31 de março de 2008

É amanhã!


Tem gente que vai passar a noite de hoje diante do espelho, tentando encontrar uma forma de evitar que o nariz amanheça dia 1o. de abril maior do que estava na véspera. Conseguirá? Tchan,tchan,tchan,tchan!

Favorito alerta para fraude no Paraguai


r
O ex-bispo Fernando Lugo alertou o povo paraguaio para a possibilidade de fraude nas eleições presidenciais do próximo dia 20. Ele lidera as pesquisas e já teria até convivido com ameaça de morte. Com muita firmeza, Dom Lugo discursou sábado numa concentração popular na cidade de Encarnacion e procurou tranquilizar seus eleitores:"Não me surpreendo com essa possibilidade, porque não se reverte 60 anos de fraude de uma hora para outra".

Há 44 anos

Alguém se lembrou de comemorar os 44 anos da "gloriosa"? Ainda tem gente por aí com muita saudade do Golpe de 64, que alguns babacas ainda insistem em chamar de revolução.
Que a democracia, com todos os seus problemas, seja eterna. Aaaaaaamém!

Aumenta a revolta

31.03.08
O Observatório das Metrópoles apresentou sábado no Santa Felicidade os dados da pesquisa que lá fez e que já haviam sido mostrados em sessão pública na UEM. A indignação dos moradores tornou-se ainda maior.
Em entrevista na CBN, o super-secretário Guatassara Boeira rebateu o relatório e disse que em novembro a administração municipal se reuniu com os moradores e apresentou a eles, detalhes do projeto.Conversei com um dos líderes do bairro sobre a tal reunião com o prefeito e ele ironizou:"É espantosa a facilidade que esa gente tem de faltar com a verdade!"

Mais de 40

"Vence no próximo sábado, dia 5, o prazo para que servidores públicos e ocupantes de cargos de confiança ou de funções que exigem desincompatibilização ou afastamento e que pretendam ser candidatos cumpram a lei. Na prefeitura, nenhum secretário municipal - a não ser os dois vereadores licenciados, Guerles e Edith - deve deixar o cargo para ser candidato a vereador. No segundo escalão, dois ou três devem se afastar".
. Do blog do Rigon

Pelo que fiquei sabendo esta manhã, de uma fonte da cozinha do poder, o prefeito Silvio Barros deve assinar hoje a exoneração de mais de 40 CCs, que irão disputar as eleições de vereador. Nos ouvidos de alguns ,preocupados com a falta de salário, uma voz suave teria saído de um escritório da Vila 7:"Fiquem tranquilos,porque titio proverá".

28 de março de 2008

Cizânia familiar

Ainda sobre a sessão pública de apresentação do perfil do Santa Felicidade, duas constatações merecem discussão ampla. Uma refere-se à questão da discriminação social que aumentou na cidade contra os moradores do bairro depois que essa história do PAC começou. Outra, que inclusive deixou os padres presentes com ar de perplexidade,refere-se à denúncia feita durante o evento, por Cláudio Timossi, líder do Movimento em Favor da Moradia Popular. Segundo ele, a administração municipal estaria prometendo casas para os filhos casados que moram com os pais, visando fomentar desavenças dentro de cada casa habitada por mais de uma família. Assim, os netos pressionariam os avós e os filhos pressionariam os país para que eles deixem suas casas, facilitando as coisas para a Prefeitura. Se tal fato estiver ocorrendo, e parece que está, porque um morador presente balançou a cabeça em sinal de concordância, fica caracterizada a estratégia da cizânia familiar. Isso é exatamente o oposto da pregação diária da igreja, aí incluindo católicos e evangélicos. Quando o Timossi fez a denúncia, em altíssimo e bom som, os padres Zenildo e João Caruana se mexeram na cadeira. Mas não só eles...

Dengue em creche?

Informa o blog A Abiose Maringaense que pode estar havendo um surto de dengue numa crehe localizada na região do Conjunto Ney Braga,onde nove crianças estariam com suspeita da doença. Deus queira que tudo não passe de especulação, mas de qualquer forma é bom as autoridades de saúde do município ficarem atentas. O fato concreto é que os focos do aedes aegypti se alastram pela cidade, onde o gestor público vive dando mal exemplo, como aquele da poça d´água na área do terminal, mostrada por este blog no começo da semana

Armações já em curso



Esta informação é do La Nacion:

A agência Sistema Siete, empresa encargada da propaganda da candidata colorada Blanca Ovelar, estaria preparando um spot televisivo com o objetivo de vincular Fernando Lugo à grupos guerrilheiros. Até vítimas de sequestros estariam colaborando com a equipe de marcketing da candidata do atual presidente Nicanor Duarte,segundo denúncia feita na Câmara Alta pelo senador Ramírez Montalbetti.
E tem mais

Informa a edição digital do ABC:
"El oficialismo colorado estaría empeñado en impedir el posible triunfo del candidato presidencial de la Alianza Fernando Lugo en las elecciones del 20 de abril. La cúpula gubernamental tomaría medidas extremas, pues maneja una encuesta, encargada por el propio Duarte Frutos, en que Blanca Ovelar y Lino Oviedo mantienen un empate técnico muy por debajo de Lugo. Por su parte, Oviedo advirtió ayer que el oficialismo mataría al ex obispo para inculparlo a él y dejar la cancha libre a su candidata presidencial".

Dom Lugo corre perigo

O candidato a vice-presidente na chapa da Alianza Patriótica , Federico Franco, teme que os integrantes do Partido Colorado esteajam planejando assassinar o principal líder da oposição, o ex-bispo Fernando Lugo, que tem tudo para se eleger presidente no próximo dia 20 de abril. Os líderes do Partido Colorado, há mais de 60 anos no poder, estão desesperados com os resultados das últimas pesquisas. Federico manifesta seu temor a partir da seguinte constatação:"Sí le mataron a Argaña por qué no lo van a hacer con los de la oposición". Quem também andou aventando essa hipótese foi o presidenciável Lino Oviedo (terceiro nas pesquisas) , que acha que poderão matar Lugo e depois jogarem a culpa nele, Oviedo.
Essa informação, pincei agora há pouco do jornal paraguaio Última Hora.
E continuo indignado com a indiferença da imprensa brasileira com relação às eleições presidenciais no vizinho país.Cheguei a enviar emails para redações de grandes jornais e até da TV Bandeirantes, que tem um dos telejornais menos comprometidos do país. O lhar da imprensa latina sobre o Paraguai neste momento pode garantir uma eleição mais tranquila, para o povo e para as oposições. Além dos riscos que corre o ex-bispo Dom Fernando Lugo, é cada vez mais ameaçadora a possibilidade de fraude.

Novo símbolo

A propósito do perfil do Conjunto Santa Felicidade divulgado ontem pelo Observatório das Metrópoles, leitor anônimo envia-me um comentário , que excluí devido ao seu conteúdo agressivo. Mas aproveito para passar à frente, a sugestão da peneira como símbolo da "administração crescendo com cidadania". De fato, nunca vi um gestor se esforçar tanto para tapar o sol com a peneira.

O "Farol" não se conforma

28.03.08
"Não vi a avaliação, mas não fico surpreso com mais nada no Brasil". Palavras do ex-presidente Fernando Henrique quando jornalistas perguntaram como ele via a pesquisa da CNI que dá a Lula um índice altíssimo de popularidade.
Claro, é demais para o "Farol da Alexandria" conviver com isso, né?

27 de março de 2008

A versão do prefeito, segundo o seu porta voz

Tenho minhas opiniões e não abro mão delas. Recebi informações sobre os problemas enfrentados pela administração municipal ontem à noite em Iguatemi e confio plenamente no informante, que esteve presente ao "Espaço da Cidadania". Portanto, não tenho motivos para mudar uma vírgula sequer do que eu postei sobre o assunto. Mas em respeito à essência do jornalismo democrático que sempre pratiquei, reproduzo na íntegra o email que recebi do Secretário de Comunicação do Prefeito Silvio Marros II, Diniz Neto:
"Messias, sobre a nota que publicou fazemos algumas ressalvas importantes.
" O "Espaço da Cidadania" é amplamente democrático e foi feito justamente para que as pessoas possam se manifestar livremente. Portanto, as manifestações da dona Maria e da dona Silvia (nomes citados no seu seu texto), bem como das demais pessoas, não foram consideradas agressivas, muito ao contrário.
Também é preciso registrar que não houve assessor rasgando perguntas, nem escolha de perguntas para o prefeito responder. Nos "Espaços da Cidadania" as perguntas são respondidas de forma geral, buscando esclarecer a população sobre todos os temas (dentro do possível é respondido no local, posteriormente todas as pessoas que perguntaram recebem respostas por escrito).
O prefeito convidou as pessoas a usarem o microfone (como faz em todos os eventos nos bairros). Não houve necessidade de uma pessoa tomar o microfone, houve convite para que falasse.
As opiniões contrárias sempre foram respeitadas pelo prefeito e pela equipe. Neste sentido, as críticas não são encaradas como "tempo quente" e sim como informações muito importantes para ações e melhorias no atendimento à população.
Sobre as casas populares para o Iguatemi, o projeto está tramitando junto à Cohapar e não houve responsabilização ao seu presidente, Rafael Greca, pela demora na tramitação do projeto. O Greca sequer foi citado.
O prefeito saiu do local sem qualquer problema, não havendo registro de qualquer tipo de agressão.
O prefeito considera as visitas aos bairros fundamentais para que possa conhecer os problemas, dia-a-dia, em cada local da cidade.
Fico a sua disposição.
Diniz Neto".

O rei está nu

O auditório da reitoria da UEM ficou lotado agora a tarde na sessão pública de apresentação da pesquisa sobre o Conjunto Santa Felicidade que o Observatório das Metrópoles realizou. Da Prefeitura , compareceram apenas uma arquiteta e uma advogada. O relato feito pela coordenadora do Observatório e da pesquisa, Ana Lúcia Rodrigues, desmascara a apregoada necessidade de retirada dos moradores para as intervenções pretendidas. E confirma que 55% dos moradores foram procurados pela Prefeitura com propostas de mudança do local. Teve dono de imóvel quitado que recebeu oferta de R$ 5 mil reais para se retirar da área a ser revitalizada. O mais grave de tudo é que a região do Santa Felicidade não foi transformada em ZEIS - Zona Especial de Interesse Social. Se isso acontecesse, ou se vier a acontecer, no local só podem ser construídas habitações populares. Como o objetivo do projeto de "desfavelamento da cidade sem favelas" é favorecer a especulação imobiliária, não resta dúvida que está implícito o processo de exclusão social.
Uma constatação da pesquisa que deveria preocupar não só os movimentos sociais e os moradores do Santa Felicidade , mas toda a população, inclusive os empreendedores, é a manifesta pretensão do prefeito de mutilar por compledo o Planbo Diretor, elaborado no Congresso das Cidades (2003/2004) e aprovado pela Câmara já na atual gestão, com pequenas alterações. No afã de divulgar a construção de conjuntos habitacionais neste período eleitoral, a Administração está comprometendo áreas públicas, que o PD reservou para a implantação de equipamentos comunitários. Pela vontade manifesta do gestor público atual, a periferia de Maringá fica sem espaço para a construção de escolas, creches e áreas de lazer. Saí da UEM com a sensação de que SBII não é apenas o exterminador do passado, mas do futuro também.

Tempo quente no "Espaço da Cidadania"

O clima andou pesado ontem à noite na Rua Manoel Frigo, em Iguatemi. O prefeito Silvio Barros II foi lá para "conversar" com a população, mas duas senhoras - dona Maria e dona Silvia - ficaram inconformadas com o monólogo. Uma delas se irritou quando viu um assessor do prefeito rasgar pedaços de papel que continham perguntas desconfortáveis. Isso mesmo, as perguntas dos moradores eram feitas por escrito e o mestre de cerimônia, sem nenhuma cerimônia, só lia as que interessavam ao chefe. Foi daí que uma corajosa moradora se enfureceu, tomou o microfone das mãos do prefeito e começou a questioná-lo duramente. A primeira pergunta foi sobre o abandono do distrito pela administração municipal. Depois vieram críticas ao precário atendimento no postinho de saúde, etc e tal.
O prfefeito perdeu a calma e disse que não era obrigado a estar alí e que portanto, não aceitaria provocações. O clima esquentou, seguiu-se um demorado bate-boca.Quando o prefeito estava deixando o local, surgiram algumas ameaças de supapos. No meio da confusão, defendendo o prefeito com unhas, dentes e palavras ácidas, sabe quem? Ele mesmo, o vereador Valter Viana (PHS), líder do prefeito na gestão do PT.
Em tempo: os moradores cobraram as 182 casas populares prometidas e ouviram do prefeito a desculpa de que as obras só não começaram ainda por culpa do presidente da Cohapar, Rafael Greca, que estaria travando tudo.

Pecado ao sul do equador

27.03.08

Se a coisa continuar do jeito que está indo, o deputado Ricardo Barros vai dar um nó na cabeça do irmão prefeito e este, por sua vez, acabará deixando os engenheiros e arquitetos da Secretaria Municipal de Desenvolvimenmto Urbano pra lá de Marrakech. A piração para fazer projetos mirabolantes é tanta, que o super-secretário Guatassara Boeira está tendo que se virar nos 30 para dar conta de tanto trabalho. O último desvairio colocado na prancheta é um monumento ao Trópico de Capricórnio, que terá que estar pronto antes de outubro. A homenagem à linha geográfica imaginária será feita no terreno das antigas lagoas de estabilização da Sanepar.

Essa dupla!




"Tem gente achando que você, leitor, é trouxa. Os dois vereadores que "poluíram" os muros acima são os autores do projeto, inconstitucional, que proíbe a pintura de propaganda política nos muros de Maringá. Isso, reafirmo, é o tal projeto-melancia - aquele que faz a alegria dos candidatos à reeleição em ano eleitoral.
Ou então a gente inicia o processo de canonização dos dois, que seriam Madalenas arrependidas".
. Do blog do Rigon
Meu comentário: Maringá virou nos últimos anos a cidade da pirotecnia, onde a fumaça dos fogos de artifícios produz verdadeiros espetáculos de cinismo.

26 de março de 2008

Justificativa tola

"Que justificativa mais boba o vereador Odair Fogueteiro arranjou para o projeto dele e do Zebrão que proíbe escrever o nome de candidato nos muros:
“É para combater a poluição ambiental”.
Arrght!".
. Do blog do Lauro Barbosa

Meu comentário: Boba não Lauro, a justificativa é simplesmente idióta. Quanto à legalidade, a lei eleitoral prevê que a proibição pode existir, mas se estiver no Código de Postura do Município. Não sei se o CP de Maringá prevê alguma coisa. Se já proíbe, nunca foi cumprido e os vereadores Fogueteiro e Zebrão estão chovendo no molhado. Se não existe a proibição, acho que o caminho seria alterar o Código de Postura. Por uma questão de lógica, uma lei municipal ordinária não surtiria efeito neste caso.

Receitas exóticas


A atual administração municipal desativou as equipes do PSF e demorou para retomar o programa, que voltou meio cambeta. O mesmo aconteceu com os agentes ambientais, que andavam sempre em dupla, indo de casa em casa orientar a população e fiscalizar os quintais. Além disso, desmontou programas de atendimento à população que funcionavam muito bem , como o Parto Humanizado, a Emergência Psiquiátrica e as policlínicas, voltadas à consultas e exames especializados. Mas apesar de tudo isso, de todas as evidências de que a saúde pública em Maringá vai de mal a pior, o marketing das "mil maravilhas" vem correndo solto. O burgo-mestre tem se esforçado para criar um meio próprio de medicina preventiva, indicando receitas exóticas, como a do estímulo ao flato e ao consumo de dolomita e suco de beterraba. O suco foi tão exaustivamente difundido na televisão, que até o desagradável e perigoso aedes aegypti se entusiasmou com a poção mágica.

Deu zebra

"....hoje, em meu Bairro, Cidade Jardim, Maringá. Logo de manhã um fusca fazia propaganda de uma Loja ...bem até aí nada a dizer .... Depois vi: atrás do carro estava escrito Zebrão! Sim, Zebrão, o vereador que já concorre OUTRA VEZ para o mesmo laissez - faire!
Propaganda enganosa?!"
. Do blog da Marta Bellini

Quem aposta?

Acabo de receber email de um amigo que leu a nota anterior, com o seguinte desafio:"Aposto uma grade de Colônia, a cerveja anunciada pelo Pinga-Fogo, que amanhã esta poça d´água vai estar coberta de pedra britada".
De minha parte, toço por isso, mas só espero que antes seja feita a desinfecção do local. Vamos conferir.

"Obrigado, prefeito!"


Quem deve estar fazendo este agradecimento, em coro, é o exército de larvas do mosquito da dengue, que se multiplica ao lado do terminal , bem no centro de Maringá. A poça que aparece aí, foi fotografada ao entardecer de ondem por uma leitora desse blog. Ela enviou a foto e a sugestão de título.
O que dizer de uma coisa dessa? Dentro da filosofia "miloriana" (do Milôr Fernandes), segundo a qual, "livre pensar, é só pensar", sugiro que cada um pense o que quiser sobre o mau exemplo em questão.

Rios de dinheiro

26.03.08

Por recomendação do impopular presidente Nicanor Duarte, o Partido Colorado decidiu que vai despejar rios de dinheiro no dia da eleição presidencial. Segundo o jornal ABC, o PC (no poder desde 1947) pretende gastar 8 milhões de guaranis (1 milhão e 820 mil dólares)para movimentar a máquina eleitoral da candidata oficial Blanca Ovelar(na foto, em campanha ao lado do presidente Nicanor). Enquanto isso, o candidato favorito Fernando Lugo mobiliza um exército de voluntários para trabalhar na boca de urna e fiscalizar votação e apuração. O ex-bispo lidera as pesquisas de intenção de votos com 31,9% e Blanca passou o general Lino Oviedo, estando em segundo com 29,5%.
Oviedo , o candidato do meu amigo José Gil de Almeida (fundador do PT de Maringá)tem agora 24,9%.
PS: continuo indignado com a total ausência das eleições paraguaias na imprensa brasileira. Que vergonha!

25 de março de 2008

David x Golias


"Tudo pelo jornalismo, inclusive pôr a cara para bater. É isso que ele diz movê-lo a desafiar a revista Veja por meio de uma série de matérias contundentes que publica na Internet: Dossiê Veja. Seu blog tornou-se um dos campeões de audiência. Porque não é todo dia que alguém decide enfrentar os supostamente mais poderosos meios de comunicação".

A entrevista é imperdível para quem busca contrapontos e não aceita o prato feito da mídia tradicional, aqui, lá e acolá. Luis Nassif é, ao lado de Mino Carta, Raimundo Pereira, Tão Gomes Pinto, Zuenir Ventura, Mauro Santaiana, José Arbex e raros outros, uma referência do jornalismo atual no Brasil.Neste enfrentamento que ele faz com a poderosa Veja, é uma espécie de David. Mas Golias que se cuide, porque com a Funda nas mãos, o cara é bom de pontaria.

Estilo Mike Tyson

"A vereadora Marly Martin deu uma resposta no pé da lata do Divanir Braz Palma que ele perdeu até o rumo da Monolux.
O Divanir teve a pachôrra de ligar prá vereadora, perguntando se ela queria ser vice do Sidney Telles.
Mas na hora, Marly mandou ele dizer pro Sidney Telles “se ele quiser ele que seja vice dela”.
Hô… hô… hô… hô…hô…!!!
Toma beiçudo!".
. Do blog do Lauro Barbosa

Qualquer semelhança...

"A nova epidemia de dengue mostra que o Rio de Janeiro está à deriva, com a prefeitura totalmente abandonada, pois César Maia prefere viver se divertindo na internet e se tornou um prefeito apenas virtual. Santa Teresa, um dos mais importantes bairros turísticos, é um exemplo". (Sérgio Lopes - Tribuna da Imprensa)

O culpado é o mordomo

"O secretário municipal do Meio Ambiente e Agricultura, Diniz Afonso, estará amanhã às 14h55 no Juizado Especial Criminal de Maringá. Ele responde a queixa feita pelo Instituto Ambiental do Paraná, pelo corte indevido de uma canafístula centenária, em dezembro último (aquela)".
. Do blog do Rigon
Apesar de ser secretário, Diniz não foi o responsável pelo corte da canafístula, onde tem claramente o dedo de um deputado federal, que manda e não pede não atual administração municipal. Mas tal qual nos filmes de Aghata Crisrti, o mordomo vai acabar pagando o pato.

24 de março de 2008

Olho no Bush gente!

DEPOIS DE PERDER IRAQUE, BUSH QUER PETRÓLEO AMAZÔNICO

"Para o jornalista, professor e historiador José Arbex Jr., a idéia do Departamento de Estado americano, de "flexibilizar" as fronteiras da região para facilitar o combate às FARC não é nova. Obedece ao objetivo americano de "proteger" a América Latina como seu território".
. Do blog do Azenha

Arbex critica a cobertura da imprensa brasileira aos últimos episódios envolvendo as Farcs. Diz que é uma cobertura ideológica e cega, com tendência a satanizar Chaves , posto que está na Venezuela um dos maiores lençóis petrolíferos do mundo, o do Vale do Orenoco.

Segredos que foram para os respectivos túmulos...

Morreu o polêmico Cecílio Rego Almeida, dono da CR Almeida, a empresa que executa a etapa de rebaixamento da linha férrea no Novo Centro de Maringá. O falecimento do bilionário e polêmico empreiteiro não teve muita repercussão na capital do Estado, apesar de ter sido ele protagonista de um dos mais intrigantes escândalos da história recente do Paraná. Lembram-se? Foi Cecílio o autor da gravação que derrubou o governador Haroldo Leon Peres, nomeado e meses depois "desnomeado" pelo general-presidente Emílio Garrastazu Médici.
Segundo os jornalões e revistas da época (Veja à frente), Haroldo teria sido flagrado pedindo propina ao empresário, para liberar o dinhero que o Estado devia à empresa, pela execução da Central do Paraná (ferrovia que liga o Norte ao Porto de Paranaguá). Ao deixar o Palácio Iguaçu, Leon Peres foi residir no Rio, seu estado natal. Ao regressar a Maringá, onde exerceu por longos anos a advocacia e onde tinha sua base eleitoral, concedeu longa entrevista sobre o assunto a este jornalista. A entrevista rendeu duas páginas e uma chamada de capa na Folha de Londrina. Anos depois, voltei a entrevistá-lo, junto com o Moscardi, para a revista POIS É. Nas duas entrevistas ele disse ter sido vítima de armação. E acusava os ex-governadores Ney Braga e Paulo Pimentel, que segundo ele, não aceitaram a nomeação de um político do interior, principalmente do Norte do Paraná, para o governo do Estado.
Cecílio Rego Almeida morreu sem esclarecer direito o que estava por trás da conversa com Leon Peres ,que gravara na praia de Copacabana, sem o interlocutor saber.
Aliás, é um um desafio para os historiadores, pesquisar a fundo também a queda de Moisés Lupion, tido como o governador mais corrupto da história do Paraná.
Lupion, que morreu com mais de 80 anos no Rio, onde morava com a mulher Vilma, também acusava Ney Braga de ter tramado a sua queda e a sua fama de político ladrão.
Tentei entrevistá-lo para a revista POIS É. Ele pediu as perguntas por escrito e como não obtive retorno, liguei novamente para a casa dele no Rio e ouvi de dona Vilma:"O Moisés não vai lhe conceder a entrevista , porque ele não gostou das perguntas". Tentei argumentar, dizendo que meu objetivo era resgatar a versão dele para a história do Paraná. Não teve jeito. Cheguei a tentar uma segunda vez, quando soube que Lupion estava em Curitiba. Através do jornalista Luiz Geraldo Mazza , tentei novo contato, desta vez com a intenção de entrevistá-lo e fazer uma foto dele na frente do Palácio do Batel. Isso porque, Moisés Lupion teve seus bens confiscados pela justiça e depois de muitos anos conseguiu reaver o Palácio, que era onde funcionava o canal 12 (RPC). Infelizmente, não consegui a entrevista que adoraria ter feito, pois ele faleceu antes que eu pudesse continuar insistindo. Lupion, Haroldo e o próprio Ney Braga, levaram para os respectivos túmulos, capítulos da história da política paranaense, que os historiadores ainda terão muito trabalho para trazer à lume.

Agora, Mário?

"Prá evitar “ziquizira” com o PMDB o vereador Mário Hossokawa falou que vai deixar a liderança do prefeito na Câmara, no final desse mês.
Só não falou quem irá apoiar para prefeito.
De uma coisa eu tô certo…
De bobo ele não tem nada"!
. Do blog do Lauro Barbosa

E dá-lhe propaganda!

Última decolagem



24.03.08
A Gol passou, a partir de hoje, a ter o monopólio do transporte áreo de passageiros de Maringá para Curitiba e São Paulo, distino da esmagadora maioria dos que embarcam aqui. Houve protesto quando o avião da TAM decolou pela última vez do nosso aeroporto.Nada contra a companhia da família Constantino, que já monopoliza o transporte coletivo urbano em Maringá, mas ficou claro como água de mina, que houve incompetência dos gestores públicos locais. Ou não teria sido só incompetência?

Avançando no Borba Gato


O Borba Gato (conjunto habitacional de 1.021 casas na Zona Sul) está chegando ao índice de 3% de infestação do mosquito da dengue. O aceitável pela Organização Mundial de Saúde é 0.99%. A situação é tão grave, que ontem na missa de Páscoa da Igreja Nossa Senhora de Guadalupe, o padre Nelson pediu a um membro da equipe de celebração, que transmitisse o alerta aos fiéis.
A população tem sua parcela de culpa, porque o acúmulo de larvas do aedes aegypti nos vazos de plantas e nas tranqueiras que se acumulam nos quintais é grande. Mas não tem como não atribuir a situação ao descaso da administração municipal, que desativou as equipes de agentes sanitários e quando reativou , já era tarde. Na verdade, a Prefeitura não fez a lição de casa.
Ontem, estive na casa de um amigo no Borba Gato e ele disse que há muito tempo não passa nenhum agente na sua casa. E quando passa, sequer chega para perguntar se tem
água parada no quintal.

O Brinco é do povo...

24.03.08
"A comunidade da Vila Operária está na bronca com a prefeitura, pois depois de tantas reuniões para decidir o que fazer do espaço do campo de futebol do Brinco da Vila, comenta-se que o prefeito determinou por decreto, a utilização do espaço pela Ciagyn, que já ocupa o prédio reformado. A bronca, é pela falta da discução com a comunidade, as decisões são tomadas nos gabinetes sem a consulta popular, e que se esquecem, que o Blinco da Vila é o "xodó", do bairro, não sei o que está acontecendo, só sei que reuninões estão acontecendo na comunidade".
. Do blog do Carlão

Pois é Carlão, quando estava na presidência da Associação de Moradores você chegou a se entusiasmar (e externou isso no blog) pela transferência do Brinco da Vila para a entidade que voce presidia. Mas já naquela época ficara claro que a intenção era terceirizar, entregar o espaço para uma ONG, Oscip, ou mesmo para um empesário. Falou-se na época em Marcos Faleiro. Mas ainda que entregasse a uma ONG ou Oscip, vale a lembrança de quem essas organizações não governamentais estão sendo questionadas, porque há fortes indícios de que nem tudo cheira bem neste meio.
É sempre bom lembrar que o Estádio Brinco da Vila é um dos poucos espaços públicos, senão o único, que o município tem disponível para fazer um grande centro esportivo e cultural na Vila Operária. Não se justifica então, entregar aquela área valiosa a terceiros, seja quem for.
Recapitulemos, então Carlão: o Brinco da Vila foi dado a funcionários do antigo Grêmio como pagamento de dívidas trablhistas. Na gestão passada, a Prefeitura negociou com os trabalhadores e comprou o terreno por algo em torno de R$ 1 milão e 200. Portanto, aquilo lá é do apovo, pertence aos moradores da Vila Operária, que devem reagir, como você está fazendfo agora, e não deixar que ocorra o desejado (pelo prefeito atual) desvio de finalidade.

Desocupação do Paço em vídeo

"A violência da polícia militar contra os professores estaduais na greve de 1988, ficou marcada para sempre como uma macha negra na história do Paraná. Todos os anos, o dia 30 de março é lembrado pelos professores estaduais como um dia de luto.
Em Maringá algo muito aparecido aconteceu na gestão Silvio Barros II, quando a polícia agiu com violência contra os servidores municipais na noite de 29 de junho de 2005. Isso aconteceu de madrugada, longe dos holofotes.
Estou preparando um vídeo sobre a desocupação do paço que aconteceu no dia 29 de junho de 2005. Se alguém quiser me mandar fotos e vídeos , agradeço".

. Do Blog do Paulo Vidigal

Fuga confirmada

O Rigon noticiou logo cedo em seu blog uma fuga de presos na Penitenciária Estadual de Maringá. Neste momento, policiais militares vasculham as redondezas e a população de Paiçandu está preocupada . Foram 15 detentos, que aproveitaram a abertura de 6 celas para possibilitar a fuga de 30. Os 15 que ficaram, só não fugiram mesmo porque não quiseram. Pasmem, apenas um policial militar fazia o trabalho de vigilância no muro, quando são necessários pelo menos quatro. A fuga foi durante a madrugada, no momento em que apenas oito agentes penitenciários davam plantão, quando são necessários pelo menos o dobro.
Todos os que estão lá neste momento, inclusive os jornalistas, se mostram perplexos com a fuga, pois achavam que isso seria impossível. Foi a primeira fuga nos 12 anos de existência da PEM. Caiu, assim, o mito da cadeia inexpugnável. Com o mito, pode cair também o diretor Tadeu Rodrigues, que não tinha um relacionamento muito afável com os agentes.
PS: Os primeiros sinais de que mais dia menos dia algo de grave aconteceria na Penitenciária de Maringá surgiram no último dia 14, quando os detentos fizeram um barulho ensurdecedor nas celas, batendo ao mesmo tempo nas grades e portas. Motivo: comida estragada que lhes foram servidas. Houve então, um princípio de rebelião, que não teve repercussão na mídia. Era noite e para acalmar os presos, a direção agiu rápido, substituindo a janta por sanduiches.

20 de março de 2008

Mortadela e caviar...

"42% dos brasileiros que ganham acima de R$ 2 mil e 40% dos que têm curso
superior são favoráveis ao uso da tortura, segundo revela Pesquisa sobre Valores e Atitudes da População Brasileira, realizada pelo Ibope e a agência Nova S/B e publicada ontem em O Globo. Se 42% dos que ganham mais do que 5 salários mínimos apóiam a tortura, o índice cai para 19%, entre os que ganham menos de um salário mínimo. Esta é a elite econômica e educacional do país. Uma demonstração clara de como nosso projeto educacional falhou, fracassou. E o que diz o PAC da Educação de Fernando Haddad a respeito?"
. Do blog do Rudá Ricci

Meu comentário: talvez o PAC da educação diga o mesmo que diz o PAC do desfavelamento da Maringá sem favelas. É preocupante, Rudá, mas a classe média (mesmo a média-baixa), tem vergonha e medo de se aproximar dos excluídos,ao mesmo tempo em que exulta diante da elite, mesmo daquela parcela que, falindo, passou a comer mortadela e a não deixar de arrotar caviar.

Elite apavorada

"Empresarios expresan temor a posible surgimiento de un gobierno populista

El empresariado nacional expresó ayer su preocupación ante el eventual surgimiento de un gobierno de tinte populista, que ahuyente la inversión nacional y extranjera y llegue a profundizar la crisis económica del país". (Diario ABC)

É o PIB paraguaio com medo de Dom Lugo. Isso porque, o ex-bispo tem ligações muito fortes com a população pobre , principalmente com os campesinos. Temem, entre outras coisas, pelo fim das benesses que desfrutam há mais de 40 anos no Paraguai, onde reinou o ditador Stroessner e onde o Partido Colorado ainda dá as cartas.
A manifestação pública do empresariado vem a propósito da tremedeira que o crescimento da candidatura Fernando Lugo tem provocado no atual presidente Nicanor Duarte. Veja o que diz uma das principais manchetes políticas da edição de hoje do ABC:
"Nicanor se desespera cada vez más

El oficialismo intentará contactar con Luis Castiglioni para hacer un último intento de convencerlo de apoyar a la chapa presidencial colorada, indicaron fuentes del sector. El presidente Nicanor Duarte Frutos expresó su preocupación porque siguen bajos en las encuestas, confirmaron seccionaleros".

Boaventura diz:

"Messias outras duas mulheres disputarão a eleição em Porto Alegre também pela primeira vez, aliás com melhor intençaõ de votos do que a petista: Manuela D Villa(PcdoB) e Luciana Genro (PSOL). Ao que tudo indica, a esquerda retoma a prefeitura, mas não vai para as mãos dos petistas".
. Humberto Boaventura é presidente do PC do B, em Maringá

Novo lançamento


Esta carinha de pau aí é o novo lançamento do jornalista José Antônio Pedriali (link ao lado). Penso em copiar a idéia e lançar um concurso em Maringá. A comissão julgadora teria um trabalhão danado no meio de tantos bons concorrentes.

Fina ironia

1.
O Troféu Mohamed, o Probo, foi instituído pelo jornalista londrinense Cláudio Osti, que fez uma enquete por meio do blog Paçoca com Cebola. O resultado foi este aí:
André Vargas, do PT, recebeu 80 votos (30%)
Antonio Belinati, PP, 65 votos (25%)
Luiz Carlos Hauly, PSDB, 59 votos (22%)
Barbosa Neto, PDT, 52 votos (20%)
Luiz Eduardo Cheida, PMDB, 4 votos (1%)

Será?

"É bom o Conselho Tutelar de Maringá começar a "sondar" algumas creches de Maringá, existem indícios que crianças estariam sendo agredidas por atendentes não qualificadas para desempenhar a profissão". (A Abiose Maringaense - link ao lado).

Custo acreditar que isso esteja acontecendo, mas também já ouvi alguns relatos a respeito. É fato concreto, porém, que as creches não estão sendo administradas por diretoras eleitas pelos pais (como na gestão passada). Além do mais, as atendendes, que têm papel específico, acumulam o trabalho que seria de professoras com formação específica em educação infantil.
Tal distorção pode perfeitamente redundar em problemas como este denunciado pelo blog A Abiose. Se os dois conselhos tutelares que temos na cidade forem realmente dignos do nome, certamente tomarão uma providência.

Sobre "Maria das Flores"


O professor Vanderlei Amboni disse, a propósito da nota que dei aqui sobre a vitória da deputada Mária do Rosário, na pré-convenção do pT em Porto Alegre:

"Derrotar a direita petista não é fácil. Só espero que ela não seja abandonada pelo partido, como João Ivo foi aqui em Maringá".

Sobre a nota "Alerta máximo..."

20.03.08
Leitor escreve:
"Boa lembrança, Messias, a da demissão dos agentes em 2005. Somado a isso, teve também o descaso com o lixo, durante todo o 2006, que se acumulou nas ruas e fundos de vale da cidade, para que o imperador pudesse privatizar o serviço. Pena que o MP não fez nada contra esse descaso".

Pena que ele não se identificou.

Não se fala mais nisso

PMDB-PT: aliança só onde houver segundo turno

Lideranças dos dois partidos definiram os rumos para a eleição deste
ano em Curitiba, Londrina, Maringá e Ponta Grossa. Com candidatura
própria nessas cidades, PMDB e PT só se aliam se houver segundo turno". (Hora H News)

. Este acordo selado ontem em Curitiba põe fim às especulações sobre Maringá. Ênio Verri deverá mesmo ser candidato pelo PT e João Ivo, pelo PMDB.
Agora, mais do que nunca, Umberto Crispim está com a faca e o queijo na mão para mandar cantar em outra freguesia, os "peemedebistas" que insistem em servir a dois senhores.

19 de março de 2008

Alerta máximo no embalo do escárnio

Os índices de infestação do mosquito da dengue em janeiro e fevereiro em Maringá era de apenas 0.6%. Agora subiu para 2.2% e no distrito de Iguatemi chega a 5.2%. Lembremos que o aceitável pelo Ministério da Saúde é 1.0%. Os dados foram divulgados, de boca própria, pelo Secretário Municipal de Saúde, Antônio Carlos Nardi, na Rádio CBN.
Lembremos que no mesmo período do ano passado, tivemos índices elevadíssimos de focos do aedes e muitos casos de pessoas infectadas pelo vírus e até algumas mortes.
O problema é que a Administração Municipal continua tirando o seu da reta e culpando a população pela situação caótica.
Nunca é demais lembrar que o verdadeiro batalhão de agentes sanitários que existia até o início de 2005 foi desmontado. E na rearticulação das equipes, os índices de eficiência do trabalho de prevenção despencaram.
A situação é crítica e a população precisa mesmo fazer sua parte. Mas, e a parte da
Prefeitura?
O Secretário de Saúde desfila sua preocupação pelos microfones e câmeras da cidade, enquanto o prefeito aparece em programas de aliados, dizendo que está tudo sob controle, que a coisa está indo bem , mas o povo não está colaborando. Se gaba de estar recebendo muito dinheiro do governo federal, de estar com muitos projetos na ponta da agulha, mas não tem a humildade de reconhecer que é negligente com a saúde e que as creches deixaram de ser também pré-escolas, retroagindo à condição de depósitos de crianças. É um verdadeiro escárnio!

Em tempo real

Esta nota do blog do Rigon foi postada na hora do programa:
"O prefeito Silvio II, pela enésima vez este ano, está no programa do sócio de seu irmão e de sua cunhada falando de obras. É propaganda eleitoral pura.
Só pra lembrar, em janeiro partidos de oposição - PMDB à frente - prometeram reclamar à Justiça Eleitoral. Tenho a impressão, vendo que a JE tem agido em outras cidades, que tudo não passou de conversa fiada e que não houve nenhuma reclamação".

PS: O prefeito resolveu trabalhar no último ano, justamente no ano da eleição. Mas em matéria de propaganda eleitoral, temos que admitir que ele está saindo na frente. O seu horário político da hora do almoço nesta quarta-feira durou quase meia hora. Será que o PP está com tanto tempo de TV assim?

Desigualdade e exclusão comprovadas

"O Observatório das Metrópoles/UEM está realizando um minucioso estudo sobre o "Projeto de Requalificação Urbana e Social – Zeis - Santa Felicidade" de autoria da Prefeitura Municipal de Maringá, a ser implementado com recursos do PAC.
Além da análise desse projeto, o Observatório coordenou uma pesquisa domiciliar no bairro com o objetivo de definir o perfil da ocupação residencial atual e projetar, assim, o impacto da intervenção daquele projeto sobre a população.
Os resultados preliminares desse trabalho serão divulgados no dia 27/03, mas os dados levantados comprovam as desigualdade socioespacial presente no processo de ocupação urbana em Maringá, já detectado em estudos anteriores.
A pesquisa realizada no Santa Felicidade mostra, por exemplo, que dentre os entrevistados, 56% daqueles que são proprietários das suas residências foram procurados pela prefeitura e receberam proposta de remoção para outras áreas.
Desse modo, o estudo questiona a quem, realmente, a intervenção prevista beneficiará, já que mais da metade dos moradores do bairro estão sendo intimados a se retirar.
Além disso, a análise do projeto da prefeitura suscita dúvidas a respeito dos critérios utilizados em Maringá para a criação das Zeis - Zonas Especiais de Interesse Social".
. O texto acima me foi enviado por email por Lucimar Moreira Bueno, coordenadora das CEBs - Comunidades Eclesiais de Base, da Arquidiocese de Maringá. recebi por email

PS: o prefeito Silvio Silvio Magalhães Barros II esteve hoje no seu "horário eleitoral" da hora do almoço e disse que o projeto do Santa Felicidade continua andando e está tudo sobre controle. Que tipo de controle ele não disse. E nem lhe foi perguntado.

Alto lá, não estou sugerindo nada!


"Em nome do congraçamento universal entre os países, as raças, religiões e credos, esta cidade da Alemanha está procurando uma cidade brasileira para ser co-irmã".
. O post acima, que copiei do blog Paçoca com Cebola, não tem nada a ver com a passadinha que o prefeito Silvio Barros II dará na Alemanha em abril, quando estiver regressando do Japão.

Coisas do cartel

"São inaceitáveis os preços dos combustíveis praticados em Maringá. Estive em Umuarama no final da semana e fui observando os preços dos combustíveis nos postos e não há preços mais caros do que aqui. O interessante é o que dizem alguns frentistas: "buscamos o combustível em Maringá".
Para se ter uma idéia, Cafezal do Sul, onde residi, está a duzentos quilômetros de Maringá e os caminhões se deslocam até aqui para buscar os combustíveis. E os preços são semelhantes ao que se pratica aqui, quando não mais barato. Há explicação que nos convença de que algo estranho encontra-se no ar?
Até o posto da COOPAR, da qual sou cooperado e que foi organizado devido os preços altos, não tenho sentido diferença consubstancial, a não ser algumas migalhas de centavos aos cooperados, que não nos convence".
. Do blog do Elias Brandão

Maria das Flores...



A deputada Maria do Rosário, do Movimento PT, venceu o ex-ministro Miguel Rosseto e será a primeira mulher a disputar a prefeitura de Porto Alegre. Para chegar à condição de pré-candidata do Partido dos Trabalhadores, ela enfrentou todo o poderio da tendência majoritária Unidade na Luta. Estavam com Rosseto, pesos-pesados como os ministros Tarso Genro e Dilma Russef, o que não é pouco. Rosário é inspirada pela força de um dos mais lindos versos da poetisa Cora Coralina:"Eu sou aquela mulher que faz a escalada da montanha da vida removendo pedras e plantando flores."

Afivelando as malas

Informa Angelo Rigon que o prefeito Silvio II (PP) vai para uma nova viagem internacional. Mês que vem o prefeito-turista embarca para o Japão, levando a tira-colo o seu aliado (até quando não se sabe) Mário Hossokawa.

Enfim, um tiro certo

"Vereador Odair Fogueteiro fez um projeto de lei - que deverá ser votado na sessão da próxima terça-feira - proibindo que candidatos escrevam seus nomes em muros de Maringá, ou seja, que façam propaganda eleitoral".
. Do blog do Edson Lima
Finalmente uma idéia do Fogueteiro que tem minha simpatia. Sinceramente, vou ficar na torcida para que esta não dê chabu.

Dom Lugo vem aí!


O ex-bispo Fernando Lugo segue como favorito para ganhar a eleição presidencial de 20 de abril no Paraguai, segundo pesquisa divulgada segunda-feira naquele país.
Levantamento do Instituto de Comunicação e Arte (ICA), aponta dom Lugo (uma vez bispo, sempre bispo) com 31,9 por cento das intenções de voto contra 27,5 por cento da governista Blanca Ovelar e 24,9 por cento do general aposentado Lino Oviedo.
As eleições de abril se apresentam como um osso duro de roer para o Partido Colorado, que está no governo desde 1947 e é na atualidade o grupo mais antigo no poder no mundo.
Fonte: Agência de Notícias Reuters
Meu comentário: continuo indignado com a total indiferença dos jornalões e telejornalões brasileiros em relação à disputa presidencial no vizinho país. É um silêncio vergonhoso, que imagino existir apenas porque o candidato mais forte é um oposicionista, ligado aos campesinos e defensor intransigente da Carta de Puebla.

Confirmou

O Secretário Nardi, da Saúde, pediu direito de resposta ao Maringá Urgente, para rebater críticas à saúde, feitas no programa de segunda-feira pelo ex-prefeito e coordenador da Região Metropolitana de Maringá, João Ivo Caleffi. Mas o secretário não rebateu nada, apenas confirmou que a saúde pública aqui está um caos. Confirmou inclusive que estamos novamente na iminência de um novo surto de dengue. Será que vão retomar o marketing da beterraba? Ou será a vez da dolomita?

Isso foi lá. E cá?

19.03.08

Informação do Inconformado (Notícias da Província):
"O prefeito de Cascavel (PR), Lísias Tomes foi condenado pela Justiça a devolver aos cofres públicos o dinheiro gasto em cartões felicitando a mulherada.
Que inveja de Cascavel".

18 de março de 2008

Marx entenderia?

Professores e atendentes da rede municipal de ensino estão sendo obrigados a dobrar suas jornadas porque falta gente nas escolas. Enquanto isso, vários profissionais aprovados em concurso público aguardam ser chamados. Já tem gente se preparando para pedir socorro ao Ministério Público.
Será que sobretrabalho no setor público gera mais valia? Neste caso não há acumulação de capital, mas haveria exploração da mão-de-obra alheia para economizar dinheiro público a ser investido no capital político. Nem Marx entenderia.

Meia-verdade


"Autoridades e líderes de Mandaguari estiveram na sede da concessionária de rodovias Viapar, em Maringá, na última quarta-feira (12) para participarem de um Fórum promovido pela empresa. A finalidade foi discutir com os dirigentes da Viapar temas relacionados à atuação da concessionária naquela região, bem como fazer esclarecimentos sobre demandas, mas o assunto central foi o tão sonhado contorno. Pelo que se debateu, a construção do contorno depende única e exclusivamente de uma decisão do governador Roberto Requião. Isso significa que só faltam as desapropriação dos terrenos e o acordo entre o Estado e a empresa".
Meu comentário: é bom saber também que essa pendenga judicial que atrasa de maneira incompreensível as obras do contorno de Mandaguari tem como principal culpado o ex-governador Jaime Lerner. Ocorre que para viabilizar sua reeleição, ele negociou com as concessionárias, a redução do pedágio a quase metade. A contrapartida foram aditivos, que tiraram das empresas a responsabilidade pelas desapropriações. O contorno de Mandaguari é um desses casos.
Com as concessionárias desobrigadas de pagar desapropriações, este custo ficou por conta do erário. Talvez aí resida a birra de Requião ao endurecer o jogo. Pena que os maiores prejudicados são os moradores de Mandaguari. Mas este outro lado da moeda precisa ser mostrado na cidade. Certo, meu caro Figura?
Pra quem não sabe , Figura é o nome pelo qual a cidade inteira conhece o dono da Gazeta, o jornal semanal de Mandaguari.

A LDB , ferida de morte

Conta-me uma atendente que na creche que ela trabalha não existe mais brinquedo pedagógico. E falta cadeirinhas para as crianças. Pior: faltam professoras, o que significa que as creches de Maringá estão em desacordo com a LDB e com a Constituição de 88, que não admitem mais que as creches sejam apenas depósitos de crianças. Elas precisam casar o acolhimento das crianças com projetos pedagógicos. Foi por isso que a gestão passada criou os CMEIs, que nada mais são, do que a soma de crreches e pré-escolas. Isso parece que acabou em Maringá. Voltamos no tempo. No lugar de pedagogas, apenas atendentes, cuja função é evitar que as crianças se machuquem e cuidar da alimentação delas. Neste sentido, Maringá deu vários passos atrás. Com que objetivo, só "deus" sabe.
A propósito, a Lei de Diretrizes e Base da Educação Nacional é muito clara ao definir as responsabilidades dos municípios em relação à educação infantil. Veja o que diz expressamente o ítem 5 do artigo 11 da Lei 9.394/96:"Oferecer a educação infantil em creches e pré-escolas, e, com prioridade, o ensino fundamental, permitida a atuação em outros níveis de ensino somente quando estiverem atendidas plenamente as necessidades de sua área de competência e com recursos acima
dos percentuais mínimos vinculados pela Constituição Federal à manutenção e
desenvolvimento do ensino".

Mais claro do que isso só o suco de beterraba.

Candidato próprio

O PPS, de Rubens Bueno, que vai novamente disputar a prefeitura de Curitiba, já decidiu que terá candidato próprio em Maringá. Será Sidnei Telles, ex-secretário do atual prefeito Silvio Barros. Mas o deputado Ricardo Barros ainda não desistiu de incluir o PPS no seu condomínio partidário. Corre à boca pequena que Telles é uma opção para vice de Silvio, já que Pupim não faria mais parte dos planos da família Barros. O próprio Pupim também quer se afastar do clã, pois tem sido aconselhado por amigos que se continuar vinculado ao conhecido "seca pimenteira", nunca irá além de uma vice.

Briga de irmãos?

"Por duas vezes na entrevista que concedeu no comitê de imprensa da Assembléia Legislativa o senador Alvaro Dias, mesmo sem se referir diretamente a ele, cutucou seu irmão, o senador Osmar Dias.
Quando questionado se seria candidato ao governo do Estado, em 2.010, o senador tucano disse que já passou a época em que os políticos se lançavam candidato.Que hoje é politicamente correto esperar ser convocado". (Hora H News)

Reunião sem pauta e hematomas...

18.03.08
O prefeito Silvio Barros foi ontem à noite na Escola Municipal Rosa Palmas Planas para uma reunião sem pauta. A direção da escola mandou bilhetes pelos alunos, convidando os pais para o encontro com sua excelência. O pátio da escola ficou lotado à noite e todos ficaram atentos para ouvir o que Silvio Barros II falaria. Como uma boa parte dos alunos ainda não recebeu os uniformes , e muito menos as mochilas, os pais imaginaram que iam receber o material , ou pelo menos, ouvir uma explicação convincente. O prefeito sequer tocou no assunto. E de que ele falou? Falou de nada. Chegou dizendo que estava alí apenas para ouvir. E acabou proferindo um discurso político e fazendo uma defesa veemente da derrubada da rodoviária velha. Um pai de aluno, que pelo jeito é advogado, saiu dizendo que a Lei Eleitoral sofreu alguns hematomas.

17 de março de 2008

Passivo à vista

A administração municipal já decidiu que até começo de maio dá o ponta-pé inicial no processo de licitação do espaço da rodoviária velha, que deve cair em mãos conhecidas. A demolição do prédio significaria a perpetuação de um crime contra o patrimônio histórico de Maringá e, no médio prazo, um rombo nas finanças públicas. Isso porque vários condôminos demandam na justiça contra a interdição feita há um ano e não parecem dispostos a abrir mão de seus direitos. É previsível o passivo enorme que esta intolerância está gerando para a cidade, que experimenta mais uma gestão predatória, como foi a do período 89-92.Só lembrando que foi na gestão Ricardo que surgiu a dívida monstruosa da trimestralidade e outrosm absurdo como a escola cooperativa e o caso Sotecol.

Casa cheia e saia justa



A estimativa é que cerca de 400 pessoas tenham comparecido ao encontro regional do PMDB realizado sexta-feita a noite no Hotel Devile, em Maringá.A ex-deputada Elza Correa, coordenadora da Região Metropolitana de Londrina, foi muito aplaudida ao defender maior participação da mulher na vida partidária e sobretudo no processo eleitoral. "Afinal, somos metade do eleitorado e mães da outra metade" , disse.
Compareceram lideranças peemedebistas de 28 municípios da micro-região de Maringá. O PMDB terá candidato próprio em 27. Só não terá nos 28 porque não dispõe de um nome eleitoralmente forte para uma cabeça de chapa em Marialva. O atual prefeito Humberto Feltrin não pode disputar mais por já ter sido reeleito.
Todos os que usaram da palavra - do presidente estadual aos representantes de cada diretório municipal - falaram em fidelidade e união, deixando claro que corre risco de expulsão quem resolver servir a dois senhores. O tom enfático de Pugliesi deixou alguns peemedebistas maringaenses de saia justa. Os vereadores John Alves e Mário Hossokawa, por exemplo, ficaram no fundão, certamente prevendo a carraspana corretiva. A saia ficou ainda mais justa quando o Crispim pegou o microfone.
A foto mostra o auditório lotado e uma parte dos peemedebistas que compuseram a mesa. Da esquerda para a direita: Milton Buabsi , Secretário de Asssuntos Comunitários e espécie de conselheiro do governador Requião; Akemi Nishimori, pré-candidata a vice-prefeita de Maringá; Valdir Pugliesi , presidente estadual do PMDB; João Ivo, pré-candidato a prefeito de Maringá e Umberto Crispim, presidente do PMDB local e organizador do encontro.

14 de março de 2008

Exagero inexplicável

O jornalista Hélio Fernandes (Tribuna da Imprensa) não entende o exagero das comemorações dos 200 anos da chegada da Família Real ao Brasil. E detona:
"Desde o início fiquei estarrecido com o estardalhaço das comemorações dos 200 anos da chegada ao Brasil da Família Real de Portugal. (Leia-se: fuga covarde diante da avassaladora invasão das tropas da França.
A fuga de Dom João VI e dos apaniguados e favoritos foi vergonhosa e desastrada. Embarcaram amontoados uns nos outros, em navios sem nenhuma segurança, viajaram por mares nunca dantes navegados, principalmente por eles.
Chegaram, viram e não venceram. Instalados magnificamente, continuaram a exploração das riquezas do Brasil, coisa que já faziam desde Pedro Alvares Cabral. Pouco antes, degolaram, salgaram e partiram em dezenas de pedaços, que foram espalhando do Rio a Minas Gerais. Quem foi que sofreu tudo isso? Tiradentes, o herói da resistência contra o colonialismo e a exploração de Portugal.
Agora, exaltamos de forma primária, subserviente e vergonhosamente bajulatória, aqueles que massacraram um dos maiores heróis (dos raros que temos) da nossa história".
PS: como discordar do do Hélio Fernandes? A propósito, não li ainda 1808 do Laurentino Gomes, mas pelo que me disse alguem que leu, ele aborda de maneira bem interessante esta questão da vinda da Familia Real para o Brasil.

Calaaaaaaaaaados!!!!


Liga-me de Pintadas (Bahia) um primo "carlista" (assim são chamados os fãs de Antônio Carlos Magalhães) para saber como vão as coisas por aqui e cobrar porque há tanto tempo não apareço por lá. "Você é um baiano desnaturado!", reclamou meu compadre Gecy, com quem tive ácidas discussões sobre a política baiana quando lá estive pela última vez. Mas além de primos em primeiro grau , somos bons amigos e ele respeita a admiração que tenho por Valdir Pires.
O que quero dizer, aproveitando o gancho dessa bela foto do Lula Marques, que pincei do blog do Josias de Souza, é que a Bahia está boqueaberta com esta notícia:
"Certas famílias só conseguem se reunir em torno das sepulturas. Ainda assim, em encontros rápidos, fortuitos. Na seqüência, os grupos ligados pelos laços de sangue se desligam pelos maços de dinheiro. Tome-se o exemplo dos Magalhães.
Soube-se há dois dias que Teresa Mata Pires e seu marido César Mata Pires, respectivamente filha e genro de ACM, consideram-se trapaceados na partilha da herança do ex-senador".
Brincalhão como ele só, Gecy disse que lá do céu (onde ele acha que ACM deve estar) ou do inferno (onde acredito que o Toninho Malvadeza disputa poder com o tinhoso), o maior cacique da história da política baiana deve estar soltando fogo pela venta e, no mínimo, fazendo ecoar o seu berro:"Calaaaaaaaaaaaados!"

É muita cara de pau!

Informa o Rigon:
"A Promotoria de Defesa do Patrimônio Público abriu inquérito civil público para investigar possível dano ao erário provocado por conluio de empresários que integram o Instituto de Desenvolvimento Regional, ONG ligada à Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim) e ao Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico (Codem).
Um dos achados do relatório foi a falta de imparcialidade na contratação, feita pela prefeitura, do IDR para elaboração de projeto de estudos, que foi proposto, formatado, planejado e orçado pelo Codem. À época, João Celso Sordi era o coordenador de Desenvolvimento Econômico do município, diretor executivo do Codem e funcionário (consultor sênior) do IDR. Recentemente ele deixou a administração.
Além de Sordi, outros sete empresários tinham ligação no Codem e no IDR, incluindo um outro secretário municipal (Fernando Antonio Maia Camargo, presidente da Urbamar). O TC considerou que o IDR foi contratado sem justiticativa, por exemplo, para realizar estudos sobre a implantação do Tecnoparq, em 2005, por R$ 240 mil. Nesta administração, estima-se que o IDR tenha recebido mais de R$ 1 milhão em recursos municipais.

PS - Recentemente, a prefeitura fez os vereadores aprovarem mais R$ 650 mil ao IDR".


Meu comentário: engraçado esse negócio do Tecnoparq. Implantar o que cara pálida, se o Tecnoparq é um projeto da gestão passada e foi implantado pelo falecido Zé Cláudio e consolidado com a disponibilização de 12 alqueires da Prefeitura por João Ivo? Na época, foi divulgada até maquete em 3D. O próprio Codem e a Acim participaram de várias discussões sobre o assunto. Teve até uma comitiva oficial de Maringá, liderada pela Secretária de Indústria e Comércio , Rosa Izeli, que foi ao Canadá visitar e firmar alguns protocolos de intenção com o Tecnoparq de Quebec.
Sendo assim, como a Prefeitura pode ter repassado em 2005 essa dinheirama toda para a implantação do que já foi implantado? E mais: como entender que o projeto do Tecnoparq, que estava bem adiantado simplesmente parou? E porque será que o empresariado, Acim e Codem à frente, se calou diante do abandono do projeto, que agora em ano eleitoral querem retomar, mas como se ele nunca tivesse existido? E cadê os vereadores , pois a Câmara aprovou lei instituindo o Tecnópole,órgão gestor do Tecnoparq? É muita cara de pau!

Prêmio que incomoda a administração

"O MNDH-PR indicou a experiência da Escola Milton Santos (MST) e a presidente da ASSINDI, Darcy Dias de Souza, ambos de Maringá/PR, para concorrerem ao recebimento do prêmio nacional de Direitos Humanos. A Escola Milton concorrerá na categoria "Ação/Experiência" e Darcy Dias de Souza, concorrerá na categoria "Personalidades". O prêmio será entregue aos vencedores na noite do dia 18 de abril, em Vitória/ES e concorrem pessoas, organizações e experiências de todo Brasil. Entre os vencedores no passado esteve Leonardo Boff".
. Do blog do Elias Brandão

Meu comentário: O prefeito fez um esforço danado para detonar essa escola e só desistiu porque estamos em ano eleitoral. O irmão deputado percebeu que seria uma burrice bater de frente com a Universidade Federal do Paraná, a instituição responsável pelos cursos de agroecologia lá ministrados. A idéia era desalojar alunos e professores por conta de um pequeno erro burocrático que detectou no convênio da concessão de uso da área, firmado na gestão passada.
Agora, está aí a prova de que a Escola Milton Santos traz resultados concretos para a sociedade, uma vez que forma técnicos agrícolas, capacitados a trabalhar a agricultura limpa, sem agrotóxicos. Mas a administração cidadã não tem olhos para lucros sociais da gestão pública. Na visão neoliberal da atual adminsitração, o dinheiro e os bens públicos tem que ter lucro financeiro. Eles administram o município como gerentes de empresas privadas.

Servidor se diz perseguido

14.03.08
O desabafo é do servidor Paulo Vidigal:

"No início da tarde de quinta-feira,13/03, mais uma vez fui transferido de local de trabalho durante essa administração. Para justificar a transferência, o ofício diz que: "... pela falta de profissionais qualificados para trabalhar na central de material..." e "... pelo fato do servidor Paulo Vidigal ter sido colocado à disposição pela chefia direta...".
A justificativa não condiz com verdade. Em nenhum momento tive conhecimento que havia sido colocado à disposição pela chefia e muito menos os motivos da transferência. E o que se entende por "falta de profissionais qualificados"? Como auxiliar de enfermagem sou habilitado a trabalhar no setor para onde fui transferido, mas fora a formação obrigatória, não participei de nenhum curso de aprimoramento que me "qualificasse" tanto assim para esse setor.
A verdade é que fui transferido por outros motivos. É fato público que faço críticas à atual administração. Principalmente sobre a política de saúde pública, setor que trabalho há anos e conheço de perto o caos em que se encontra.
Publicizei que um assessor do prefeito, hoje secretário municipal, estava sempre presente na greve de 2006 filmando e fotografando servidores. Por denunciar a "arapongagem" nessa administração, tão presente nos anos da ditadura militar, sou acusado judicialmente de ter cometido calúnia e difamação. Participei do conselho local num posto de saúde questionando os problemas daquele posto, expondo a ferida e estimulando os moradores a cobrar dos verdadeiros responsáveis pelo caos na saúde pública de Maringá. Diga-se de passagem, não são os servidores. Posteriormente, após ter meu nome exposto publicamente, sendo atribuido à mim atos que não cometi, fui demitido injustamente pelo atual prefeito. Prova dessa injustiça é que o mesmo prefeito foi obrigado judicialmente a readmitir não só eu, mas vinte e oito trabalhadores. Esses são só alguns exemplos dos verdadeiros motivos de mais uma transferência".
Finalizando reafirmo: a atual administração ao invés de usar do bom senso e do diálogo com os trabalhadores, classe que faço parte, penaliza aqueles que a criticam com perseguições e retaliações políticas dignas do coronelismo. Infelizmente Maringá vive um retrocesso da democracia".

Meu comentário: alguém tem dúvida de que trata-se de perseguição?

13 de março de 2008

A institucionalização do caos

"Estive em busca de atendimento nesta manhã pelo SAS e tive que aguardar 40 minutos para marcar uma consulta. A situação é preocupante. Observei tensão entre pacientes e atendentes devido ao grande número de pessoas na sala misturando-se entre dois convênios: SAS (estadual) e SAMA (municipal).
Na entrada da sala uma recepcionista tentava amenizar a situação entre pacientes e atendentes, entregando senha e tentando convencer de que deveria ser daquele jeito para que todos fossem atendidos. A mesma perguntava a cada um que adentrava na sala se o mesmo era servidor do SAS ou SAMA, entregando-lhe a senha correspondente.
A situação pareceu-me dramática e desumana por parte do Hospital Santa Rita. Como não há estrutura física para atendimento a todos, porque celebrou convênio com a prefeitura? O Estado precisaria tomar providências considerando que a prefeitura se aproveitou de uma estrutura existente de atendimento aos servidores estaduais e afunilou aproximadamente 20 mil servidores em uma estrutura sem condições".
. Do blog do Elias Brandão

Meu comentário: esta é a consequência mais imediata (e visível)da destruição da Capsema pela "administração cidadã". Eu gostaria de saber a opinião de alguns vereadores da base do prefeito sobre isto. Gostaria de saber, principalmente, a opinião de Dorival Dias, que é funcionário municipal de carreira, mas certamente não precisa ir ao SAS-SAMA em busca de atendimento médico.

Em nome de Puebla

13.03.08

"A escolha do Conjunto Santa Felicidade para a Romaria do Trabalhador no próximo Primeiro de Maio repercutiu fortemente na administração. Na verdade, é um baque.
O clero optou claramente pela defesa dos moradores, e as conseqüências disso serão sentidas de forma abrangente".
. Blog do Rigon

Meu comentário: o local não poderia ser mais apropriado. Isso não tem nada a ver com política partidária. Trata-se de um posicionamento claro da igreja progressista a favor dos excluídos e contra o apartheid social que o projeto do falso desfavelamento de Maringá instiga.
A Romaria do Trabalhador é um fato político-social de relevância e que neste caso específico terá grande repecussão no Estado. Enfim, é a Arquidiocese de Maringá sintonizada com a carta de Puebla.
A propósito, reproduzo aqui um comentário da Ana Lúcia Rodrigues, do Observatório das Metrópoles, no blog do Rigon:
"Meus cumprimentos a Aras pela belíssima iniciativa. Podem contar com o Observatório das Metrópoles, pois já constituímos, com muito orgulho, o grupo de mais de 20 entidades que estão ao lado dos moradores do Santa Felicidade na sua luta pelo direito de usufruir das melhorias que serão, finalmente, realizadas naquele bairro.
Ana Lúcia Rodrigues".
PS: a Aras a que se refere Ana Lúcia é Associação de Reflexão e Ação Social, entidade de leigos, presidida pelo padre Zenildo.

12 de março de 2008

Palavra que induz ao racismo

"A palavra "denegrir" a imagem do legislativo, utilizada no discurso na Câmara de Vereadores pelo vereador Valter Viana nada tem a ver com os gastos que realizaram, considerando que o que gastaram não diz respeito a negros ou à cor preta. Pareceu-me uma forma - mesmo que camuflada - de racismo. Como se o negro fosse aquele que falasse mal, fizesse coisas erradas e que todos que agora questionam as ações do legislativo, agem como os negros. O nobre Edir pode não ter percebido a gafe, mas fez mal à sociedade: brancos, negros e amarelos, orientais e ocidentais. Deveria se retratar.
Já utilizei, refleti o seu significado e não mais uso. Penso que todos – mais ainda os políticos – deveriam pensar no significado da palavra "denegrir" (que vem da pessoa de cor negra) criada pela elite dominante durante a escravidão no Brasil como diminutivo ou desvalorização social, política e educacional dos negros. Lamentavelmente os organizadores dos dicionários insistem em aceitá-las com normais e muitas pessoas a utilizam como também fosse normal".
. Do blog do Elias Brandão

Meu comentário: Sinceramente, meu caro Elias, não creio que o Valter Viana conheça o verdadeiro significado da palavra em questão. Aliás, poucas, mas pouquíssimas pessoas mesmo , se atentariam para este detalhe. Você é um pesquisador, preocupado com a língua portuguesa, com a etmologia. Veja bem: não faço esta observação para defender o Viana, contra quem não tenho absolutamente nada do ponto de vista pessoal, embora incomoda-me a forma dúbia como ele se posiciona politicamente. Não creio, portanto, que o vereador tenha qualquer sentimenmto racista. Até porque, como católico praticante que é, ele estaria induzindo o Papa Bento XVI a elevar o rol de pecados capitais , que agora é de 13, para 14.

Minhas desculpas

"Lá, sem Jatene"

Postei a nota abaixo com este título, o que significou uma tremenda agressão ao cardiologista Adib. Um leitor desse blog me corrigiu. Sou grato por isso.
Confundir Janene com Jatene é mesmo pra acabar. Peço desculpas também ao amigo Pedrialli, de cujo blog extraí a nota.

"Bravo, bravíssimo!
Es esto mismo.
Allá, PP - Partido Popular
Acá, PP - Partido Progressista
Pero, por suerte, los españoles non tienen a Jose Janene.
RARARARA" .
. José Pedriali (jornalista em Londrina)

"Olá povo de Deus!"

12.03.08

"Como a coisa acontece me preocupa.
Como que um assunto vai abafando outro?
Nesse momento recordo a demissão de todos os cobradores da TCC que levou o desemprego de muitos pais e mães de famílias sobrecarregando o trabalho dos motoristas e elevando o risco dos usuários. Problema não resolvido até hoje, mas assunto esquecido.
Parece que ninguém mais lembra do superfaturamento com os lap tops e o superfaturamento da ciclovia da mandacaru e o caso da redução da dívida de impostos do plano de saúde com a prefeitura.
E o dinheiro conseguido do PAC usando de mentiras para a “favela” Santa Felicidade? A situação preocupante do povo deste conjunto? Parece estar esquecido.
Quantas situações gritantes acontecidas e não resolvidas foram esquecidas pelo surgimento de uma outra.
No momento o assunto é o abuso desenfreado das diárias usado pelos vereadores.
A diárias é um ressarcimento dos custos com alimentação e hospedagem em viagens com fins de interesse às funções da Câmara".
. Este texto me foi enviado por email pela Lucimara Moreira que, segundo me informam, é coordenadora de uma Comunidade Eclesial de Base, em Maringá.

11 de março de 2008

Said desmente

O Secretário Estadual do Planejamento Enio Verri, pré-candidato do PT a prefeito de Maringá , disse a Edson Lima no programa Dia-a-Dia da Cultura AM que estava negociando uma aliança PT- PV com o ex-prefeito Said Ferreira. Said é filiado ao Partido Verde mas não pertence à direção partidária. Sentindo-se incomodado com a afirmação de Verri, o ex-prefeito ligou para a rádio hoje de manhã e desmentiu a informação, no ar.

Ele tá certo!

Sim o John tá certo ao defender as diárias excessivas dos vereadores, ele à frente. Ao vê-lo hoje no programa do Pinga Fogo (parecia conversa de compadres), me convenci de vez: os edis estão cobertos de razão, errados estão os eleitores. Aliás, nem todos os eleitores, porque justiça seja feita: os que votaram no Humberto Henrique, por exemplo, não precisam de mea culpa.

Edson Lima sai do ar

O blog do Edson Lima acaba de sair do ar. O jornalista-blogueiro se despede, dando a entender que parou com o blog porque vinha sendo atacado por outros blogueiros e foi impedido de responder como gostaria. Lamento que isto tenha acontecido, pois afinal de contas, a democracia está aí para absorver toda e qualquer manifestação de pensamento. Ainda mais na Internet, que é um espaço livre , não só para jornalistas , mas para qualquer um que queira exercer o seu direito de crítica.

Excesso de zelo ou irresponsabilidade?

A propósito do atropelamento da professora Íris Rodrigues na faixa de pedestre em Maringá, uma coisa precisa ser dita a respeito dessa idéia do grande Luiz Miúra, realmente uma referência brasileira em matéria de sistema viário. Ele implantou as faixas em Marinbgá no início da atual administração. Mas aí foi embora, porque o prefeito Silvio Barros não conseguiu se impor diante da divergência entre o técnico altamente qualificado e o então chefe da Setran, Valdir Pignata. Resultado: quando Miúra foi embora, a Setran começou a exagerar na dose e pintar faixas de pedestres em locais totalmente inadequados. Querem exemplos? Aquela da avenida do Hospital Santa Rita, colada à praça do Peladão. Pior do que aquela, a da Perimetral com Cerro Azul , quando vc contorna a rotatória do Teatro Reviver. O motorista acaba de contornar o balão e dá de cara com uma faixa de pedestre. Aí fica no dilema: freia para o pedestre passar e corre o risco de ser abalroado pelo carro que vem logo atrás ou passa e corre o risco de atropelar o pedestre? Já vivi esta situação, quase me bateram atrás. Na hora pensei, como pensam tos os motoristas que vivem situação idêntica:"Faixa de pedestre neste local é uma irresponsabilidade sem tamanho!".

De susto em susto...


"A eleição de 2006 para o Senado foi marcada pelo susto que Gleisi Hoffmann deu em Alvaro Dias. As prévias que o PT realizou neste final de semana para escolher seu candidato a prefeito de Curitiba foram marcadas pelo susto que Gleisi levou de Veneri".
. Da colunista política Roseli Abrão (Hora H News)

Gleisi disse na sua primeira entrevista, a respeito do favoritismo de Beto Richa, que favoritismo não ganha eleição. Será que vem aí mais um susto na política paranaense?

Exército feminino



O PMDB organiza o seu exército de mulheres que vai levar a mensagem do partido à população de Maringá nas eleições desse ano. Aproveitando a oportunidade do Dia Internacional da Mulher, o presidente Umberto Crispim reuniu cerca de 70 mulheres no escritório da pré-candidata a vice prefeita, Akemi Nishimori, no último sábado. A reunião teve distribuição de rosas, discursos e uma demonstração clara de entusiasmo pelas pré-candidaturas de João Ivo-Akemi. Entre as mulheres presentes, algumas pré-candidatas a vereadoras e muitas líderes de bairros. "O clima da campanha do PMDB será esse, de grande entusiasmo e determinação", exultou Crispim, que não se cansa de dizer que o partido tem o primeiro candidato a prefeito realmente viável dos últimos 16 anos.

Lá, sem Jatene

Bravo, bravíssimo!
Es esto mismo.
Allá, PP - Partido Popular
Acá, PP - Partido Progressista
Pero, por suerte, los españoles non tienen a Jose Janene.

RARARARA
José Pedriali (jornalista em Londrina)

Los españoles non tienen também, Ricardo Barros.

10 de março de 2008

Material de campanha

10.2.08
" Acabo de ver um panfleto divulgando obras do governo municipal de Maringá e observei que várias fotos são de maquetes e não de obras reais, a exemplo da passarela na Av. Colombo que nem concretizada foi. Vale lembrar que por aqui o panfleto foi distribuído por adolescentes".
. Do blog do Elias Canuto Brandão

Facci e a emencipação de Sarandi

Sarandi era distrito de Marialva até 1981 quando foi sancionada a lei que o transformou em município. Seu autor: deputado estadual Antônio Facci. Seria justíssima uma homenagem ao ex-deputado, falecido hoje de manhã em Maringá . O nome de Antônio Facci deveria ser dado , no mínimo, a uma praça ou a uma rua central da cidade.

O grande susto

Os pricipais comandantes do PT estadual ignoraram a prévia de Curitiba e nem fizeram campanha. Davam a vitória de Gleisi Ofman como favas contadas.Mas na última hora, perceberam que a vaca poderia ir pro brejo. Então, montaram uma operação arrastão já no período da tarde de ontem , a partir de um QG no bairro do Portão. E conseguiram arrastar na hora H, cerca de 200 filiados para votar em Gleisi. Por pouco o deputado Tadeu Veneri não surpreende. Foi um corre-corre danado. Independente da diferença de votos , que foi pequena (pouco mais de 100), o fato é que o Partido dos Trabalhadores na Capital está feito um cristal trincado. Melhor para Beto Richa, que pode se reeleger já no primeiro turno.

Adeus, Facci!


Antônio Facci era unanimidade entre os que tinham o privilégio de privar da sua amizade, como era meu caso. Bom papo, conselheiro e analista político de primeira. O pequeno curriculum do ex-deputado, que me foi enviado pelo amigo comum De Paula (na foto, autografando seu livro Maringânias para Facci), fala por si:
"Escritor Antonio Facci é natural de Cedral, Estado de São Paulo, nascido no dia 15 de fevereiro de 1941. É o sétimo filho de Vergílio Facci e de Maria Morroni· Membro fundador da Academia de Letras de Maringá, titular da Cadeira nº 20, que tem como patrono Humberto de Campos.
· Titular da Cadeira nº 6 da Academia Brasileira de Leonismo.
· Titular da Cadeira nº 20 da Academia Brasileira de Estudos e Pesquisas Literárias.
· Patrono da Cadeira nº 8 da Academia Umuaramense de Letras e Artes.
· Sócio da UBT - seção de Maringá.
· Algumas honrarias recebidas na área literária:
· Medalha de Ouro - Concurso Nacional de Contos, promovido pela Revista Brasília, com o texto "Alípio e Isabel".
· Medalha de Prata - Concurso Nacional de Poesia, promovido pela Revista Brasília, com o poema "Poros".
· Diploma de Honra ao Mérito, pelos serviços prestados à literatura nacional, outorgado pela Academia Goiânia de Letras.
· Medalha de Mérito Acadêmico, pelos serviços prestados à literatura, outorgada pela Academia Brasileira de Estudos e Pesquisas Literárias.
· Medalha Juscelino Kubstchek de Oliveira, outorgada pela Academia Brasileira de Estudos e Pesquisas Literárias.
· Medalha de Mérito Cultural Arcádico - Euclides Pery Rodrigues, outorgado pela Arcádia de Artes e Ciências Estéticas do Rio de Janeiro".

Caso de polícia

A propósito da nota do Elias Brandão sobre a pesquisa direcionada, um morador da Vila Operária conversava ontem de manhã na feira da Mauá com um feirante:"Passou uma moça lá em casa fazendo pesquisa eleitoral. Ela queria saber em quem eu ia votar e respondi que era no João Ivo. Ela perguntou irritada:"Mas por que?". Fiquei mais irritado ainda e respondi:"Porque eu quero, o voto é meu e eu voto em que acho que merece meu voto". Ela insistiu:"Mas o senhor tem certeza que é nesse mesmo que quer votar?".

Irritado, o morador da vila Operária se mostrava indignado e disse que se acontecer isso de novo, chama a polícia.

Qualquer semelhança...

" A degradação jornalística da revista Veja foi fruto de dois fenômenos simultâneos que sacudiram a mídia nos últimos anos: a mistura da cozinha com a copa (redação e comercial) e o afastamento dos princípios jornalísticos básicos". (Luis Nassif)

Guardadas as devidas proporções, qualquer semelhança com a mídia maringaense terá sido mera coincidência? Claro que não.

Coisa de louco!

"Leio que o Partido Comunista Brasileiro, em Maringá, é formado por integrantes da Igreja Batista. Pode, Freud?"
. do blog do Rigon

Freud está confuso e Marx embasbacado,ainda mais sabendo que o PCB pode estar junto com o PP em outubro.

9 de março de 2008

Ufa!

"O Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) de José Luis Rodríguez Zapatero obteve neste domingo uma "clara vitória" nas eleições legislativas espanholas sobre o conservador Partido Popular (PP), que apesar da derrota aumentou seu número de deputados na Câmara". (UOL)
Meu irmão Daniel já me ligou . Está eufórico com a vitória de Zapatero

Me engana que eu gosto

"Passou hoje uma pesquisadora com perguntas direcionadas. A maioria se voltava ao prefeito atual. Uma das perguntas era: quem você acha que vai para o segundo turno com Sílvio? Não nos parece viciada? Como ela sabia que Sílvio disputará o segundo turno?"
. Do blog do Elias Brandão

8 de março de 2008

O Inconformado diz:

Sobre as críticas do deputado Tadeu Veneri às alianças que o PT costura com o PP no Estado do Paraná:
"Messias, não dá mais para saber para onde vai o PT. Todos sonham com o poder, mas o que os irmãos Verri estão fazendo com o PT em Maringá é muito triste. Eles estão deixando a militância sem rumo. Ninguém sabe até onde vai o pragmatismo deles. É triste ver um Humberto Henrique, perdido, sozinho, no meio disto tudo".

De um leitor

A propósito da nota sobre a Espanha

"Messias, lá como cá, a direita chama-se pp".

Rajoy preocupa

Zapatero e Rajoy disputam pela 2ª vez a Presidência do Governo espanhol

"Os espanhóis vão às urnas neste domingo para renovar o Parlamento e decidir quem governará o país pelos próximos quatro anos.
Os principais candidatos ao Executivo, o líder socialista e presidente do Governo, José Luis Rodríguez Zapatero, e o aspirante da oposição conservadora, Mariano Rajoy, estão em pé de igualdade.
A última pesquisa divulgada pelo Centro de Pesquisas Sociológicas da Espanha (CIS) dava vantagem de apenas 1,5 ponto percentual ao Partido Socialista (PSOE) sobre o Partido Popular (PP) de Rajoy. A diferença varia pouco com relação a outras enquetes propagadas recentemente em meios de comunicação locais".(UOL)

Milhares de brasileiros que ainda não conseguiram visto de permanância na Espanha estão preocupados com a possibilidade de vitória do ultra-consevador Rajoy, que emeaça endurecer com os imigrantes. Entre os brasileiros que vivem em Madrid estão um irmão meu , minha cunhada e dois sobrinhos. Mas o filho mais velho do mano Daniel (Anderson) já tem o permisso. Eles lá e eu cá, estamos torcendo pela vitória do Zapatero.

7 de março de 2008

Veneri rejeita aliança com o PP


“Alguém aqui tem a ilusão de que sentar com Ricardo Barros, Mauro Moraes, Fábio Camargo, Carlos Simões, que sempre foram nossos adversários, irá nos unificar?”, questionou.
Para o pré-candidato, o PT de Curitiba saiu “em frangalhos” da eleição de 2004 porque fez alianças equivocadas.
Ao defender um amplo leque de alianças, a também pré-candidata Gleisi Hoffmann pregou uma “discussão responsável” sobre o assunto, classificado por ela como um “fantasma de 2004″. “Com os iguais, caminhamos juntos. Com os diferentes, fazemos alianças”, defendeu Gleisi.
Tadeu Veneri respondeu: “Com os adversários, buscamos derrotá-los”. E complementou: “Se a questão da política de alianças fosse um fantasma, não estaria tão presente entre nós como está hoje”.
. Recebi por email, de um membro do Movimento PT

.Tiago ( Gazeta do Povo )

Carta aberta aos usuários do SAS



"No dia 03 de Março de 2008 aconteceu a 1ª reunião das entidades sindicais representantes dos funcionários públicos, usuários dos SAS, com a direção do Hospital Santa Rita. Objetivo dessa reunião foi exigir melhoria na qualidade do serviço prestado ao servidor, pois nos últimos anos vinha sofrendo uma queda significativa e com a entrada dos servidores municipais, (SAMA) a situação agravou-se mais ainda.
Diante do exposto a reunião foi no 1° momento proveitosa uma vez que a diretoria do hospital reconheceu como pertinentes as reclamações dos sindicatos e prometeu fazer os ajustes necessários para que fossem sanadas as deficiências. Além disso, anunciou uma série de medidas que já estão sendo implantadas para dar maior agilidade e comodidade aos usuários.
Outro ponto positivo da reunião foi o estabelecimento de um calendário para novas reuniões onde estarão sendo aferidas as medidas anunciadas e as necessidades que por ventura vieram a aparecer. A próxima reunião ficou agendada para o dia 03 de Abril de 2008 às 09:00h na sala de reuniões da do hospital Santa Rita.
Estiveram presentes na reunião SINTEEMAR, SINTEA, SINDSEAB, APP-Sindicato, SINDIPOL e SINDARSPEM.
Estamos Atentos!".

Meu comentário: Vale a lembrança de que o Governador Requião determinou à Secretaria de Administração e à Paraná Previdência, um estudo para melhorar o atendimento à saúde do servidor do Estado. Ele quer uma porta de entrada para tornar o SAS mais eficiente e com menos desperdício. E o governador nem foi informado ainda sobre o inchaço do SAS em Maringá, onde ingressaram mais 20 mil funcionários municipais e dependentes ao sistema de atendimento do Santa Rita. Em resumo: a quebra da Capsema congestionou tudo. Ruim para os funcionários da Prefeitura de Maringá, pior ainda para os servidores do Estado que aqui residem.

Diária + nepotismo

"Durante muito tempo, as Câmara Municipais tiveram uma atuação TransPARENTE".
. De um leitor do blog do Edson Lima

Uma leitura interessante do noticiário

"Claro que é importante que a imprensa pressione pela transparência, mas estou desconfiado que todo este barulho em torno das diárias na Câmara de Maringá não passa de uma cortina de fumaça para que assuntos mais graves como a fraude no projeto do PAC Santa Felicidade, os indícios de superfaturamento da ciclovia da Mandacaru, o caso da redução da dívida de impostos de um grande plano de saúde com a prefeitura, dentre outros, sejam abafados.
Serve, também, para dar um certo ar de credibilidade a certos setores da imprensa que sabemos está comprometida e não divulga fatos que não interessam aos donos do poder. Quem não conhece até compra".

. De um leitor do blog do Angelo Rigon
Meu comentário : o leitor tem razão, mas em parte. Tem razão quando diz que o destaque que a mídia dá à questão das diárias ameniza um pouco o noticiário sobre os casos mais polêmicos, como o do PAC, da ciclovia de ouro, do rebaixamento da iluminação e da dívida de um convênio médico com a Prefeitura,entre outros. Mas não dá também, para fechar os olhos para as diárias dos vereadores. É importante que a imprensa local centre fogo em todo e qualquer escândalo que pintar na área, porque este é o seu compromisso. O que não dá pra engolir é a utilização de subterfúgios para abafar fatos graves que atingem diretamente o poder local.
Em tempo: informa o Rigon que as diárias dos vereadores vem sendo noticiadas a todo o instante pela Rádio Maringá FM, cujo perfil não é bem o de priorizar a informação. Daí porque eu achar que a observação do leitor tem procedência. Não nos esqueçamos, então, que a Maringá FM e a CBN pertencem a dois primos do prefeito Silvio Barros II.
Postado por Meu Blogger às 07:33 0 comentários

As críticas do Fogueteiro e o chabu

"O vereador Odair Fogueteiro (PTB), o segundo que mais gastou com diárias em 2007 na Câmara Municipal de Maringá (R$ 12.784,00), gravou agora há pouco declaração que será levada ao ar no programa Pinga Fogo na TV, onde tenta justificar as 17 viagens a Curitiba, além de outras a Ponta Grossa, Florianópolis (SC), Arthur Nogueira (SP) e Nova Granada (SP). Ele diz que fez as viagens na condição de presidente da Comissão de Segurança, que teria influenciado a formação da Guarda Municipal.
Ele aproveitou para criticar quem não viaja. "Não tenho medo, porque a gente está trabalhando", afirmou o vereador.

. Do blog do Rigon

Vixi! Então foi pra isso que o Fogueteiro viajou tanto? Vá vê ele acredita mesmo que a guarda miunicipal e suas viagens contribuem de fato para melhorar nossa segurança. Que o Ministério Púbblico tenha piedade de nós.

Emendas,migalhas e imoralidades

"Como estão, as emendas acolhidas no Orçamento 2008 vão acabar gerando a criação de uma nova CPI, segundo prevê o presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE). Ele adverte para a existência de um grupo de vinte parlamentares, na Comissão de Orçamento, que dominam as decisões. Guerra afirma ainda que o Comitê de Admissibilidade de Emendas não cumpre seu papel: "Eles deixaram entrar tudo, há emendas que não são relevantes, que fogem o propósito constitucional", afirmou à coluna. Para Guerra, caso seja criada uma CPI para investigar o Orçamento, a imagem do Senado "será jogada lá para baixo", o que poderá favorecer um terceiro mandato do presidente Lula. No início dos anos 1990, uma CPI investigou o escândalo de corrupção que ficou conhecido como "anões do Orçamento"
. Do blog do Cláudio Humberto

Meu comentário: já teci aqui alguns comentários sobre as tais emendas parlamentares. Acho este instrumento uma das excrescências do nosso bicameralismo. Esse negócio de deputado e senador ficar arrancando dinheiro do orçamento da União para alimentar suas bases eleitorais é uma imoralidade. Lembro-me até hoje de uma entrevista que fiz em Apucarana com o então senador Mário Covas, em que ele dizia:"Nunca levei um centavo de emenda parlamentar para Santos, minha cidade. Nem para Santos e nem para município nenhum, porque acho que esse mecanismo é uma das portas de entrada da cprrupção no sistema político brasileiro". Em lugar de agir como carreadores de dinheiro público para aliados políticos, os parlamentares deveriam trabalhar por um novo pacto federativo, que garantisse aos municípios os recursos a que eles realmente têm direito. Enfim, um pacto que acabasse de vez com o passeio do dinheiro dos impostos, que sai dos municípios e vai para os estados e para o Planalto Central e que só volta em forma de migalhas para as prefeituras. Pior do que isso: volta invariavelmente com a intermediação de políticos fisiológicos, que agem sempre de olho na manutenção de seus currais eleitorais. Longe de mim querer imitar a mala sem alça do Boris Casoy, mas não tem como deixar de reconhecer:"!Isso é uma vergonha!".

Maringá 2011!


. A foto é de um leitor do blog do Rigon.
Mas os eleitores que estão sendo informados pelos blogs (o Rigon à frente) sobre a tragédia ambiental provocada na cidade pela ação predatória do exterminador do passado, do presente e do futuro, certamente irão se desdobrar no trabalho de conscientização do povo maringaense. Um povo, aliás, pródigo em errar algumas vezes, mas com sabedoria suficiente para acertar outras tantas.

Selva de pedra

"Dentre as novidades que serão apresentadas em breve no renovado e reformulado Parque do Ingá, estão cinco animais feitos em cimento (aproximadamente 400 quilos cada um). A propósito muita gente que vem à cidade, principalmente crianças e jovens, já posam para fotos na frente dos orelhões telefônicos em forma de onça e de tucano (Parque do Ingá), de peixe (frente peixaria na
Avenida Colombo) e do touro Nelore (Cupim Casquerado, fundos do Parque do Ingá)."
. Do blog do Rigon

Meu comentário: de corpo estranho em corpo estranho sendo introduzido na reserva de mata nativa, o Parque do Ingá acabará se transformando em selva de pedra. E o que é pior, totalmente entregue à iniciativa privada. E a continuar mais quatro anos com uma administração predatória como esta, Maringá verá em futuro próximo um zoológico feito por animais à base de cimento ou ,quando muito, empalhados.

6 de março de 2008

Nassif detona a Veja

O jornalista Luis Nassif é o entrevistado da última edição da Caros Amigos. O assunto é a Veja e o envolvimento da revista com Daniel Dantas. Nassif revela detalhes do papel a que se presta Diogo Mainardi nas tramóias que o respeitado jornalista Nassif vem denunciando exaustivamente em seu blog.Veja esta pequena amostra do que o Nassif escrteve em seu blog e fala na entrevista à Caros Amigos:

"Ao longo de 2003, 2004 em diante, andei escrevendo sobre Daniel Dantas, tentando trocar em miúdos o intrincado roteiro de que se valia o banqueiro para confundir a opinião pública.
Fui alvo de uma tentativa de “assassinato de reputação” praticada por Diogo Mainardi, através de duas colunas na revista Veja, em 14 e 21 de agosto de 2005. Como relatei no início da série, foi o primeiro serviço prestado pela revista dentro da nova fase de aliança com Dantas.
Na época em que sofri o ataque de Mainardi, tinha escrito colunas informando que as agências financiadoras do “mensalão” – SMP&B e DNA – trabalhavam para a Telemig Celular e Amazônia Celular, controladas por Dantas.Ou seja, enquanto denunciava a plenos pulmões o "mensalão", a Veja recebia 12 páginas de publicidade das empresas do "mensalão", aparentemente como contrapartida pelo ataque combinado com seu colunista para desviar a atenção sobre as fontes de financiamento do "mensalão".