17 de abril de 2011

Nossos políticos são família até debaixo d' água

A política paranaense, que não se diga o contrário, continua respeitosa, coisa de família mesmo. Só lembrando alguns casos: Antônio Anibelli saiu da Assembléia Legislativa e fez do filho Anibelinho, seu sucessor na cadeira; Edgar Bueno fez o mesmo com o filho André; Hermas Brandão foi além: colocou lá um filho e um neto. Antes, Aníbal Kury tinha deixado o neto ocupando um espaço que lhe pertenceu, embora sem aquela conhecida astúcia. Quem se dispuser a puxar pela memória ou pesquisar, verá que a vocação familiar da nossa política paroquiana e fisiológica vai muito longe.
Ah, ia me esquecendo: Requião ainda se encontra na lida, mas já está preparando o sucessor. Como nenhum dos irmãos deu certo, ele jogou suas fichas no sobrinho João Arruda, muito parecido, até no topete e na falta de modéstia.

Nenhum comentário: