29 de novembro de 2010

Aos 80 anos, ela está de novo na cena, como um azougue


Aos 80 anos, em plena lucidez. a economista Maria da Conceição Tavares volta à cena política e econômica do país, deitando falação contra a política monetáriua de Henrique Meireles no Banco Central: "A continuidade desse modelo é arriscado e potencialmente explosivo. A política monetária em que o Banco Central oferece a maior taxa de juros do planeta é um suicídio em termos econômicos, além de promover uma grande injustiça social".
Ela está sendo homenageada por toda banda. Conceição, a maior crpitica do pensamento conservador ainda predominante na política brasileira, não vai estar no governo Dilma, mas certamente será uma grande conselheira da nova presidente.

Nenhum comentário: