Brogodó, e no reino de Seráfia (ou seria de Avilan?), a propaganda é a alma do negócio. O culto a personalidade, como prova um quadrinho que tem em toda repartição pública, é a META.

Presidente, refém do fisiologismo que assola

A base aliada está em pé de guerra, ameaça paralisar o governo Dilma. Tudo porque a presidente resolveu "faxinar" a Esplanada dos Ministérios e endurecer na liberação das emendas parlamentares. Boris Casoy até já anda entortando a boca para dizer:"Isto é uma vergonha!".

Infeliz e desgraçadamente...

Informa o jornal curitibano Gazeta do Povo que o dinheiro do Ministério do Turismo que bancou eventos e festas no Paraná sob investigação do Tribunal de Contas da União tem como origem emenda parlamentar do deputado Alfredo Kaefer (PSDB-PR). Nem vou entrar no mérito dessa questão específica, o fato é que o instituto da emenda parlamentar é uma das excrescências da política nacional. Parlamentares apresentam suas emendas e geralmente destinam as verbas delas advindas para suas bases eleitorais. Estaria até bom se fosse só isso. As investigações e os escândalos que se sucedem desde "os anões do orçamento" provam que por este mecanismo muito dinheiro toma rumos diferentes daqueles para os quais as emendas foram destinadas. São elas, as emendas, uma das grandes fontes da corrupção no país. Corrupção, diga-se de passagem, que é endêmica e parece mesmo doença ,infeliz e desgraçadamente, incurável.

10 de agosto de 2011

Só pra entender...

Leitor informa ao blog que foi realizada pesquisa de mercado no Parque de Exposições, durante um evento imobiliário. A pergunta era: Você prefere uma casa ou um apartamento? A suspeita é de que venceu a casa, resulado que não agradou nadinha ao setor, do qual faz parte agora o Secretário e ex-deputado Ricardo Barros.
Só pra lembrar: ponto de vista da lucratividade, a habitação vertical é muito mais vantajosa do que a horizontal. Não precisa explicar, eu só queria entender!

Akino compara Maringá com Brogodó



Para quem acompanha a novela Cordel Encantado a comparação é pertinente, Maringá ficou muito parecida com Brogodó. Na cidade fictícia, da novela, há um tirano chamado Timóteo Cabral que manda e desmanda na maior autoridade que é o delegado de polícia, o Batoré. Este faz tudo que pseudo rei manda, não importa que seja ilegal. Batoré admite que é fraco, que para permanecer no cargo precisa ser um capacho, que manda quem pode e obedece quem tem juízo e no dia que se recusou a cumprir uma ordem de Timóteo, para prender a própria irmã, que não estava cometendo crime algum, acabou preso.
Na sessão de ontem, da Câmara, as ordem do palácio era evitar a votação do projeto das casas geminadas e quase todos do amém acataram, menos Bravin e W. Andrade. O papel mais triste coube ao presidente Hossokawa, que não precisa votar e só deve atuar em caso de desempate, mas temendo o desgaste maior, quando teria que pronunciar seu voto em favor de Timóteo, digo, Ricardo, não teve dúvidas, votou junto com os demais colegas subservientes.

Akino Marigá, colaborador
(Site do Rigon)


Meu comentário: boa comparação. Seria o Humbero Henrique o Jesuíno?

Folha criminaliza movimentos sociais

O principal alvo do jornalão é o MST, como deixa claro em editorial:

“Em marcha inexorável, o movimento encolhe. Reverte ao núcleo do que nunca deixou de ser: um grupo de cristãos de esquerda adepto de ações criminosas, como invasão e destruição de propriedades, e hábil na mobilização de excluídos para exercer pressão sobre o Estado e extorquir-lhe os recursos – desapropriações e verbas – que mantêm o movimento artificialmente vivo”.

9 de agosto de 2011

JN noticia e sentencia

A Rede Globo divulgou esta semana um código de ética para seu jornalismo. Nem bem o casal Willian Bonner e Fátima Bernardes acabaram de ler o resumo do código, a aparesentadora apresentou uma nota coberta sobre a merendeira que teria,supostamente, colocado veneno de rato na comida de uma creche . A moça, negra a pobre, está sendo investigada e não passa de suspeita. Segundo seu advogado, ela teria sido induzida pelo delegado que presidia o inquérito, a confessar o que a autoridade policial queria que confessasse, até como forma da polícia dar uma satisfação à sociedade.
O JN não a tratou como suspeita, mas já como ré.

"Cidade Verde" que o verde mata...


Foto: Blog do Lauro Barbosa

É de se pensar o que anda acontecendo com a nossa "cidade verde". Como bem lembrou o Lauro, as três principais reservas nativas existentes no perímetro urbano (Parque do Ingá, Bosque 2 e Horto Florestal)encontram-se abandonadas. Apenas o Parque do Ingá está recebendo um tratamento comercial, inclusive com zoológico de durepóxi. Some-se a isso, o fato de que não há uma política de substituição das árvores condenadas. Corta-se indiscriminadamente, até árvores em perfeitas condições, caso essas estejam encobrindo fachadas comerciais de empresários com alguma ligação com o poder municipal. Enquanto isso, árvores condenadas, que ameaçam residências, são deixadas de lado. Nãose vê replantio em canto nenhum.

Volto a lembrar que há quase 10 anos o Cesumar fez um censo da árvore em Maringá, que pelas informações da época, mapeava as árvores que precisavam ser substituídas. Mas este documento ninguém sabe aonde anda e o que dele foi feito. Claro que já deve estar defasado, mas uma atualização e com base nos resultados, uma política de substituição faria muito bem ao futuro da "Cidade Canção" que se fez "Cidade Verde".
Enquanto isso ditos setores organizados da sociedade cruzam os braços. Ao invés de exigirem uma atuação firme da Câmara (cuja maioria é do time do Amém F.C.), ficam perdendo tempo com a discussão boba e desnecessárias sobre o número de vereadores - se 15, 19 ou 23.
O que precisa é discutir qualidade do Poder Legislativo, colocando na cabeça do eleitorado que ele precisa prestar mais àtenção na hora em que for votar. Ano que vem é ano de eleição e reduzir o número de cadeiras só vai servir para dificultar a renovação, facilitando a permanência dos mesmos.

6 de agosto de 2011

Globo deve ir com tudo pra cima de Amorim


O repórter e blogueiro Rodrigo Viana , que trabalhou anos na Globo, recebeu hoje a informação de uma fonte quentíssima de que a ordem na "toda poderosa" é detonar o novo ministro da defesa, Celso Amorim.Diz Viana:
"O jornalista com quem conversei há pouco por telefone, estava indignado: “é cada vez mais desanimador fazer jornalismo aqui”. Disse-me que a orientação é muito clara: os pauteiros devem buscar entrevistados – para o JN, Jornal da Globo e Bom dia Brasil – que comprovem a tese de que a escolha de Celso Amorim vai gerar “turbulência” no meio militar. Os repórteres já recebem a pauta assim, direcionada: o texto final das reportagens deve seguir essa linha. Não há escolha.

O dia em que o jornalão F.São Paulo quiz alimentar um golpe

“Dilma faz reunião para tranqulizar (sic) militares”
Esta manchete da Folha de São Paulo está dando o que falar. Soa como alimentação de um golpe, ainda mais vindo de um jornal que chamava a Ditadura de Ditabranda.
Paulo Henrique Amorim escreveu e vários blogs do país inteuro reproduziram:

"Lá dentro, na pág. A8, sabe-se que a autora da “reportagem” é Eliane Catanhêde, arrolada entre as viúvas de Johnbim.
E que a Catanhêde elegeu o general Augusto Heleno “porta-voz informal do Exército”.

O general Augusto Heleno revela-se um “provocador de pijama”.

Segundo a viúva Catanhêde, o general de pijama “mandou um recado” ao Celso Amorim: as Forças Armadas são apolíticas (como se viu em 1964 …) e não querem saber de “comprometimento ideológico”.

O que o general de pijama, fonte da Catanhêde, talvez não saiba é que o chanceler e ministro da Defesa Celso Amorim tem mais serviços prestados à Pátria do que ele somado a todos os Comandantes das Forças Armadas.

Toda a suposta “crise militar”, com a escolha de Celso Amorim, é lorota sem fonte identificada".

João está bem

Visitei hoje o ex-prefeito João Ivo Caleffi,que se recupera bem de uma cirurgia no intestino.Ele e a esposa Zenaide estão felizes da vida porque a filha Mariana passou em primeiro lugar no vestibular de Odontologia da UEM. O sonho de Mariana é fazer medicina. Vai continuar tentando.

5 de agosto de 2011

Criadouro de cabos eleitorais? Nem pensar

O ARAS, responsável pelos curos de fé e política da Igreja Católica em Maringá, apresentou ao prefeito SB-II um projeto interessante, como passo inicial da recuperação dos fundos de vale da cidade. O grupo que elaborou a proposta pretendia iniciar com o plantio de 400 mudas de árvores nativas no fundo de vale do Jardim Oásis e só pediu à Prefeitura o custo do plantio e da colocação de uma tela, cercando a área. O resto, inclusive uma pista de caminhada ao redor, seria providenciado poe eles, com a ajuda da OAB e outras entidades engajadas no projeto. No local seria criado um espaço para lazer da população, inlcusive das crianças, e de realização de cursos sobre questões ambientais. Claro, o prefeito gostou da idéia, a aprovou de pronto. Mas com um porém, e foi este porém que desagradou os proponentes: que o espaço fosse administrado por um CC da Administração Municipal, politicamente ligada à família Barros.
Não é nem preciso falar sobre a reação dos entusiasmados ambientalistas. "Continuamos pensando no projeto mas rejeitamos a idéia de transformar os fundos de vale em cevas de cabos eleitorais", disse-me um dos integrantes do grupo.

Não precisa explicar, eu só queria entender!!!

Só hoje consegui ler a entrevista do prefeito Silvio Barros II ao repórter Fábio Linjardi, de O Diário, sobre as casas geminadas. Chamou-me àtenção o ponto em que ele fala da densidade demográfica que esse tipo de habitação estimula, agravando o problema de estacionamento. Hora, se isso é verdade, o que dizer da habitação vertical, que ele tanto defende e estimula?.
Usou também como força de argumentação, problemas de ventilação, permeabilidade e insolação. Ora se isso também é verdade, as liberações feitas até agora são , no mínimo, irresponsáveis.
Em outro trecho, ele diz claramente que enquanto correrem 12 meses de prazo do pedido de liberação de novas casas geminadas, estarão surgindo novos loteamentos com terrenos de 400 metros quadrados. Ah é assim? Não precisa explicar, eu só queria entender!!!

4 de agosto de 2011

A gangorra que emerge e submerge financistas espertos

"Eike Batista pode ter deixado de ser o oitavo homem mais rico do mundo depois de sofrer um prejuízo em torno de US$ 2 bilhões nesta quinta-feira, quando suas empresas lideraram o forte movimento de baixa da Bovespa".

. UOL

Assim é o capitalismo, que enriquece os bom negocistas do dia pra noite e joga suas fortunas lá pra baixo da noite pro dia. Pode ainda não ser o ocaso do sistema, que se autodestruiria devido as suas próprias contradições segundo Lênin, mas resta poucas dúvidas de que a crise americana pode precipitar algumas coisas.

Ao chegar, chuveiro




A presidente está agindo como o árbitro de futebol, onde o juiz espera o jogador se levantar para aplicar o cartão vermelho. No caso, Dilma Rousseff aguarda a volta do Ministro da Defesa que está fora do país, na Colombia. Ao pisar os pés em solo brasileiro, recberá a intimação: "Já para o chuveiro!"

Jobim morre pela boa

Já não era sem tempo: a presidente Dilma Rousseff vai demitir o ministro da Defesa, Nelson Jobim. Também pudera: o cara está no governo e critica a presidente, desce a madeira em colegas de ministério e por aí vai.Isso sem contar que declarou publicamente ter votado em Serra, deixando constrangida a sua chefe. Ja vai tarde.

Se assim é que lhe parece...

foto:Site do Rigon

Na Maringá da "gestão cidadã", é assim: quando a árvore atrapalha uma fachada, corta-se; mas quando uma árvore ameaça cair sobre alguma casa, espera-se o tombo e os eventuais estragos.
"Se Barros retornar à Secretaria da Indústria e Comércio, ficará muito menor do que era".

Esmael Morais em seu blog

3 de agosto de 2011

Ele ainda tentou ganhar no " tapetão"


Antes da abertura das urnas, certo de que seria derrotado por larga margem, Ricardo Barros tentou melar a eleição da Fiep hoje no final da tarde. Não conseguiu e quando os votos foram contados estava lá a derrota acachapante: Campagnolo 69 x Barros 21.
O que se pergunta agora é: será que Ricardo Barros volta para o governo Beto Richa? Vale a lembrança de que o seu prestígio, que não era grande coisa antes do pleito de hoje, agora desceu ainda mais. Está no nível de um roda-pé.

Mais um aditivozinho básico

Rigon informa em seu site:
"A Prefeitura de Maringá publicou na segunda-feira o quarto aditivo ao contrato de aquisição de sistema de gestão contábil e administrativa e serviços de implantação, atualização, suporte técnico e manutenção, originalmente firmado com a Elotech Informática & Sistemas Ltda. em 2009. Com data de maio deste ano, o prazo foi prorrogado por mais 12 meses, a contar de 27 de agosto de 2010 a 27 próximo, “período em que o contratante [município] pagará à contratada a importância total de R$ 450 mil”. Se entendi, o termo foi publicado no final do prazo estipulado pelo aditivo, quase 12 meses depois de entrar em vigor".

PS: Tenho cá com meus botões a impressão de que Maringá conta com uma grande fábrica de multas e já monta uma fabriquetazinha de aditivos.

A propósito da campanha midiática contra os 23

"Ontem, durante a sessão dos vereadores, ao ler um trecho da opinião da professora Ana Lúcia Rodrigues, do Observatório das Metrópoles, publicado no Blog do Rigon, a vereadora Marly disse que estão colocando a população contra ela mesma, que a população está sendo enganada pelo movimento que quer só 15 vereadores. Marly citou que Curitiba, Ponta Grossa, Cascavel, São José dos Pinhais e Guarapuava já aumentaram o número de vagas para a próxima legislatura, sem grande barulho e com base na legislação".

. Blog do Lauro Barbosa

Meu comentário: A Marly tem razão, mas falta ela e outros vereadores que honram o mandato detectarem o que realmente se esconde atrás dessa campanha. O objetivo não é atingir apenas a instituição legislativa e seus membros, mas está mais ou menos claro: essa campanha sem sentido, produz uma cortina de fumaça para encobrir escândalos que estão estourando por essas bandas, inclusive com repercussão nacional.
Aliás, fiquei meio decepcionado com a posição do vereador Humberto Henrique, que reputo o melhor da atual Câmara, de se render à pressão "popular". Coloco entre aspas porque de popular a campanha não tem absolutamente nada. É clara a manipulação da opinião pública por meio da massificação midiática.

Vereadores querem saber tudo sobre os gastos com propaganda

A Câmara Municipal aprovou ontem pedidos de informações à Mesa Executiva sobre os contratos, aditivos e documentos relacionados a publicidade da Câmara Municipal.

Calma, não foi a Câmara de Maringá, não. Quem está de olho nos gastos com propaganda são os vereadores de Curitiba e assim mesmo, questionam os gastos internos e não o da administração Beto/Ducci.Em Maringá, a edilidade faria um bem danado pra cidade se tivessem esta preocupação em relação aos gastos do publicidade da "gestão cidadã". Nada disso, a META aqui é deixar tudo como está para ver como é que fica. Que o espírito de Lampeduza não baixe por aqui para legitimar a pasmaceira. Amém!

Lá seria como cá?

"Sou aliado da cidade, não do prefeito", disse um vereador da base aliada de Barbosa Neto, prefeito de Londrina.
Lá nao sei como funciona, mas em Maringá o discurso é o mesmo, embora na teoria a prática seja outra.

Fechamento parcial



O Aeroporto Regional de Londrina deve passar por reformas em sua pista. Se a ANAC autorizar, o aeroporto fica fechado das 23h às 6h30 e nos finais de semana a partir de primeiro de setembro. Os pousos e decolagens nesse período por tanto, deverão ser deslocados para Maringá.

Recordar é viver

"Independente do resultado da eleição de hoje na Fiep (onde só conseguiu ser candidato porque houve um acordo, já que o parecer jurídico da entidade, baseado no estatuto, não permite candidatura de ficha suja), o secretário (?) de Indústria e Beto Richa, Ricardo Barros, terá algo para comemorar na próxima terça-feira. Naquele dia vai fazer 21 anos que ele escapou de ser cassado.

Barros era prefeito de Maringá não fazia dois anos quando enfrentou uma série de denúncias de irregularidades. Três delas foram escolhidas pela Comissão Processante, presidida por Mário Hossokawa: aquisição de sistemas de computadores com licitação fraudada, publicidade ilegal e desvio de verba no caso do Teatro Reviver. No dia 9 de agosto de 1990, apesar de o relatório recomendar a cassação do mandato diante da comprovação das irregularidades, a maioria dos vereadores decidiu arquivar o processo. Nascia aí o Grupo dos 13, que anos depois transformou-se no condomínio partidário do ex-prefeito".

. Site do Ângelo Rigon

PS: salvo engano,foi nessa sessão de arquivamento que a população jogou moedas nos vereadores e o então presidente da casa, Nereu Vidal Cesar, subiu no telhado, usando uma escada, para fugir das câmeras de tv.

2 de agosto de 2011

Ele esá rindo à toa


A oposição conseguiu: vai sair a CPI da corrupção. Os senadores vão investigar as irregularidades do Ministério dos Transportes , devendo os trabalhos da Comissão Parlamenrar de Inquérito atingir tambem o Ministério das Cidades e as liberações de verbas do PAC. O Senador Álvaro Dias, uma das vozes da oposição mais ouvidas no Parlamento, está rindo à toa.

Que o espírito de JP nos devolva a praça


Foto: Site do Rigon

O que, para a construção do futuro centro cívico de Maringá a "administração cidadã" pensa em destruir essa praça aí? A idéia de fazer o Centro Cívico no aeroporto velho é antiga, mas ganhou força na gestão do PT, com o falecido José Cláudio. Zé sonhava com um projeto grandioso, mas sem destruir espaços importantes como este. Até porque a área do antigo Aeroporto Gastão Vidigal é enorme, não sei quantos hectares tem, mas é uma imensidão de terra.
Só pra lembrar: já se vão mais de 30 anos que Silvio Barros I destruiu aquela pracinha em forma de triangulo no início da Rua Tomé de Souza para construir a Câmara Municipal. João Paulino assumiu a prefeitura em janeiro de 1977 e a primeira coisa que fez foi restaurar a praça e definir o local da nova Câmara exatamente onde o Poder Legislativo se encontra hoje.
Bem, se Silvio Barros II destruir a praça da foto em 2012, espero que o prefeito que assumir em 2013 tenha se arme do espírito de João Paulino Vieira Filho para recolocar as coisas no lugar.

Eis aí uma radiografia perfeita de Maringá

Vale a pena ler e refletir sobre este texto da professora Ana Lúcia Rodrigues (Observatório das Metrópoles):

"Estou tentando entender essa cidade. Aqui tem 4 das 1000 maiores empresas do Brasil mas, a maior fatia de imposto é produzida pelo IPVA e não pelo ICMS; aqui é o lugar onde existe a sociedade civil dita mais atuante e a democracia mais avançada (como o prefeito divulgou no Fórum Social Mundial) mas essa mesma louvada sociedade democrática faz campanha para que o seu Legislativo não tenha peso representativo, como se não fosse um importante pólo regional; a Dallas brasileira é aqui mas 33% dos chefes de família não conseguem comprar a casa própria e moram de aluguel; aqui tem sempre um braço de todas as operações da Polícia Federal; o preço não é critério de concorrência em licitação; aqui Estado e Igreja ainda não se separaram; aqui empreendedor supermercadista vira banqueiro e deputado vira loteador; não há favela aqui mas a cidade ganha R$ 25 milhões para projeto de desfavelização. Aqui o trânsito não flui, mas mata; o contorno não contorna, o Horto não se abre, o teatro não se freqüenta, o público não se permite e o governo não governa para todos. Aqui é um lugar em que as pessoas só acreditam porque não sabem que os que dominam, como dizia La Boétie “…só tem dois olhos, só tem duas mãos, só tem um corpo, e não tem outra coisa que o que tem o menor homem do grande e infinito número de vossas cidades, senão a vantagem que lhe dais para destruir-vos. De onde tirou tantos olhos com os quais vos espia, se não os colocais a serviço dele? Como tem tantas mãos para golpear-vos, se não as toma de vós? Os pés com que espezinha vossas cidades, de onde lhe vêm senão dos vossos? (…). Decidi não mais servir e sereis livres.”

. Pinçado do site do Rigon

Coisas do "livre pensar"...

A ocasião faz o ladrão? Se você acha pouco tal determinismo, então veja só esta verdade nua e crua, disparada pelo grande Nelson Rodrigues, num tempo em que a corrupção no Brasil não tinha tanta sofisticação:

"A ocasião faz o furto, porque ladrão você já é”.

Lendo a frase no blog do Cláudio Humberto me ocorreu de resgatar este "livre pensar" porque me veio à mente o rasgo de indignação de um colega no auge do escândalo do mensalão: "Tanta gente se locupletando e eu aqui nessa pindaíba".

1 de agosto de 2011

Copel e Sanepar na linha de tiro

"O senador Roberto Requião ameaçou retirar a legenda dos deputados estaduais do PMDB que votarem amanhã a favor do projeto de lei, de autoria do governador Beto Richa (PSDB), que cria a agência reguladora para empresas privatizadas e públicas como Copel e Sanepar".

. Blog do Esmael

O ex-governador acha que na prática, a agência significa um passo decisivo para a privatização ds duas principais estatais do Paraná. Isso realmente é inaceitável.

Como pode?

Do engenheiro Ramon Andres Doria, ex-presidente do Sinduscon , em carta de apoio à situação na Fiep, referindo-se à candidatura do ex-deputado Ricardo Barros: "Como alguém que vota contra o empresariado poderia dirigir a Fiep?”.