31 de agosto de 2009

Coração magoado


"Osmar (este é o cara) Dias tem se revelado uma metralhadora cheia de mágoas desde que Beto Richa anunciou sua disposição de disputar o governo do Estado.
Faz cobranças de supostos compromissos de apoios e levanta até um elenco de testemunhas desses pactos que obrigariam o cumprimento de tais acertos".

. Eduardo Schnneider (Hora H News

PS: o senador anda meio perdidão. Não esconde a mágoa do PSDB, tenta se aproximar do PMDB, mas desdenha de Pessuti com a avaliação de que o atual vice não teria nenhuma chance no pleito de 2010. Seu principal articulador, o deputado Ricardo Barros, anda meio sumido, certamente preocupado com o próprio umbigo e pensando como fazer para pular do barco que vinha pilotando caso a embarcação comece a fazer água, como já parece estar fazendo.

Verde que te quero verde!



. Pinçado do blog da Marta Bellini

Jovens apanham da PM

Alguns jovens estavam saindo anteontem a noite de um barzinho próximo a UEM e foram abordados por uma viatura da PM. Eram estudantes universitários, nenhum deles com ficha na policia. Sem qualquer explicação, foram violentamente agredidos pelos policiais. O pai de uma das vitimas está indo neste momento para a delegacia registrar queixa. Ele pretende também, ir ao Quarto Batalhão e ao Ministério Público.

Flórida é logo alí

O programa saúde da família está capengando em Maringá. Uma senhora do Borba Gato, que está com o marido quase paralisado por causa de um avc, diz que há mais de um mês não recebe a visita do médico da fmaília, que teria deixado de atender por causa da gripe A. Que paradoxo! Deveria ser ao contrário, pois com a H1N1 torna-se maior a necessidade de assistência nas casas, até para melhorar o trabalho de prevenção. Ao invés disso, a gripe A tem servido é de pretexto para as autoridades sanitárias abandonarem o povo a própria sorte.
A propósito, a RPC mostrou hoje no Bom Dia Paraná matéria sobre a maneira eficaz como funciona o PSF numa cidade vizinha a Maringá. Caso o prefeito Silvio Barros queira saber como deve funcionar de fato o programa saúde da família, nem precisaria esperar chegar nos Estados Unidos para visitar a Flórida, basta dar um pulinho em Flórida, que fica a menos de 50 quilômetros de Maringá.

Pequenos passeios, grandes idéias

O prefeito Silvio Barros II está afivelando a mala para viajar novamente para o exterior, mais precisamente para os Estados Unidos. Vai liderando uma comitiva de membros da Acim/Sivamar, dizem que para conhecer shoppings a céu aberto. Um leitor do blog do Rigon faz uma observação interessante:
“ Não precisam ir aos States pra conhecer shopping americano a céu aberto... vão ate Araraquara e conhecam um shopping americano a céu aberto que não deu certo. Tá logo ali, não precisa ir tão longe. E não funcionou, fria total. O shopping quebrou”.

PS: É o turismo (evidentemente com dinheiro público) estimulando as grandes idéias.

30 de agosto de 2009

Como é que é, senador?

“O Senador Alvaro Dias declarou que o partido está em negociação com uma empresa de Houston, nos Estados Unidos, para auxiliar seu trabalho na CPI da Petrobras. E diz mais “Foi a única empresa até agora que topou nos ajudar porque não é daqui e deve trabalhar para as concorrentes da Petrobrás. Na próxima semana devemos ter muito mais munição”.
As motivações do PSDB aos poucos vão ficando claras. Para atacar um patrimônio nacional busca apoio em uma concorrente nos Estados Unidos, país que tem enorme interesse no enfraquecimento da Petrobras, já que pretende que suas empresas de petróleo ganhem importante fatia do pré-sal. Para isso contam com um senador tucano, que se dispõe a fazer o jogo do capital internacional contra a empresa brasileira".

. Paulo Hnrique Amorim (Conversa Afiada)

28 de agosto de 2009

Provérbio


Na caatinga é assim: cobra que não anda, não engole sapo

To be, or not to be ?

"Ser ou não ser? Direita ou esquerda? Nessa indecisão atroz, o senador Osmar Dias acaba irritando os petistas nativos. Neste final de semana, o PT o esperava em Maringá para reunião de dirigentes de alto coturno da turma de Lula. Osmar não aceitou o convite".
. Do blog do Fábio Campana

PS: fico pensando: como conviveriam o senador e as bases petistas, aquelas que ainda sonham com o socialismo?
Osmar anda de mãos dadas com os ruralisas e o agronegócio, é , por convicção, inimigo declarado da reforma agrária. Se for candidato a governador com o PT na vice (chapa dos sonhos do deputado Ricardo Barros), muita gente vai conclamar:"Párem o mundo que eu quero descer!"

Falta de compromisso social


fonte:Blog do Paulo Vidigal
fotos: Newton Martins

A desocupação pela polícia de um conjunto de casas populares ontem em Sarandi foi dramática. Mulheres e crianças jogadas na rua, sem que a administração municipal tivesse antes o cuidado de providenciar um local para abrigar as famílias. Tudo bem que o prefeito Milton Martini fosse obrigado a cumprir a ordem de despejo, porque sentença juducial não se discute, cumpre-se. Mas a falta de respeito com os sem teto foi flagrante. Um detalhe que a mídia não explorou é o fato de que a maioria das famílias despejadas por ocupar imóveis vazios estaria há muito tempo na fila da casa própria. Mas mesmo que não estivesse, a violência aplicada na desocupação não se justificaria. Menos ainda, o descaso da administração pepista para com mais este drama social em Sarandi.

Corporativismo é isso aí!


Reportagem do programa Domingo Espetacular da Record, feita por Paulo Henrique Amorim, mostra que várias vítimas do médico-estuprador Roger Abdelmassih já tinham batido as portas do Conselho Regional de Medicina. Uma delas disse que foi recebida não como vítima, mas como quase criminosa. Diz Paulo Henrique em seu blog Conversa Afiada, que " na comunidade dos médicos de São Paulo, muitos sabiam que o Dr Roger estuprava pacientes".

Ele não deve ter ido tão longe. Afinal, tem medo de avião


"E por falar em rapazes latino-americanos sem dinheiro no bolso, o Belchior anda sumido. Um jornal inglês disse que ele está finalizando uma tradução da Divina Comédia. (Então não foi por acaso que ele compôs aquela canção que fala sobre “a divina comédia humana, onde nada é eterno”...) Um parente acredita que ele está descansando numa praia do Ceará. Outros garantem que Belchior foi para o exterior. Pô, mas não é ele que tinha medo de avião? ".
. Paulo Briguet (Repórter das Coisas)

Que comissão é essa?

Vai longe o tempo em que as comissões permanentes da Câmara de Maringá funcionavam pra valer, com pareceres técnicos realmente abalizados. Hoje, as comissões existem só pra inglês ver. Veja este exemplo de um projeto da vereadora Marly Martin , relatado pelo Rigon em seu blog:
"Tendo por base o artigo 30 da Constituição Federal, incisos I e II , e o artigo 12 da Lei Orgânica do Município, incisos I e II, que dizem que “compete aos municípios legislarem sobre assuntos de interesse local e suplementar a legislação federal e estadual no que couber”, a vereadora Marly Martin Silva (DEM) apresentou projeto de lei para implantar um estacionamento público e gratuito na via pública que dá acesso ao Aeroporto de Maringá, a avenida Vladimir Babikov, "dotado de pavimentação, iluminação e sinalização".
No entanto, "contrariando a lógica e o bom senso", a Procuradoria Jurídica da Câmara, a pedido da Comissão de Constituição e Justiça, deu parecer de inadmissibilidade ao projeto. Revoltada com a decisão, a vereadora Marly comunicou ontem durante a sessão que vai encaminhar o caso para o Ministério Público. É, não dá pra entender essa CCJ: dá aval ao projeto de W. Andrade restringindo eventos durante a Expoingá e rejeita este do estacionamento...".

Verso aprisionado

Canozinho, meu primo de Pintadas, que é danado de bom na literatura de cordel, costuma dizer que o poeta tem dificuldade de variar a rima quando se prende a uma palavra de boa sonoridade. Por exemplo:
Tem deputado se eternizando
Pra manter a imunidade
Porque sabe que sem ela
Perde direito a impunidade
E percebemos, meu amigo
Que o mal feito de verdade
Sem uma capa protetora
Pode terminar em grade

Só depois que Canozinho fez este improviso é que entendi porque ele chama isso de verso aprisionado.

Cidadania e democracia, agente vê por aqui

A Constituição de 88, o Estatuto da Cidade e até o Plano Diretor de Maringá, elaborado e aprovado depois de dezenas de audiências públicas em 2003/2004 dispõem de instrumentos de gestão que obrigam a participação popular. A política de ocupação do solo urbano é um dos casos em que qualquer alteração depende do aval da população por meio de audiências públicas. A posição da "administração cidadã" com relação a isso é um horror. Falar em participação popular é urticária na certa em alguns gabinetes do Paço Municipal. Eles enchem a boca para falar em democracia e em transparência, mas a prática mostra que tudo não passa de jogada de marketing.
Basta ver as barbaridades que disse em matéria publicada no O Diário dessa sexta-feira, o super-secretário Guatassara Boeira. Ele chega ao absurdo de afirmar que as pessoas que questionam o seu "Projeto Frankenstein", de mutilação do Plano Diretor, são todas mal intencionadas.
Interesses inconfessos raramente são explicitados, ainda mais numa audiência pública. Mas teve um imobiliarista que pegou o microfone na audiência de quarta-feira na Câmara e , sem meias palavras , deixou claro que a mudança no zoneamento é de interesse do setor. O avanço sobre as áreas de contenção é mamão com açúcar para os que fazem profissão de fé na especulação imobiliária. Além de possibilitar a abertura de loteamentos em áreas periféricas, resguarda valiosos espaços vazios já existentes no perímetro urbano.São áreas imensas que logram passar incólumes pelo imposto progressivo e pela outorga onerosa e quanto mais tempo ficam sem edificação, mais se valorizam.
A foto do Guatassara que saiu hoje no O Diário é reveladora de todo o um potencial de arrogância, que talvez nem seja uma característica pessoal, mas sim uma marca registrada da "administração cidadã" que ele tão bem representa.

Do PT para o PP? Tudo ou nada a ver?

Informa Abraão Benício, do Bem Paraná, que o senador Flávio Arns, que anunciou ontem sua saída do PT, já está sendo cortejado pelo deputado Ricardo Barros, do PP. Ricardo estava nas galerias do Senado, ouvindo atentamente o discurso de Arns sobre sua desfiliação do Partido dos Trabalhadores. Como ele não é de perder tempo e nem de esperar a batata assar, Ricardo começou alí mesmo a cortejar o senador. Tão logo Arns deixou a tribuna, o presidente do PP foi cumprimentá-lo e claro, oferecer-lhe abrigo partidário.
Por falar nisso, encontrei por acaso ontem com um petista orgânico, dos mais antigos do diretório municipal de Maringá e ouvi dele a seguinte lamentação:"Se as coisas continuarem caminhando nessa indesejável direção, nós vamos ter que, em 2010, pedir voto para o Ricardo Barros. Dói na alma, sabia?".

A audiência pública, tal qual eles não queriam




(fotos blog do Rigon)


Tentaram outras vezes e, não conseguindo, transformaram as audiências públicas em reuniões. Ontem seria a cartada decisiva. Havia no plenário da Câmara Municipal o maior número de CCs por metro quadrado do planeta, segundo procedente observação irônica do Zé Rigão.
Mas o super secretário Guatassara Boeira avaliou equivocadamente os níveis de paciência dos aliados e opositores. Contava com o cansaço dos que estavam ali para contrariar e com a persistência dos comissionados, levados para a audiência na base da livre e espontânea pressão. Foi enrolando, enrolando e não colocou a proposta em votação. Temia a rejeição do “projeto frankenstein”, aquele de desfiguração do Plano Diretor de Maringá.
Passava das 10 da noite quando os CCs começaram a debandar e o pessoal do contraponto se manteve firme, sem arredar pé. Percebia-se claramente na aflição de Boeira o desejo de encerrar a audiência sem votar nada, como forma de tentar outra oportunidade mais apropriada para realizar a audiência pública almejada.
Foi quando a ex-vereadora Silvana Borges, que sabe tudo e mais um pouco de audiência pública, forçou a barra, pressionando o presidente da mesa a colocar a proposta de mudança do Plano Diretor em votação. Sem saída, Boeira cumpriu o rito e foi derrotado.
Aconteceram debates acalorados e questionamentos feitos por especialistas em políticas de ocupação de solo urbano, que deixaram os representantes da “administração Cidadã” de saia justa.
Como diria meu amigo Lukas (Noca) de Sabáudia: “Foi um uma noite histórica”.
Bem, mas os “exterminadores do passado e do futuro” não se deram por vencidos. Leio agora no blog do Rigon que mesmo com a rejeição na audiência pública o Secretário Municipal de Planejamento teria anunciado hoje em entrevista a Rádio CBN que o projueto de mudança do PD será encaminhado para apreciação dos vereadores assim mesmo. Se fizerem isso, estarão contrariando o Estatuto da Cidade (Lei 10257/2001), agredindo a ética e dando ponta-pés no bom senso. Desse grupo que não sabe perder, tudo é possível.
Em tempo: os aliados de peso da “administração cidadã” que foram a Câmara para engrossar o caldo da mutilação do Plano Diretor eram ninguém menos do que os bambambãs do setor imobiliário.

27 de agosto de 2009

Debate no blog

Um leitor sugeriu nos pitacos que a Prefeitura deve implodir a rodoviária velha, “porque quem vive do passado é museu”. Outro leitor retrucou, em nome da defesa da memória da cidade: “Museu não é e nunca foi pejorativo, pelo contrário, é uma das maiores riquezas de uma nação ou comunidade, pois ali está materializada a cultura e a arte de um povo.
E tem mais, hoje museu é carregado de tecnologia, e não sucata de ferro velho ou lixão como quer dizer.
Você provavelmente nunca a utilizou e nem deve ter raízes em Maringá”.

Sucessão no Paraná beneficia o Butantan



Faltam ainda cinco meses para entrarmos no ano da graça de 2010, ano de eleições gerais, quase de A a Z (o Brasil só não vai eleger prefeitos e vereadores). No Paraná o clima já é de guerra um ano e dois meses antes do pleito. E segundo alguns analistas de plantão, caso do Celso Nascimento da Gazeta do Povo, já temos no cenário político paranaense verdadeiras redes de intriga. E sobra golpe baixo e veneno pra todo lado.

Aliados de ontem que costuram alianças de amanhã já se estranham hoje. É o caso do prefeito de Curitiba e do senador Osmar Dias. Osmar anda espumando pelo canto da boca com a disposição de Beto Richa em ser candidato. Osmar está de cabeça quente e sempre irritado, exibe seu coração até aqui de mágoa.
Mas o problema de Osmar não é só Beto, não. Porque se Beto decidir jogar a toalha , pode ficar ainda pior para Osmar porque aí o irmão Álvaro Dias já se declarará candidato ao governo. Isto significa que, em não havendo possibilidade de briga entre irmãos, Osmar terá que se contentar com a renovação do mandato de senador.
Na hipótese de Álvaro ser candidato, torna-se quase automática a aliança PT-PMDB, com Orlando Pessuti na cabeça de chapa. Esta sucessão promete fornecer muito veneno ao Butantan para a fabricação de soro antiofídico.

Quatro candidatos a presidente

Findo o prazo de inscrições para o Processo de Eleições Diretas (PED) do Partido dos Trabalhadores do Paraná. Quatro candidatos efetivaram suas chapas, embora 5 chapas estejam inscritas. Concorrem, segundo informa o Blog do Floris : Alfeo Luiz Cappellari (com o apoio da chapa “Terra, Trabalho e Soberania”); Enio Verri (“O Partido que muda o Brasil”); Marcio Pessatti (“Compromisso com a Revolução Democrática – Uma mensagem socialista” e Tadeu Veneri (com o apoio das chapas “Esquerda Socialista” e “Movimento – Partido para Todos”).

26 de agosto de 2009

Dr. Rosinha quer Stephanes fora do governo

"O deputado federal Doutro Rosinha pegou pesado. Sugeriu ao ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, do PMDB, que peça demissão. Rosinha está inconformado com a resistência de Stephanes em mudar os índices de produtividade rural para efeitos de desapropriação para reforma agrária. Olha o que disse Rosinha:

– Manter o mesmo índice de três décadas atrás é um retrocesso para o país. Se o ministro não cumprir o que o presidente defende e é justo, é bem melhor pedir as contas.
. Do blog do Fábio Campana

Critérios que metem a produtividade estão defasados


Sobre a portaria da produtividade que que os ruralistas detestam e o ministro Stephanes tambem, o líder do Movimento Sem Terra, João Pedro Stedile (foto) lembra: “A legislação atual utiliza critérios de 1970 para classificar uma fazenda como produtiva ou não. Apenas terras consideradas improdutivas podem ser destinadas à reforma agrária. O Incra utiliza ainda os índices de produtividade média de 1975. Qualquer propriedade hoje passa a ser produtiva, quando na verdade, de 1975 pára cá, já se multiplicou por 3,4. Se tu não atualizar a média da produtividade, nunca vai encontrar fazendas improdutivas".
Se é assim, a portaria já vem tarde. E repito: mesmo que seja esquisito aumentar produtividade por decreto, é preciso considerar que os critérios atuais para avaliar se uma propriedade é produtiva ou não, estão muito defasados e só beneficiam a especulação fundiária. Vejam o caso das fazendas do banqueiro condenado Daniel Dantas. A ocupação dessas fazendas pelo MST foi um serviço que o movimento prestou ao país.

CNB vai ao PED para dirigir o PT

A CNB (Construindo um Novo Brasil) é uma nova corrente dentro do PT, derivada da Unidade na Luta e do Campo Majoritário. Ênio Verri, para o diretório estadual e José Eduardo Dutra, para o nacional, lançarão suas candidaturas para as eleiçoes do PED no seminário programado para sábado as 9 da manhã na Câmara Municipal de Maringá, com a presença também, do Ministro do Planejamento Paulo Bernardo.
Só lembrando que 5 chapas disputarão o diretório estadual do Partido dos Trabalhadores em 22 de novembro. O nacional será disputado por 9 chapas.

25 de agosto de 2009

Stephanes, Stephanes!


O ministro Reinhold Stephanes foi pressionado hoje pela bancada ruralista do PMDB a não assinar a portaria de aumento dos índices de produtividade nas fazendas. O aumento pode significar um maior número de latifúndios desapropriado para a reforma agrária. Na foto, o deputado fazendeiro Odílio Balbinotti brincando com o ministro em tom irônico , mas ameaçador. Coisa do tipo:”Stephanes, Strephanes, ve lá o que vai fazer, meu filho!”

Pede pra sair!Pede pra sair!



O senador Suplicy , que ontem levou uma descompostura do presidente do Senado, que discursava em homenagem a Euclides da Cunha, foi hoje a tribuna e detonou. Mostrou cartao vermelho para Sarney que deve pedir pra sair da presidencia o quanto antes. Enquanto Sarney permanecer, nao tem como resgatar a credibilidade do Senado. Suplicy contraria orientaçao do Planalto, que tenta proteger o maranhense eleito pelo Acre.

Vão tentar de novo

Antes de mandar projeto de lei para a Câmara propondo mudanças no Plano Diretor a administração municipal tem que, obrigatoriamente, realizar audiência pública. Já tentou em outras ocasiões, mas desistiu ante a possibilidade de reação de pessoas qualificadas, principalmente técnicos do Observatório das Metrópoles. Amanhã, fará nova tentativa e certamente lotará as galerias da Câmara com uma grande clack para inibir os questionamentos. Mas novamente, pode cair do cavalo. Pelo que deu pra perceber do manifesto do post anterior, os representantes da sociedade civil que assinaram o documento não pretendem comer este prato feito.

Entidades e partidos reagem a tentativa de mutilação do Plano Diretor de Maringá

"As organizações da sociedade civil e os partidos políticos abaixo relacionados vêm, por meio deste, manifestar seu desacordo quanto às propostas de alteração do Plano Diretor (PD) de Maringá (Lei 632/2006), apresentadas pelo Poder Executivo, conforme os motivos que seguem:

1. O PD atribui à Macrozona de Contenção (MC) o papel de “consolidar a malha urbana existente”. O desbloqueio dessa área para ocupação imediata, conforme propõem as alterações, desconsidera que a Macrozona de Qualificação ainda não está consolidada.

2. É preciso que seja esclarecido o número dos reais vazios urbanos dos quais a cidade dispõe para ocupação, inclusive aqueles lotes do mesmo proprietário que somem 2000 metros contíguos e/ou os que somem 3000 metros não contíguos, que o PD também define como vazios urbanos. A ocupação dos vazios deve preceder qualquer proposta de liberação de outras áreas. Do contrário, se compromete o princípio do adensamento e o da democratização do acesso ao solo urbano, como determina o PD.

3. A MC que o Poder Executivo propõe que seja desbloqueada constitui-se de áreas díspares. Qualquer proposta para seu desbloqueio pressupõe que sejam feitos estudos técnicos sobre suas reais possibilidades de ocupação e que se tenha em vista que, nela, devem ser aplicados os instrumentos previstos pelo PD. Seu mero desbloqueio, independente do seu tamanho, não pode ser realizado ao arrepio do PD.

4. O Plano Municipal de Habitação de Interesse Social deveria anteceder qualquer mudança de magnitude no uso do solo. É imprescindível que o Poder Executivo apresente à sociedade sua proposta de ocupação da área que pretende desbloquear.

5. De acordo com as exigências legais e com o próprio cronograma estabelecido pelo Conselho Nacional das Cidades, deveremos ter ainda esse ano uma Conferência Municipal para avaliar o processo de implementação do PD de Maringá. Pela magnitude que possuem, pelos impactos que podem causar e por comprometerem diretrizes fundamentais estabelecidas no PD, as alterações propostas não devem ser objeto de decisões isoladas. Propomos que elas sejam remetidas e submetidas às deliberações da Conferência Municipal, instância máxima que define as diretrizes do planejamento urbano de acordo com o princípio da gestão democrática das cidades.


Em defesa do Plano Diretor de Maringá, como expressão do Direito à Cidade, assinam esse manifesto:

• Academia de Arquitetos e Engenheiros Euclides da Cunha;
• ARAS- Associação de Reflexão e Ação Social;
• CALLM- Conselho Arquidiocesano de Leigos e Leigas de Maringá;
• PJ – Pastoral da Juventude;
• CUT – Central Única dos Trabalhadores;
• FNU - Federação Nacional dos Urbanitários;
• SENGE – Sindicato dos Engenheiros;
• STEEM – Sindicato dos Trabalhadores de Empresas de Energia Elétrica de Maringá;
• Associação de Moradores dos Jardins América e Liberdade – Zona 36;
• Associação de Moradores dos Jardins Montreal e Indaiá;
• Associação Comunitária da Vila Santo Antônio;
• Associação Maria do Ingá – Direitos da Mulher;
• AMUSP – Associação Maringaense de Usuários de Serviços Públicos;
• SINTEMA – Sindicato dos Técnicos de Nível Médio de Maringá;
• SINDAEN – Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Água, Esgoto e Saneamento de Maringá e Região Noroeste do Paraná;
• SISMMAR – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Maringá;
• SINTEEMAR – Sindicato dos Trabalhadores dos Estabelecimentos de Ensino de Maringá;
• PV - Partido Verde;
• PT - Partido dos Trabalhadores;
• PC do B - Partido Comunista do Brasil;
• PMDB - Partido Movimento Democrático Brasileiro;
• PSOL - Partido Socialismo e Liberdade;
• PSTU - Partido Socialista dos Trabalhadores Unifica

Que fique claro, não é aquele Grêmio

É farto o noticiário esportivo sobre a volta do Grêmio Maringá. Que fique bem claro: este Grêmio não é aquele Grêmio Esportivo, aquele "Galo do Norte" do Zé Garoto, do Pinduca, do Oliveirão, do Célio, do Maurício. Nem este que está vindo aí e nem aquele do Elnio Polmann, que ficou por algum tempo, até com certo sucesso no cenário estadual, tem algo a ver com o Grêmio bi-campeão do Estado na década de 60 e campeão do "Robertinho", uma espécie de série B do Brasileirão. "Robertinho" porque o campeonato brasileiro da série A na época chamava-se Torneio Roberto Gomes Pedrosa e se restringia aos times do eixo São Paulo-Rio-Minas-RGS. Aquele Grêmio Esportivo, que sobrevivia das rendas e dos "livros-ouro" morreu afundado em dívidas e nunca mais o ressuscitaram.O bom futebol de Maringá foi enterrado junto em cova rasa.

Pedindo pra sair

É isso mesmo o que o senador Flávio Arns fará. Vai pedir à Justiça Eleitoral para poder deixar o PT, partido pelo qual se elegeu. Para Arns, a infidelidade tem mão dupla. No seu caso, sustenta, "o partido é que foi infiel, pois se distanciou das suas bandeiras e jogou no lixo o seu ideário político".
O pedido para desfiliação será levado pessoalmente depois de amanhã no TRE do Paraná. Destino provável do sobrinho de dona Zilda: PV.

Vai cair.Mas não caiu e só cai se derrubarem


A rodoviária velha voltou a ser notícia. Numa ótima matéria da repórter Michele Tomaz, o programa Balanço Geral, da Ric, recolocou o assunto na roda. Foram ouvidos alguns condôminos e o advogado deles , Alberto Abrãao Vagner. Todos criticaram a posição da "administração cidadã", de condenar o prédio, pelo visto, em cima de um laudo técnico mandrake. O promotor Ilicyr, também ouvido na reportagem, deixa claro que o Ministério Público é pelo tombamento. Qualquer pessoa de bom senso, que valoriza a memória da cidade, é contra a implosão pretendida pelos exterminadores do passado.

Marina também preocupa o tucanato

Engana-se quem pensa que a candidatura da senadora Marina Silva prejudica apenas Dilma Roussef. Pela avaliação de Marcos Coimbra, dono do Instituto de Pesquisas Vox Populi,que não é nenhum Data Vox, a ex-ministra tira dos dois lados:
“ Creio que Marina Silva, a princípio, tira votos igualmente de Dilma e de quem vier a ser candidato pelo PSDB, independentemente do fato de ela ter saído do PT. Os dois lados têm uma parcela de seus eleitores sensíveis aos temas levantados pela senadora, especialmente na questão ecológica. Se ela for vista como uma candidata mais à esquerda do que Lula, basta olharmos para o desempenho da Heloísa Helena em 2006: com toda a crise do PT e do mensalão, Heloísa só conquistou 6% dos votos. Se olharmos de maneira mais ampla, vamos ver que Marina tem uma presença maior no eleitorado urbano, universitário, de classe média e de profissionais liberais. Por aí, não creio que ela consiga produzir qualquer movimentação no núcleo do eleitorado de Lula, nos 30% que declararam às pesquisas sua intenção de votar em qualquer candidato indicado pelo atual presidente da República. Temos que acreditar no que declarou o eleitor às pesquisas. Concluiremos que a ministra Dilma parte para as eleições com um patamar inicial de 30% dos votos. E que a senadora Marina não é uma candidata de massas. No entanto, não dá para apostar que ela ficará só com o eleitorado urbano e de classe média. Não dá para dizer que se trata de uma candidata de elite. Marina Silva tem uma presença no movimento evangélico ainda não mensurada”

Notícia que fere os ouvidos do depuado

Pesquisa qualitativa tranqüiliza o governador Requião. A pesquisa mostra que o eleitor que vota em Beto Richa pra governador, também vota em Requião para o Senado. Informa Fábio Campana que Beto Richa está na frente na disputa do governo no Paraná contra Osmar Dias. Em Curitiba e Região Metropolitana, a diferença é de 67% para Richa contra 22% para Osmar. Requião está na dianteira na disputa do Senado, mesmo quando o cenário inclui a candidatura de Osmar Dias, pelo PDT. Neste caso, os dois seriam eleitos para as duas vagas.

Esse resultado deixa o deputado Ricardo Barros de orelha em pé. Será que o tarólogo Chik Jeitoso vai tentar reverter a situação? Poderia fazer isso ao som de Noriel Vilela, com “a mo fio do jeito que sunse tá, só o home é que pode te ajudar...”

Frase do dia

Uma crise de ética ronda o Senado. Chamem o ministo Gilmar Mendes

Um dia ele esteve na mira do Trabuco. Hoje está no bico do urubu


O ministro da Agricultura Reinhold Stephanes está no bico do urubu. O presidente quer publicar semana que vem portaria que aumenta os índices de produtividade no campo , os ruralistas não querem e o ministro, que também é contra, ou assina ou sai. A bancada peemedebista no Congresso está pressionando Stephanes para que ele se recuse a assinar documento que favorece a reforma agrária.O argumento dos latifundiários é que aumentar os índices é contraproducente para a agricultura brasileira. Prejudica a eficácia, na visão da senadora Kátia Abreu, presidente da Confederação da Agricultura.
Vá entender isso. Ora, aumentar produtividade compromete eficácia? O problema é impor aumento de produtividade por decreto. Isso é esquisito mesmo. Mas seria um caso para se discutir. O governo toma uma medida estranha, impor eficácia, mas por outro lado os ruralistas mostram claramente que farão tudo para impedir a reforma agrária no Brasil. O ministro, que tem urticária quando pensa no MST, fecha com os ruralistas. Para ser coerente, o mínimo que deveria fazer era renunciar. Se assinar contrariado, será execrado pela classe que defende. Se não assinar, poderá ser demitido em público.
Isso é o que dá um governo com composição tão complicada, até meio surrealista.
Na verdade, o presidente Lula está sempre tentando acender uma vela pra Deus e outra pro diabo.
Voltando ao ministro, quando o vejo, me vem a lembrança o saudoso Vicente Leporace que, indignado com o descaso da direção do então INPS para com os beneficiários da previdência, saiu de pau em cima do presidente do instituto no programa de rádio que comandou durante longos anos na Bandeirantes de São Paulo: “ É um absurdo a maneira desse instituto tratar os brasileiros que dele dependem. E vocês pensam que o presidente do órgão é um João, um Paulo, um Francisco, um José? Não , é um homem de pronúncia difícil, que o cidadão comum jamais vai conseguir falar. Olha só: Reinhold Stephanes. Você aí caro ouvinte , será que você vai conseguir chegar no balcão e dizer o nome do presidente do INPS corretamente? Duvido. Nem tente, porque além de ser mal atendido, você corre o risco de ser motivo de chacota”.

Bem, eu sempre ouvia Vicente Leporace as 7 da matina na Rádio Bandeirantes de São Paulo.Lembro desse comentário como se fosse hoje. Leporace era ouvido no Brasil inteiro, tinha uma grande audiência. Seu programa era sua tribuna, de onde ele atirava pra valer , principalmente na direção de quem tinha mando, não importava a esfera de poder. Não por acaso, o programa se chamava Trabuco.

O Confecom promete ranger de dentes

Talvez nem seja preciso uma CPI das televisões. A 1ª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom) vem aí. Está prevista para dezembro, com a promessa de passar passar o sistema de comunicação eletrônica do Brasil a limpo. Não foi por acaso que os chamados barões de mídia fizeram de tudo para boicotar o evento, patrocinado pelo governo Lula , Franklin Martins a frente.
A conferência terá a participação de representantes do poder público, oito das entidades empresariais e oito da “sociedade civil”. Se a coisa acontecer como se espera, os poderosos da grande mídia vão ter calafrios . Muita sujeira pode aparecer quando levantarem o tapete. Se é que o tapete será levantado.

Brizola e Chico sobre Marinho

A propósito de Além do Cidadão Kane, produzido pela BBC, os dois primeiros depoimentos do documentário é do então governador do Rio, Leonel Brizola e do cantor-compositor Chico Buarque. Brizola diz: “ Roberto Marinho é uma espécie de Stálin da política brasileira. Quem não concorda com ele, ele manda pra Cibéria, ou seja, para o gelo”.
Chico:”Ele é mais poderoso do que o Cidadão Kane. Nada se faz no país sem a opinião do dr. Roberto Marinho. É assustador”.

Uma boa idéia




Olha só esta a idéia do Florisvaldo, o Floris do PT: uma CPI das emissoras de TV, que se justificaria diante da briga Globo x Record. São denúncias graves dos dois lados. Do lado da Record, há processo correndo por lavagem de dinheiro e manipulação dos fiéis pela Universal do bispo Macedo. Do lado da Globo, irregularidades na compra da emissora paulista e ocupação de uma área pública no centro de São Paulo.
A briga está apenas começando, porque a Record acaba de adquirir os direitos do filme Além do Cidadão Kane, que revela o lado obscuro da Venus Platinada. Olha, é uma boa sugestão. Seria até interessante ver como seria a cobertura das duas redes a esta CPI.

24 de agosto de 2009

Até na mesa de tarô ?


O nome dele é “Chick Jeitoso”. Informa Fábio Campanna em seu blog que são grandes as filas de políticos na casa do tarólogo curitibano. Ele sustenta que as cartas indicam a vitória de Beto Richa em 2010 para governador e Osmar Dias e Ricardo Barros se elegendo para o Senado. Ricardo derrotaria Requião.
Será que o líder do clã também anda navegando nas águas da bruxaria?

Minha sugestão

A "administração cidadã" está fazendo uma campanha publicitária intensa sobre as mudanças no trânsito que implementará. Aproveito a deixa para sugerir ao Guerles que reveja as faixas de pedestre nas saídas de praças e rotatórias. Aquelas da Praça do Peladão, principalmente a da Av. 19 de Dezembro para quem vai em direção à Colombo e a que fica bem em frente ao Santa Rita, na direção Café Cremoso, são faixas perigosíssimas, para motoristas e mais ainda, para os pedestres. As duas da Av. Beckmann na saída da rotatória da Cerro Azul, então nem se fala. Tomara que as melhorias preconizadas não fiquem apenas no marketing, que é muito forte e consome muito dinheiro do contribuinte. A propósito, só lembrando que as artes estão com novas cores e trazem em destaque o S, que é da Setran, mas também, de Silvio.

Pior remédio


"Depois de tentar reduzir o número de mortos por causa da gripe suína, a administração cidadã de Maringá deverá tornar obrigatório o uso de um novo equipamento em todas as secretarias municipais: um estojo de maquiagem".
. Do blog do Rigon

PS: Quem não gostaria de saber que a gripe A está retrocedendo e que o pior já passou? Não há um só cidadão que não se tranquilizaria ouvindo ou lendo esta notícia. Mas as evidências são cada vez maiores, de que estão tentando maquiar a realidade. A Prefeitura divulga que o número de mortos é de 5, excluindo dois que segundo dizem, seria de fora. Mas é sabido que trata-se de gente daqui mesmo. E mesmo que não fosse, que diferença faria? Se morreu em hospitais de Maringá, porque ficar fora da estatística?Ontem faleceu mais um, cuja identidade o Rigon acaba de divulgar. Fiquei sabendo que sexta-feira havia falecido uma zeladora de escola estadual, elevando o número de mortes para 8, 9 com o falecimento do construtor Francisco Dias, que está sendo velado no Cemitério Parque.
Deus queira que a H1N1 esteja mesmo recuando. Mas as autoridades sanitárias do município não podem continuar brincando de gato e rato. Ninguém de bom senso ousaria culpar a administração municipal pela situação, seria uma insensatez. Mas então ,porque maquiar os números? Esse é o pior remédio.

23 de agosto de 2009

Marina e a funda de David. Golias que se cuide!



A senadora Marina Silva, que alguns analistas dizem que trocou seis por meia dúzia, sai em defesa do PV, seu novo abrigo partidário. Comparando sua eventual candidatura a presidente pelo Partido Verde, sugere que seria uma luta de David contra Golias. O Golias, ameniza ela, não seria necessariamente o PT: "Não imagino que a candidatura do PT é Golias e nem tenho a pretensão de ser o Davi, só posso imaginar que a minha funda vai se lançar contra o Golias da desesperança, do pragmatismo".

Lula toma a borduna de Evo emprestada



"Enfrentamos a ira dos poderosos que não se conformaram em perder o poder ; eles sabem que aqui na Bolívia, um índio, cocaleiro e no Brasil, um metalúrgico, sindicalista estão fazendo mais do que eles fizeram em todo o século XX
.Presidente Lula ao Presidente Evo Morales, em Chimoré,Bolívia

Floris contra a midia



O meu amigo Florisvaldo está tiririca com a mídia que, ao repercutir o day after da pré-canonização de Sarney sustenta que “o PT está em crise”. Floris, que é secretário geral do Partido dos Trabalhadores no Paraná reage em seu blog:
"Com este discurso, os senhores da mídia que erram nas avaliações sobre o PT há trinta anos, vão continuar errando, pois, a sociedade está evoluindo, e hoje separa as informações boas das ruins. Neste momento, está mais uma vez derrotado o espetáculo da mídia".

Problemas no SAMU vão parar no Ministério Público

"Há alguns dias fui procurado por alguns servidores do SAMU de Maringá que eleboraram um relatório com várias irregularidades sobre esse setor. Uma exigência desses servidores é que não fossem identificados por medo de sofrerem retaliações por parte de chefias. Me entregaram esse relatório por escrito e me comprometi a encaminhar às autoridades preservando seu anonimato. Assim o fiz. Encaminhei esse relatório, em meu nome, à Promotoria de Defesa do Patrimônio Público, Promotoria de Defesa da Saúde e SISMMAR, preservando a identidade daqueles que fizeram o relatório.

As denúncias dizem respeito à falta de médicos, falta de manutenção nas ambulâncias, não cumprimento de direitos trabalhistas, assédio moral no ambiente de trabalho e indícios de que uma coordenadora do SAMU seria sócia de uma empresa privada que realiza transporte de urgências e emergências médicas, assim como o SAMU.

Gostaria de deixar claro que essas irregularidades, ou a solução delas, não são de responsabilidade dos servidores do SAMU. O que testemunho convivendo diariamente com eles é que condutores de viaturas, auxiliares de enfermagem, enfermeiras e médicos, apesar de todas as dificuldades impostas, dão o máximo de si.

Quem tem competência, (ou não) para resolver o problema da falta de ambulâncias, falta de médicos intensivistas e ambulâncias rodando em situações precárias, é o gestor, ou seja, administração municipal.

Servidores do SAMU, que por muitas são considerados heróis anônimos, na verdade são vítimas da má administração".
. Do servidor Paulo Vidigal

22 de agosto de 2009

Os Bom e Os mar ou Preferido e Predileto?


Era uma vez uma dupla bem afinada, que fazia um dueto eleitoral de dar inveja a Juracy e Magalhães. Mas como tudo na vida um dia acaba, ou apenas dá um tempo, Beto e Osmar, cuja dupla acabou batizada como O Bom e Os MAR, também apertou o stop. Uns acham que é coisa momentânea, que vão acabar juntos no mesmo palco, mesmo que cantando sem se olhar, como Milionário e José Rico até dia desses.
Vendo com ar de frustração, que pode não ter mais a possibilidade de assistir ao show de uma dupla sertaneja tão afinada, meu compadre Canozinho começa a definir em seu coração, de quem realmente ele gosta mais e qual dos dois adoraria ver ocupando o Palácio Iguaçu, ainda em reforma.
Para que não cometa nenhuma injustiça e acabe demonstrando seu amor mais por um do que pelo outro, meu compadre preferiu mudar o nome da dupla, “pois isso não faz mar nenhum”.
O problema é que Canozinho foi obrigado a reconhecer que nesse mundo de meu Deus nada se cria, tudo se copia. E para batizar os dois homens públicos, que afinam a viola em busca de um só troféu, recorreu ao nome de uma dupla caipira já existente, mas que tem tudo a ver com Beto e com Osmar: PREFERIDO E PREDILETO.

Do amigo Parreriras

"Caríssimo confrade Messias: Se dou pitacos é porque abro o seu excelente blog todos os dias. E muito obrigado mesmo por você me abrir espaço para falar do andamento da cultura do coco no nosso Noroeste. A propósito, a matéria que vocês fizeram na ótima Pois É, foi devidamente recortada e arquivada. E agora você foi muito feliz referindo-se à migração do coco para o nosso Estado. Mas, prá você e todos os seus leitores, a cocoicultura está consolidada no Paraná. O Iapar já fez o zoneamento agrícola da região apta ao plantio e o Derak/Seab dá conta que são comercializados mais de um milhão de frutos/ano, o que nos leva a crer que a produção passe da casa dos cinco milhões de frutos/ano. A nossa vitrine é a Fazenda Portão de Ouro, em Marilena, onde dr. Daniel Mendes e o seu filho agrônomo, o Ricado, plantaram 50 hectares - 10.000 pés, tudo irrigadim. E o relativo sucesso do cultivo se deve única e exclusivamente à visão e coragem dos agricultores simpatizantes do produto, pois ninguém mais contribuiu ou contribui para com o seu sucesso, com exceção da nossa UEM, com quem fizemos convênio para instalação da Unidade de Pesquisa do Coco `Jornalista Jota Oliveira` no seu Campus em Diamante do Norte. O interesse do Governo foi tanto que só mandou um técnico, não mais no Paraná, participar de um estágio para transferir conhecimentos para os interessados. Fui eu, às minhas expensas, fui duas vezes estagiar na Embrapa de Sergipe, participar de cursos e seminários em São Mateus no Espírito Santo e em Saquarema, no Rio de Janeiro. Instalei diversos viveiros e fiz um livro `Coco - Uma alternativa agroindustrial e de reflorestamento para o Noroeste do Paraná. Fiz palestras para mais de trinta prefeituras para mostrar como se planta o coco e por isso, ganhei um processo por parte do CREA, por execício ilegal de profissão, dedurado por um agrônomo invejoso. Bem, agora a minha associação, com algumas parcerias e o apoio político do meu patrão, o dep. Luiz Accorsi, vamos realizar fim de ano, um seminário sobre técnicas de cultivo do coco, ministradas pelos pesquisadores da Embrapa sergipana. Gratíssimo, Messias, e de você saiba sempre que para mim, você é um pequeno grande homem. Parreiras Rodrigues, ex- O Diário (74)".

PS:PS: elogio assim, vindo de um cara como o Parreiras, de sinceridade incontestável, é danado de bom!

O Globo distorce

"dizer que eu, Marina Silva, disse que o Governo do Presidente Lula é insensível às questões sociais! Eu que já disse, inúmeras vezes, desta tribuna e em todas as manifestações, que foi a melhor política social que tivemos!"

(Marina denuncia manipulação de suas palavras pelo jornal O Globo)

21 de agosto de 2009

Troca de farpas

Zé Dirceu sobre a anunciada saída do senador Flávio Arns do PT:
. "O gesto de Arns é patético".

Arns sobre Zé Dirceu:
. "O ex-ministro Zé Dirceu deve considerar patéticas todas as manifestações de honradez e decência. Sua observação é um sinal a mais de que estou no caminho certo".

Estava escrito nas estrelas


A Monsanto está aumentando em 26% os royalties cobrados de cada saca de semente transgênica. Produtores do Mato Grosso estão soltando fogo pelo nariz, mas nada podem fazer. Ficaram reféns da soja geneticamente modificada e agora é pagar e não bufar. Falta de aviso não foi, a introdução da transgenia na agricultura brasileira iria acabar nisso. No Paraná, o governador Requião foi chamado de louco por radicalizar contra a semente transgência. Os ruralistas, principalmente gente ligada ao agronegócio, não tinham paciência para críticos desses produtos. Agora a Inez é morta.

A migração do côco

Revendo meu arquivo da Revista Pois É, que durante quatro anos editei com o Moscardi e o Moretti, me deparei com uma matéria sobre implantação da cultura do côco da Bahia em Santa Isabel do Ivaí, Noroeste do Paraná. Autor da façanha: jornalista Parreiras Rodrigues,um apaixonado pela água de côco e um cocoicultor daqueles que arrebenta a sapucaia. Hoje na Assembléia Legislativa, salvo engano assessorando o deputado Acorsi, Parreiras continua aquela figura bem humorada de sempre. Volta e meia dá seus pitacos aqui no blog.
Aproveito a ocasião para pedir ao Parreiras que me diga como vai indo a sua cocomania e a cocoicultura do arenito.

Por falar na Pois é, revista que me dá uma enorme saudade, a edição que publica a matéria do côco é a de número 6 (janeirto de 1987) que tem como reportagem de capa a invasão dos pés vermelhos a Curitiba. Referia a ida de norte-paranaenses para o Palácio Iguaçu. A capa desenhada pelo Kaltoé mostra o saudoso José Richa chegando descalço, calça arregaçada e mala e atrás dele, uma fila de pés vermelhos, a maioria oriunda de Londrina.
A edição saiu no primeiro mês da gestão Álvaro Dias, que aparece logo atrás. A reportagem destacaria também o Cadeia (Luiz Carlos Alborgueti) e o deputado estadual Zé Alves, eleito por Maringá.
O texto de Nilson Monteiro é maravilhoso. O título, também do Nilson, uma pérola: PODER JACU.

Que rei midas não nos ouça


Rei Midas detestava seus poderes, mas é vero que tudo que tocava virava ouro. Um dia, verificou horrorizado que, se tocava o pão, o pão enrijecia e virava ouro; se tomava um cálice de vinho, a bebida virava ouro derretido em sua garganta.
Triste sina aquela do personagem da mitologia grega. Já os toque de um certo gestor público de nossos tempos e de nossa província produzem efeitos contrários. Tocou virou confusão, geralmente denúncia do e ao Ministério Público. Vejam, por exemplo, os casos de uma certa ciclovia, de um certo projeto de desfavelamento e agora de um certo contorno, que envolve mais de R$ 100 milhões e inferniza a vida de moradores de bairros inteiros. Inquéritos a perder de vista, em fase investigatória ou ja tramitando como processos na justiça comum. O que acontece, afinal? Sina, designios? Ou seria simplesmente consequência de uma falsa concepção de poder?

Álvaro e a síndrome do "cavalo paraguaio"?


Ouvi de um tucano de bico médio que o PSDB do Paraná terá candidato a governador mas será Beto Richa. E se Beto não quiser, o que estaria fora de cogitações, o PSDB iria com Osmar. Pergunto sobre a definição da pesquisa de opinião como critério para a escolha do candidato e ouço:"Isso não vai vingar, porque quem decide os critérios é o diretório regional e o diretório regional não quer Álvaro". A razão estaria no histórico da participação do senador nas duas eleições de governador que ele perdeu e na de senador de 2006, que por pouco a petista Gleisi não fica com a vaga. A conclusão é que, sendo Álvaro um candidato bom de arrancada mas ruim de chegada, o PSDB teme jogar fichas fora. "Conviver com a síndrome do cavalo paraguaio, nem pensar", estressa-se o interlocutor.
Bem, continuo achando que a briga entre o senador e o prefeito de Curitiba vai ser boa e que se conseguir viabilizar sua candidatura, Álvaro voará em céu de brigadeiro.Não dá pra negar que ele continua bom de voto e pretende mover céus e terra para se redimir das duas derrotas (94 e 2002). Um amigo bem chegado de Álvaro, mas tucano de bico miúdo, diz que voltar a vencer uma eleição de governador para Álvaro Dias é questão de honra. A julgar pelas pesquisas, ele largaria bem. Mas o problema, pelo que se percebe, não é largada e sim, o medo da chegada.

20 de agosto de 2009

Até o Samu?

"Já está em mãos do Ministério Público um relatório contendo denúncias contra o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), de Maringá. As denúncias referem-se à falta de médicos, assédio moral no ambiente de trabalho, horas extras, mau uso do patrimônio e até um possível conflito de interesses. É que há indícios de que uma servidora do programa é sócia de uma empresa que presta serviço de transporte de emergências médicas - ou seja, na prática concorre com o próprio Samu".
. Do blog do Rigon

Noticia que Osmar nao queria ouvir



“PSDB terá candidato próprio ao governo”,
diz Valdir Rossoni.
Esta manchete deixou o senador Osmar Dias coçando a barba, esquentando a cabeça e, de bico.

De leitor sobre a descompostura do Floris no senador Arns

"Pode apoiar o Sarnei então.
Na verdade acho que devemos beatificá-lo".

Bateu, levou


O Senador Flávio Arns (PT-PR) se disse envergonhado do seu partido, o PT, após o arquivamento das denúncias contra o senador Sarney, pela Comissão de "Ética" da câmara alta. Hoje no do blog do Floris, o secretário geral do Partido dos Trabalhadores no Paraná,meu amigo Florisvaldo, detonou o senador insurgente:

"A manifestação do Senador Flávio Arns após a decisão de arquivar os recursos contra José Sarney demonstrou todo o seu oportunismo, muito característico de sua conduta política ao longo dos anos.
Oportunismo porque na verdade Flávio Arns nunca se sentiu a vontade no PT. Aliás, o Senador parece ser muito mais uma lenda que um filiado do Partido. Ele existe como filiado, embora ninguém o veja em qualquer reunião ou atividade partidária. Inclusive quando foi candidato a governador, onde fez uma campanha sem os petistas. No Estado, não existe qualquer registro de uma visita do Senador a qualquer atividade que envolva a militância petista".

Ele teria apanhado se fosse branco?



Esse é Januário, que apanhou no Carrefour porque é negro e a segurança do hipermercado deve ter, por orientação dos superiores, a visão de que o negro é antes de tudo, um suspeito.

Retrato do Brasil

"Tomado por suspeito de um crime impossível – o roubo do seu próprio carro, um EcoSport da Ford – o funcionário da USP, Januário Alves de Santana, 39 anos, foi submetido a uma sessão de espancamentos com direito a socos, cabeçadas e coronhadas, por cerca de cinco seguranças do Hipermercado Carrefour, numa salinha próxima à entrada da loja da Avenida dos Autonomistas, em Osasco. Enquanto apanhava, a mulher, um filho de cinco anos, a irmã e o cunhado faziam compras.
O caso aconteceu na última sexta-feira (07/08) e está registrado no 5º DP de Osasco. O Boletim de Ocorrência - 4590 - assinado pelo delegado de plantão Arlindo Rodrigues Cardoso, porém, não revela tudo o que aconteceu entre as 22h22 de sexta e as 02h34 de sábado, quando Santana – um baiano há 10 anos em S. Paulo e que trabalha como Segurança na Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP, há oito anos - chegou a Delegacia, depois de ser atendido no Hospital Universitário da USP com o rosto bastante machucado, os dentes quebrados".
. Do blog Vi o Mundo (Carlos Azenha)

Super Sarney

O Fluminence e o placebo



A criatividade do brasileiro, principalmente para rir da desgraça alheia, não tem limites. Seria esta brincadeira que associa a droga usada no combate à gripe A à droga do atual time pó-de-arroz, uma montagem feita por um flamenguista? Ou seria coisa de vascaíno?
Dizem que a Anvisa já proibiu a venda desse medicamento aí, por tratar-se de placebo.

. A foto-montagem pincei do blog do Ancelmo Góis

Álvaro quer jogar o jogo



Fábio Campana avalia em seu blog que a prorrogação do mandado de Rossoni na presidencia do PSDB do Paraná foi uma derrota para o senador Álvaro Dias, que assim veria sua pretenção de ser candidado a governador descer pelo ralo. Mas não é o que parece, a julgar pela maneira entusiasmada como Álvaro encarou a decisão do diretório nacional,de fixar a pesquisa de intenção de votos como critério para escolha do candidato em 2010.
A definição será no começo do ano que vem e nada garante que Beto Richa seja o ungido dos dos institutos de pesquisa, que têm mostrado muito equilíbrio entre os dois.
Da definição depende a candidatura Osmar Dias, depende também as chances do vice Orlando Pessuti manter-se candidato viável e depende ainda, a configuração da disputa pelas duas vagas no Senado.

O amor é lindo!



A senadora petista Ideli Salvati votou pelo arquivamento das denúncias contra Sarney. Não precisa explicar, eu só queria entendeeeeerrrrrr!

Definição precisa

"A tarefa do Observatório Social e da SER seria dar uma espécie de "aval ético" nas licitações da administração cidadã".

Existe definição mais precisa para os dois braços da ACIM do que esta aí, do blog do Rigon?

Vai detalhar, mas será que justifica?

O super-secretário municipal Guatassara Boeira vai hoje às 15hs no plenarinho da Câmara detalhar para os vereadores o projeto de mudança do sistema viário de Maringá. Pra começar, a Prefeitura gastará R$ 1,8 milhão só na implantação dos binários, ou seja, tornar mão única avenidas centrais como a Duque de Caxias, a Herval e a São Paulo. Haverão gastos com sinalização e sincronização dos semáforos. Mas convenhamos, é muito dinheiro se for só pra isso. Que obras físicas serão necessárias? Acho que nenhuma, a não ser pequenas intervenções para facilitar manobras à direita ou à esquerda, se tanto. Boeira não precisará se esmerar em explicações para os componentes do Amém F.C. , mas terá que gastar muita saliva para convencer os 5 de oposição.
A propósito o O Diário de ontem (19/08) publica as estimativas de investimento no trânsito de Maringá. O projeto absorveria U$ 26 milhões. Meu Deus, será que vão fazer vias aéreas sobre a Brasil, Getúlio Vargas, etc? Teremos minhocões no centro? Metrô? Com tanto dinheiro daria para virar a cidade de cabeça pra baixo e ainda sobrar troco para substituir todas as árvores doentes da cidade.

Recordar é viver. Até neste caso



Não, não é sadismo . Quando recorro a frase acima pra postar foto como esta que pincei agora do blog do Rigon é porque acho importante estar sempre refrescando a memória, da população e da "administração cidadã”. Lembro programas eleitorais do candidato 11 em 2004, quando mostrando árvores caindo sobre carros e casas na cidade, SB culpava a administração petista por cada árvore que o vento derrubava. Passados 4 anos e 8 meses, a situação continua piorando. A culpa é do prefeito? Eu não cometeria a insensatez de dizer que sim, mas aproveito a ocasião para perguntar cadê um tal “censo das árvores” que o Cesumar teria feito , exatamente com o objetivo de viabilizar a substituição das árvores doentes? Cadê ?

19 de agosto de 2009

Mradores temem ficar isolados

"Na última segunda-feira (19) o vereador Humberto Henrique (PT) teve acesso ao projeto da obra e apresentou aos moradores. A população, que não foi consultada pela prefeitura para elaboração do projeto, não aceita que a rodovia isole ou dificulte o acesso da comunidade aos serviços públicos como escola, centro de educação infantil, unidade de saúde e segurança.

Uma comissão de moradores foi formada e se reuniu hoje a tarde com representantes da prefeitura. O resultado será informado para a população em uma nova reunião programada para logo mais às 20 horas, na sede da associação dos moradores".
. Da assessoria do vereador Humberto Henrique

PS: Nada de novo nesse comportamento da “administração cidadã”, que só consulta a população em reuniões fechadas e com apoio da clacke

Pessuti diz que nada tem com isso

Saiu ha pouco no blog do Fabio Campanna:

"O vice Orlando Pessuti, através de sua assessoria, informou há pouco que nada tem a ver com o que sai no blog “Amigos do Pessuti” que apóia sua candidatura a governador.

A publicação de um post contra o senador Alvaro Dias, concorrente de Pessuti, com o vídeo da cavalaria batendo nos professores à época em que Alvaro era governador, criou enoprmes contrangimentos.

Fica o registro: Nem Orlando Pessuti, nem a sua assessoria são responsáveis pelo blog “Amigos do Pessuti”

Lances da sucessão estadual

O blog “Amigos do Pessuti” reproduz um vídeo da polícia montada batendo em professores em frente ao Palácio Iguaçu durante o governo Álvaro Dias. O significado disso: o vice-governador deverá ser o candidato do PMDB ao governo estadual, mas as especulações é de que Álvaro e Requião estão cada vez mais próximos. Essa proximidade, claro, põe em risco a decisão já tomada pelo diretório estadual do PMDB quanto a candidatura própria.

Crise de bom senso

Wellington Andrade apresentou anteprojeto de lei cancelando todos os eventos culturais de Maringá por 30 dias antes da Expoingá e durante os 10 dias da feira; Marli Martins quer decretar toque de recolher na cidade e há uma outra proposta, que não sei se já foi aprovada e nem o autor, que obriga os novos loteamentos serem lançados com os nomes das ruas definidos.
O que está acontecendo com esta Câmara, gente? . A proposta do Welligton nem merece comentários, é uma estupidez fora do comum. A da Marli vem carregada de boas intenções, mas é daquelas boas intenções que o inferno anda cheio. Imagine se toque de recolher vai proteger os adolescentes e reduzir a violência! Meu Deus, o tráfico esta em toda a parte e a todo o momento aliciando menores nas portas das escolas em plena luz do dia. Faltam políticas públicas de inclusão, faltam espaços de lazer para os adolescentes. A proposta da vereadora não tem sentido, a não ser o de gerar mídia, do tipo fale bem ou mal mas falem de mim.
Quanto ao projeto das ruas, até concordo que vereador não tem que centrar suas preocupações em mudar nomes de rua, mas não dá pra aceitar também, os bairros trazerem ruas com nomes determinados pelos loteadores, que vão homenagear muita gente que nunca justificou homenagem alguma. Sobre isso conversei com seu Antenor Sanches, um vereador de vários mandatos, que foi de um tempo em que a Câmara de Maringá legislava e fiscalizava o poder executivo de fato. Antenor não se conforma com o que está acontecendo.

Não quero insistir na tecla sovada da falta de pudor da maioria dos vereadores, mas em respeito a Câmara enquanto instituição, vou apenas lamentar: quanta falta de bom senso!

18 de agosto de 2009

Jornalista diz porque saiu da Globo

Rodrigo Viana, um dos melhores repórteres da tv brasileira, saiu da Globo há três anos. Como outros colegas, saiu por causa do todo poderoso Ali Kamel. O próprio Rodrigo explica em seu blog Escrevinhador:

"O Ali Kamel que me preocupa é o homem que combate as quotas raciais, o Bolsa-Família e pilota o jornalismo da Globo como se fosse um partido político. Foi contra esse Ali Kamel de verdade que, em 2006, eu e outros colegas nos insurgimos quando trabalhávamos na Globo.
Ali Kamel queria que assinássemos um manifesto, defendendo a cobertura da Globo nas eleições. Isso, sim, seria pornográfico.
No dia em que sai da TV Globo, em dezembro de 2006, enviei uma carta para meus colegas.
O então chefe da Globo São Paulo, um sujeito gordinho e de fala enrolada, ao me ver sentado ao computador, ficou bufando a meu lado: "o que você ainda está fazendo aqui?". "Estou me despedindo de meus colegas", respondi, e enviei a carta pela rede interna de computadores.
Minutos depois, minha senha de computador foi bloqueada. Resolvi ir embora.
Quando cheguei à catraca, meu crachá também havia sido bloqueado. Depois de 12 anos de trabalho na emissora, tive que pular a catraca pra ir embora.
Eu já vi gente ser proibida de entrar em determinados lugares. Mas proibir alguém de sair?".

Se desulpou com a pessoa errada

"Tasso Jereissati pediu desculpas por chamar Renan Calheiros de cangaceiro. Ele deveria pedir desculpas aos cangaceiros por compará-los a Renan".

. Paulo Briguet

Teoria da trairagem pode tirar Serra da disputa?


Na foto, o abraço do "me engana que eu gosto"


Diálogo com um observador da alma tucana.
- Tenho para mim que o Serra não será candidato a Presidente, diz o arguto observador.
- Mas, como, ele é o Juquinha da piada, só pensa nisso, digo, para provocar.
- Você se lembra que ele apoiou o Kassab para prefeito e apunhalou o Alckmin pelas costas, não lembra ? (*)
- Sim, claro.
- Você acha que ele vai largar o governo de São Paulo, essa porcaria, que não vale nada, para entregar ao Goldman e depois ao Alckmin ?
- Sim, mas, e se ele for Presidente ?
- E se não for ?, pergunta o observador da alma tucana.

. Paulo Henrique Amorim (Conversa Afiada)

Nuvens de verão em pleno inverno

18.08.09

O governador Requião vai estar com o presidente Lula nesta quarta-feira, a convite desse. Tem muita gente apostando que o presidente vai pedir ao governador que se alie a Osmar Dias nas eleições de 2010. Requião antecipa: "ir com Osmar, nem pensar".
Mas no fundo, no fundo, Lula quer mesmo é adoçar a boca de Requião, acenando com a possibilidade de um bom acordo político PMDB-PT, em torno da candidatura Pessuti. Quem seria o vice? Ou a vice? Seria Gleisi? Seria Sameki ou seria Vanhoni?
Do encontro de amanhã no Planalto, pode surgir um novo cenário para a sucessão estadual no Paraná. Estamos no inverno, mas na política partidária, as nuvens de verão estão sempre no céu, e mudando suas figuras a cada instante. O que veremos amanhã quando olharmos para o céu? Carneirinhos? Um elefantes? Um tucano gigante ou seria um carcará, aquele que segundo o grande e saudoso João do Vale, "pega, mata e come"?

Isso explica a popularidade do presidente

"Aos olhos da maioria pouco importa o que Lula faz, importa quem ele é".
. Do jornalista Mino Carta

Candidato da gripe?

Milton Ravagnani especula em sua coluna de hoje no O Diário que Antônio Carlos Nardi tem tido destaque de candidato a prefeito. Como secretário municipal da saúde, nada mais natural que ele seja presença obigatória na cobertura local da gripeA. Será que o líder do clã já está vendo no sózia do Ari Toledo uma alternativa para 2012? Para que Nardi se mantenha em destaque até lá, é preciso que circunstâncias desastrosas para a população dê a ele chance de estar sempre na mídia, aconselhando as pesssoas a se cuidarem melhor. Passada a fase da H1N1 o que virá? Se for algo parecido com a dengue, o secretário se desgasta ao invés de capitalizar prestígio. Sinceramente, Nardi é uma pessoa simpática, passa uma imagem positiva de uma administração municipal cheia de problemas, mas prefiro tê-lo como tenho o seguro do meu carro: de importância fundamental,porém mais valioso quando não precisa ser acionado.

A situação constrangedora de profissionais da Record


Claro que a guerra entre Globo e Record produz vítimas. Os telespectadores são os que mais apanham. Mas os massacrados mesmo são os profissionais de vídeo, principalmente os ex-globais que agora estão, por questão de sobrevivência, do lado do bispo. É constrangedora a situação do Celso Freitas ,que atualmente divide a bancada do telejornal carro-chefe da emissora com a também ex-global Ana Paula Padrão (foto). Circula na internet uma montagem do apresentador detonando a Igreja Universal no Globo Repórter e agora, esculhambando a Globo nos telejornais da Rede Record. Não menos confortável é a situação do competente Rodrigo Viana, que já foi global e hoje é um dos principais repórteres da Rede Record. O mesmo acontece com o Carlos Azenha e o Paulo Henrique Amorim, comentarista econômico da Globo em passado recente e hoje,principal âncora da Record. E o que dizer do constrangimento da jornalista que foi aos Estados Unidos entrevistar o patrão sobre as denúncias de lavagem do dinheiro dos fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus?

Roto x esfarrapado

Na guerra Globo x Record (leia-se Edir Macedo x família Marinho) , não dá pra saber quem será vencedor, se o roto ou o esfarrapado.

"Alguém lá em cima não gosta de mim..."

"Está difícil postar essa semana. Como não permitem que eu faça horas extras no HM , tô fazendo um bico na parte da tarde.
Pois é, faltando tanta gente para trabalhar no HM, dá prá entender?

Parece que alguém lá em cima não gosta de mim.

Fazer o que não é?".

. Paulo Vidigal, em seu blog

PS: Paulo Vidigal é combativo, esteve na linha de frente da greve de 2006 e é um desses servidores que o prefeito Silvio Barros jamais convidaria para um café.

17 de agosto de 2009

Um "galo" de crista grande e um porco de coice comprido? Pode ser, mas que nao nos discuidemos nessa hora

Circula na internet um artigo, de autor desconhecido, sobre a gripe A. Lembra da letalidade de doenças de simples cura como a malária, a diarréia e a pneumonia, que matam milhões no mundo e os noticiários disso nada falam. Em seguida nos remete a gripe do frango, que em 10 anos matou 250 pessoas no mundo e encheu as burras de transnacionais de medicamentos, principalmente da fabricante do Tamiflú . O mesmo medicamento não tem pra quem quer agora com a gripe suína, que o articulista chama de “Gripe Porcina” numa alusão a viúva Porcina, que segundo o autor de Roque Santeiro, Dias Gomes, “foi sem nunca ter sido”. Claro que um artigo desses é preciso ser lido com muito cuidado e reservas, porque tudo o que não se pode fazer neste momento é relaxar nos cuidados com a pandemia.Mas que dá o que pensar, isso dá.
E como disse o articulista, se na gripe aviária tinha um “galo” de crista grande envolvido , na gripe suína haveria o que, um “porco” de coice comprido?
E aí vem a grande e inquietante questão:

“Se a Organização Mundial de Saúde se preocupa tanto com esta enfermidade, porque não a declara como um problema de saúde pública mundial e autoriza o fabrico de medicamentos genéricos para combatê-la?”.

Enfim, “prescindir das patentes da Roche e Relenza e distribuir medicamentos genéricos a todos os países, especialmente aos pobres, essa seria a melhor solução”.

Contra fatos não há argumentos

“O embrião do MST no Paraná foi o desemprego dos barrageiros com a conclusão de Itaipú e os camponeses da região inundada pelo lago formado com o represmento do Rio Paraná. Aconteceram então as primeiras ocupações em Querência do Norte, que abrigava grande áreas devolutas e improdutivas. Aliás, que ninguém ouse meter o pau no movimento em Querência. O primeiro segmento a defende-lo é o próprio comércio local. "Ninguém nunca viu dono da fazenda Transparaná nem da Garcia comprar um par de sapato no nosso comércio", é o que se ouve. Os fazendeiros hoje não dormem, mas se esqueceram de que foram os latifundiários os primeiros a aderirem ao movimento pró derrubada de Jango Goulart, através do golpe de primeiro de abril de 64. Dentre as reformas preconizadas por JG, tributária, bancária, política, justamente a que projetava uma reorganização da posse agrária - poucos com tanto e tantos sem nada. Agora, o choro das pitangas. Miremo=nos no exemplo que vem do Chile, onde a produção e a produtividade não dependem da dimensão do sítio".
. Parreiras Rodrigues, ex-O Diário (19 74) e atualmente em Curitiba

Folhas de inverno, barulho de outono


“A foto, de João Ramos de Carvalho, é o resultado das folhas das árvores que foram recolhidas entre sexta e segunda-feira da semana passada no Conjunto Hermann Moraes Barros. A administração cidadã, reclama, há mais de seis meses que não faz a limpeza das ruas, e agora a limpeza das ruas está sendo feita pelos moradores, o que inclui a compra dos sacos plásticos. O problema é que nem todos fazem isso e muita sujeira vai entupir os bueiros”.

. Do blog do Rigon

PS: Agora entendi a lógica da motosserra. Tudo é questão de racionalização de custos: menos árvores, menos folhas nas ruas para a Prefeitura recolher. Talvez por isso, o barulho das Stihl são mais ensurdecedores durante o outono.Faz sentido.

Sei não!

"A Única Propaganda venceu a primeira licitação de publicidade da administração Milton Martini (PP), em Sarandi. Cinco agências disputaram a verba, considerada pequena: R$ 100 mil".
. Do blog do Rigon

PS: Pois é, apenas R$ 100 mil e cinco agências disputando. E como será que funcionam as licitações das verbas publicitárias na "administração cidadã"? Sinceridade, sei não. Será que a Promotoria de Defesa do Patrimônio Público sabe? Sei não!
Se em Sarandi ganhou a Única, qual a META de gastos para todo o exercício de 2009
em Maringá? Sei não.

A candidatura deve vir de cima, mas céu de brigadeiro não garante impossibilidade de inversão térmica


Não é de hoje que venho dizendo aqui neste espaço que o senador Álvaro Dias tem verdadeira obsessão para voltar ao Palácio Iguaçu (em reforma). Moverá céus e terras para ser o candidato do PSDB, que vê no prefeito de Curitiba, Beto Richa, a sua grande estrela. A mim parece cristalino que se Álvaro for candidato, será o governador. As razões são de uma obviedade de doer. Quais seriam os candidatos fortes no cenário com Álvaro? Dificilmente haveria um, porque a candidatura do senador tucano significaria a desistência dos dois principais nomes da cena política paranaense na atualidade: Beto e Osmar. Beto já está sinalizando faz algum tempo, que pode não ser candidato. Agora, deixa definitivamente claro que pretende cumprir integralmente seu segundo mandato de prefeito da capital. Osmar faz charminho, mas nos bastidores não esconde sua torcida para que o irmão Álvaro deixe de lado essa história de querer ser governador novamente. Mas sabe que uma coisa é o que ele deseja e outra é o que Álvaro quer. E como o irmão quer muito suceder Requião, Osmar se convence, enfim, que neste caso, melhor mesmo seria renovar seu mandato no Senado.
Qual o quadro da sucessão com Álvaro Dias na parada? Bem, o PT entrará com tudo na briga, para se aliar ao PMDB com Pessuti na cabeça de chapa, até como forma de preservar um bom palanque para Dilma. Fazendo isso, tira de Álvaro a possibilidade de jogar os aliados do governador Requião nos braços de Serra e assim, poderá ter uma ligeira chance de equilibrar o jogo no Estado.
Mas se este cenário não se configurar, o que restará ao eleitor paranaense? Restará quase nada em termos de opções para governador.
Para o bem do povo paranaense, que o PT então se acerte com o PMDB e infle o balão de Orlando Pessuti. Ou isso, ou teremos uma eleição sem graça, com Álvaro voando em céu de brigadeiro, como fez nas eleições de 1986, em que o seu adversário Alencar Furtado (Lerner na vice) foi apenas um figurante de luxo na disputa.
Aliás, quem conhece Álvaro sabe que seu esforço para ser candidato se dá exatamente por ele vislumbrar este céu sem nuvens. Mas estejam certos: qualquer ameaça de inversão térmica, ele cancela o plano de vôo. E as nuvens só aparecerão se PT e PMDB descerem, cada um da sua soberba, e conversarem feito gente grande.

16 de agosto de 2009

Ouçamos a voz do frei


“Nas três Américas, apenas Brasil e Argentina jamais fizeram reforma agrária. O detalhe é que somos um país de dimensões continentais”.

“Desde 10 de agosto, mais de 3 mil trabalhadores sem-terra se encontram acampados em Brasília para, de novo, alertar o governo federal sobre uma questão que, outrora, foi considerada prioritária pelo PT: a reforma agrária.
O mundo gira, a Lusitana roda, e hoje muita coisa parece virada de cabeça para baixo: quem fazia oposição a Sarney o defende; quem gritava “fora Collor” o elogia; quem exigia reforma agrária exalta o agronegócio. E, apesar das políticas sociais, 31 milhões de brasileiros (as) continuam a sobreviver na miséria. E a violência dissemina o medo por nossas cidades.
A manifestação dos sem-terra reivindica do governo muito pouco, sobretudo se comparado aos incentivos oficiais concedidos a empresas que degradam a Amazônia e usineiros, que, em latifúndios, mantêm trabalhadores em regime de semiescravidão”.
. Frei Betto (O Estado de Minas)

PS: A rigor, o MST é o único movimento social que vai, de fato, pro enfrentamento. Impulsionada pelo comportamento dúbio (e as vezes sacana) da mídia, a elite brasileira move céus e terras para criminalizar o Movimento Sem Terra, colocando-o como síntese da baderna e assim, legitimando o processo de criminalização dos movimentos sociais como um todo. Frei Beto é autoridade para falar do governo Lula, do qual se desligou por discordar dos descaminhos da agenda social antes sonhada.

Enguuulaaaa!!! Digiiiraaaa!!!!



. Pincei a foto do blog da Marta, que a digeriu do blog do Noblat

15 de agosto de 2009

Marina vai a guerra


"A senadora Marina Silva será candidata à presidência da República pelo Partido Verde. Ela já fechou o ciclo de “consulta às bases” no Acre e já ouviu os tardios apelos dos emissários petistas para que não deixe o barco que ajudou a construir.

Concluirá assim um processo de desgastes e atritos com o governo federal que acompanhou seus quase seis anos de ministério do Meio Ambiente, de onde saiu triste e calada, depois de inúmeros conflitos, em particular com a ministra Dilma Rousseff e com o ex-ministro Mangabeira Unger".

. Celso Marcondes (Carta Capital)

PS:Essa candidatura vai dar muito o que falar. Marina deverá ser a grande estrela da sucessão presidencial, mas por outro lado,será alvo de duras críticas de setores da esquerda, que a acusará de atrapalhar Dilma e beneficiar Serra. Quem poderá afirmar neste momento que a ex-ministra acabará inflando o balão do tucanato? Ninguém, certamente. Até porque, é muito cedo e a política, dinâmica como ela só, pode preparar grandes surpresas, inclusive a de Serra naufragar diante do turbilhão de denuncias que advirão contra si; e da própria Dilma, sentindo o gosto amargo do desgaste natural do poder, ser varrida pelo fenômeno acreano. Dois mil e dez é logo ali e fato novo em política é um negócio danado pra provocar ranger de dentes.

Audiência pública com enredo de novela

A “administração cidadã” ainda não conseguiu realizar a audiência pública dos sonhos do super-secretário Guatassara Boeira , aquela de mudança do Plano Diretor. Na verdade, estão tentando encontrar um jeito de fazer uma audiência calma,sem questionamentos, sem nada que coloque em risco o projeto de descaracterização do PD.O objetivo final é claro feito água de mina: viabilizar a expansão do perímetro urbano, avançando sobre as áreas de contenção e ignorando totalmente instrumentos de inibição da especulação imobiliária, como o imposto progressivo e a outorga onerosa.
Iriam tentar de novo na segunda-feira, mas parece que foi novamente cancelada, ficando para o dia 26. Alguem na SEDU estaria psicografando Janete Clair?

14 de agosto de 2009

Sobre o Parque das Grevíleas...

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse:
" .. é o efeito "pica-pau-barrento-de-segunda", Messias, que não canta; só dá silvos... de alegria incontida, quando vê uma árvore tombando na terra que lhe serviu de ninho.

Mas haverá de chegar o dia em que ele não terá sequer um galhinho pra pousar e ali proteger os silvinhos do frio, que sempre vem quando se fica sem.

...quem sabe a avenzinha não ficará no chão, petiscando com os gatos, em grand'amizades, não?

É esperar... o tempo é sábio"

Será?

"Entidades que representam a classe dos engenheiros de Maringá solicitaram aos vereadores que revoguem a Lei promulgada pela Câmara - de autoria de Belino Bravin e Walter Guerlles - que possibilita a regularização de diversos imóveis em Maringá, construídos em desacordo com a legislação municipal".
. Do blog do Lauro Barbosa

PS: Por falar em desacordo será que os engenheiros vão questionar a Cãmara e a Prefeitura também sobre aquele prédio entre o Correio e a Justiça do Trabalho, que tanto agride o Código de Posturas do Município?

Basta se fixar no tabuleiro e acompanhar a movimentação das pedras

Wilson Rezende disse...
"Como tem puxa-saco e viuvas do Alvaro Dias em Maringá, santo Deus dos professores.....".

Meu comentário:
Que fique claro que não sou defensor da candidatura Álvaro Dias, mas faço minhas observações com base em cenários que, a se configurarem, são de resultados previsíveis. Ou alguém tem dúvida que se o senador viabilizar sua candidatura seria quase imbatível? A menos que até a eleição pinte um fato novo, um fenômeno eleitoral inesperado, quem fará frente a Álvaro Dias, sem Beto e Osmar na disputa?
Não precisa ser pitonisa para saber disso. Basta entender um pouquinho da política, desse jogo de xadrez que é a sucessão estadual, para chegar à mesma conclusão.

Mais limão na maionese da sucessão


O presidente do PSB, Eduardo Campos disse ontem de viva voz ao presidenrte Lula que Ciro Gomes será candidato a presidente não mais a governador de São Paulo. Ciro está bem nas pesquisas e a presença dele, de Marina Silva e Heloísa Helena na disputa embola a sucessão de tal maneira, que ninguém sabe o que pode dar.
Com esses nomes, não será possível assegurar que haverá polariza~ção entre Dilma e Serra e que os dois é que irão para o segundo turno. Mas a decisão do PSB e de Ciro Gomes arma um novo cenário para 2010 que pode levar a eleição para um resultado que ninguém poderia imaginar. Já pensou o que aconteceria se esses três pré-candidatos (Ciro, Marina e Helena) , que não podem ser considerados nanicos, decidem se unir?
O presidente Lula está com a pulga atrás da orelha e não é pra menos.

Maringá, no reino da motosserra



Quando foi construída a pista de caminhada em volta do Parque das Grevíleas, aquele local era um bálsamo, um convite ao cooper, motivo de orgulho do maringaense que sempre estufou o peito para falar do verde da nossa cidade. Mas vejam só: o Parque do Ingá está abandonado, num processo de degradação que acabará justificando a privatização; o Horto Florestal, que ninguém sabe se é de responsabilidade da Cia Melhoramentos ou do Município, está às moscas; o Bosque 2, totalmente esquecido; aquela reserva nativa em frente a ABB, desaparece aos poncos, com a estranha morte das árvores, que vão secando misteriosamente. E o Parque das Gravíleas? Bem, quem faz caminhada alí está horrorizado com o que vê. A foto, que pincei do blog do Rigon, é reveladora do apreço que a "administração cidadã" tem pelas árvores da cidade.
Dizem que a estratégia é ir raleando a reserva florestal aos poucos, até que não reste mais grevílea para atrapalhar a construção de um terminal urbano no Fim da Picada.

Temos que nos proteger da gripe A e da paranóia

Fiquei sabendo agora há pouco numa loja do centro, que a direção do Avenida Center teria determinado: o shopping abre mas todos os funcionários terão que usar máscara durante o expediente.
Bem, a coisa está ficando séria demais, não dá pra brincar. Mas as autoridades sanitárias e a mídia precisam encontrar uma forma de conter o surto da gripe A mas conter também o surto de paranóia. Vi numa padaria do bairro onde moro hoje de manhã uma cena reveladora do "sanatório geral" em que estamos vivendo. Um rapaz aí dos seus 25 anos esperava na fila do pão e não conseguiu conter a vontade de espirrar. Num determinado momento, protegeu a boca com a manga da camisa e espirrou. Não deu outra: todos os que estavam alí foram se afastando. O jovem, com incrível presença de espírito, gritou, entre preocupado e irritado com a reação:"Calma gente, estou com alergia dessa poeira danada, por isso espirrei. Não estou nem com a gripe do porco e nem com lepra".

A licitação e a piada do barranqueamento

O promotor Maurício Calache solicitou esclarecimentos sobre o edital de licitação do lixo e imediatamente a "administração cidadã" suspendeu o pregão. O próprio Promotor da Defesa dos Direitos Humanos e Proteção da Ordem Tributária estranhou, conforme deixa implícito em declaração publicada hoje no O Diário:"Não se trata de ação judicial, é apenas um ofício".
A ação da ONG Taspa, de Sarandi, é preventiva. Afinal, persiste o temor de que a licitação de Maringá seja dirigida à vitória da Pajoan, o que significaria destinação das 300 toneladas/dia do lixo urbano de Maringá ao aterro sanitário de Sarandi, administrado pela empresa em questão.
Raciocinemos então: se o simples fato do Ministério Público encaminhar um ofício pedindo informações provocou o adiamento do pregão presencial, seria lícito supor que algo de muito estranho estaria por trás dessa história.
Lendo a matéria do jornal O Diário sobre o assunto, lembrei do saudoso J.B.(Foguinho) Siqueira, que contava piadas com uma graça que nada ficava devendo a Ary Toledo. Foi de Foguinho que ouvi certa feita a piada do cara flagrado pelos amigos barranqueando uma égua. Ao vê-lo no dia seguinte, os amigos combinaram não comentar o assunto, fazer de conta que não tinham visto nada.Porém, como seguro morreu de velho, o "garanhão" se antecipou à esperada gozação, e foi logo se defendendo:"Traçando égua, ó o meu aí!".

13 de agosto de 2009

Álvaro não desiste porque sabe que se for candidato será governador


"Saiu a pesquisa encomendada pela direção nacional do PSDB, atendendo a pedido do senador Alvaro Dias, que não gostou da anterior, feita pelo Vox Populi, na qual perdia por 18 pontos percentuais para seu irmão Osmar Dias.
De acordo com o Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas – Ipespe (do sociólogo Antônio Lavareda – espécie de guru do PSDB e do ex-presidente FHC), o cenário para o governo do Paraná em 2010 com Alvaro e Osmar Dias, sem o Beto Richa, ficaria assim:

- Alvaro Dias 39%
- Osmar Dias 31%
- Orlando Pessuti 8%
- Paulo Bernardo 5%
- Nenhum dos candidatos 10%
- Não sabe 8%

O cenário sem Alvaro e com Beto Richa, ficaria assim, de acordo com a pesquisa Ipespe:

- Osmar Dias 38%
- Beto Richa 36%
- Orlando Pessuti 6%
- Paulo Bernardo 5%
- Nenhum dos candidatos 7%
- Não sabe 8%

. Do blog do Fabio Campana

PS: OS: um tucano amigo acha que não tem para o senador Álvaro Dias que perde de 68 a 12 a disputa interna do PSDB para Beto Richa. Mas venho insistindo não é de hoje que o senador costura sua candidatura a partir da alta cúpula e não é por acaso que o prefeito de Curitiba, que estava tão entusiasmado, recolheu o trem de pouso. Álvaro tem uma baita carta na manga: reúne amplas condições de jogar o PMDB no colo de Serra, o que significaria injeção de espinafre na campanha do “Popaye” aqui no Paraná. O fato é que a candidatura Pessuti não decola e as possibilidades de “cristianização” do vice-governador sao cada vez maiores. Neste caso, o PMDB pode fechar um acordo branco com Álvaro Dias. Candidato, Álvaro não terá adversário, pois Beto estaria fora do jogo e Osmar, também. Então escrevam: se este cenário se confirmar o próximo governador do Paraná chama-se Álvaro Fernandes Dias.

E os servidores?


O servidor municipal da área da saúde Paulo Vidigal alerta em seu blog:

"Hoje uma reportagem na RPC mostrou que em Maringá um serviço odontológico de um posto de saúde deixou de atender porque não tinham máscaras descartáveis. E a falta de máscaras atinge outros setores. Imagine um socorrista do SAMU sendo obrigado a atender um paciente suspeito de H1N1 sem máscara. Preocupante não é mesmo?".
Some-se a isso o fato da superlotação do Hospital Muncipal, que tem atendido uma multidão de pacientes por causa da Gripe A. A situaçao de quem precisa do serviço de saúde pública é preocupante, mas não é menos delicada as condições de trabalho dos médicos e atendentes.

Olha isssssoooooo!!!!!



Gabeira , que quer ser candidato a governador do Rio de Janeiro já está se encarregando de aproximar Marina Silva do tucanato. Se ela vai aceitar esse jogo nao sei, mas de qualquer forma, a candidatura da ex-ministra do meio-ambiente está dando um nó na cabeça da esquerda brasileira. Essa foto do ex-presidente FHC com Fernando Gabeira deixa o ex-guerrilheiro com uma cara de udenista que só vendo.

Marina vem pra balançar o coreto da sucessão

A pesquisa encomandada pelo PV para sondar a viabilidade eleitoral da senadora Marina Silva está tirando o sono do presidente Lula e deixando muita gente da base aliada com a pulga atrás da orelha. O fato é que no confronto direto entre Marina e Dilma, Marina vence em dois cenários. A pesquisa mostra uma coisa interessante: Marina e Heloísa Helena formam uma força de esqerda perigosa para as pretensões petistas. O risco fica ainda maior, porque está provado que Marina esvazia Dilma e assim sendo, aumenta as chances de Serra.
Essa realidade é que faz muitos "verdes" misturar entusiasmo da onda Marina Silva com o constrangimento de, inevitavelmente, ajudar os tucanos. É um dilema e tanto, mas isso se dilui quando percebendo a possibilidade da senadora se transformar na grande sensação eleitoral de 2010, o PV sonha com a rampa do Planalto.
Ainda sobre esta pesquisa, a registrar o fato de que Marina passa Dilma e encosta em Serra no cenário que mostra a desistência de Heloísa e Ciro Gomes, uma possibilidade real.
Lula quer Ciro candidato a governador de São Paulo, para esvaziar um pouco o balão tucano no maior colégio eleitoral do país. Mas diante do funômeno Marina, o presidente ainda tem muito o que conjecturar sobre a sucessão paulista.