4 de maio de 2011

Teste pra cardíaco

O Muricy Ramalho parece que queria provocar enfartos na torcida santista ontem a noite. O Santos jogou o fino da bola no primeiro tempo contra o América, lá no México, mas no segundo tempo tomou um sufoco de dar medo. As alterações que o técnico fizera sábado contra o São Paulo deram certo. Ele tirou um atacante, colocou mais um zagueiro e adiantou Helano e Paulo Ganso. Ontem fez o mesmo no início do segundo tempo, mas esqueceu que o peixe estava sem Helano. Para piorar a situação, Arouca, um dos maiores "ladrões" de bola do futebol brasileiro, saiu machucado. E aí só deu América. O Santos se classificou para as quartas de finais da Libertadores com 0 a 0 graças aos milagres operados pelo goleiro Rafael.

Tomara que o Muricy não erre de novo a mão no próximo domingo, porque o Corinthians não é o time mexicano. Nós santistas, estamos orando pela recuperação plena de Helano e de Arouca. Se isso não acontecer, vitória só se o Ganso e o Neymar esriverem em tarde iluminada. Senão, vamos ter que aturar a nação corintiana na segunda-feira.

Um comentário:

norvan@bricio.com.br disse...

Calma Messias, será em duas partidas a final, oxalá de tempo para a recuperação de Elano e Arouca (aliás arouca é marca de fechadura, porisso que ele fecha o meio campo).
Norvan Noronha Dias