15 de julho de 2011

RB em baixa

Informa o porta-voz Fábio Campana: "Ricardo Barros, candidato à presidência da FIEP, defendeu a gestão profissional e compartilhada da entidade. Barros quer que os sindicatos tenham voz ativa nas decisões e diretrizes da Federação".

Meu comentário: a proposta é uma tentativa, tardia, de seduzir sindicatos patronais que já se comprometeram com o candidato da situação.Barros, pelo que circula nos bastidores da campanha à Federação das Indústrias do Paraná já "dançou". O que se pergunta agora é o seguinte: será que o governador Beto Richa o aceitaria de volta no seu secretariado, ainda mais considerando que o prestigio do ex-deputado no meio empresarial está em baixa?
Perdendo a eleição da FIEP e caindo fora do secretariado do governador Beto Richa, o que restaria a Barros a não ser voltar todas as suas baterias para a sucessão do irmão Silvio II?

Nenhum comentário: