30 de agosto de 2011

A homenagem de quem também sabe muito


O cartunista Kaltoé homenageia seu colega Lukas com esta maravilha aí. Kal é posterior a Struette e anterior a Lukas; não tem tido atuação no cotidiano da charge e do cartum, mas continua na ativa. Com o vácuo deixado por Lukas ele certamente vai receber muitos apelos para que volte ao jornalismo diário, porque realmente em Maringá não existe outro à altura de ocupar o mesmo espaço.
Os talentos se equivalem, o que muda é o estilo. A dificuldade que vejo é a falta de motivação do Kaltoé, que já passando dos 50 não tem mais o senso de humor de antigamente e nem a paciência que Lukas tinha de observar o cotidiano da cidade.

Pincei o cartum aí do site do Rigon

Um comentário:

Parreiras disse...

Já disse nuns outros blogues que cartunista não deveria morrer.
Tá na categoria dos humoristas.
Eles tomam as nossas dores e as transformam em piadas que machucam mais que convocação de cêpêi.
São como travesseiros de paina que amortecem os nossos tombos.
Os traços do Lukas funcionavam como chicote, como espada.
Maringá perde o seu paladino.
Lukas montou no seu cavalo, empinou-o e gritou aeioúuu Siiillveeer!!!!