31 de janeiro de 2009

Contra fatos há argumentos?

O jornalista Luiz Carlos Azenha resgata em seu blog uma declaração do senador José Sarney feita em 2002, quando a governadora do Maranhão, Roseana Sarney, acabara de ser linchada moralemente e, por conta disso, virou carta fora do baralho da sucessão presidencial.
Não vem ao caso o que significou ou significa Sarney na políticva brasileira, mas o relato é um documento histórico da maior importância. Até porque, é revelador do caráter de quem estava por trás daquela operação canhestra, o "Caso Lunus", que Sarney denunciou como pai, revoltado com a sacanagem de que fora vítima a sua filha. Trata-se de um documento importante, que tem tudo para ser explorado à exaustão pelos adversários do presidenciável José Serra. Pincei pequenos trechos do longo texto, que são reveladores do jogo sujo:

Sarney dirige-se ao presidente Fernando Henrique Cardoso:

"Presidente, o senhor desfruta de prestígio internacional e do respeito de todos nós. Não permita que seu governo seja conspurcado neste processo da sucessão. Assegure que o jogo democrático possa fluir sem manobras sujas. As sucessões apaixonam e muitas vezes destroem homens públicos".

Relatando os fatos:

"A nação assistiu aos atos de violência política que aconteceram no Maranhão.
Policiais armados, viaturas embaladas, aparato de efeito utilizados para criar um escândalo contra a candidata à Presidência da República, em ato arbitrário, ilegal, de conotação política e fora da lei. Dois tribunais assim o consideraram: o TRF e o STJ, julgando que o cidadão só pode ser investigado por autoridade competente. A governadora do Maranhão não está na jurisdição de Tocantins. É um privilégio? Não. Da mesma forma, os procuradores que a investigam e os juízes gozam das mesmas prerrogativas de serem julgados por instâncias especiais.

Acusam a governadora pela aprovação da Usimar e esquecem o ex-ministro José Serra, que responde ao processo 96.00.01079-0 por 'improbidade administrativa - ressarcimento ao erário", a outra ação, 2000.34.00.033429-7, com a finalidade de 'reparação de danos ao erário', e ainda a várias outras ações ordinárias, cautelares, civis públicas, populares.

Alguém invadiu algum local para procurar comprometê-lo, ou atrás de pistas que pudessem ligá-lo às acusações? Eu seria o primeiro a condenar.
Então invadem a Lunus sob a capa de descobrir essa vinculação. Ridícula a montagem. Mas tudo é secreto, escondido. O acusado não sabe do que é acusado. Invade-se primeiro, depois se propala a finalidade da invasão e a acusação.

No dia do acontecimento, liguei ao presidente Fernando Henrique, na suposição de uma relação leal, não para cobrar nem pedir nada, mas para declarar que os meus temores anunciados se concretizavam.

- Presidente, lembra-se da nossa conversa? Não deixe conspurcar o seu governo!

Respondeu-me ele: - Eu nada sabia.

Não lhe havia cobrado se sabia ou não sabia. Mas disse-lhe:

- O senhor Ministro da Justiça devia".

O erro é de grafia, mas a gravidade está no calendário


A palavra férrea, grafada como férria, é um mal menor dessa obra. O problema grave está no atraso, injustificável se considerarmos que uma licitação foi feita , um contrato foi assinado, um cronograma foi estabelecido. A placa do Governo Federal que aparece embaixo denuncia o descaso. Tá lá: início da obra: outubro de 2004; término: janeiro de 2008.
A execução do projeto deveria ocorrer em 40 meses. Significa que se a administração municipal tivesse respeitado o contrato, este da Av. 19 de Dezembro e outros seis viadutos já estariam prontinhos. No entanto, a "competente" administração "cidadã" só terminou o da Avenida Tuiuty.
O atraso de mais de um ano e meio, como já escrevi aqui algumas vezes, foi deliberado. Em 2005 o prefeito recém-empossado Silvio Barros II e seu irmão (e tutor) Ricardo, estiveram na Vega, em Curitiba, esculhambando com oprojeto elaborado por uma das principais empresas do ramo na América do Sul.
Mas claro, o objetivo não era apenas o de desqualificar o traballho dos engenheiros da Vega, não. O que Ricardo pretendia era criar um clima, um pretexto para atrasar o projeto do Novo Centro e depois poder alterá-lo e com isso, buscar mais dinheiro no Ministério das Cidade.
Não sei como a empreiteira vai se comportar com relação ao descumprimento do cronograma, uma vez que não foi ela que deu causa ao atraso. É possível que tenha havido um aditivo, já que não conseguiram refazer tudo. O fato é que, mesmo que os quase R$ 43 milhões da obra tenham vindo a fundo perdido pelas mãos do então prefeito João Ivo Caleffi, alguém vai pagar os prejuízos de mais de 18 meses de atraso.
Não foi por outro motivo que o DNIT— Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes, botou pressão para que a obra fosse retomada imediatamente.
Este é um tema recorrente, que estou sempre abordando, dado os verdadeiros motivos do atraso, e mais ainda, devido ao festival de informações inverídicas a respeito do andamento da obra, que a Administração Municipal tem feito veicular.Não sei se o Ministério Público Federal se ocupou disso, mas se não abriu algum tipo de procedimento, já não era sem tempo.

30 de janeiro de 2009

Akino aponta a ilegalidade

"As nomeações de 16 assessores para a Prefeitura de Maringá, comissionados, é uma afronta ao Tribunal de Contas, à Constituição e ao bom senso administrativo. Ao TCE , que em decisão recente, vide acórdão 1111/08, considerou ilegal e inconstitucional e nomeação de comissionados no cargo de assessores jurídicos no legislativo e executivo. Afronta também o bom senso administrativo, pois o município realizou em maio do ano passado um concurso público para o cargo de Procurador Municipal, onde foram aprovados 100 candidatos que ainda, salvo engano, não foram chamados. Ocorre que o edital informa que o salário seria de R$ 2.046,03, mais R$ 70,00 de abono, em janeiro de 2008. Mesmo considerando que houve um reajuste de 5%, hoje não passaria de R$ 2.200,00, incluído o abono. Já os assessores jurídicos, comissionados, ganham R$ 2.999,91. Ora, além da ilegalidade de não nomear os concursados, optou-se por um gasto maior o que pode caracterizar improbidade administrativa. Certamente o Ministério Público tomará providências.

Akino Maringá, colunista (do blog do Rigon)

PS: o que causa perplexidade é o desprezo que o clã tem pela legalidade das coisas. Vive afrontando os diplomas legais vigentes, fazendo troça da Justiça, mangando do Ministério Público e se lixando para a questão ética. Uma hora a casa.

Palpite infeliz

Questionando o ministro Tarso Genro na Globo News , o comentarista Alexandre Garcia, que foi porta-voz de um presidente militar (não me lembro se Geisel ou Figueiredo), comparou o ativista político e, claro, criminoso, Cesare Batisti, a Fernandinho Beira Mar. Tudo bem que o governo brasileiro tenha pisado na bola ao criar esta saia justa diplomática (absolutamente desnecessária), mas daí até achar que Batisti e Fernandinho se equivalem, vai uma distância muito grande.
Não é o caso de discutir o mérito do asilo concedido pelo Ministro da Justiça, que poderia muito bem ter conduzido a questão com diplomacia, evitando a lambança. O que as pessoas de bom senso precisam neste momento, é perceber o jogo sórdido da direita brasileira. Aproveitando-se da trapalhada de Genro, a fina flor do reacionarismo nacional vai acabar homenageando com um obelisco na Praça dos Tres Poderes, os torturadores do regime militar. E ao mesmo tempo, dar status de preso político, ao grande líder do tráfico de cocaína no pais.
Foi mesmo um palpite infeliz, esse do Alexandre Gracinha.

Tucanos e petistas juntos

Está no blog do senador Álvaro Dias:
"Agora à noite quando participava de solenidade da Federação de Basquetebol do Paraná em Curitiba, fui informado pelo lider Arthur Virgilio e o Presidente Sergio Guerra que a bancada do PSDB decidiu apoiar o Senador Tião Viana para a Presidência do Senado. A reunião ocorreu em Recife na residência do Senador Sergio Guerra. Os Senadores ausentes foram consultados por telefone e concordaram majoritariamente.
A justificativa: O grupo de Sarney não assimilou a proposta do PSDB e Tião Viana assumiu todos os compromissos sugeridos. No domingo a bancada do partido deve se reunir em Brasilia".

PS: que compromissos seriam esses? Mistéeeeeeerio!

29 de janeiro de 2009

Poder paralelo



Aconteceu hoje a primeira reunião do ano do Codem, que embora sem alteração na lei virou um órgão de assessoramento do prefeito, que esteve presente. O secretário executivo do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá, João Celso Sordi, foi nomeado secretário municipal na condição de secretário executivo do Codem. À mesa estava também o presidente do Observatório Social, Ariovaldo C. Paulo.
(Foto Roberto Furlan)
. Do blog do Rigon

Meu comentário: O Codem foi precedido do Repensando Maringá,um projeto capitaneado pela elite econômica local, que se propunha a oferecer projetos de desenvolvimento urbano ao Poder Executivo Municipal. Pouco mais de 10 anos depois do início das discussões o órgão vira secretaria e o empresariado nele inserido se transforma em poder paralelo, que se brincar, manda mais do que o prefeito e a Câmara de vereadores.
Acho que o Codem excedeu em seu verdadeiro papel , tornando-se no impecilho maior ao surgimento de um órgão municipal de planejamento, como é o IPUC em Curitiba, o IPUL em Londrina e foi o ETEPLAM em Maringá (Administração Adriano Valente). Foi na prancheta dos engenheiros e arquitetos do ETEPLAM, dirigido pelo competende Vicente Queroga, que surgiram o Parque do Ingá, o campus da UEM e o Paço Municipal. Adriano criou o Escritório de Planejamento de Maringá, o colocando como órgão da administração direta. Como tal, reuniu engenheiros, arquitetos, economistas e administradores, que tinham a função específica de pensar o futuro da cidade. O órgão durou pouco, foi extinto pelo prefeito Silvio Magalhães Barros I. Uma pena, porque comparar o Codem com o ETEPLAM é uma afronta à própria história recente da cidade.
O Codem até poderia ser um órgão de planejamento importante, mas não da maneira como opera, em que o público e o privado se grudaram feito irmãos siameses. O foco de interesse do empresariado é o desenvolvimento do município, claro, mas dentro de uma lóigica exclusivamente empresarial. E convenhamos, o poder público não tem o direito de negligenciar agendas sociais imprescindíveis em nome do deus mercado.Se orientar pela bússula do custo benefício e do lucro é um crime de lesapáatria.

Serra 2010



Os marqueteiros já estão trabalhando o visual do governador de São Paulo para as eleições de 2010. Os tucanos, que por ora descartam Aécio, acham que José Serra é a bola da vez. Que Mr Burns não os ouça.

Pode dar samba e chopp com água



Informa o bem informado Fábio Campana que o senador Álvaro Dias se mexe para tornar irreversível a sua candidatura a governador do Paraná. Movimenta as pedras do tabuleiro com habilidade de enxadrista experiente. Recentemente procurou o vice-governador Orlando Pessuti, pré-candidato do PMDB à sucessão estadual. E saiu animado, elogiando o Pessutão e se colocando perante a executiva nacional do PSDB como uma alternativa viável ao governo do Paraná. Mais ainda: o senador quer garantir um bom palanque para o candidato a presidente do seu partido, provavelmente Jospe Serra.
O quadro da sucessão estadual está longe de uma definição. Até as convenções poderemos ver muitos formatos estranhos das nuvens. Numa dessas olhadas para o céu, pode surgir até um boi alado que, com perdão do trocadilho, seria equivalente a um "boi nos aires".

Por falar nisso, uma eventual candidatura de Álvaro, inibe a de Osmar que, tentando renovar sua cadeira no senado, joga água no chopp de RB.

O que será que Serei?

"Qual a sigla da Secretaria de Relações Interinstitucionais, aquela sem nenhuma utilidade, a não ser trabalhar pela candidatura de Ricardo Barros ao Senado, criada para abrigar o ex-prefeito de Nova Olímpia, Luiz Sorvos? Serei. Isto mesmo, serei. Dizem que ela atende a um desejo do deputado que vive dizendo a todos: “Serei Senador”. Ou, quem sabe uma manifestação íntima de Silvio II que sonha: ‘Um dia serei prefeito de fato e de direito e ninguém vai decidir por mim’. Pode ser, ainda, uma promessa da própria secretaria e do secretário: ‘Não sei quando, mas ‘serei’ útil’. Enquanto isso muitos marigaenses caíram no ‘conto da sereia’.

. Por Akino Maringá (blog do Rigon)

Entre negligentes, delinquentes e midas inconsequentes

Os bancos estão ganhando muito dinheiro com a crise. Quanto mais cresce o desemprego, quanto mais aumenta a miséria e quanto pior fica a situação do país, melhor fica para os bancos. No Brasil, eles captam dinheiro a 12% e repassam a 43%. O setor produtivo briga pela queda dos juros, os juros caem um pouquinho, mas os benefícios nunca chegam aos correntistas. Por que será?
Eis aí um grande mistério, que revela a incompetência do Estado diante de distorções gritantes. Como esperar que o governo peite os banqueiros, se não consegue nem dar um jeito, por exemplo, no cartel dos combustíveis? Isto sem falar na incapacidade de enfrentamento ao crime organizado. Descrente do poder político, as pessoas recorrem ao poder divino, lotando igrejas evangélicas, que pipocam aos montes pelo Brasil. O que se vê, são lideranças ditas religiosas se enriquecendo às custas da fé do povo humilde... gente que transforma a palavra de Deus em meio de persuasão de incautos e, brandindo uma bíblia na mão direita (sempre à direita) se vestem de Rei Midas.

Mal sabem eles que a moral da história é bem outra.

Não havia pensado nisso!

Na hora que li a nota no Rigon não me veio a conclusão lógica do fato. Percebendo tudo agora, sinto-me como o cara que ri atrasado das piadas que lhe contam. Seguinte: lembram da informação de que o PAC prevê uma estação ferroviária em Maringá? Em princípio pensei tratar-se daquela intermodal, prevista para a volta do trem de passageiros. Mas acho que a tal ferroviária tem outra destinação: local de chegada e partida dos viajantes do grande "trem da alegria". Neste caso haverá um ramal exclusivo, ligando o túnel do Novo Centro à Praça Renato Celidônio.

Deu no Cláudio Humberto

"PT ensaia traição geral a Michel Temer
No PT, a resistência ao nome do deputado Michel Temer (PMDB) à presidência da Câmara tem sido liderada pelo ex-presidente João Paulo Cunha e José Genoino, ambos de São Paulo, e pelo ex-líder da bancada Henrique Fontana (RS). Eles pedem votos no PT para o candidato Ciro Nogueira (PP-PI). Já conseguiram 25, contados um a um. Outros 31 petistas já teriam optado por outro candidato, Aldo Rebelo (PCdoB-SP)".

PS: Como se pode ver, o namoro do PT com o PP se dá também em altas esferas.

Quem investiga o investigador?



A foto é do delegado Protógenes jantando em um restaurante de Goiânia. Atrás dele, um homem disfarça, fotografando uma mulher. Macaco velho e acompanhado de amigos investigadores, o comandante da Operação Satiagraha desconfiou logo estar sendo seguido, monitorado , espionado. A identidade do "sombra" ainda é desconhecida, mas o delegado não tem dúvida sobre o quem está por trás da espionagem.
Na verdade, risco de morte o delegado não corre neste momento, porque o que querem seus algozes é fabricar provas que o desmoralize e desqualifique, definitivamente, a operação que pegou Daniel Dantas com a boca da botija.

PAc daqui, PAc de lá...

Essa informação é de uma página de notícias do Terra e refere-se a alguns descaminhos do PAC :"Parte dessas obras, que são classificadas como de estágio preocupante pelo Comitê Gestor do PAC, tiveram os recursos remanejados para outros projetos, como a adequação do trecho rodoviário da BR-163 entre Mato Grosso e em Mato Grosso do Sul e a construção de uma ferroviária em MARINGÁ e de terminais fluviais no Estado do Amazonas".

PS: Faço a mesma pergunta do Rigon em seu blog, acrescentando mais uma: Será que Maringá terá uma ferroviária e eu não sabia?. Ou será que trata-se de um novo projeto montado para enganar o Ministério das Cidades?
Depois de criar favela onde favela não existe, tudo é possível.

28 de janeiro de 2009

A propósito da blindagem

A propósito da negativa do prefeito Silvio Barros II (PP) em fornecer informações à Câmara sobre gastos com propaganda , faltou a vereadora Marly detalhar melhor o pedido. Sei que ela vai continuar insistindo, mas acho que deveria ir além, questionando também os processos licitatórios nesta área. Uma pergunta paira no ar desde 2005: porque só uma agência , a mesma que faz as campanhas dos Barros, tem a conta da Prefeitura?
Nenhum prefeito na história de Maringá foi tão longe na promoção pessoal e nunca, em tempo algum, um gestor publico desta cidade foi tão blindado pela mídia quanto Silvio Magalhães Barros II.

Pequeno reparo

"Messias, quando eu falei que o deputado onipresente influenciaria nas eleições do Senado, quis atribuir à sua claque, a origem de tal informação. Voce não imagina cada coisa que ele pede para divulgar através desses macacos de auditório que são os venais da cidade. Claro que ele não influi nadinha no Senado. Mas ele, como um bom narcisista, deve estar doidinho para mandar alguém falar que um dos candidatos precisou dos favores dele".

. O Inconformado

PS: coloquei a incursão do deputado RB nas eleições do Senado como fato, mas na verdade tratava-se de fina ironia. Até porque, quem é ele para meter o nariz aonde seu faro não alcança? Posto aqui o pitaco do Inconformado , porque cometi este pequeno erro de não ter colocado a questão no plano da ironia. Aliás, superpoderes de bruxos só podem mesmo é ser tratados dessa forma.

Lição de ignorância

Sobre o caso Battisti há sem dúvida um verdadeiro febeapá. Nunca um festival de besteiras assolou tanto o país. Há quem coloque o fato como uma questão ideológica;há quem coloque como meramente policial. Tem análises e conceituações para todos os gostos. Fico com a do jornalista Mino Carta, um imigrante italiano, brasileiríssimo como poucos. Diz ele:" Não vale a pena rebater as sandices de quem singra as trevas, sem deixar de acentuar que o contraditório é válido quando se dá entre bons conhecedores da situação. Limito-me a dizer que, no caso, a questão é simplesmente de Justiça. Não se trata de esposar os argumentos da direita ou da esquerda, a deusa vendada não tem ideologia, donde a venda a lhe cobrir os olhos. Como brasileiro, analiso a questão, e verifico que o Brasil dá asilo a um criminoso, terrorista ou não pouco importa, enquanto teme punir os torturadores do Terror do Estado a serviço da ditadura. Tarso Genro oferece ao mundo uma lição de ignorância, da história e da lei, que ofende quem não é ignorante".

Oni ,oni, oni ou um caso típico de bruxaria xinfrim?

Claro que o Inconformado (Notícias da Província) exagerou na dose quando disse que o deputado Ricardo Barros está envolvido nas costuras para a eleição do novo presidente do Senado. Na Câmara , então, nem se fala. Agora, leio que o deputado está, junto com o eterno presidente da Faep, Ágide Meneguetti, conseguindo prorrogação para pagamento de dívidas pelos agricultores. Ricardo influi nas decisões da mesa executiva da Câmara de Maringá, manda prender e manda soltar na Prefeitura, dá as cartas no processo eleitoral de Londrina, afronta o Poder Judiciário, tenta desqualificar ações do Ministério Público, cria favela aonde não tem favela, chama o PAC de minha nêga e quando o governo anuncia cortes de emendas parlamentares e verbas de investimento que afeta a base eleitoral do parlamentar, ele ri com sarcasmo e desgasta deliberadamente a expressão descontingenciamento.
A mais recente cartada de RB leio agora na coluna do Verdelírio (via Blog do Rigon) que o presidente estadual do PP já decidiu que vai de Osmar Dias para governador e passa a mandar também no PDT de Maringá, onde o vice-prefeito Roberto Pupim continuará sendo o presidente de fachada.
Diante de tudo isso, fico pensando: seria Ricardo, onipresente? Ora, ele está em todo lugar ao mesmo tempo! Seria onipotente? Não há na cidade quem não o considere todo-poderoso! Seria onisciente, uma vêz que mostra grande capacidade de saber tudo, em todo canto da cidade?
Um amigo meu, que sabe tudo de lógica formal, diz que Ricardo é o que é porque as lideranças políticas locais atribuem a ele qualidades e defeitos que não tem como ele possuir.A grande tragédia é que ele passou a acreditar nos próprios devaneios. Enfim, vive viajando na maionese
Mas o perigo está no fato de que, de de viagem em viagem, ele vai espantando com seu saco de maldades, os que acreditam nos superpoderes do Rei Bruxo de Angmar.

Mata e "Caminhos da Índia"


"Vi a nova novela da Grobo aqui na casa de minha mãe. Li o comentário no Blog da Fal (indicação da Valéria). Bom. A novela parece aqueles romances de circo de cidadezinha de interior. Uma Índia cheia de clichês. Como diz a Fal, releitura de Iracema. Mas, a grande arte da Grobo foi transformar o José de Abreu (bom ator) em um mago pintado, careca e caricato. É de matar!".

. Do blog da Marta Bellini

27 de janeiro de 2009

De derrota em derrota, um dia a casa cai

"Mais um coco na administração cidadã que não suporta greve: no último dia 16, o Tribunal de Justiça do Paraná confirmou, por unanimidade, a sentença do Juízo da 6ª Vara Cível de Maringá, que julgou improcedente ação de reparação de danos que o prefeito Silvio Barros II move contra o Sismmar e vários servidores municipais que participaram ativamente da greve ocorrida em 2006, para que os mesmos pagassem suposto prejuízo causado ao EstaR durante a greve. "Assegurada a prestação dos serviços ditos essenciais, a queda da arrecadação municipal decorrente da falta de fiscalização, venda e regularização do estacionamento na Área de EstaR não importa em ilegalidade da paralisação voluntária dos servidores e, portanto, não há dever de indenizar aos cofres públicos”, diz a sentença.
[Não sei de quem foi a idéia da ação, mas é daquelas para entrar em anedotário jurídico]".
. Do blog do Rigon

Meu comentário: aquela greve foi reveladora. Revelou a verdadeira face da administração "cidadã", que chegou ao absurdo de comparar os servidores em greve com assaltantes de banco. Quem estava naquela reunião do Maringá Clube ouviu o prefeito dizer alto e bom som, que se sentia como o gerente de banco que estava com sua família na mira de assaltantes e era obrigado a abrir o cofre para entregar um dinheiro que nao lhe pertencia. Referia-se ao percentual de aumento reivindicado, que a Lei de Responsabilidade Fiscal o impedia de dar. Mas a LRF não impediu outras ações danosas ao orçamento, como contratações sem licitações,superfaturamento,etc. Quem tiver a curiosidade e a paciência de pesquisar, basta dar uma corrida pelas varas civeis do Fórum Local ou fazer um levantamento na Promotoria de Defesa do Patrimônio Público. Mais cedo ou mais tarde, esses processos vão sendo julgados e pelo que já se viu, são fortes os indícios de que o prefeito SBII terá dores crõnicas de cabeça em futuro próximo. O poder não dura para sempre, embora o chefe do clã imagine que sim. Talvez por isso, faz o que faz.

26 de janeiro de 2009

Azarão


O deputado paranaense Osmar Serraglio desafia a lógica partidária de Brasília e se lança na disputa para a presidência da Câmara Federal. Chances? Praticamente nenhuma, mas na remotíssima hipótese de uma zebra, ele iria alterar toda a correlação de forças no Congresso Nacional e com a promessa de promover mudanças profundas na administração da Câmara. Serraglio fala em mudanças radicais e usa o discurso do "chega dos mesmos!".

Serra é acusado de perseguir jornalista

"Exmo. Senhor
Superintendente da Polícia Federal no Estado de São Paulo
Delegado de Polícia Federal Leandro Daiello Coimbra

N E S T A

Senhor Superintendente,

Paulo Henrique Amorim, jornalista, … vem à presença de V.Exa. para expor e requerer o que segue:

O requerente e membros de sua família têm sofrido ações de espionagem, perseguição e grampo telefônico por parte de indivíduos que atuam a mando do banqueiro Daniel Valente Dantas e do governador José Serra. A ação desses indivíduos visa intimidar a atuação profissional do requerente, cuja cobertura jornalística noticia atos prejudiciais à sociedade praticados por Dantas e Serra".

PS: Não só Paulo Henrique, mas outros jornalistas de peso têm insistido na tese do envolvimento do governador de São Paulo com o banqueiro Daniel Dantas. É bicho feio!

De quem é a culpa mesmo?

"Em tom de lamentação o prefeito Silvio Barros lembrou de um acidente de trânsito gravíssimo ocorrido dias atrás em fente a sua residência, no local onde exisitiam tachões para coibir o excesso de velocidade e que foram retirados a pedido do Ministério Público. Embora admitindo que ordem da justiça é para ser cumprida, percebia-se claramente em seu semblante o ar de contrariedade".
. Do blog do Lauro Barbosa

Retrato do Brasil

Pois é, o grampo denunciado pelo senador Demóstenes Torres, "grampeado" junto com o presidente do Supremo, ministro Gilmar Mendes, não existiu. Os telefones de ambos teriam sido grambeados,mas provou-se que era um grampo sem áudio. E todos concordam que grampo sem áudio não é grampo. Conclui-se então que o objetivo era desmoralizar a Operação Satiagraha e, principalmente, seu comandante, o delegado Protógenes.
A grande imprensa, liderada pela revista Veja, colocou lenha nesta fogueira, de forma a esvaziar o delegado e, por via transversas, garantir salvo conduto ao "probo" Daniel Dantas.
Meu Deus, se isto é num país sério , a república já tinha ido pras cucuias.

24 de janeiro de 2009

Quem será?

"Se o apelido de Antonio Belinati é Tio Bila, quem seria o Tio Pila?"
.Do blog do Rigon

Caminhos da Índia

"Eu me agarrava à câmara achando que alguém ia roubar. Mas relaxei quando vi que, se seu dinheiro cai no chão, eles te devolvem. Acham que pegar o que é dos outros dá azar".
. Do ator Márcio Garcia que, na Índia, discubriu que na terra onde a vaca é sagrada,não se conjuga o verbo roubar na primeira pessoa.

Direto da Casa do Noca

O cartunista Lukas se diz com medo de um caroço que surgiu ao lado da traquéia. Foi num otorrinolaringologista , que tentou encaminhá-lo pra outro especialista, mas deixou o dono da Casa do Noca fulo da vida. Motivo: o chamou de fulano. Deu nisso:

"O cara (não vou dizer o nome) me atendeu em 2 minutos e já foi ligando pra clínica de um outro pra "me indicar". Ele acha que eu tenho um cisto.
Olha o diálogo (primeiro ele disca pra sua secretária, no hospital, e anota três números de telefone do médico X).
- Oi, X. Aqui é o Y. Como é que tá? Eu tô com um fulano aqui que pode tá com um problema de cisto. Tem horário aí?
E ele anotando o que o X estava falando. Ele desligou o telefone, bateu carimbo numa guia e eu me levantei. Juro, noqueiro, como, essa luz do seu monitor está brilhando.
- Olha... você vai nesse médico aqui- ele disse, me passando os papéis.
Eu olhei bem pra cara dele (porque esse tipo de gente não possui ROSTO, eles têm cara).
Falei bem assim mesmo:
- Cara... eu não sou um FULANO. Eu sou um CIDADÃO!
Catei a papelada da mesa dele, louco pra achar um lixo e jogar dentro.
Não Tinha. Abri a porta e caí fora.
Não sem antes falar um sonoro "Vai se fuder!".

O samurai


Samurai Sarandiense é o apelido que o combativo vereador Bianco já ganhou na cidade. Em poucos dias de mandato, e mesmo com a Câmara em recesso, ele já agitou mais do que oposicionistas fizeram juntos nos últimos quatro anos.

Agora é Barbosa!

Está definida para a segunda quinzena de março o terceiro turno em Londrina. Alguém tem dúvida de que o clã dos Barros, que era "Tio Bili", agora é Barbosa Neto? Podem escrever aí: a tropa de choque liderada por RB deverá ir pras ruas de Londrina, como foi em outubro. Maringá vai novamente invadir a praia de vocês, londrinenses!Tudo em nome de 2010. Nas ruas quentes da ex-capital do café,haja avanço para tanto cc!

23 de janeiro de 2009

Por favor São Jorge/Me empresta o dragão!


O presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, avisou Aécio Neves:"2010 é a vez de Serra, porque ele está mais preparado para enfrentar a crise". Claro que o governador de Minas não gostou e disse que vai bater chapa. Os tucanos já estão preparando o marketing de "Bento Carneiro", o vampiro brasileiro. Ele deverá vir de São Jorge para derrotar o dragão.
O clima é adredemente preparado, com a ajuda de comentaristas amestrados como a urubóloga Míriam Leitão; a intragável Lúcia Hipócrita; o insuportável Diogo Mainardi; o cagador de regras Alexandre Gracinha , entre outros.

Ponto para Protógenes


- Fiquei muito feliz. Com a sensação de que cumpri o meu dever. Agora, só falta identificar as pessoas e os valores que estão dentro dos 12 HDs. Repatriar esse dinheiro. E prender o banqueiro bandido Daniel Dantas.
. Delegado Protógenes comentando a notícia do bloqueio de R$ 2 bi da Satiagraha.

É dinheiro sujo que está em bancos estrangeiros, colocados lá por um número grande de malfeitores. Os HDs apreendidos devem ser analisados pela Cia e certamente trarão muito surpresa. Já tem criminoso do colarinho branco por aí, com desarranjo intestinal.

Desobediência

O deputado federal Ricardo Barros estaria tiririca com Mário Hossokawa. Motivo: descumprimento de acordos firmados durante o processo de eleição da nova mesa da Câmara Municipal. Empolgado com os poderes que o cargo lhe confere, Mário decidiu exercer a presidência, de fato. E nisso teria deixado de cumprir o juramento contindo na cartilha do condomínio.
Com Ricardo não se brinca, porque segundo suas próprias palavras ditas a um dono de jornal , "quem vende a alma tem que entregar".

. Fonte: blogo do Rigon

22 de janeiro de 2009

Quem dá mais?


Informa Fábio Campanna que o apresentador Ratinho começa a se desfazer da sua rede de televisão no Paraná. Vendeu a TV Serra do Mar, em Paranaguá, para o bispo RR Soares, por R$ 13 milhões.
Minha nossa, esse bispo RR Soares é cheio da grana mesmo. É aquele que tem programas na Band e distribui boletos bancários para os fiéis presentes a seus cultos. É mole? É mole mas sobe, como diria o Macaco Simão.

O mesmo Campanna informa em seu blog que a bola da vez é a TV Tibagi de Apucarana, que teve grande parte de suas instalações queimada num incênio que até agora ninguém conseguiu entender a origem. Só lembrando que há muitos anos a Tibagi centraliza suas atividades comerciais, administrativas e jornalísticas em Maringá. Depois do incênio, passou a transmitir daqui, o que é ilegal uma vez que a concessão é pra Apucarana.

Para o MST


Mensagem do jornalista e escritor uruguaio Eduardo Galeano (As Veias Abertas da América Latina), enviada ao MST, pelos 25 anos de vida do movimento:"Yo suplico a los dioses y a los diablos que protejan al movimiento sin tierra, y a toda su linda gente que comete la locura de querer trabajar, en este mundo donde el trabajo merece castigo."
. Pincei do blog do Rudá Ricci

Corrigindo

Agradeço a contribuição do professor Reginaldo Dias, que me telefona para dizer que Trostky não foi morto a machadadas, mas a golpes de picareta.

Psicóloga indignada

Informa Elias Brandão em seu blog que a professora e doutora Ângela Caniato está indignada com o corte indiscriminado de árvores em Maringá. E apela para a sociedade civil organizada se rebelar contra o massacre anunciado para a avenida Brasil, a ser transformada em via rápida , com retirada das espinhas de peixe e dos ipês alí existentes.
Bem, tem caído muita árvore em Maringá ultimamente. Já passou da hora da prefeitura fazer um grande levantamento das condições das árvores de Maringá para a substituiçao das que estiverem ameaçadas.Uma que provocou estragos esta semana na Brasil quase esquina com Paraná, ameaçava cair há mais de um ano. Mas apesar dos apelos de comerciantes da redondeza, a Administração Municipal fez vistas grossas, o que não teria acontecido se a árvore encobrisse placa de uma rede de farmácia.

Grito contra o descaso


Liderados pelo vereador Biancho, que vai dar muita dor de cabeça para o prefeito Milton Martini, moradores do Alvamar I e Alvamar II iniciaram um novo movimento por obras que eliminem uma erosão gigante enxistente entre os dois bairros.
Segundo o vereador, no local são jogados entulhos por caminhões-caçamba com placas de Maringá. Lá , jogam de tudo, inclusive restos de tinta que vai parar num afluente do Rio Pirapó.

85 anos da morte de Lênin


Ontem fez 85 anos da morte do grande líder da revolução russa que, ao partir, abriu caminho para o stalinismo, que alguns críticos achavam bem mais próximo do fascismo do que do marxismo. Com a morte de Lenin, Stálin não deixou pedra sobre pedra, eliminou todos quantos representassem ameaça ao seu super poder. A principal vítima foi Leon Trotsky, morto a machadadas por um agente de Stálin. A esquerda brasileira ainda está recheada de stalinistas, que sabem como ninguém dominar a máquina estatal, se apoderar dela e em nome da revolução socialista, cometer deslizes éticos inaceitáveis, como vimos há pouco no Brasil.
Os 85 anos da morte de Vladimir Illitch Ulianov deveria servir para a esquerda brasileira refletir sobre o momento político nacional e a crise de identidade que dela tomou conta.

Um dia quem sabe, talvez...

"A lei municipal e o contrato da TCCC com a prefeitura constituem-se numa “tremenda ilegalidade”, que a sociedade organizada, a Câmara Municipal e a própria prefeitura, sempre defenderam, isto é, “defenderam a ilegalidade”.
O STJ já confirmou a decisão do Tribunal de Justiça do Paraná apontando que a lei municipal e o contrato de concessão são inconstitucionais".
. Do blog do Lauro Barbosa

PS: Só lembrando que este contrato (ilegal e imoral) foi declarado nulo pela administração do PT (Zé Cláudio/João Ivo)e que a licitação para a entrada de novas empresas só não saiu naquele período porque a quebra do monopólio continuava (e continua) subjudice.
A empresa se mostrou tranquila com a vitória de Silvio Barros II em 2004 e mais sossegada está agora com a reeleição. Enquanto SBII estiver naquela cadeira, a TCCC não corre nenhum risco de ter cancelado o repasse de mais de R$ 300 mil por mes do passe de estudante e muito menos o benefício da isenção fiscal que teve por conta sabe se lá do que. Não haverá risco também da empresa ter que fazer a integração do passe com Sarandi e Paiçandu, sem que para isso haja aumento de tarifa nas linhas metropolitanas. E pode ficar tranquila também quanto aos critérios, que lhe são altamente favoráveis, de análise da planilha de custos. Muito menos, o município recorrerá à lei federal das concessões para obrigar a TCCC a pagar luvas por cada ônibus novo que coloca nas ruas de Maringá. Se tiver que pagar um dia, o que nunca pagou, vai sofrer um baque danado.
Até quando a ilegalidade lembrada pelo blog do Lauro Barbosa vai continuar, só Deus sabe. É possível também, que o eleitorado maringaense venha a saber um dia, talvez lá pra 2012.

Se assim é que lhe parece

O presidente da Câmara de Maringá, Mário Hossokawa, luta para provar que Mário não é John. Para isso, moveu peças importantes do johnismo e anunciou mudanças de comportamento que, se implementadas, poderão até melhorar um pouco a imagem da Câmara.
Não significa que o pmpepista levará o Legislativo à uma posição de independência em relação ao Executivo. Pelo contrário. A subserviência está mais viva do que nunca, o que pode ser afarido pelas matérias que a maioria aprovou em sessões extraordinárias neste início de ano, com o recesso ainda em vigor.
A prova cabal de que as mudanças não tocam nem de leve no esencial, é a comissão formada para cuidar da reestruturação administrativa da Câmara.Só tem vereador do time do amém. E as comissões permanentes, então?
Vendo uma entrevista dele hoje de manhã num programa chapa branca de TV, me convenci definitavamente de uma coisa: MH aprendeu direitinho como jogar pra torcida.

21 de janeiro de 2009

"E por que não eu?"



"Empresário quer construir cemitério-pirâmide para atrair "turista funerário" ao PR.
Dono de uma funerária e três crematórios no Paraná e em Santa Catarina, o empresário Edson Cooper, 50 anos, acalenta um projeto que começa a se concretizar: construir um cemitério vertical em forma de pirâmide".
. A nota está na página do BOL

PS: Calma gente, o cemitério será em Curitiba. Mas certamente deve haver alguém aqui em nossa cidade, que está P da vida consigo mesmo por não ter tido a idéia antes. Já imaginou um treco desse no lugar da rodoviária velha? Ou fazendo parte do complexo turístico Trópico de Capricórnio?

Hbeas corpus para Flora



Informam Ricardo Noblat e Paulo Henrique Amorim que "a Flora conseguiu um HC de Gilmar Dantas e a Globo vai relançar A Favorita!"
A festa de comemoração será na casa de Daniel Dantas,com segurança reforçada para impedir a entrada dos indesejáveis delegado Protógenes e juiz De Sants.

???

"A primeira campanha publicitária da Prefeitura Municipal de Maringá deste ano já está no ar. É sobre a dengue. Interessante: não consegui achar a licitação".
. Do blog do Rigon

PS: Licitação é apenas um detalhe. Se quer mesmo saber, Rigon, tome como META esta tarefa de investigar.

O recado ao deus mercado

"Nem é, a pergunta diante de nós, se o mercado é uma força para o bem ou para o mal. Seu poder de gerar riqueza e expandir a liberdade não tem iguail, mas a crise nos lembrou de que, sem um olhar vigilante, o mercado pode sair de controle — e que um país não pode prosperar quando favorece apenas os prósperos".

. Barack Obama em seu discurso de posse

20 de janeiro de 2009

Obama lá


O novo presidente Americano, mais pop star do que Kenedy no início dos anos 60 chegou hoje à Casa Branca para ficar 8 anos. A mala da esquerda contém roupas para até 2012 e a da direita, de lá até 2016. Se Bush, com toda a sua ruindade ficou dois mandatos, porque Obama não ficaria? Não só a América, mas o mundo aposta no sucesso do primeiro presidente negro dos EUA.
. A caricatura pincei do blog do Pedriali.

Herança de Sorvos



"O Hospital Municipal de Nova Olímpia está iniciando o ano com o atendimento
debilitado, em razão de problemas que o prefeito Paulo Jobel Bezerra de Araújo encontrou logo ao assumir.Paulo Jobel afirmou que um dos últimos atos da gestão anterior foi decretar, no dia 23 de dezembro passado, uma licença de dois anos para os três médicos concursados para atender no hospital municipal. “A medida prejudica o atendimento. Como são concursados, não podemos contratar substitutos definitivos. Por enquanto, estamos com um médico plantonista, atendendo os casos mais graves e as emergências”, explicou o prefeito.

. Do jornal Umuarama Ilustrado

PS: O prefeito que deixou este abacaxi foi Luiz Sorvos, que entregou o cargo em Nova Olímpia e veio assumir em Maringá a estranha Secretaria Municipal de Ações Interinstitucionais.

Sem passado, porque o futuro a Deus pertence


Ary Bueno de Godoy (ABG) fez hoje uma matéria para o programa Pinga Fogo na TV (Band).
*Guatassara Boeira, da prefeitura, confirmou que ela vai ser demolida, assim que terminarem os entraves jurídicos - alguns condôminos entraram na Justiça contra a derrubada".
. Do blog do Edson Lima

Meu comentário: a fala do supersecretário Guatassara reforça o que ouvi do chefe da Setran, Walter Guerles, no programa do Eliel Diniz ontem à noite: no local e proximidades surgirão , além de uma grande torre, estacionamento vertical para pelo menos mil carros.
O progresso é utilizado para justificar tudo, inclusive a destruição da memória da cidade. Só a justiça pode barrar a sanha dos exterminadores do passado e do futuro de Maringá.
Que se previnam também os lojistas da Av. Brasil, porque o corredor de ônibus, sonhado pelo prefeito SBII vai se construído , com a eliminação das espinhas de peixe e, claro, das respectivas árvores. O projeto virá respaldado pelo falso discurso da revitalização. Dá pra imaginar o que é que vai acontecer alí com o comércio de rua? Alguém arrisca um palpite?

Maringá mostra como enfrentar a crise


Como mostra a placa do carro aí (pincei do blog do Rigon), Maringá resolve o seu problema do desemprego de duas maneiras: com o festival de CCs e a indústria da multa, que funciona a todo vapor. Segundo o Rigon este "é o quarto carro que vejo pelas ruas da cidade com a mesma mensagem: visite Maringá e ganhe uma multa. Cada um, com um visual diferente. Parece espontâneo e não uma espécie de campanha".

A GVT está pior

Troquei de telefone,coloquei GVT na certeza de que esta operadora era melhor do que a Brasil Telecom. O desrespeito com o assinante é o mesmo. Conseguir falar com o atentende no 10325 é um teste e tanto para a paciência. Nem Jó teria tanto saco.

Os privatistas

" Carlos Salinas de Gortari privatizou a telefonia no México e fugiu para a Irlanda.

. Alberto Fujimori privatizou a telefonia do Peru e está em cana.

. Carlos Menem privatizou a telefonia, o tango e a Casa Rosada e foge mais de um camburão da Polícia do que o Diabo da Cruz.

. Fernando Henrique Cardoso privatizou a telefonia no Brasil e dá conferências a empresários por US$ 50 mil.

. Viva o Brasil !"

. Do blog Conversa Afiada (Paulo Henrique Amorim)

PS: FHC fez escola, porque tem gente por aqui, tão aferrada ao neoliberalismo chinfrim, que se pudesse privatizava até o hino da cidade.

19 de janeiro de 2009

Quem? Quem?

O ministro Arnaldo Versiani negou mandado de segurança ajuizado no TSE pelo vice de Belinati, Fernando Marcos Alves de Moraes Nicolau.Ele quer ser diplomado e empossado, pedido que já foi negado uma vez. Dá pra imaginar quem está por trás dessa nova investida? Quem? Quem?

Cutismo

O leitor Vanderlei comenta a nota que dei sobre a reunião amanhã do Sismmar com a administração municipal:
" Messias, o dialogo é importante, mas é preciso manter a base do sindicato em alerta. É o sindicalismo de resultado que o PT está colocando em prática. Aquele que a diretoria abandona as bases e passa a falar em seu nome. Esse sindicato é a marca do cutismo hoje. As lutas de classes passam para a luta de gabinete. Quem perde você já sabe".

Deixando os humoristas com comichão


"Dizem que o fato de Lula ter ido à Academia Brasileira de Letras (ABL) explicar a nova ortografia aos imortais, significa que o mundo está para acabar. O certo é que os imortais prestaram a maior atenção!!!!!!"
. Do blog do Elias Brandão

PS:Claro, os acadêmicos, mais do que ninguém, respeitam o protocolo, conhecem a liturgia do cargo de presidente e jamais seriam deselegantes com a autoridade máxima do país. Mas que os humoristas vão beber nesse fonte, ah isso vão!
O presidente Lula tem censo de humor e leva tudo na esportiva. Pelo menos publicamente.

Eles sempre entram com o é

O Ministro da Fazenda, Guido Mantega, deu uma dinheirama danada à indústria automobilística por conta da crise. O objetivo imediato era evitar demissões. Não adiantou, as montadoras meterão o pé no traseiro de muita gente.
Agora cabe a pergunta: será que o presidente Lula vãi mandar o ministro Guido Mantega pegar o dinheuro de volta, caso haja demissão de um único funcionário?
Agora que é hora da gente conferir o trabalho dos deputados federais e senadores, sempre muito centrados no processo de distribuição de grana das emendas parlamentares.

Começo de conversa

"Cumprindo uma das nossas bandeiras de campanha, que é a do diálogo, está marcado para a próxima terça-feira, dia 20, a primeira reunião de trabalho entre a administração municipal e o sindicato. Nesta oportunidade estaremos levando as demandas da categoria para análise e debate".
. Do blog do Sismmar

PS: O sindicato dos servidores não revelou qual será a pauta, mas a questão salarial deverá ser colocada na mesa de maneira muito clara. É importante os funcionários municipais ( cerca de 7 mil) saberem que postura seu sindicato vai adotar com relação aos CCs, à quebra da Capsema e aos processos de fritura adotados contra lídres da greve de 2006.
Conversar é preciso, negociar mais ainda. Mas que a nova diretoria do Sismmar não perca de vista os fatos políticos ocorridos de 2006 pra cá, quando o prefeito tentou quebrar a espinha dorsal do sindicato, passando por cima de suas lideranças como um rolo compressor. Que o Sismmar continue firme, como legítimo representante dos servidores municipais, sem conjugar o verbo pelegar.

No bico do urubu

So o Ministério Público seguir o despacho do juiz eleitoral Oswaldo Soares Neto, o prefeito eleito de Mandaguaçu, Ismael Fouani, está na roça. Ou como diria em manchete o extinto jornal curitibano Trovão Azul, "no bico do corvo". A prestação de contas do candidato eleito está cheia de senões e o magistrado viu nela, problemas insanáveis.
Situação semelhante vive o presidente da Câmara de Maringá, Mário Hossokawa. Mas no caso de Mário, o problema foi doação de campanha feita por fonte que legalmente não poderia fazê-lo. O mesmo doador, uma cooperativa médica, deu dinheiro para a campanha do prefeito SBII. Mas alertado, ele devolveu o dinheiro, porém depois de gastá-lo. O crime já havia sido cometido, mas Silvio ficou livre. Por enquanto, pelo menos, porque se o Ministério Público resolver cutucar, a coisa se complica. Ainda mais que a cooperativa é a mesma que havia sido beneficiada pela administração "cidadã" com uma redução de dívida tributária, que beira o escândalo. Dois promotores acionaram o gestor na Justiça e o processo, de número 162/2008 , tramita na 6a. Vara Civel. Isso ainda vai dar muito pano pra manga. Ou , se preferirem, poderá exalar mau cheiro, em eventual inversão térmica.

Esses não são segredos de polichinelo

Foto: Protógenes e Dantas

O delegado Protógenes Queiroz sofreu dois atentados semana passada. Querem acabar com o homem de qualquer jeito. Senão pela eliminação física, pela desmoralização do seu trabalho investigatório, que culminou com a prisão do banqueiro Daniel Dantas. É bicho feio. Segundo uma autoridade revelou ao dono da revista Carta Capital, jornalista Mino Carta, se os 12 HDS que a equipe do Delegado Queiroz encontrou atrás a parede falsa de Dantas aparecerem, "a República vai parar por dois anos”.
Alí estão os segredos do banqueiro, que se revelados, derrubam muitas máscaras no país da impunidade. Por isso, os segredos de Dantas, que não são segredos de polichinelo, têm que ficar em segredo.

Explica,mas não justifica

"Os 4 blogs de O Diário não foram bloqueados pela Câmara, pois se forem bloquear, teriam que bloquear o site inteiro do jornal, pois os blogs pertencem ao jornal.
Tá respondida sua perguntinha maldosa....".

PS: a manutenção do blog do Edson Lima na Câmara está explicada. Veio de um anônimo, que não imagino quem seja, mas é do próprio jornal. Seja quem for, engana-se com relação ao que chama de pergunta maldosa. Não perguntei nada,apenas exclamei, com uma certa ironia, é verdade, mas sem a maldade preconizada no pitaco. De qualquer forma, acho que não há nenhuma justificativa para o bloqueio das páginas da Blogs Spot, que é onde estão hospetados blogs que criticam o comportamento do Legislativo, principalmente do vereador Mário Hossokawa, atual presidente da Casa. A explicação dada pelo presidente para o bloqueio, que teria a finalidade de não atrapalhar o serviço, é pífia. Para dizer o mínimo.

Antes tarde...

Leio no Rigon que o colunista político da Gazeta do Povo,Celso Nascimento, noticiou agora, quatro meses depois, a condenação do prefeito Silvio Barros II, em segunda instância pelo uso do carro do gabinete para levar e buscar o filho na escola. Até compreendo o atraso, porque na verdade o colunista nem divulgaria nada. Ele apenas aproveitou o gancho para falar da austeridade do novo vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado, com relação ao uso de carros oficiais.

Não precisa explicar,eu só queria entenderrrr!

"Por enquanto só o Blog do Edson Lima continua “a salvo” da tesoura na Câmara Municipal. Os demais foram “todos” defenestrados. Ainda bem, assim a gente não fica totalmente desconectado".
. Do Blog do Lauro Barbosa

Imperdível

Acabei de ver o vídeo que o Lukas postou na Casa do Noca, de uma entrevista que o repórter Sillio Boccanera fez com o historiador Llan Pappe, autor do best-seller "A limpeza étnica da Palestina". Ajuda a entender mais esta incursão sombria de Israel na Faixa de Gaza. Há , segundo o professor da Universidade de Oxford, uma máquina da limpeza étnica funcionando a todo vapor desde 1948, quando a ONU criou o Estado de Israel. Eu já tinha ouvido esta história macabra numa palestra do jornalista Jorge Bordokan no antigo Dacese da UEM, já se vão mais de 15 anos.
Tem gente que, revoltada com essa tendência sionista, procura justificativa para entender o nazismo e até acaba dando razão a Hitler, o que não faz o menor sentido. O holocausto é uma mancha negra na história da humanidade que não há e nunca haverá nada que justifique aquela carnificina. Mas, convenhamos, o que Israel tem aprontado naquela região também não tem paralelo. A entrevista que pode ser assistida via blog do Lukas nos dá a certeza de que, desgraçadamente, paz no Oriente Médio é pura utopia.
O que existem são momentos de trégua, de calmaria, que podem ser conquistados com o empenho de governos americanos democratas, como foi com Carter, Bill Clinton e poderá ser agora com Obama. Ou quando Israel tiver à sua frente, líderes com espírito menos belicista como Menahem Begin (1977-1983).

18 de janeiro de 2009

2012 é logo alí...

"Servidores públicos municipais de Maringá estão revoltados com a perda da FG e com o aumento dos cargos comissionados. "Foi um tapa na nossa cara", disse um deles.
Por sinal, a semana foi de muita movimentação no Gabinete do Prefeito, com madrinhos, padrinhos e os próprios buscando garantir uma teta às nossas custas. Ulisses Maia - meu grande ex-presidente do Legislativo - está tendo que se desdobrar. A população aguarda a publicação no Órgão Oficial do Município para conferir a lista dos abençoados".
. Do blog do Rigon

PS: esta semana encontrei com uma servidora que atravessava a Praça Renato Celidônio para ir trabalhar no Paço. Paramos e trocamos meia dúzia de palavras, ela olhando para os lados para se certificar de que não havia nenhum araponga por perto. Meio apressada, desabafou :"Estou há muitos anos na Prefeitura, sou concursada e ganho menos de R$ 1 mil por mês.A assistência à saúde do funcionário ficou uma m(*)depois que acabaram com a Capsema. O clima lá dentro é terrível,não se trabalha com alegria.Eu vivo amargurada, pensando que ainda vamos levar quatro anos para esperar uma possível mudança. Não sou do PT, tenho muitas restrições à gestão deles, mas me dá saudade aqueles quatro anos do Zé Cláudio e do João Ivo. E agora mais essa, um monte de gente estranha, gente apadrinhada, ganhando tres, quatro vezes mais do que a esmagadora maioria do servidor de carreira, para fazer o que?". Respondi apenas:"Fique tranquila, 2012 é logo alí".

16 de janeiro de 2009

Cadê a nossa ABI?

A partir de fatos como os relatados na nota anterior, dá pra acreditar na nossa pasteuruzada imprensa brasileira? Já passou da hora da ABI - Associação Brasileira de Imprensa se posicionar a respeito. Que falta faz Barbosa Lima Sobrinho!

Pen drives explosivos

Vazaram para o jornal O Estado de São Paulo, pen drives de uso pessoal do delegado Protógenes Queiroz, criador da Operação Satiagraha. O objetivo seria enfraquecer o delegado, desqualificando a sua investigação. O colunista político de O Globo e blogueiro Ricardo Noblat, avalia que a questão já está na mesa do presidente do Supremo, Gilmar Mendes, "que deverá decidir, no recesso, trancar tudo o que correr contra Dantas em todas as Varas, Juízos e Tribunais da Justiça nacional. Tranca-se tudo e joga-se a chave fora".

O repórter do Estadão que publicou a matéria chama-se Fausto Macedo . Sobre ele escreve Paulo Henrique Amorim, reproduzindo informações de noblat: "É da tropa de choque de Gilmar Dantas. Macedo é um daqueles atiradores de elite que tentaram (inutilmente) abater o ínclito delegado Protógenes Queiroz no programa “Roda Morta”.

Fausto Macedo, a partir de hoje, porém, corre o risco de ser indiciado criminalmente e levar à prisão a autoridade que vazou para ele o pen-drive do ínclito delegado Protógenes Queiroz. Macedo publica na pagina A4 do Estadão de hoje uma espécie de press-release de Daniel Dantas".

Desempregado morre de fome no Japão

"Osaka - Na quarta-feira ( dia 14 ) de manhã, um homem foi encontrado, morto, dentro de seu apartamento, e segundo a polícia, a suspeita é que ele tenha morrido por falta de se alimentar, eles chegaram a esta suposição porque aparentemente o corpo é de uma pessoa desnutrida".
. A nota está no blog Notícias do Oriente, do amigo João Takeo, que mora no Japão

O dono da bola

"Para a eleição de deputado federal no ano que vem - por Maringá - o deputado Ricardo Barros previu o lançamento das seguintes candidaturas: Odílio Balbinotti, José Borba, Enio Verri, Luis Nishimori, Roberto Pupin e Cida Borghetti. Quanto a ele, reafirmou que é pré-candidato a Senador, amparado por 40 prefeitos do PP. Falou no programa do Fabretti, na BAND".
. Do blog do Lauro Barbosa

Meu comentário: Então tá, o Ricardo decidiu que este será o quadro de candidatos para 2010. Ele escala o time, define as táticas de jogo, acerta com árbitro e bandeiras e se possível, combina algo com o goleiro adversário. O cara é do balacobaco!

Adeus, professor Iran


Acabo de ficar sabendo pelo blog do Rigon sobre a morte do professor José Iran Salée, na minha avaliação, o maior craque em língua portuguesa que Maringá teve. Ele brincava com a análise sintática, ensinava trovando a conjugação de verbos, metia o seu Corinthians do coração no ensinamento do transitivo e do intransitivo. Era uma fera, um vocacionado para o magistério, que dominava o Latim como poucos. Tive o privilégio de ser seu aluno, no antigo Colégio Paraná. Fiz uma reportagem para a Revista Pois É sobre o seu inseparável Belkar, um DKV que ele não trocava e não vendia, apesar de já ser um carrinho superado pelo tempo. Mas um dia não resistiu à oferta de um colecionador e passou o que ele chamava de DKH pra frente. E a partir daí, passou a andar de fusca, "porque ninguém é totalmente humilde, nem eu".
Iran teve tudo para virar político de projeção. Nunca quiz deixar a sala de aula. O máximo que fez, foi se aventurar por uma secretaria municipal de educação. Foi secretário na segunda gestão João Paulino Vieira Filho. Gostava do bom texto, mas bairrista como ele só, vivia me incentivando a escrever melhor, porque nunca abriu mão de ler coisas que maringaenses como ele escreviam. Lia tudo do A.A.de Assis, brincava com a trovas do Dari Pereira, lia em Latim o que Galdino Andrade escrevia em bom português.
A foto que o Rigon publica e que eu posto aqui, foi mesmo tirada alí em frente ao Café Cremoso. Ele estava sempre por alí, para tomar um cafezinho, comprar um pão ou fazer uma fezinha na lotérica ao lado. Que Deus o tenha, querido professor!

O medo impõe,o desrespeito se contrapõe

Me diz uma amiga, professora de catequese, que ficou horroziada dia desses ao acompanhar uma parente pelos corredores do Hospital Municipal. Tem banheiro com válvula hydra quebrada, sem torneira na pia; tem sala sem lâmpadas; algumas cadeiras onde pacientes sentam para tomar soro estão detonadas. É um desleixo criminoso, que revolta quem trabalha lá e quem lá se encontra em busca de alívio para sua dor.
O prefeito Silvio Barros II passou recentemente pelo HM, conversou de maneira muito afável com servidores, com pacientes e seus acompanhantes. Muitos que haviam dito cobras e lagartos do descaso da administração "cidadã" na escura noite anterior, se derramaram em gentilezas com "sua excelência", em nome , sei lá, da boa educação ou do fascínio que o poder exerce sobre a gente simples.
SBII deve ler muito sobre essa questão e sabe,como ninguém, como a presença de um líder político paralisa as pessoas por ele afagadas. Afinal, o poder fascina e seduz. E, convenhamos, a possibilidade de manipular a consciência coletiva é tentadora. Isso explica porque quem chega ao poder nunca quer largar a rapadura.
Porém, e como ensinava o inesquecível Plínio Marcos, sempre tem um porém: o poder também é perigoso para quem o exerce. Principalmente para quem o exerce com arrogância, para quem segue a cartilha de Maquiavel, segundo o qual, o príncipe deve ser temido e não amado.
A questão está em que o medo exclui o amor e o respeito. É aí que mora o perigo, seu Silvio, seu Ricardo!

Akino Maringá e o dilema Sorvos

"Assisti o trecho final da entrevista do secretário Sorvos de “Relações Interinstitucionais’, e pude perceber o esforço do apresentador Oliveira Junior, como já acontecerá na CBN com Gilson Aguiar, em levantar a bola para que ele justificasse a existência da tal secretaria, mas está difícil. Cada vez mais me convenço da sua total inutilidade e a impropriedade do nome: Inter significa entre, então seria uma secretaria de relacionamento entre instituições. Mas a Prefeitura não é uma instituição. Elaborar projetos e apresentá-los aos ministérios, mas ministérios também não são instituições. Não dá, não consigo entender. Repito. Denunciei ao Ministério Público para ver o que se pode fazer. Acredito que deva ter um limite. Não se pode ir criando secretarias a bel- prazer, afinal é o dinheiro dos nossos impostos que está sendo usado".

.Akino Maringá (Blog do Rigon)

Meu comentário: incompreensível mesmo do ponto de vista ético, mas compreensível do ponto de vista meramente eleitoreiro. Só a título de curiosidade: tanto Silvio quanto Ricardo Barros gostam de novidades de além mar, adoram importar idéias do exterior para aplicar nas suas administrações. Ricardo importou o City Manager quando era prefeito; Silvio importou as ATIs (dizem que foi negócio da China), tenta importar o biopuster e por meio do Sorvos de Nova Olímpia, mira um método canadense de construção, que tem o mesmo nome. Quanto ao termo interinstitucional, a inspiração também vem da Europa, mais precisamente do órgão chamado Serviço das Publicações Oficiais das Comunidades Europeias.
Chique no úrtimo, gente!

15 de janeiro de 2009

A era caranguejo


O líder do MST João Pedro Stedile diz ter informações de pesquisadores que a reforma agrária deu vários passos atrás no governo Lula. O incentivo a uma economia agro-exportadora resumiu a produção agrícola brasileira basicamente a tres produtos: cana, soja e pecuária. Isso reativou, de maneira dramática, o processo de concentração de terras em todos os estados brasileiros. Quer dizer, a reforma agrária que se imaginava fosse avançar pra valer na era Lula, engatou ré.

A propósito do lixo musical

"Messias, permita-me incluir nesta tua lista de celebridades da MPB, a nossa exponencial, Bebel Gilberto, filha de João Gilberto e Miúcha, que é sucesso atualmente no exterior. Creio que ela é a incorporação de todos esses. Outra observação: quando falarmos de música de qualidade, nunca devemos nos esquecer de Frambel Carvalho, também de gosto refinadíssimo".
. Do Lauro Barbosa comentando em seu blog a nota que dei aqui sobre o lixo musical.

Ele concorda comigo e eu concordo com ele, principalmente no que diz respeito ao meu dileto amigo Frambel de Carvalho. Frambel é um ótimo compositor e um radialista top de linha, que não entendo porque está fora do ar. Assim como não entendo porque o Boldrin não emplaca um programa numa das principais redes nacionais de tv. O rádio AM só tem vida se partir para a prestação de serviços. As FMs são muito ouvidas, mas por um público de gosto musical duvidoso. Ressalvo no caso de Maringá, a Universitária, comandada pelo Petrini. Essa é, salvo engano, a única emissora local com programação de qualidade.

Em nome da probidade

O senador Álvaro Dias quer acabar com o critério da nomeação de conselheiros nos tribunais de contas dos estados. Álvaro comenta em seu blog, a propósito da posse de Hermas Brandão na presidência do TC/Pr daqui a pouco:
"Aproveito para formular apelo aos senhores deputados federais: Por favor votem projeto de minha autoria já aprovado pelo Senado, que institui concurso publico para preenchimento dos cargos de conselheiros dos Tribunais.
Trata-se de substituir a nomeação política pela valorização do talento, da qualificação técnica e probidade".

A que ponto chegamos!

"O ano de 2009 será do “Apucarana” (Elnio Silveira Polmann). No dia 26 de fevereiro ele fará o lançamento do “Grêmio Maringá” no Clube Olímpico, com um jantar festivo. E para tanto, já está emitindo os convites. Em maio, vai trazer uma grande equipe para fazer um jogo amistoso no Willie Davids, por conta dos festejos do aniversário da cidade. E em agosto, vai colocar o time em campo para disputar a 3ª divisão do campeonato paranaense. Como se vê, é ano cheio. E viva o Apucaranaaa…!".

. Do blog do Lauro Barbosa

PS: vejam só aonde Maringá chegou no futebol, cheio de "algo em comum" com a política: ao ponto de dar "vivas" a Elnio (Apucarana) Pholmann. Me poupe, amigo Lauro!

Perdidinho da silva

O prefeito de Sarandi Milton Martini está mais perdido do que cego em tiroteio. Cido Spada não repassou nenhuma informação ao sucessor, nem um relatoriozinho pra remédio, sobre a situação financeira da prefeitura. Para piorar, o softwer da administração municipal está virado no capeta, não permite acesso a nada. Milton Martini se queixa que nem conseguiu saber ainda o tamanho da folha de pagamento do funcionalismo e muito menos, que esqueletos existem nos armários e onde estão os armários.
Mas disse que já tem o remédio para o mal de alzheimer que atingiu os computadores: auditorias e ações na justiça. Se a situação estiver mesmo nesse pé, é o mínimo que Sarandi pode esperar dele.

Urubulogia


Míriam Leitão faz um voo rasante nos estúdios do Bom Dia Brasil, inspirada no impagável Urubulino, de Chico Anysio. Um leitor de blogs chamado Raphael ouviu o comentário dark e foi direto pro fotoshop. Deu nisso aí.

Essa tal coerência!

Cesare Battisti, que viveu anos na França sob as asas do governo Mitterrand, virou um problemão para o governo Lula, que poderia dispor agora de argumentos fortes para se justificar perante a Itália. Poderia, caso tivesse dado tratamento igual aos cubanos que tentaram asilo político no Brasil durante os Jogos Pan Americanos. Os atletas foram mandados de volta para Havana, onde sabe-se lá, o que acondeceu com eles? A saia justa de agora é fruto exatamente dos dois pesos, duas medidas.

Lixo musical

Quem vê e aprecia a mini-série Maysa, dirigida pelo filho dela, Jaymeme Jardim, não tem como não reverenciar os grandes nomes da MPB, riquíssima em compositores e intérpretes. A maioria dos cantores já se foi para o andar de cima, mas se imortalizou em sua arte de soltar a voz. Os que colocaram no papel e transformaram em cifras lindas poesias, continuarão eternamente iluminando o universo da canção mundial.
Vendo Maysa, lembro Elizeth Cardoso, Silvio Caldas, Elis Regina, Altemar Dutra, Nelson Gonçalves e sambistas extraordinários como João Nogueira (já falecido também), Roberto Ribeiro, Jamelão e os ainda na ativa como Martinho da Vila, Lecy Brandão, Zéca Pagodinho, Arlindo Cruz. Como não citar Chico, Zéca Baleiro, Ivan Lins, Djavan, Leila Pinheiro, Maria Rita?
A lembrança, meio aleatória, faço esta manhã a propósito do gosto musical predominante no momento, principalmente imposto pelas FMs. É lixo puro!

14 de janeiro de 2009

O buraco é mais embaixo...



A Associação dos Magistrados Paranaenses manifestou sua contrariedade com a arrogância (e petulância) do deputado federal Ricardo Barros. Entrevistado pelo jornal O Estado do Paraná, o presidente da entidade, Miguel Kfouri Neto não usou meias palavras para classificar a forma como o parlamentar se referiu ao Poder Judiciário:

Pergunta do jornalista Roger Ferreira:" O deputado Ricardo Barros (PP-PR) declarou que se o Judiciário quer ver aprovados os projetos de seu interesse na Câmara, terá de fazer concessões. Os juízes vão ter de negociar com a Câmara para conseguir o reajuste?".

Kfouri:" Ele falou pior. Falou que os juizes têm que "pegar leve". Eu respeito o detentor de mandato. Agora, esse deputado, que infelizmente é do Paraná, falou o maior absurdo que já ouvi. O sujeito quer que o juiz negocie a função judicante. Que pra receber uma vantagem, que não é vantagem, é imposição constitucional, o juiz tem que pegar leve: "não me condenar, nem meus parentes, nem meus correligionários". Onde está a lei? onde está a Justiça? É um absurdo. Ficar negociando, qual é a do cara?"

PHA se protege denunciando

O jornalista Paulo Henrique Amorim sente-se ameaçado pelo banqueiro Daniel Dantas, que estaria contando com a complacência de autoridades governamentais para intimidar quem o incomoda. O apresnetador da Record e dono de um dos blogs mais lidos do país (Conversa Afiada), publica um relato de extrema gravidade, cujo texto está enviando para a Polícia Federal, Ministério da Justiça e outras instâncias do poder judiciário do país. Eis um trecho:
"Na latrina dos rejeitos que a Polícia de São Paulo encontrou na operação de grampo de que foi vítima o deputado José Aníbal, foi possível localizar material putrefato que envolve a minha pessoa e parente meu. Nesse material putrefato, onde navegam com desenvoltura o banqueiro bandido Daniel Dantas (como diz o ínclito delegado Protógenes Queiroz) e o governador de São Paulo, José Serrágio (vem de pedágio, os mais altos do Brasil), foi possível identificar atividades dos dois acima citados – através de “agentes” qualificados – para me prejudicar pessoalmente e a parente meu.

Não é a primeira vez que o banqueiro bandido me grampeia, espiona e observa à distância, a mim e a parentes meus.
Isso está documentado no relatório em que a Polícia Federal pediu o indiciamento do banqueiro bandido, entre outros crimes, por formação de quadrilha, na Operação Chacal, que investigou as “atividades” da Kroll no Brasil".

A propósito do superávit

Leitor do blog do Rigon contesta o oba,oba do superávit que o prefeito Silvio Barros anunciou com estardalhaço esta semana:" Onde essa administração quer chegar? Superávit financeiro em administração pública é piada. Quando sobra dinheiro em administração pública, significa que o gestor não soube aplicá-lo em serviços essenciais à população. Será que a saúde de Maringá está bem, quando existe fila de espera para internamentos? No ano passado, constatei com meus próprios olhos o caso de uma senhora que ficou 9 dias na fila de espera do HU por uma vaga. Ela quebrou o braço e precisava de cirurgia. Quando a vaga saiu, ela foi para o Santa Rita. Lá, depois dos exames, o médico constatou que o braço já estava unido e não quis fazer a cirurgia. É esse o modelo de saúde que funciona aqui? A medicina da sorte? Da fé em um milagre?".

Gaza, na balada da hipocrisia

"Camaradas,
O que acontece em Gaza não é uma guerra, muito menos um confronto ou uma ofensiva. É genocídio! É assassinato!
É a destruição de um povo que luta pelo elementar direito de continuar vivendo na terra que sempre foi sua.
E isto não começou há duas semanas atrás: há 60 anos as potências imperialistas decidiram transformar a palestina em um grande campo de concentração e deram ao Estado sionista de Israel a tarefa de ser a guarda deste campo. De lá para cá, os refugiados palestinos não mais tiveram direito de voltar aos seus lares, os que ficaram sofrem humilhações inimagináveis, tem suas terras tomadas para a construção de colônias judias, tem o seu direito de livre circulação submetido à boa vontade do invasor, tem suas fontes de sobrevivência seguidamente destruídas...A população adulta masculina está praticamente destruída na Palestina.
Chamar isto de guerra é hipocrisia".
. Pedro Jorge, no blog do Elias Brandão.
Do mesmo blog pinço duas estrofes da poesia de Mahmoud Darwish, poeta palestino, recentemente falecido:

Gaza não tem garganta,
Fala por seus poros
em forma de suor, sangue e fogo.

Por isso, o inimigo a odeia até a morte
e a teme até o crime

Cavalo de Tróia

Assim foi chamado Haine Micieira quando ele assumiu a Secretaria de Saúde substituindo Marco Antônio Rocha Loures, no início da primeira gestão SBII. A definição é de um menbro do Conselho Municipal de Saúde, cidadão acima de qualquer suspeita, que trabalha como voluntário e defende uma saúde pública de qualidade com paixão franciscana.

Reflexão sobre o K.O

Existem várias explicações para o jornalismo pasteurizado que se pratica hoje no Brasil. Se o leitor observar bem, vai ver que tanto faz ler o O Diário quanto o Estadão ou a Folha de São Paulo é a mesma coisa. O que muda e faz a diferença é a dimensão do veículo e a escala de ação e interesses do dono. A pasteurização é uma realidade mundial, mas no caso do Brasil ela é pior, mais dramática. A falta de boas reportagens, de matérias questionadoras e tecnicamente bem elaboradas, ajudam no processo de desinformação que as elites política e econômica comandam com determinação. Desinformar para dominar, sem fugir dos preceitos básicos da democracia formal (e burguesa), eis a questão. Assim, vamos legitimando fraudes e promovendo alienações óbvias. Sem contar que a imprensa, tal qual se comporta hoje, ajuda de maneira decisiva a blindar figuras execráveis, que nas páginas dos jornais, nas lentes de programas de tv terceirizados e dedicados exclusivamente à bajulação, criam o efeito KO. Lembram-se do K.O, aquela substância química usada para dar brilho em jóias embaçadas, que reluzem mas não são ouro?
Esta não é uma crítica direcionada a jornal A ou B, a programa televisivo C ou D. Trata-se de uma reflexão, que faço periodicamente como forma de purgar meus pecados profissionais e pedir perdão a Deus pelas minhas omissões.

O presidenciável e a novela das 8



OB: pra quem ainda não sabe , Ciro e Patrícia Pillar estão juntos há muito tempo.

Os irmãos se trombam

“Se o PSDB não quiser o PDT a definição se dará nas urnas.O PDT tem sua importância no Paraná, tem sua força, e se este círculo não quiser o PDT, há outros círculos que querem”.
Palavras do senador Osmar Dias, mandando um recado ao irmão Álvaro e ao prefeito (reeleito) de Curitiba, Beto Richa. É como dizem os mineiros da escola de Zé Maria Alkmin:"Em política, união só existe quando há convergência de interesses. Se não houver, nem irmãos se entendem".

A propósito dos "prefeitos" de Londrina

AKINO MARINGA disse:
"Pois é Messias, dizem que Maringá tem cinco: Ricardo, Bovo, Ruiz, Sorvos e até Silvio pode ser considerdo Prefeito".

Dois pesos, duas medidas

A Procuradoria Jurídica do Município de Maringá , informou em abril do ano passado o procurador Laércio Fondazzi, está acionando tres ex-prefeitos, acusados de desvio de recursos públicos. Há neste súbito interesse pelo ressarcimento do dinheiro desviado aos cofres do município algo de muito estranho. Os denunciados: Said Ferreira, Jairo Gianoto e (pasmem), o falecido José Cláudio Pereira Neto. Ocorre que na lista de cobrança que dizem ter vindo do Tribunal de Contas, não consta o nome de Ricardo Barros que segundo o mesmo TC, seria responsável pelo desvio de R$ 8,7 milhões que, corrigidos, importam hoje em R$ 26 milhões.
Como perguntar não ofende, por que será que o procurador Fondazzi deixou o prefeito RB (1989/1992) fora dessa? E respaldado em que provas concretas, busca ressacimento de mais de R$ 100 mil no espólio do saudoso Zé?
Estou curioso para saber o que pensa disso a Terezinha Pereira.

PS: A quem interessar possa, informo que as declarações de Fondazzi sobre a ações que protocolou e as críticas que fez aos ex-gestores por ele defenestrados, constam de matéria do jornal O Diário de 15 de abril de 2008, página A4.

13 de janeiro de 2009

Quatro prefeitos

Luiz Geraldo Mazza brinca com a indefinição política de Londrina, que hoje tem quatro prefeitos: tres uterinos - Belinati, Barbosa e Haully e um interino - Padre Roque.

Tempo de crise é assim

A Secretaria do Trabalho do Paraná revelou hoje um dado preocupante: aumento de 50% nos pedidos de seguro-desemprego. É sempre assim, como anota o filósofo Zé Beto: "Em tempo de crise, o patrão entra com o pé e o empregado, com a bunda".

O peso de uma régua



Durante as articulações partidárias visando as coligações que celaram o futuro das sucessão municipal em Maringá, o presidente do PMN parecia medir o comportamento do pequeno partido com a régua da coerência. Pregava mudança, não falava de maneira explícita, mas deixava implicito seu descontentamento com o predomínio da política de Maringá por uma família. Pouco antes de deixar clara a sua nova posição em relação aos Barros (lembrando que ele foi vice-prefeito de Ricardo de 1989 a 1992), Willy Taguchi revirou gavetas, revolveu pilhas de papel,emborcou a sua lixeira e nada de encontrar a tal reguinha. E aí parou em frente ao espelho e perguntou: "Espelho, espelho meu,existe alguém mais confuso do que eu?".

Pra não dizer que não falei das flores: foi o vice-prefeito Willy quem proporcionou a fuga do prefeito Ricardo, que no final de dezembro de 1992 saiu do Paço Municipal pela janela, fugindo do funcionalismo.

Concordo com quem discorda de mim

Do leitor André:
"Discordo da sua posição Messias. Se o prefeito administrasse a cidade como se fosse sua própria empresa ele jamais abriria mão do seu patrimônio para cedê-lo à outras empresas.
Pelo contrário, ele iria procurar administrar esse patrimônio de maneira a preservá-lo ao máximo e ampliá-lo.
Na minha opinião esta forma de administrar que se implantou em Maringá é um modelo muito semelhante ao modelo que a personagem Flora, da novela A Favorita, implantou na fictícia empresa Fontini".

Um chega pra lá no desemprego

Que não se acuse os irmãos Silvio e Ricardo de negligenciarem o combate ao desemprego. O "trenzinho da alegria" aprovado pela Câmara é uma prova disso. E não só dedicados cabos eleitorais daqui foram contemplados. A ação política , de inquestionável cunho social, contemplou também municípios outros da região noroeste. Que não me deixem mentir Nova Olímpia e Floresta, por exemplo.

12 de janeiro de 2009

Sonho meu, vai buscar quem mora longe, sonho meu...

O PDT do senador Osmar Dias “sonha” com o apoio do PSDB para disputar o governo do Estado em 2.010. Mas esta aliança está fora dos planos do tucanato, que não vai abrir mão de Beto Richa na disputa. Neste caso, Osmar dificilmente deixaria de tentar renovar sua cadeira no Senado, o que parece ser favas contadas. Com Osmar e Requião na parada, não dá pra Ricardo. Mas se a gente bem o conhece, ele continuará inflando o próprio balão, para garantir com mais facilidade a renovação da imunidade parlamentar, na condição de deputado. Sonhar poooooooode!!!

Belo gesto

"A Veja São Paulo concedeu ao cineasta Fernando Meirelles o título de "Paulistano do Ano". O troféu foi entregue pelo diretor de redação Eurípedes Alcântara. Meirelles recebeu e ofereceu ao juiz De Sanctis".

. Do blog do Luis Nassif

PS: O gesto do cineasta é significativo, pois valoriza a justiça, na figura de um juiz de tutano que não se deixou vencer pelas pressões para livrar a cara do banqueiro Daniel Dantas.

De doação em doação...

"No programa de Herculano Ferreira na Rádio Atalaia, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Valter Viana, defendeu a doação do Horto Florestal, pela Companhia Melhoramentos à prefeitura, para que esta possa doá-lo para a iniciativa privada. Ele disse que não vê outra saída para a recuperação da reserva".
. Do blog do Lauro Barbosa

A ordem é entregar tudo (de mão beijada) à iniciativa privada. O prefeito dá mostras de que vai administrar Maringá nos próximos anos como se o município fosse a sua empresa.Viana nada mais está fazendo do que explicitar um desejo incontido do clã, a quem serve com dedicação espartana e fidelidade canina.

LRF servirá de argumento?

Na greve de 2006, o argumento forte para não atender a reivindicação dos serivores era a Lei de Responsabilidade Fiscal, que não permitia o estouro do limite de comprometimento da folha. Na ocasião, os grevistas chegaram a ser comparados com assaltantes, que faziam o prefeito de refém, tal qual homens armados fazem com gerentes de banco quando exigem a chave do cofre. Foi naquela reunião do Maringá Clube, quando SB II tentou justificar para as lideranças comunitárias os motivos da sua resistência ao movimento paredista.
Ficou claro mais tarde que o objetivo era quebrar a espinha dorsal do sindicato, cujos integrantes chegaram a ser presos, demitidos e acusados de depredar o patriomônio público, quando se sabe que houve por trás daquele quebra-quebra do Paço Municipal algo de muito estranho. Agora , os funcionários municipais estão novamente se articulando para cobrar reposição salarial.
Será que a impossibilidade de comprometer os limites da folha de pagamento vai convencer alguém, tendo em vista o encharcamento (como diz o Paulo Vidigal) da máquina pública?

O "rouba , mas faz" está sob a mira da CNBB

Enfim um tema que chega com alguns anos de atraso à discussão nacional. Mas que promete incendiar o país, senão para levar vergonha na cara a quem "rouba, mas faz", mas pelo menos para cutucar a consciência do eleitor e provocar alguns constrangimentos nos políticos ainda não totalmente tomados pelo vírus da desfaçatez. A próxima Campanha da Fraternidade vai atacar a prática do "rouba, mas faz", enunciado que acaba legitimando a corrupção política, presente em toda eleição.

Vale a lembrança de que a CNBB integra um grupo de entidades que busca obter 1,5 milhão de assinaturas para o projeto de iniciativa popular que impede a participação de fichas sujas" no processo eleitoral. Este ano, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil estará centrada na necessidade de "se denunciar a gravidade dos crimes contra a ética, a economia e as gestões públicas, assim como a injustiça presente nos institutos da prisão especial, do foro privilegiado e da imunidade parlamentar para os crimes comuns". Diz o texto-base da Campanha da Fraternidade/2009: "Os crimes de corrupção e do "colarinho branco" não são violentos em si, mas geram outras formas de violência".

De onde veio a inspiração?

O jornal O Diário informa que o SUS mantém dados irreais sobre moradia na Região Metropolitana de Maringá. Cavou favelas aonde favelas não existem. Será que a fonte de inspiração foi o projeto do PAC do desfavelamento da Maringá sem favelas? Meu Deus, estamos vivendo a era da institucionalização da fraude!

Sobre a compra da BV

"Era só o que faltava…Banco do Brasil gasta R$ 4,2 bi para comprar um banco em que não vai mandar.
O Governo petista nunca mais poderá falar nada sobre o PROER de Fernando Henrique Cardoso, pois hoje o Banco do Brasil fez uma operação que beira o escárnio.
Depois da autorização para que os bancos públicos federais adquirissem outros bancos, o Banco do Brasil realizou a operação mais absurda que se tem notícia na história de aquisições no Brasil.
Comprou 49,99% das ações do Banco Votorantim, da família Ermírio de Moraes. Na prática injetou dinheiro para salvar o banco, mas não vai mandar em nada.
Colocou R$ 4,2 bilhões para salvar o banco, e não vai ter direito a mandar. Na prática o banco continua a mesma coisa, porém a família Ermírio de Moraes está com R$ 4,2 bilhões a mais. De dinheiro público".

. Do blog Conversa Afiada

PS: depois dessa, como imaginar o PT criticando as privatizações de FHC? Como a esquerda brasileira, que vive uma crise de identidade sem precedentes,vai tratar esta questão?

Quanta piada!

Um senhor tenta há meses uma cirurgia de emergência pelo SUS. Desesperado, recorreu a um membro do Conselho Municipal de Saúde, que já moveu céus e terras, e nada. Se até via Conselho está difícil conseguir uma operação de emergência, imagine aquele coitado que não tem a mínima condição de se fazer ouvir? E depois vem o prefeito SB II dizer nos orgãos de comunicação que a saúde em Maringá está funcionando bem. Funcionando bem pra quem, cara pálida ?

Revolucionários verdadeiros

"Fundador do Pasquim, Millôr Fernandes recusa a boquinha: "...então eles não estavam fazendo uma rebelião, mas um investimento?"
. Do blog do Cláudio Humberto


. Há muitos outros casos de ex-presos políticos que se recusaram a pedir indenização ao Estado, com argumento parecido com o do Millôr. Conheço um desses guerreiros, que se contrapôs ao regime militar por ideologia mesmo. Lutou pela realização do sonho de um Brasil socialmente justo e libertário e jamais admitiu buscar ressacimento financeiro por isso. Seu nome: Laércio Souto Maior

11 de janeiro de 2009

Olha issoooo!


O deputado federal Alfredo Kaefer fez uma análise mui interessante sobre a constituição. É um primor:"Ela foi construída em 88, quando ainda havia um cunho ideológico muito forte na discussão, onde o mundo era ainda muito mais socialista, onde o muro de Berlin ainda não tinha caído.É evidente, ela resgatou cidadania, atribuiu direitos, mas considero direitos demasiados enquanto deveríamos trocar isso por obrigações do cidadão. Então é preciso sim fazer uma reformulação da nossa constituição enxugando ela, reduzindo ela pros temas fundamentais do nosso cidadão e do nosso país”.

PS: Viram só? A Carta dá muito direito a quem precisa é de deveres e obrigações.O que será que esse povo brasileiro pensa? O deputado , que gastou uma fortuna para se eleger em 2006, inclusive fazendo dobradinhas aqui em Maringá (não é dr. Batista?), é da região de Cascavel, onde alguns jornalistas políticos chamam de Alfredo Kofre. O apelido não deve ser por acaso.
Postado por Meu Blogger às 00:05 0 comentários Links para esta postagem

Maringá ecológica

"Wagner Mussio disse que costuma não dar bola para a reclamação das pessoas que dizem ter mais 5 anos aguardando o atendimento para o corte de árvore. Segundo ele, “se tivesse atendido de imediato, teria cometido um crime, porque a árvore ainda está de pé”. Falou isso no programa do Fabretti".

. Do blog do Lauro Barbosa

PS: o secretário estava no lugar certo. Será que ele agiu do mesmo jeito com relação aos pedidos de uma rede de farmácias da cidade? E sobre a canafístula da família Vilanova, o que foi que ele falou?

10 de janeiro de 2009

Ainda no palanque

Wellington Andrade , o vereador mais votado nas eleições de outubro,ainda não desceu do palanque. Continua agitando na região da Kakogawa, inclusive com carro de som. Será que já está em campanha para 2012 ou, picado pela mosca azul, já vê 2010 na sua frente? De qualquer forma, a agitação serve para demonstrar força e valorizar o passe perante o clã. Afinal, estamos em começo de temporada e Willington, que não é bobo nem nada, quer criar seu próprio espaço e não ficar sobre o guarda-chuva de um certo colega edil, alçado à condição de supervereador.

Mea culpa

Petistas de Iguatemi estão de farol baixo, ainda mais agora com a indicação de João Borri para a subprefeitura.Alguns acham que deram a tacada errada em outubro,trabalhando no processo de desconrtução da imagem do ex-prefeito João Ivo, principalmente na reta de chegada. Conversei com um deles esta semana e o mesmo admitiu estar vivendo em tempo de mea culpa.

O supervereador

"Para abrigar a chamada "Turma do John" - ocupantes de cargos comissionados que colecionou durante os vários anos em que presidiu a Câmara Municipal de Maringá -, o presidente Mário Hossokawa (PMDB), que se elegeu graças ao trabalho do seu companheiro de partido, reservou nada menos que três salas no prédio do Legislativo.
Isso sem contar casos de outros cabos eleitorais de John - como Nereu Vidal Cezar e o filho do cabo Zé Maria - que estão sendo enfiados em gabinetes de outros vereadores, com a ajuda dos irmãos Barros".

. Do blog do Rigon

PS: Nada de extraordinário nisso, se considerarmos que temos na administração "cidadã" supersecretários - Guatassara e Bovo; eminência parda - deputado RB; orientador espiritual - esqueci o nome; etc, etc,etc. Não é fraca uma administração municipal que dispõe de uma Cãmara de Vereadores inteira a seu dispor e ainda por cima, se dá o luxo de contar com um supervereador.Enfim, tem a cidade a seus pés. Inclusive a mídia.

9 de janeiro de 2009

Isso explica alguma coisa?

"Confirmado hoje: o advogado Zanoni Luiz Favero permanece à frente da Secretaria de Controle Interno da Prefeitura Municipal de Maringá. Ele integra a Sociedade Eticamente Responsável e o Observatório Social, o que talvez explique por que essas entidades dão atenção apenas aos vereadores".

. Do blog do Rigon

PS: Pois é, e pensar que esses dois penduricalhos da ACIM tentam se colocar na sociedade local como pontos de referência das lutas pela ética na política. É pra rir ou pra chorar?

Coisas de uma "administração cidadã"

Rigon informa que "no final do ano passado a Secretaria de Administração da Prefeitura de Maringá abriu 13 processos administrativos disciplinares contra servidores. A maioria, nove, por ter utilizado de maneira irregular o vale transporte. Um dos processos é contra um coletor, lotado na Secretaria de Serviços Públicos, acusado de "referir-se de modo depreciativo e desrespeitoso", em 7 de outubro passado, ao prefeito Silvio Barros II. O mesmo servidor está sendo acusado de fornecer endereço errado na tentativa de obter casa própria pelo programa Minha Casa".

. Será que o servidor vai ter resgardado seu amplo direito de defesa? Ou vai pagar caro pelo que fez e pelo que não fez?

Político novena

Ainda a propósito de Ruth, me lembrei agora que minha avó materna chamava de "político novena", aquele que, independente da religião, não abre mão de um terço de jeito maneira. Um terço de comissão.

Dá-lhe Ruth!

"O que impressionou a galera foi o prefeito-rei de Maringá, que se declarou “mais angustiado do que Jesus Cristo” ao assinar a nomeação dos novos funcionários. Ora, das duas, uma: ou os funcionários são necessários à administração, e aí não há motivo algum para a angústia, ou não o são, e aí o prefeito está tentando se justificar com o contribuinte, o que caracteriza problema de gestão. Ou de uso errado do dinheiro público. A música tema destas linhas? É a do Chico: “afasta de mim este cálice...”

. Por Ruth Bolognese

Sois rei?

"O único prefeito do Paraná que é rei, conforme o próprio nome indica, Silvio Barros II, de Maringá, de uma só penada nomeou mais de 100 companheiros para cargos em comissão, a um custo de R$ 10 milhões a mais por ano na folha de pagamentos da prefeitura. Até aí, nada demais, porque Silvio apenas seguiu as diretrizes colocadas pelo irmão, Ricardo Barros, que não tem nome dinástico, mas chefia o clã. E só pensa no Senado em 2010".
. Do blog da Ruth Bolognese

Cala-a-boca de U$ 1 bi

"Está concluída, desde o fim da tarde de ontem, a operação de compra da Brasil Telecom pela Oi. Isso significa que, com o dinheiro do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), o BNDES permitiu que a Oi pagasse um cala-a-boca de US$ 1 bilhão àquele a quem o ínclito delegado Protógenes Queiroz chama de “bandido condenado”: Daniel Dantas. A rapaziada da BrOi não deve ir com muita sede ao pote.

. Corre no Ministério Público Federal do Distrito Federal uma investigação que pode desfazer a BrOi.
E a Polícia Federal e o Ministério Público Federal de São Paulo têm em mãos toda a documentação das tratativas para fechar o negócio".

. Do blog Conversa Afiada

PS: É escândalo pra mais de metro. Depois dessa, será que o Codefat receberá pressões para mudar os critérios de liberação do Fundo de Assistência ao Trabalhador? Enquanto o dinheiro do FAT é dado de mão beijada para negociatas como esta, o país convive com uma grande carência de mão-de-obra qualificada. O FAT dispõe hoje em caixa de mais de R$ 100 bilhões, que são pulverizados em grandes grupos econômicos, via BNDES . Enquanto isso, suas travas burocráticas impedem sindicatos obreiros de terem acesso a dinheiro indispensável para cursos de qualificação profissional.
Na verdade, nem seria o caso dos sindicatos cumprirem este papel, mas que o governo criasse um programa nacional de formação de mão de obra, para treinamento em grande escala.
O exemplo da BrOi é escabroso.

8 de janeiro de 2009

Balada do silêncio


Israel massacra a população civil na Faixa de Gaza. O mundo civilizado se levanta contra a vendeta e os Estados Unidos, que tem culpa no cartório, se calam.

A grande diferença

"O presidente Lula sentiu, em Fernando de Noronha, a diferença entre uma ilha cercada de golfinhos e uma Brasília cercada de tubarões".
. Do blog do Cláudio Humberto