Pular para o conteúdo principal

Sobre ser ou não ser petista



"Eu não sou petista, mas votei no PT.
Como assim??? Se você votou no PT você é petralha, digo, petista . . .
Ah, que preguiça de explicar! A mesma preguiça que eu tenho de explicar que não quero a socialização da pobreza, mas a redistribuição das riquezas.
E também dá preguiça de explicar que redistribuir riqueza não significa tirar de alguém uma das suas TVs de LED e dar a um morador na rua.
E preguiça de explicar que pessoas que moram na rua não são necessariamente vagabundos.
Que cotas em universidades não 'tiram' vagas de ninguém.
Que artistas que defendem a democracia não vivem à custa da Lei Rouanet (dá preguiça de explicar como funciona a lei Rouanet, também).
Que bolsa-família não estimula pessoas pobres a terem mais filhos.
Que se alguém acha que já tem pobre demais no mundo, mas é contra a descriminalização do aborto, além de ser um idiota elitista é, também, um sujeito desprovido de qualquer coerência.
Que a descriminalização do aborto não é um método contraceptivo e que, mesmo que assim fosse, ninguém teria nada a ver com isso.
Como também não é da conta de ninguém a sexualidade dos outros ou o que cada um faz com seus genitais.
Que ser feminista não é ser contra os homens, as donas-de-casa e a gilete. Até porque o sovaco, assim como o anus, só diz respeito ao próprio dono.
Que redução da maioridade penal não resolve o problema da criminalidade.
Que a truculência das PMs não resolve o problema da criminalidade.
Que ser contra a truculência da PM e a favor de uma polícia mais humanizada não é ser a favor de bandidos.
Que defender os direitos humanos também não é ser a favor de bandido e que não, eu não vou levar bandido pra casa.
Que não é porque eu tenho casa e uma condição financeira favorável que eu vou querer que os outros se fodam.
Que o Bolsonaro está pouco se lixando para as pessoas e para os direitos civis, e que mito é o minotauro, a mula-sem-cabeça e a loira do banheiro.
Dá preguiça de explicar tudo isso porque está aí, para que todos vejam. Basta ler, se informar, usar a internet para algo mais útil do que ficar replicando memes ou boatos. Basta ler, ouvir e refletir antes de abrir a boca para reproduzir discursos que não se fundamentam em absolutamente nada. Basta querer deixar de ser o idiota útil, o racista útil, o homofóbico útil, o fascista útil, o fiadaputa útil.
Mas útil a quem? A esse sistema que não passa de uma máquina de moer carne. Carne humana, obviamente.
Isso tudo dá tanta preguiça que, de hoje em diante, eu vou aceitar qualquer rótulo que me quiserem imputar: sou feminazi, sou esquerdopata, bolivariana, conspiradora para a implantação de uma ditadura gayzista, sou o que quiserem . . . Ah, e sou petista".
  .Simone Adami


Comentários

Anônimo disse…
Eu também não sou petista, mas votei no PT no segundo turno, no primeiro votei no Meirelles, votar no Coiso jamais.
Eleitor disse…
Eu votei no pt em três eleições e na ultima, vergonhosamente admito, votei no Alkmim. Eu nao sinto vergonha por tê-los eleito porque muita coisa boa foi feita. Tenho sobrinhos que foram estudar no exterior graças a politica de Haddad para o ciências sem fronteira. Somente uma adolescente da família engravidou e a educação sexual promovida na escola conseguiu reduzir em 25% a gravidez nessa faixa etária de meninas. Vários parentes conseguiram financiamento pelo minha casa minha vida, nunca antes visto um programa de moradia tão ousado. Todas empregadas domesticas que atendem minha família estão registradas e algumas ja eram antes da lei, mas agora todos fazem o justo e certo. Alguns parentes do interior agrícola adquiriram maquinas e veículos pelo programa finame e mais alimentos, outros compraram pequenos caminhões e montaram transportadoras, alguns pegaram dinheiro no bndes e montaram um negocinho. Todos cresceram e prosperaram com politicas publicas inclusivas e …. votaram no Bolso a maioria…como entender isso? Todos os muito pobres que eu conheço colocaram um membro ou conhecem aguem que pode entrar na universidade federal e publica, via cota, para com a melhor intenção, universalizar o acesso ao ensino a todas classes sociais, bem essas pessoas o pastor falou para andar distante da demoníaca esquerda.
Embora até 2015 eu achasse um absurdo a cota para garantir ensino aos deficientes físicos, aos negros e indígenas, hj reconheço que vc precisa conviver para saber do negro favelado na universidade e o valor dessa cota, e , sabem sou mais branca que o leite batavo, sou imigrante e não existia a palavra mérito nos anos 90 … existia eu quero. Hoje, a vida é diferente. Vc pode querer muito e mesmo assim vc nao consegue. Por causa disso o Estado intervém, para tentar possibilitar que seja real vc querer e então conseguir. Isso se chama também mérito. Infelizmente eu vejo que o curitibano assustado nao olha mais para o lado e está muito preocupado em garantir o seu e todo o resto que nao é igual o seu, é inimigo. Isso vai nos ferrar em curto ou médio prazo. Apartheid social não é sustentável. Ouvindo um filósofo esta semana, disse ele que vê um problema crasso na gestão do PT, a maior parte dela foi correta, mas o erro crasso foi focar em aumentar o potencial de consumo do pobre, fazendo com que ele pudesse adquirir, suprir, etc (claro que isso é fundamental pq filosofa quem está com a pança cheia) mas ao invés de isto somente, o PT deveria tb ter focado e muito na educação política do povo, ora mais miserável que nunca. Não o fez, não criou consciência política. Além de que, focar no consumo também nao deu resultado bom na economia pq ele tem uma faixa de saturação previsível. E juntou tudo com aquela gota diária que a pessoa recebia nos últimos quatro anos no face e no wsp falando mal todo dia, e virou uma onda, e chegamos ao ponto dessa psicose coletiva…e de repente demos mais veneno para o intoxicado!

Postagens mais visitadas deste blog

Tal pai, tal filho?

Mera coincidência ?
--------- Um professor da UEM ia todo sábado pegar filmes em uma locadora da Avenida Morangueira. Certo dia, durante um período eleitoral, ele chegou no balcão e escolheu um monte de fitas. Quando o funcionário relacionava os filmes que seriam levados pelo professor para devolução na segunda-feira , chegou o dono da locadora, vestindo uma camiseta com a sigla PT em vermelho no peito. Enfurecido, o professor deixou as fitas no balcão, saiu bravo e mandou que cancelassem sua ficha que ali não voltaria mais. Acreditem, a história é verídica. Nome do professor: Dalto Moro (+), que aliás foi meu professor de Geografia no curso de Estudos Sociais na UEM. Dalto, muito bom na matéria que lecionava, diga-se de passagem, nutria um ódio inexplicável do PT e seu líder máximo. Aliás , o mesmo ódio que nutre seu filho Sérgio, que anos mais tarde acabou colocando Lula na cadeia.

Coisa de governador cagão

Incluir os estados na reforma da previdência é um esforço que só governadores medrosos fazem. Se o Brasil é uma federação e cada estado tem seu parlamento, qual o problema dos governadores proporem reformas próprias para as previdências estaduais e submeter seus projetos ao debate com os deputados estaduais?

O mundo não aprendeu a lição da tragedia que foi a II Guerra

Vi hoje na TV Cultura de São Paulo (Fundação Anchieta) um documentário muito interessante sobre o fim da II Guerra Mundial, mais especificamente sobre a derrotadas tropas de Hitler na Rússia e a teimosia do Japão para se render,o que só aconteceu após a segunda bomba atômica jogada no país, em Hiroshima e Nagazaki , respectivamente. Foi muito bom o editorial da emissora, que fecha o documentário. Fala da intolerância e da incoompreensão de elites políticas de alguns países, inclusive o Brasil, de não terem aprendido nada com a história.Diz o editorial que tem chefes de estado que se elegem com o voto popular e chegam ao poder pensando que o poder lhe pertence, E, em cima dessa conclusão estúpida, atropelam os princípios básicos da democracia, que é o respeito às opiniões contrárias. Não coloco issoentre aspas, porque é uma interpretação e não o texto literal. Mas uma coisa fica clara: o documentário lança uma carapuça que se encaixa direitinho na cabeça do atual presidente do Brasil, …