16 de abril de 2011

A lógica do jogo fisiológico ilógico

O bom senso recomendaria critérios políticos e tambem técnicos para a nomeação dos cargos de cheffias regionais no governo do Estado. Nesse início de governo Beto Richa, os critérios passaram a ser curralisticamente partidários. E nesse jogo ilógico da lógica fisiológica, quem está dando as cartas em Maringá é um político da região de Londrina e outro de Curitiba. Durval Amaral, Chefe da Casa Civil, deita e rola com as nomeações por aqui. E Luiz Cláudio Romanelli, o peemedebista que deu uma banana para o seu PMDB e apoiou Beto Richa, do PSDB, fica com parte considerável desse quinhão. Ainda sobra alguma coisa para ser dividida entre entre Ricardo Barros, Dr. Batista e Evandro Júnior.

Nenhum comentário: