26 de abril de 2011

Vítima do próprio temperamento

Gosto de vê-lo na tribuna do Senado, aonde é um leão.Bom de discurso, Requião empolga, pelas suas´idéias firmes, pelo conhecimento que tem do estado, pela abordagem dos problemas sociais. Mas hoje, seu discurso foi patético. Ao tentar se defender das críticas que atrairam seu gesto truculento contra um repórter de rádio, confundiu democracia com autocracia, deselegância e falta de educação com firmeza. Se fez vítima quando vítima não foi; socou um inimigo que jamais esteve à sua frente; retrucou uma agressão verbal que não sofrera, mostrou destempero diante de uma pergunta desconfortável, sem se dar conta de que perguntar não ofende, ainda mais quando o perguntado é um homem público, que deve estar sempre prestando contas de seu comportamento e de suas ações.
Ao desenvolver sua atividade parlamentar impulsionado pela bilis e não pela cabeça pensante que, inquestionavelmente é, Requião frustra seus eleitores, embota o conceito de brilhante tribuno que sempre teve. Uma pena.

2 comentários:

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

Messias, burro chucro mal quebrado no bridão pelo domador enquanto novo fica assim mesmo, traiçoeiro.

Espero que esse seja o derradeiro mandato desse sujeito, pra que o povo paranaense se redima da “asnice” que fizera na última eleição, fechando ouvidos para o discurso dum motivado Fruet pelo de um mola-presa de jeans, degustador de mamonas.

Desculpe, mas nunca vi qualidades nesse tipo que não respeita sequer a si mesmo. É um inimigo da humanidade. Espero que o sindicato dos jornalistas não venda pelo preço vil duma desculpa pública a honra e a liberdade profissional do repórter agredido.

De relembrar que em Paranavaí, POR DUAS VEZES, esse sujeito fizera o mesmo com os repórteres Pedro Arthur em 2008 e Pedro Machado em 2010. Veja aqui: http://joaquimdepaula.com.br/index.php/2010/10/requiao-tenta-tomar-gravador-do-reporter-pedro-machado/

Anônimo disse...

Requião é um Hugo Chaves que não deu certo. Fazia e desfazia aqui no Paraná e foi pra Brasilia achando que o Brasil era sua rinha. Agora descobriu que fora do Paraná e ninguém o teme. É um choque, coitado!