6 de abril de 2011

Não tem mais choro e nem vela, o salário mínimo de um professor é desde hoje R$ 1.184,14

Enfim, o piso nacional do professor vale para todo o país, inclusive para o Paraná, um dos dos cinco estados que não aceitavam pagar salário base de R$ 1.187,14 para professores da educação básica da rede pública. Até os municípios devem respeitar este piso. Os que não dispõem de orçamento para cobrir suas folhas, terão complementações do MEC, que só este ano deverá liberar R$ 1 bilhão de reais.
Não tem choro, nem vela, o novo salário mínimo do professor tornou-se lei nacional a partir de hoje, quando o Supremo Tribunal Federal rejeitou ações de inconstitucionalidade da lei, impetrada pelo Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Ceará.

Um comentário:

Prof. Luiz Gonzaga disse...

Até que emfim, embora continue sendo uma miséria, tratando-se da remuneração de quem educa ou educará nossos filhos.Penso que devríamos ter vergonha da remuneração que recebem os professores em nosso País. E depois vem o requião, falar em carta de Puebla e contra o piso nacional de salários para os professores. pense nisto, caso ele ainda resolva, ser acandidato a alguma coisa.