5 de outubro de 2010

Me lembrou Darcy e Betinho




A garra e a dignidade com que o amigo Lukas encara o câncer me fez lembrar duas figuras da história recente do Brasil, vítimas de doenças graves - Darcy, de câncer e Betinho, de Aids. O antropólogo Darcy Ribeiro, um dos mais brilhantes intelectuais
brasileiros, encarou o câncer de frente, procurou viver a vida, apesar do sofrimento e jamais interrompeu a sua produção cultural e literária. Tanto que alguns meses antes de falecer, fugiu do hospital para terminar sua última obra. E Betinho, o pai do Fome Zero, quase à beira da morte ainda tomava cerveja, apesar do AZT.
Lukas está com a saúde abalada mas não cessou a sua maravilhosa produção de charges e kartuns. Sou meio bule, homem de pouca fé, mas mesmo com a fragilidade dessa fé que tenho, tenho pedido a Deus pela saúde desse grande brasileiro, chamado Marcos Lukazevski.

3 comentários:

Anônimo disse...

A vida é uma aventura da qual ninguém sairá vivo.

Ou a gente encara de frente e aproveita as coisas boas que se nos apresentam, ou então ficamos somente olhando apara as ruins e aí morremos mesmo estando vivos.

O Lukas é um cara que todo mundo gosta. Pessoalmente era meio mala. meio xarope. Assim como minha mulher me chama, "anti-social".

Mas eu prefiro chamar de autêntico.

É um cara que merece ser feliz, de um jeito ou de outro.

Vladimir Eduardo Massetti disse...

O Lukas não me conhece, mas eu, como muitos maringaenses, conheço e admiro seu trabalho.
Quero estar em unidade com esse cara, guerreiro, que superará, vencendo essa batalha.

Fé em Deus. Fé em si mesmo.

jose neto sobrinho disse...

É muito doloroso quando uma pessoa com essa sensibilidade é abatida pela tragédia. Só nos resta torcer e esperar que o Criador lhe ampare. Gente com esse talento, quando acometida de alguma doença, nos faz repensar a vida e acreditar que um milagre é possível. Por toda a alegria que esse menino já nos proporcionou, só nos resta rezar e agradecer a Deus por tê-lo conhecido e com ele vivido todo esse tempo. Coragem, rapaz, tem muita gente rezando por você. Neto