2 de março de 2011

MP coloca uma pedra no jogo de empurra sobre o Horto

O Ministério Público colocou fim ao jogo de empurra entre a Prefeitura e a Cia Melhoramentos no que diz respeito à administração do Horto Florestal. A quem cabe cuidar daquela área verde, investir na sua preservação, com projeto de eliminação de uma enorme voçoroca? A administração cidadã, que abandonou também o Bosque 2 e mantém fechado há dois anos o Parque do Ingá quiz dar uma de pilatos. A melhoramentos também procurou lavar as mãos, mas o promotor, dr. Ilicyr teria sido taxativo: os dois tem responsabiliade sobre o horto. Essa história de que o bosque é propriedade privada não convenceu. Muito menos o argumento de que a Prefeitura não tem dinheiro para gastar R$ 3 milhões na recuperaçãol do Horto Florestal. Ora,se falta grana para coisas básicas e fundamentais, como arrumam tanto dinheiro para gastar com publicidade?
Cabe a pergunta: e o ICMS Ecológico, dinheiro do Ministério do Meio Ambiente para preservação das reservas nativas? Maringá recebia cerca de R$ 120 mil por mês há 8 anos atrás, deve ser muito mais hoje. E o que estão fazendo com essa grana?

Um comentário:

Anônimo disse...

Devem estar gastando o dinheiro com consultorias ridículas, como foi feito antes no parque do Ingá. Ou quem sabe com mais propaganda. www.sema.pr.gov.br Tai o sítio para saber quanto o município recebe de ICMS ecológico.