21 de setembro de 2011

Negativa de transparência

A vereadora Marly Matin contestou na sessão de ontem da Câmara Municipal de Maringá o aumento da passagem do transporte coletivo urbano. E, por meio de requerimento, pediu a planilha de custos da TCCC. Não terá, porque o plenário rejeitou seu pedido. Em discurso na tribuna, a combativa vereadoras expressou sua estranheza com o reajuste: "Acabaram de fazer a licitação e renovar o contrato de concessão e já vêm com este aumento. Como, se nem inflação houve nesse curto período?".

Claro, os vereadores que negaram o pedido de informação foram todos da base aliada, do Amém F.C. A saber: Belino Bravin, Heine Macieira, Paulo Soni, John, Sabóia, Márcia Socreppa e Flávio Vicente. A favor do requerimento: Marly, Dr. Manoel, Humberto Henrique, Mário Verri, Luiz do Postinho e Zebrão.

Aliás, é intrigante essa falta de transparência na planilha de custos da TCCC. Eu gostaria de saber, por exemplo, e por certo a vereadora também:

a - Qual a receita que a empresa tem com o bus door (propagandas nos ônibus);
b - Quanto a empresa economisa com o não pagamento de luvas (percentual a ser recolhido aos cofres públicos a cada ônibus novo que adquire);
c - Qual é o peso que tem nessa planilha os mais de R$ 300 mil por mês que o munucípio repassa a título de subsídio do passe de estudante;
d - Que tipo de isenção fiscal a Prefeitura dá para a empresa, se ela paga ISSQN dentro dos critérios estabelecidos pela Lei Orgânica do Município ;
e - Se, uma vez esgotado o tempo de uso de um ônibus, o veículo é repassado para a Prefeitura, como manda a Lei das Concessões.

Acho que a Câmara deveria tomar uma atitude quanto a isso, ainda mais agora que consolidou-se o monopólio. Ou será que os a maioria que respalda esta omissão, vai esperar que o Ministério Público entre em ação?

Como perguntar não ofende, pergunto:

Cadê a sociedade organizada? Aonde estão o Observatório Social, a SER, a OAB e a ACIM?

Um comentário:

Jeferson disse...

Onde anda a tao combativa sociedade maringaense organizada?
Onde andam estes caipiras "camisetados"e manipulados pela ACIM, OAB,O Diário, RPC,etc? Será que os interesses dos fiéis da igreja católica que andam de onibus nao merecem ser defendidos? Parabens aos serviçais como Heine (Doutor??), Flavio Vicente, o playboy, e a turma do amen.