30 de junho de 2010

...mas FHC não tinha um Engels em sua vida

"Essa que o TCU está examinando, é verdadeira. O ex-presidente tem um filho morando há 16 anos na Espanha, para que FHC pudesse ser presidente tranqüilo. (Créditos para a TV Globo).
FHC tem outro filho, do relacionamento com uma doméstica, fato que só este repórter noticiou na época. (Dona Ruth desconfiou, demitiu-a). Hoje, mãe e o filho trabalham no Senado, ela como copeira do gabinete de um parlamentar e ele como empregado subalterno na gráfica, ambos com salários miseráveis.
Filho com uma empregada doméstica, foi a forma triunfal que FHC encontrou para se comparar com Marx. Só que a filha de Marx foi cuidadosamente criada e educada por Engels, grande amigo de Marx. Que amigo faria isso por FHC".

. Hélio Fernandes (Tribuna da Imprensa)

Afinal, tudo na política tem seu lado prosáico

-

- Parabéns, Indio! Seu chefe, o Cesar Maia, ele sim é o verdadeiro craque do factóide. Reconheço que tenho muito a aprender.
- Bem senador, acho que não praticaram tiro ao Álvaro, não. O seu problema foram as flechadas na própria aldeia

Pessuti riu por último...


O deputado federal Rodrigo Rocha Loures é o vice de Osmar, indicado hoje a tarde pela executiva do PMDB. Requião foi lá, tentar empurrar o nome de Caíto Quintana. Mas esta ele perdeu pro seu ex-vice e agora governador Orlando Pessuti. Pessuti riu melhor. Inconformado, Requião disse que vai tentar impugnar a chapa.
Bom para Beto Richa, que teve um dia péssimo com a ameaça de debandada do PP, e que neste momento, comemora o racha peemedebista.

John fora, Luizinho Gari na Câmara

O Angelo Rigon, mesmo estado residindo em Brasília, continua "furando" todo mundo. É dele a notícia em primeira mão da cassação do mandato do vereador John Alves:

"A 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná, em julgamento realizado na última segunda-feira, reformou a sentença do juízo da 6ª Vara Cível de Maringá e cassou o mandato do vereador João Alves Corrêa (PMDB), ex-presidente da câmara municipal, por conta da compra superfaturada de laptops, ocorrida há pouco mais de cinco anos. O caso foi denunciado por este blog; cada notebook, que poderia ser comprado parceladamente por R$ 4,6 mil, acabou custando R$ 10,8 mil, pagos antes da entrega. Além da perda da função pública, ele teve os direitos políticos cassados por oito anos e foi condenado a devolver integralmente o valor do dano provocado aos cofres públicos. Os quatro servidores membros da Comissão de Licitação foram condenados a ressarcir os danos, à perda da função pública e tiveram os direitos políticos suspensos por cinco anos".

PS: bem, se a lei do ficha limpa pegar pra valer, John pode esquecer de vez de política. Ao contrário dele, o primeiro suplente do PMDB, o Luizinho Gari, pode comemorar. Nada mal para quem foi demitido da Prefeitura e vinha empurrando pelas ruas um carirnho de recicláveis, ganhar dois anos de mandato.

Quando o mar não está pra peixe...

A candidatura Serra faz água, ainda mais depois de darem um apito ao Indio. No Paraná, o barco de Beto dá sinais de que pode adernar. Isso explica o desconforto do PP de Ricardo Barros na coligação. Todo mundo sabe que tanto o partido quanto seu presidente estadual, jogam sempre para ganhar e quando percebem que a embarcação está ameaçada por um iceberg pula fora. O negócio é usar a bóia e tentar se reaproximar do barco que antes abandonara, mas que no momento parece estar longe de correntes marinhas perigosas.

Pronto para trair de novo ?


"Nesta tarde, por volta das 14 horas, saía do comitê anticrise do PSDB, na Rua Olavo Bilac, 401, no Batel, pisando firme e sem olhar para trás, nada mais nada menos que o presidente estadual do PP, deputado federal Ricardo Barros.
Ninguém me contou essa cena. Eu vi. Passei ali em frente por coincidência. Bem na hora.

Pois bem. Agora eu soube que há uma rebelião gigante no PP. O partido de Barros ameaça deixar da coligação do tucano Beto Richa".

. Do blog Esmael

Corre agora nos bastidores da capital o boato, já registrado pelo blogueiro Esmael Morais, que Ricardo e seu PP teriam sido uma espécie de "Cavalo de Tróia" no ninho tucano.
Bem, o cavalo é de madeira, provavelmente peroba. Haja óleo!!

Osmar quer Osmar na vice



O senador Osmar Dias, ressabiado com Donin, o seu vice na campanha passada, quer interferir pessoalmente na escolha do nome que o PMDB vai indicar como vice. Se tiver qualquer indício de sujeira na ficha, ele diz que não aceita. Por isso, acha temerário um dos deputados estaduais cogitados, principalmente após o escândalo envolvendo a Assembléia Legislativa.
Se depender de Osmar Dias, o vice do PMDB,PDT e PT será outro Osmar, o Serráglio, que ficou com fama de probo depois de atuar na relatoria da CPI do mensalão.

Pode estar aí o diferencial


Informa o blogueiro curitibano Esmael Morais que "o ex-vereador de Curitiba, Paulo Salamuni, deverá ser lançado hoje à noite como candidato ao governo do estado pelo PV.
A senadora Marina Silva (AC), candidata do partido à presidência da República, participará da convenção estadual às 18 horas, na Sociedade Morgenau – salão superior (Av. Souza Naves, 945, Cristo Rei).

. A expectativa do PV é que Salamuni, devidamente ancorado pela candidatura Marina Silva, consiga uma votação na faixa de 8 a 10%. Esse índice seria o diferencial do processo, levando a disputa Beto x Osmar para o segundo turno.

O PV sonha eleger no Paraná 3 deputados estaduais e dois federais".

PS: Em Maringá , o Partido Verde lança a cantora Márcia Mara (estadual) e o advogado
Alberto Abrãao Vagner (federal). O puxador de votos da chapa estadual seria o ex-Secretário Estadual do Meio Ambiente, Lindisley Raska Rodrigues.

Berlusconi provoca $suspiro$


"Com uma certa idade, começo a esquecer as coisas(…)Esta manhã, por exemplo, eu queria fazer sexo com a camareira do hotel e ela me respondeu: 'mas, presidente, nós já fizemos uma hora atrás"!

Essa frase ele disse ontem durante uma recepção de empresários italianos, em São Paulo, após encontro na FIESP.

Mais tarde, segundo edição eletrônica da Folha de S.Paulo, ele afirmou que há uma fila de meninas querendo casar-se com ele".

. Do Blog do Bourdokan

Miséria política

"Vivemos sob o signo da hipocrisia coletiva: é possível fazer um desafio aos moralistas de fancaria que rebolam os olhos, os ombros e os quadris ao lamentar a roubalheira em grande parte do Executivo ou Legislativo, dos municípios à federação. Desafio: em quem eles, moralistas, votam? No deputado e senador que trazem obras para sua região, ou nos candidatos íntegros? Não é preciso responder: a maioria esmagadora vota em quem carrega obras para a sua cidade. E todos sabem que, para conseguir tal feito, o mesmo político é obrigado a abandonar qualquer pretensão ética, moral, religiosa etc. Com a concentração dos impostos no governo federal, chegam as verbas apenas quando se negocia apoio ao mesmo governo. “É dando que se recebe”. Insisto: todos sabem que a “negociação” é imperativa. Daí a hipocrisia quando alguém brada: “eles são corruptos”. Não, caros concidadãos: o país é vendido, no atacado e no varejo, a preço vil. E poucos escapam da corrupção endêmica".

PS: Lendo este texto de Roberto Romano no excelente blog da professora Marta Bellini, lembrei daquela manifestação de protesto contra os atos secretos da Assembléia Legislativa do Paraná, organizado em todo o Estado pela OAB e RPC.E claro, não poderia esquecer também, da ação determinada, e recorrente, da SER e do Observatório Social, contra a Câmara Municipal de Maringá.

Calma Dilma, agora você tem palanque no PR!

Osmar amanheceu candidato. Aleluia!!!



"Senador pedetista terá o apoio do PT, PMDB, PSC e PCdoB na disputa pelo Palácio Iguaçu. Em troca da aliança com os petistas, dará palanque a Dilma no Paraná, independentemente de seu irmão, Alvaro, ser ou não o vice do tucano José Serra".

. Gazeta do Povo

Meu comentário: ninguém é suficientemente independente que não possa ser "enquadrado". Lupi veio de Brasília, a "pedido" do presidente Lula e da presidenciável Dilma e "enquadrou" Osmar, para desespero de Beto e frustração de Álvaro Dias, que dessa forma, deixa de interessar o tucanato nativo como vice de Serra.

Recordar é viver



A revista Mídia & Saúde, do Alderi Rabelo, chegou à edição número 100 este mês. Um feito. Começou como jornal tablóide, editado por ele, Alderi, e pelo Reginaldo Eloi. A história se parece com a POIS É, que editei com o Moscardi, e que começou com esse jornal aí, feito sob encomenda para o diretório municipal do PMDB, presidido pelo vereador Carlos Alberto de Paula (+), em 1985.
O autor da ilustração da capa, que mostra o presidente Tancredo Neves se preparando para tomar posse, foi o talentoso cartunista Kaltoé.A POIS É revista durou 6 anos e tivemos que fechá-la quando Collor confiscou a popuança de todo mundo e perdemos nossos anunciantes.

Estadão viaja na maionese

Em artigo publicado no Financial Times, o presidente Lula disse que pretende continuar lutando pela melhoria da qualidade de vida na América Latina, no Caribe e e na África". Aí o Estadão de São Paulo já meteu manchte:“Após sair, Lula mira posto no exterior”.
O jornal considera que Lula vai deixar a presidência e sair a campo em busca de um cargo internacional de projeção, quem sabe, a secretaria geral da ONU.
O objetivo é claro: tentar fazer crer que a sede de poder do ex-metlúrgico não tem limites.
O autor da matéria é o londrinense Roldão Arruda, irmão de Rose (que assina o livro sobre Richa), de Carlão e do João. Todos os irmãos Arruda são ótimos jornalistas, mas nessa o Roldão viajou legal na maionese.

O Irã pode ser atacado enquanto a bola rola na África do Sul



Informa o especialista em Oriente Médio, Jorge Bourdokan, que barcos de guerra americanos e insraelenses , incluindo porta-aviões, já atravessaram o Canal de Suez a caminho do Irã.É ataque à vista e tudo isso sem nenhuma repercussão na mídia.

Toda a atenção dos veículos de comunicação de massa está voltada para a Copa do Mundo. Uma vergonha!

29 de junho de 2010

Calma gente,até meia noite de amanhã ainda tem muita água passando por baixo da ponte!

Amanhã será outro dia

A escolha de Álvaro Dias para vice de Serra pode acabar se concretizando porque o DEM começa a abrir as pernas. Com a notícia da definição da candidatura de Osmar Dias para governo do Paraná, comandando aqui o palanque de Dilma, é certo que o tucanato nativo deve aumentar a pressão sobre o DEM e sobre a cúpula tucana. Álvaro na vice de Serra pode fazer Osmar voltar atrás pela enésima vez. Como dia 30 é o prazo fatal para homologações, a indefinição do senador do agronegócio tem tudo para voltar antes de raiar o dia .

Saiu a fumaça branca!

O blogueiro mais bem informado dos bastidores da política nativa, Esmael Morais, acaba de informar: "Habemus Papam. O colégio de cardeais definiu nesta noite que Osmar Dias disputará o governo do estado.

A frente política PDT, PMDB e PT foi mantida.

O líder do governo na Assembleia, deputado Caíto Quintana, do PMDB, será o vice do entendimento.

Na coligação proporcional haverá um chapão".

Meu comentário: quanto ao chapão,acho que ainda vai haver muita resistência, principalmente no PT e talvez no PDT. Pela simples e boa razão de que os candidatos a deputado dos dois partidos terão dificuldades tremendas de chegar, concorrendo internamente com peemedebistas que vão para a reeleição e que portanto, estão com suas máquinas azeitadas e seus currais devidamente mapeados.

Tá o pai, não tá o filho!


O pai era um homem de respeito, um político reverenciado e que sempre mereceu cada elogio recebido. José Richa, prefeito de Londrina, governador do Paraná, Senador. O livro biográfico, escrito por dois ex-assessores dele, tanto a Rose quanto o Hélio, jornalistas de ponta e profissionais acima de qualquer suspeita, é um retrato do líder político que o Paraná aprendeu a respeitar, principalmente por seu espírito democrático.
O filho tornou-se uma espécie de pop star, foi prefeito da capital e pode chegar aonde o pai chegou, e talvez até ir além. Mas ouvindo dia desses um discurso dele, pensei logo: "Nem dá pra comparar com o velho Richa". O menino é bem articulado, mas tem um discurso muito vazio, parece orador de cursinho walita, além de andar cheio de senões éticos. Não sou dado a pré-julgamento, mas de jeito nenhum arriscaria dizer que "tá o pai, tá o filho!".

Osmar pode amanhecer candidato a governador

Um trio de peso da política paranaense está chegando neste momento à casa do senador Osmar Dias, em Curitiba, para uma última conversa sobre a sucessão estadual. Depois de receber no início da noite o ministro do trabalho e presidente nacional do seu partido, Carlos Lupi, Osmar está iniciando um um bate-papo com ninguém menos que Gleisi Hoffmann, Ênio Verri e o governador Orlando Pessuti. O quadro da sucessão pode amanhecer esta quarta-feira pintado com cores definitivas e não mais surrealistas.

Raul faria 65 anos



. por José Chuves Filho (blog do Zé Beto)

Quem achava que Raul Seixas nasceu há dez mil anos atrás se enganou. Ele nasceu há 65 anos atrás, no dia 28.06.45, e teria completado 65 anos ontem. Raul é um dos artistas mais extraordinários que este País já teve. Soube fazer rock, baião, frevo, samba, marcha de carnaval, bolero, música brega – sempre com a mesma irreverência e com letras brilhantes. Fez o primeiro clipe colorido da história do Brasil, com Gitã, para o programa Fantástico. Também é dele a música-tema do especial “Plunct Plact Zoom”, da Globo. Nunca, porém, se deixou levar por modismos, nunca se corrompeu e nunca fez questão de adular ninguém, razão pela qual era odiado pelos executivos das grandes gravadoras. Certa feita a polícia de Curitiba prendeu um rapaz que se apresentava como se fosse o Raul - e que de fato era muito parecido com ele. O rapaz levou uns cascudos, abriram processo, aquele rolo. Os executivos da gravadora vieram triunfantes dar a notícia ao Raul pela prisão do “pirata”. O Raul simplesmente tirou uma fotocópia autenticada do seu RG e mandou para o rapaz com um bilhete: “… Meu chapa, na próxima vez que a polícia te prender, apresenta este documento e diga que você sou eu mesmo. Pode dar seus shows e ganhar sua grana à vontade.” Outro engano é achar que ele só foi bom nos anos 70. Nos 80 ele ganhou mais 2 discos de ouro e seu último disco, “A Panela do Diabo”, em parceria com Marcelo Nova, produzido quando ele já estava quase consumido pela doença hepática, ainda traz pelo menos duas obras primas: “Carpinteiro do Universo” e “Pastor João e a Igreja Invisível”. Aliás, o título do disco, “A Panela do Diabo”, e a faixa “Pastor João e a Igreja Invisível”, geraram a fúria da ala fanática dos evangélicos, que chegaram a promover protestos contra o disco. Assim foi Raul Seixas. Incomodando com sua arte do início ao fim. O início, o fim e o meio. Raul foi embora no dia 21 de agosto de 1989.

Deadline

Os partidos pequenos que se coligaram com o PSDB nas majoritárias e também nas proporcionais estão ameaçados de não conquistarem vaga nennuma, nem na Câmara Federal e nem na Assembléia Lsgialativa. Ocorre que no chamado "chapão da morte", só se elege quem fizer um caminhão de votos e muitos do partido do governador farão, também por disporem de estrutura e caminhões de dinheiro.
O mesmo ocorrerá com os partidos menores que se aventurarem numa aliança com o PMDB que, não por outra razão, tenta atrair o PT para a sua teia "papa vagas".
Seja como for, esta quarta-feira é o dia D. Ou as coligações se fecham amanhã ou não haverá mais remédio e nem tempo para vacilações.Este é o deadline, ou linha da morte, como prefere o meu amigo Arcídio.

Cadê você, Florisvaldo?

Por que será que o blog do Flores, um dos cabeças do PT no Estado, está surdo e mudo com relação as marchas e contra-marchas da sucessão estadual, principalmente da candidatura Osmar Dias?

Ela pode garantir o segundo turno


A candidata do PV, Marina Silva, está caminhando devagar e sempre e com perspectivas ótimas de crescimento. Ela deverá fazer a diferença, ser o ponto de equilíbrio da disputa, que sem o PV na parada seria definida no primeiro turno, ou para um lado ou para o outro. Ao analisar as últimas pesquisas hoje na cidade de Santos, a senadora do Partido Verde mostrou otimismo:
"Sabemos que já avançamos e avançamos muito. Esses 9 ou 12% de acordo com os institutos de pesquisa são muita coisa para começar e tenho absoluta certeza que à medida que há a exposição das propostas, as pessoas vão cada vez mais perceber que nós constituímos como uma alternativa para o Brasil em todos os aspectos".

O DEM vai ou o DEM fica? Afinal, quem quer a companhia do DEM?

Acabou agora há pouco a reunião dos capa preta do PSDB com todo poderoso do desgastado DEM. O assunto era a vice de Serra. A primeira parte da reunião acabou sem definição. Os Democratas não querem Álvaro Dias compondo a chapa pura tucana e o presidente do PSDB, Sérgio Guerra, com FHC a tira-colo, bate o pé em favor de Álvaro. Se o DEM ficar fora da aliança com Dilma não vai,pois o partido é um dos mais ferrenhos adversários do governo Lula. Iria com Marina? Será que o PV se sujeitaria a uma aliança dessa só por causa de uns minutos a mais na televisão? Não acredito.
Fora da aliança com os tucanos, os Democratas ficam num mato sem cachorro e a candidatura Serra dá um passo perigoso na direção do alagadiço.

Nada de "reco-reco", nada de gambiarra



O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, o todo poderoso do PDT, está neste momento em Curitiba tentando "enquadrar" o senador Osmar Dias, a pedido do presidente Lula e da candidata Dilma. É uma missão difícil, porque Osmar vive, até de maneira angustiante, uma crise existencial danada, dessas de pelar o sabugo. A ordem é essa: ou Osmar vira candidato da coligação PDT/PMDB/PT ou sai Senador em carreira solo, mas sem se aproximar do tucano Beto Richa. Lupi já desembarcou avisando: se não conseguir convencer o senador Osmar Dias a disputar o governo do Paraná, não irá permitir "reco-reco” ou “gambiarras” do PDT paranaense com os tucanos.

É pra valer? Parece

O Conselho Nacional de Justiça quer que os tribunais de justiça dos estados encaminhem as lista dos fichas sujas para os respectivos TREs. O objetivo é a aplicação rigorosa da lei do ficha limpa já nessas eleições. Vai ter ranger de dentes aqui por essas bandas. Ah se vai!

O estado de espírito de cada um



Saiu nova pesquisa sobre as eleições presidenciais, a da Vox Populi: Dilma Rousseff (PT) tem 40% das intenções de voto e José Serra (PSDB) tem 35%. Marina Silva (PV), 8%.

O detalhe mais importante é o da espontânea, onde Dilma coloca iguais 5 pontos na frente do tucano. A espontânea é a sondagem da consistência, porque nela o eleitor fala em quem vai votar, sem que o pesquisador lhe apresente o disco com os nomes dos candidatos. Os institutos consideram o voto da espontânea, voto consolidado.É aí que o bicho pega e é aí que se apega Dilma para rir à toa, enquanto Serra só aparece nas fotos de senho franzido ou , quando muito, com sorriso amarelo.
Mas o presidente Lula, do alto da sua experiência de vencedor, mas também de perdedor (perdeu três eleições seguidas) pede calma aos companheiros do PT que, entusiasmados, dão mostras de entrar no clima do já ganhou. E quem está acostumado ao embate eleitoral sabe que é aí, exatamente aí, que mora o perigo.

Lukas, genial como sempre

Livre pensar...

A candidatura de direita de Beto Richa pode ter o empresário João Destro (PPS) como vice.

Ele sim, o verdadeiro pai


Itamar Franco, o verdadeiro pai do Real, faz aniversário hoje. Completa 80 anos. Será que Fernando Henrique, que foi trazido de volta dos Estados Unidos pelo então presidente da república, apenas para colocar sua assinatura na cédula, ligou para dar parabéns?

Enganaram o Mário?

"Os 3 milhões e 500 mil reais que a Câmara economizou em 2009 e que foram repassados à prefeitura para ampliação do Hospital Municipal, conforme o combinado, ainda não foram investidos e nem sem tem notícia alguma de seu paradeiro. Mário Hossokawa está fulo, para não dizer outra coisa, com o Executivo".
. Do blog do Lauro Barbosa

PS: Nada estranho, nada surpreendente em se tratando da "administração cidadã".

Passado incômodo


Se Álvaro Dias for mesmo o vice de Serra, as imagens de repressão a professores vão estar no horário eleitoral, com certeza. A cena em preto e branco é da cavalaria do governo Álvaro Dias (1987-1990)partindo pra cima de professores grevistas em frente ao Palácio Iguaçu. Serra também mandou descer a madeira em professores paulistas. Como quem apanha não esquece, dá pra imaginar o que vai acontecer no correr da campanha.

3a. via a caminho

Informa o blogueiro curitibano Esmael Morais que o senador Osmar Dias está agora tentando encontrar uma saída honrosa para o imbróglio em que se meteu com tanta indecisão. A saída seria buscar uma candidatura própria, tipo terceira via, com o PPS de Rubens Bueno e outros partidos menores. Assim, evitaria o confronto com o irmão Álvaro, que pode vir a ser vice de José Serra.
Se isto acontecer, será ótimo para o processó eleitoral do Paraná. Teríamos então três candidatos de ponta: Beto, Osmar e Pessuti. Aí a eleição passaria a ter graça, com a certeza do segundo turno.

Candidata corta-luz


Renata, filha de Rubens, do PPS das "mãos limpas", poderá ser candidata a governadora. Ela é vreadora em Curitiba e pode ser homologada amanhã, numa convenção que deverá se arrastar até sair a definição do outro lado, que não sabe se vai de Pessuti ou de Osmar. Se Osmar for candidato a governador, Renata vai para a disputa, como tentativa de equilibrar o jogo, claro, a favor de Beto Richa . Ela faria o que no futebol se chama de corta-luz. É mais ou menos assim: o jogador vai no lance, mas deixa a bola passar de propósito para quem vem de trás bater pra gol.

28 de junho de 2010

Plano B do PT é Nedson. Pode crê!

Os petistas continuam sonhando com Osmar Dias no chapão com PDT,PMDB e PT, agregando à coligação vários outros partidos menores, como PC do B. Mas como Osmar vai-não-vai, embora possa acabar fondo, melhor é se previnir com outra alternativa. É o Plano B, que prevê a candidatura própria de Nedson Micheletti. Logo ele, que saiu tão em baixa da prefeitura de Londrina?
Sinceridade, sou mais a Lígia Pupato e, quem sabe, Vanhoni. Até o Samek daria um resultado eleitoral menos decepcionante.

Álvaro, Beto, Serra e o alagadiço

Informa, com o coração cheio de alegria, o blogueiro richista Fábio Campana: "A crise deflagrada entre o PSDB e o DEM, que ameaçou romper a aliança com o presidenciável tucano José Serra, deve chegar ao fim nas próximas horas, com o recuo dos democratas e a consolidação da chapa puro-sangue da oposição na disputa pelo Planalto".

Meu comentário: Se a chapa se viabilizar , Álvaro fica devendo esta pedra a Beto Richa, que luta com determinação para afastar o senador Osmar Dias do seu caminho. O raciocínio dos tucanos é que Beto será nomeado, porque passa a ter na sua frente apenas Pessuti e meia dúzia de candidatos nanicos, que em termos de potencial eleitoral, nada poderão fazer para levar o jogo para o segundo turno.Talvez Paulo Salamuni, do PV, tenha condições mínimas de viabilizar o segundio turno, caso haja equilíbrio na polarização.
Mas tem um detalhe: o entusiasmos de quase 5 mil peemedebistas com o nome de Pessuti na convenção de domingo, pode significar oxigênio na campanha do governador e desse oxigênio, pode pintar surpresa.
Uma coisa é certa: se definida a chapa pura do PSDB, com Álvaro na vice, Serra corre o risco de ter acelerada sua caminhada para o alagadiço. Escrevam isso: as imagens de cavalos pra cima dos professores em frente ao Palácio Iguaçu vão estar no horário eleitoral para o Paraná rever e o Brasil inteiro ver.

Déficit da previdência: que mentira que lorota boa!

De Nogueira Lopes, Tribuna da Imprensa:

"O governo vive a alegar que a Previdência está em déficit e por isso não pode reajustar condignamente as aposentadorias e pensões. Mas não existe déficit, nunca existiu. Quem faz essa espantosa revelação é a Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip).

Todo ano, os auditores divulgam um importante trabalho, denominado Análise da Seguridade Social, e desmontam essa mentira do déficit da Previdência Social. O mais recente levantamento da Anfip mostra, por exemplo, que de 2000 a 2008 houve superávit total de R$ 392,2 bilhões, pois esta foi a diferença entre o total das receitas da Seguridade Social e o total das despesas.

Ainda segundo os auditores fiscais da Receita, no primeiro semestre de 2009 a Previdência teve superávit de R$ 20,04 bilhões, ou seja, arrecadadas todas as receitas de custeio e pagas todas as despesas com assistência social, previdência e saúde, sobrou todo este dinheiro".

Pessuti vai para o ataque

O governador Orlando Pessuti acha que a matéria da Veja, chamando-o de "fantasma da Assembéia" é coisa de tucano. Ele esclareceu hoje que é funcionário concursado da Emater , num cargo que foi colocado à disposição da Assembléia Legislativa do Paraná. Porém, está licenciado, sem remuneração. Irritado, ele acha que tem bico tucano nesse angu e por isso, prepara ação de reparação de danos contra a revista e pensa também em acionar o tucanato, na pessoa de Beto Richa, o maior beneficiado com essa história.

Valei-me São Salvador Dali!






O quadro sucessório no Paraná é surralismo puro. O PMDB faz uma convenção que decide que não há nada decidido; Osmar Dias, por quem o PMDB requianista espera, decide que não quer decidir; o PT espera a decisão do PMDB e de Osmar para decidir o que não sabe o que exatamente. E enquanto isso, Beto Richa faz campanha e infla o balão do senador Álvaro Dias, que se chegar a vice de Serra tira o irmão Osmar da disputa no Paraná, facilitando o caminho do tucano, que espera voar em céu de brigadeiro.
Álvaro é detonado pelo DEM, que quer a vice de Serra e acha, com boa dose de razção, que o senador Álvaro Dias não agrega lhufas à candidatura do o ex-governador de São Paulo. E por isso pratica tiro ao Álvaro, que não está nem aí com tanta "frechada".
O PT ameaça (ou é ameaçado?) com a candidatura própria, que seria de Nedson Micheletti, que saiu da prefeitura de Londrina com o ibope abaixo do roda-pé. Até porque se o PMDB insistir com a coligação na proporcional, melhor para os candidatos a deputado é mesmo com candidatura própria, porque esta seria uma aliança pra lá de trapalhona, onde o PMDB entraria com o pé e o PT com a bunda.
Que quadro é esse? Nunca vi nada parecido na política paranaense. Pintá-lo é missão para algum artista que consiga incorporar o espírito de Salvador Dalí

Dona Regina Pessuti, sem meias palavras


Foto: Rodolfo Bührer/GP (Blog do Esmael Morais)

A propósito da matéria da Veja, de que a esposa do governador Orlando Pessuti seria funcionária fantasma da Assembléia Legislativa, dona Regina escreveu:

"Nunca escondi de ninguém que sou funcionária da Assembléia, inclusive sempre conto nas reuniões que promovo com mulheres de vários setores, mostrando que sempre tive participação ativa na vida do meu marido, embora nos bastidores. Embora o muito provável orquestrador desta reportagem insita em colocar no seu brinquedinho favorito -ultimamente ele não tem muita ocupação- eu nunca mandei e não mando no meu marido. Apenas o amo apaixonadamente, muito diferente dele que não conta nem com o amor do cachorrro da casa!"

. Um doce para quem adivinhar o endereço do torpedo

27 de junho de 2010

Que forçação de barra!

"Osmar gantiu ao irmão Alvaro que não será candidato se ele for vice de Serra
O senador Osmar Dias, do PDT, voltou a afirmar para os seus correligionários, aliados e amigos que se sente impedido de ser candidato a governador caso se confirma a candidatura de Alvaro Dias, seu irmão à vice-presidente da República na chapa de José Serra".

. Do blog do Fábio Campana

Pelas barbas do profeta! Essa conversa de Álvaro vice de Serra é coisa plantada no ninho tucano do Paraná, para evitar que Osmar Dias saia candidato contra Beto, na coligação com PMDB e PT. Só não ver quem não quer. Álvaro acreditou, porque isso afaga o seu ego, como bem observou o Akino Maringá no site do Rigon.
O senador do agronegócio pode até se decidir pela reeleição, mas continua em dúvida ante a pressão que sofre da direção nacional do PDT, do presidente Lula e do próprio PMDB. De certa forma, essa conversa do seu irmão na vice de Serra também lhe faz bem ao ego e se por ventura viabilizada, já que em política até boi pode voar, lhe colocaria numa posição muito confortável para dizer Não ao chapão. O resto é conversa fiada.

O PMDB decidiu que nada está decidido


O governador Orlando Pessuti discursa na convenção do PMDB, que não homologou sua candidatura e nem definiu que caminho seguirá: delegou poderes à Executiva para decidir a parada até o dia 6, data fatal para a oficialização das candidaturas perante a justiça eleitoral. O PMDB ainda espera por Osmar Dias e espera pela decisão do PT em se coligar nas proporcionais. Quanto a Osmar, isso ainda pode acontecer. Quanto ao segundo acordo, isso é quase impossível. Por uma simples e boa razão: uma aliança formal nas proporcionais é boa para o PMDB que tem uma chapa forte, inclusive com 17 candidatos à reeleição. Para o PT seria um desastre, porque o cacife eleitoral sobe muito, tanto para federal quanto para estadual. O resultado é que nesse quadro o PT corre o risco de não eleger quase ninguém para a Cânara Federal e ninguém, literalmente ninguém, para a Assembléia Legislativa.
Por exemplo: o PT poderá eleger um deputado estadual com até 20 mil votos. Na coligação com o PMDB, dificilmente implacaria algum candidato com menos de 45 mil votos. O próprio Ênio Verri passa a correr perigo.

O recado

"Duas posibilidades p/ o PMDB : ser coerente ou inteligente. A inteligência mantém vivo o partido. A coerência pode ser o óbito precoce".
. De Requião em seu twitter

A leitura a ser feita dessa alfinetada é a seguinte: Pessuti seria a coerência e Osmar, a inteligência.

Continua tudo como d´antes...


Se tudo pode mudar nos próximos cinco minutos quanto mais nos próximos 5 ou 6 dias. A convenção do PMDB como era de se esperar não decidiu pela candidatura Pessuti, preferiu deixar tudo em aberto, porque Osmar Dias muda de idéia a cada hora e ainda é o candidato dos sonhos de Requião e do presidente Lula. A novela, que parece ter sido escrita por um discípulo de Janete Clair, ainda vai longe.

26 de junho de 2010

E a zorra continua

Osmar Dias chegou até o meio da tarde candidatíssimo a governador. Depois anunciou que teria desistido. Pessuti anunciou que convocaria coletiva da imprensa para anunciar a candidatura própria do PMDB.Depois voltou atrás e decidiu continuar a conversa com Osmar. Como a noite é uma criança, é possível que Osmar amanheça candidato. Ou não. Que Pessuti veja o Sol desse domingo raiar, como candidato. Ou não.A convenção do PMDB começa às 9 no Shopping Estação, mas se a zorra continuar, é possível que os convencionais decidam simplesmente dar poderes à Executiva para que as negociações continuem até o dia 6, prazo fatal para registro das candidaturas.

Reviravolta aos 45 do segundo tempo

Informa o site Bem Paraná que neste momento o governador Orlando Pessuti está na sede do PMDB anunciando que é candidato a governador. O anúncio sepulta de vez a aliança PDT-PMDB-PT.Osmar seria candidato avulso ao Senado e, devido a verticalização anunciada pela cúpula do seu partido, que apóia Dilma, ele não pode subir no palanque de Beto Richa.

Vai uma maionese aí?


Está claro que o nome de Álvaro foi indicado a Serra para vice pelo tucano Beto Richa, que assim desmontaria a aliança PDT-PT-PMDB no Paraná. Com Álvaro vice de Serra, Osmar não seria candidato e Beto só teria Pessuti pela frente. Poderia ser uma quase nomeação, na avaliação do ex-prefeito de Curitiba. Mas deu chabu, porque Álvaro não agregaria um só voto para a chapa de Serra, visto que o Sul é onde o tucano ainda se sobressai. Além disso, a chapa pura afastaria aliados importantes do tucanato, como o DEM.
Durante algum tempo, o blog richista de Fábio Campana viajou legal na maionese.

Tem mulher que namora e tem burro empacador...


- Prepare-se pra cantar o "Pagode em Brasília" no meu palanque, Pessutão.

Espera-se a fumaça

Pessuti e Osmar Dias estão reunidos para definir a formação da chapa PDT,PT e PMDB, com Osmar governador. Tem muita gente aguardando a fumacinha branca.

Seguro morreu de velho


- Estamos juntos nessa Osmar, mas vê lá o que vai fazer com o MST!O Zumbi está de ôlho em nós dois!

Prá frente é que se anda e se joga.

A última vez que o Brasil cruzou com o Chile em Copa do Mundo foi em 1998, na França. A seleção treinada por Zagalo venceu de 4 a 1 o Chile de Zamorano e Salas. Este Chile, embora com menos estrelas, parece mais forte, mais compacto do que aquele que jogava no ataque e se descuidava da cozinha. Mas o técnico Bielsa reconhece que o Brasil é uma seleção forte e temida em qualquer circunstância.
A gente que gosta de um futebol bem jogado e fica meio de cara com esse excesso de cuidados defensivos do Dunga, torce para que de agora em diante, ele não se encante mais com as tais "goleadas de 1 a 0" que marcaram a "Era Dunga" (90 e 94). Dá tristeza lembrar aquele futebol medíocre do Lazarone e burocrático, absolutamente sem graça, do Parreira, mesmo tendo sido tetra. Por outro lado, dá saudade lembrar as seleções de Telê Santana (82 e 86), apesar dele ter abolido definitivamente os pontas, hoje substituídos pelos tais alas, eficientes no ataque, mas sem a beleza do drible.
Tudo bem que essa é a nova cara do futebol mundial, o futebol milionário das bolsas de valores, que sobe no mercado de ações na medida em que é eficiente, vitorioso. O espetáculo que se dane. Os exemplos de Garrincha, Pelé, Di Stéfano, Didi e outras referências da belaza plástica dos campos, viraram fumaça.
A propósito, o futebol da mãe África começou a encantar o mundo há quadro copas atrás com habilidade, porém muita ingenuidade. A ingenuidade continua, mas a habilidade sucumbiu no novo jeito de jogar dos irmãos africanos, que perderam a graça quando suas estrelas maiores migraram para grandes clubes europeus.
Prá frente Brasil!!!

25 de junho de 2010

Osmar já fala como candidato a governador


O senador Osmar Dias afirmou agora há pouco que será candidato ao governo do estado em qualquer circunstância, "pois eu costumo cumprir os meus acordos e compromissos”.
Hoje a tarde ele teve mais uma reunião com o governador Orlando Pessuti, que já jogou a toalha. O acordo PDT, PT e PMDB, está fechado, só falta acertar a questão das proporcionais, que o PMDB exige, mas o PT e o PDT não desejam.

DEM não quer Álvaro

O DEM não aceita Álvaro Dias na vice de Serra. Se o pSDB insistir na chapa pura perde o apoio do Democratas. A irritação do deputado Ronaldo Caiado, vice-presidente do partido, ecoou como um zumbido de abelha nos ouvidos do candidato a presidente.Alguém tem dúvida de que essa conversa de Álvaro na vice de Serra não passou de factóide?

Assim caminha a humanidade

Álvaro Dias foi convidadado no início de 1989 para ser vice de Collor. Recebeu o governador de Alagoas com desdém no Palácio Iguaçu. Eleito, Collor devolveu a desfeita, ligando para Dias e soltando uma sonora gargalhada ao telefone. Agora em 2010, Álvaro está de novo na mídia, como provável vice-presidente, de Serra. Dessa vez ele quer, e quer muito. Mas dificilmente seu querer será satisfeito. Pela simples e boa razão que dois sulistas numa chapa pura é suicidio político. O todo poderoso do tucanato Sérgio Guerra, com aquela cara de peixe morto, pode ser tudo, menos imbecil. Minas de Aécio não aceitaria, o Nordeste e o Norte do País se encarregariam de afundar de vez a candidatura tucana. Então, pode tirar os zóios, como diria Dolírio, um mineiro de Mantena, muito amigo do meu pai na década de 60.
Em não sendo Álvaro vice de Serra, Osmar se despe do "anus glicose" e anuncia sua candidatura ao governo do Paraná, em coligação com PMDB e PT. A Pessuti, restará o sonho do Ministério da Copa de 14.

?????????????


Informa Fábio Campana em seu blog que "fontes ligadas ao senador Osmar Dias informaram há pouco que ele decidiu transferir o anúncio de sua candidatura ao governo para a semana que vem. Aguarda decisão sobre a vice de José Serra para o irmão Alvaro e também a convenção do PMDB, que deve rachar ao meio no debate sobre aliança com o PDT e o PT.
Nem os políticos do grupo de Osmar suportam tamanha indecisão".

Diante dessa última informação, o PMDB vai para a convenção de domingo disposto a homologar o nome de Pessuti, mas com Requião com a faca entre os dentes, tentando conduzir o partido a uma convenção inconclusa. Fulo com a indecisão de Osmar e irado com a determinação do seu ex-vice e agora governador em ser candidato, Requião olha para o horizonte e vê embassado o seu futuro político. Sim, porque se Osmar se decidir pelo Senado, Requião terá dois adversários de peso na luta por duas vagas, e ainda com um quarto (Ricardo Barros), correndo por fora. Sem Osmar na parada, sua tentativa de voltar ao Senado vira mamão com açúcar. Portanto, Requião é a malagueta que promete tornar a convenção de depois de amanhã, um prato muito ardido para o Pessutão.

A imagem da decadência


Vão longe os bons tempos em que o Grêmio Esportivo orgulhava o maringaense, conquistava títulos e fazia história. Hoje, o futebol de Maringá, vangloriando-se de participar com dois times na terceira divisão do estadual, está nas mãos desses dois aí. O glorioso "Galo do Norte" era da cidade, do povo. Esses dois grêmios aí são do Zebrão e do Aurélio Almeida.Quem te viu e quem te vê, ehim Maringá? Quanta decadência!

24 de junho de 2010

Osmar pode desembarcar candidato ao governo hoje em Curitiba

Delegados do PMDB, que veem à convenção de domingo (27), prometem aprovar a candidatura própria de Pessuti e colocar um ponto final na agonia que já dura semanas.

“Vamos marchar para Curitiba com cinco ônibus da região de Maringá”, revelou Humberto Crispim, um dos coordenadores da convenção do partido.

Crispim disse que os peemedebistas do interior do Paraná desejam que Pessuti dispute o Palácio Iguaçu.

Delegados partidários da região de Cascavel, no Oeste, também ameaçam sublevar-se em prol da candidatura própria.

Segundo o governador, ficaram estabelecidos cinco pontos no entendimento que ainda não foram cumpridos pelo senador Osmar Dias. A saber:

A cor da chita pode ser outra

Se depender do presidente do PMDB de Maringá Umberto Crispim, Pessuti põe água no chopp de Osmar Dias na convenção programada para domingo. A demora do senador e a sua pouca disposição em cumprir um acordo celebrado esta semana em Brasília, está deixando as bases peemedebistas e o próprio governador, impacientes. Ou Osmar sai da moita imediatamente ou corre o risco de ter que disputar o senado em carreira solo, com possibilidades reais de ficar sem mandato.Me diz um delegado, que não parece nem um pouco disposto a ir a Curitiba para aplaudir Osmar Dias: "estão enganados com a cor da chita".

Dr. Indecisão

"Osmar Dias desiste de desistir da desistência e adia adiamento de decisão adiada para a semana que vem" .

. Do blog do Flores do PT

23 de junho de 2010

Neutralidade e oportunismo

O PP decidiu: não apóia nem Dilma e nem Serra nas eleições presidenciais. Quem fez o anúncio foi deputado Ricardo Barros, presidente estadual do partido. Que ninguém imagine que é uma neutralidade meritória, por discordar de um ou de outro programa. Trata-se de uma neutralidade oportunista, de quem espera estar bem com quem vencer, para continuar tirando uma casquinha na vaca profana de divinas tetas.

Pessuti pode chutar o pau da barraca


O governador Orlando Pessuti está injuriado com a demora de Osmar Dias, que nem kh e nem sai da moita. Irritado, Pessuti teria ligado agora há pouco para um blogueiro da capital se dizendo disposto a convocar uma coletiva e anunciar que é candidatíssimo a governador e que portanto, renunciaria a sua pre-disposição de renunciar em favor do senador.
A irritação do governador é que ontem a noite ficou tudo acertado em Brasília que ele sairia de cena e em troca:

1 - Indicaria o vice-governador na chapa do senador Osmar Dias (PDT);

2 – Indicaria a primeira suplência de Gleisi Hoffmann (PT);

3 – Indicaria a primeira suplência de Roberto Requião (PMDB);

5 – Seria feita a coligação na proporcional entre o PMDB, PDT, PT, PSC, PRB, PCdoB, PR e PRTB.

Como até agora nada aconteceu, Pessuti estaria a fim de chutar o pau da barraca.

Osmar espera o apito final

“Estou pronto para a disputa. Só falta acertar a aliança”, escreve o senador Osmar Dias em seu twitter, onde ele já havia enfatizado:"o prazo vai até 30 de junho".

A leitura a ser feita disso é que ele não desce do muro antes de quarta-feira que vem, prazo fatal para convenções partidárias. Na verdade, ele vai esperar o juiz colocar o apito na boca, erguer os praços e então, antes encerramento do jogo, ele grita: "Sr. juiz, páre agora! Porque sr. juiz, já sei o que quero e que decisão vou tomar". Como a convenção do PMDB é domingo, fica a expectativa: será que o partido vai homologar a candidatura Pessuti pela metade, deixando aberta a possibilidade de ainda negociar com Osmar Dias, no soar do apito? Essa não parece ser a disposição das bases beemedebistas, que vão de todo o Estado para Curitiba, sonhando com a candidatura própria.

E cadê a palavra final?

Blogs e sites enfronhados na cobertura da sucessão estadual informavam ontem a noite que só faltava a palavra final de Osmar Dias para PMDB, PT e PDT fecharem a aliança com Osmar governador, Requião e Gleisi, senadores e claro, a desistência de Pessuti, provavelmente em troca de um Ministério num eventual governo Dilma Roussef.
Mas até agora não tem palavra final, porque Osmar exige Gleisi como sua vide. E Gleise não quer e o PT não abre mão da disputa de uma vaga no Senado. O impasse , então, continuava até agora há pouco.
A novidade é a decisão da Executiva Nacional de vetar o apoio de Osmar Dias a Beto Richa. Essa verticalizaççao branca é que pode definir o quadro e obrigar o senador do agronegócio a sair imediatamente do muro.
Uma vez efetivada a aliança com Osmar Governador, a disputa no Paraná fica polarizada entre os dois grupos, um requianista e outro de origem lernista. Aí vamos ter uma diusputa sem graça, com possibilidades remotíssimas de segundo turno. E quem poderá vir a fazer a diferença, possibilitando o segundo turno será o candidato do PV, o ex-vereador de Curitiba Paulo Salamuni. Que cenáriozinho mais besta, sô!

22 de junho de 2010

Um verdadeiro parto

PT, PMDB e PDT continuam reunidos em Brasília para tentar dar um desfecho à novela Osmar Dias. Mas tá difíicil. Osmar não abre mão de Gleisi Hoffmann como sua vice e o PMDB não aceita aliança se não houver uma amarração também para as eleições proporcionais. O PT não concorda nem com uma coisa e nem com outra. Do jeito que as coisas caminham, nem Lula terá condições de forçar um acordo. Só Jesus Cristo e olha lá.

21 de junho de 2010

Vão recusar o convite?

A coordenadora do Observatório das Matrópoles de Maringá, professora Ana Lúcia Rodrigues convida:
- Gostaria de convidar o Observatório Social para realizar o monitoramento fiscal do investimento completo dos recursos, bem como dos processos licitatórios para as execuções dos mesmos [recursos federais], não apenas para o projeto Parque do Japão, mas para algumas outras obras do Executivo maringaense: i) Contorno Norte; ii) Parque Trópico de Capricórnio; iii) Novo Centro (desde o início); iv) Vila Olímpica (Velódromo); v) PAC Santa Felicidade; e todos os demais com investimentos acima de 1 milhão de reais. O Observatório das Metrópoles se compromete a trabalhar junto realizando o monitoramento do impacto social dos investimentos.

. Pincei o convite do site do Rigon

Há uma pedra no meio do caminho...


Tá no Hora H News: "O projeto Ficha Limpa, que proíbe a candidatura de condenados pela Justiça, comemorado por grande parte da sociedade brasileira como uma importante conquista da cidadania, provocou choro e ranger de dentes no candidato do PP ao Senado Ricardo Barros.

Se a nova lei entrar em vigor com todo o rigor que se espera, Barros poderá ser um dos atingidos e não poderá disputar o Senado. Condenado por improbidade administrativa devido a contratações irregulares de servidores quando prefeito de Maringá, Barros aguarda com ansiedade uma definição mais precisa de como será aplicada a nova legislação sobre os fichas sujas como ele.

O Ministério Público de Maringá, porém, já comunicou à Procuradoria da Justiça Eleitoral que Ricardo Barros deve ter o registro da sua candidatura impugnado, por sentença condenatória do Supremo por ato de improbidade administrativa".

A novela continua

PMDB, PT e PDT farão uma nova tentativa de convencer o senador Osmar Dias a ser candidato a governador. As cúpulas estaduais e nacionais dos três partidos estarão reunidos hoje em Brasília para discutir a questão, provavelmente com a presença do próprio Osmar Dias, que ainda não sabe se vai para o Senado com Beto ou se disputa a sucessão estadual com o PMDB e o PT ao lado. Nunca se viu tanta indecisão em pessoa como agora. Virou motivo de piada. Dizem os gozadores de plantão, que até 2014 Osmar decida o que quer.

20 de junho de 2010

Suspiros lusitanos


Por Ademar Bogo
Da coordenação nacional do MST
.
Se um suspiro, leve e lusitano
Zumbir nas almas das nações imensas
É o comunista que para além das crenças
Silenciosamente da vida física se dispensa.
Vai pessoalmente viver a eternidade
E olhar de perto na tez do criador
Que pelas criaturas foi subjugado
E obrigado a justificar o horror.
Irá verificar que as guerras entre os deuses não existem
Pois são apenas conflitos da existência
Que os homens criam e põe-se a conflitar
Pedindo a Deus que tome providências.
E faça sempre o mais forte vitorioso
Abençoado pelas cruéis vitórias
Para deixar nos livros registrados
Os escritos que reflitam a superior memória.
Tudo o que disse são sobre os seus dilemas
Ficam como dizeres formulados
Se não dava nem acreditava em conselhos
É porque queria vê-los por conta experimentados.
Os próprios passos seriam os conselheiros
E os conselheiros caminhantes e aprendizes;
Se os erros deveriam ser experiênciados
Com os acertos formariam matrizes.
Era a crença de um apaixonado
Que a si mesmo o saber se concedeu
Porque acima de todas as verdades
Acreditava que não existe o absoluto ateu.
Por sobre as oliveiras e as corticeiras
Versos e letras irradiarão verdades
A qualquer tempo virarão consciências
E viverás nos povos em forma de saudades.
Assim abrimos o tempo enlutado
Para purgar a dor do prejuízo humano
Se no passado choramos escravizados
Hoje, nossos suspiros também são lusitanos*.
.

Cacife $ do vice

Beto Richa ainda nao escolheu seu vice, mas corre nos bastidores que deverá ser Joel Malucelli, do DEM. O nome de Malucelli não tem nada a ver com cacife eleitoral, que ele não tem,mas ao cacife financeiro do empresário, que não é pequeno.
Por falar em Joel Malucelli, não será surpresa, se num futuro próximo ele não acabar sendo o dono do sistema de água de Maringá.
O silêncio sobre o vencimento do contrato de concessão da Sanepar é total, a "administração cidadã" está calada e cheia de mistérios sobre o tema, apesar de haver relatório de uma comissão formada pela Câmara Municipal que recomenda a criação de uma agência municipal reguladora, para regular não só o serviço de água, mas também a concessão do transporte coletivo urbano.
Acho que o Observatório Social e a SER, tão zelozos do erário, deveriam puxar a discussão sobre esses dois assuntos. Que tal, ehim?

Requião acha que Osmar já desistiu do governo

“Romanelli: Osmar Dias já definiu sua posição no tabuleiro. Será candidato ao Senado apenas. Nunca antes alguém teve tantas condições, mas desistiu.”

. Requião em seu twitter, naturalmente com preocupação. Com Osmar na parada, a eleição dele Requião para o Senado fica mais difícil. Serão três nomes fortes correndo atrás de duas vagas: o próprio Requião, Osmar e Gleisi, com Ricardo Barros correndo por fora.
Podem acreditar:a eleição para o Senado no Paraná vai empolgar mais do que a de governador

19 de junho de 2010

Ô Osmar, vai kh ou vai sair da moita?

Diz-me com quem andas que te direi quem és

Dor de cabeça com os "nanicos"

"A eleição presidencial neste ano terá 13 candidatos, sendo que 7 têm direito de participar de eventuais debates promovidos por emissoras de rádio e de TV: PT, PSDB, PV, PTC, PSOL, PT do B e PHS. Cinco emissoras já anunciaram debates antes do primeiro turno: Bandeirantes (5.ago), MTV (10.ago), RedeTV! (12.set), Gazeta (14.set) e Globo (28.set). As emissoras buscam um acordo para que os debates sejam realizados só entre os três primeiros colocados nas pesquisas. Os nanicos seriam compensados com entrevistas separadas em datas diferentes, mas alguns já disseram que não aceitam".

. Do blog do senador Álvaro Dias

PS: no caso da sucessão estadual no Paraná, seria interessante ver o candidato do Psol num debate. O Avanilson, advogado maringaenses, é muito bom e certamente apimentaria os debates. Ele já recebeu convite para o da Band.
Se houver debate na disputa do Senado, será mais interessante ainda. O deputado e candidato ao Senado Ricardo Barro teria que encarar, frente-a-frente, o combativo Timossi, uma versão atualizada do Timbó.

18 de junho de 2010

O leão pisca pras grandes fortunas. Só pisca por enquanto

A deputada Luciana Genro (Psol-RS) conseguiu a proeza de aprovar na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara um projeto de lei complementar que taxa as grandes fortunas. E o que é mais importante: de maneira progressiva. Patrimônio acima de R$ 2 milhões cai na mira do leão, ainda banguela por causa do seu apetite desmedido pra cima dos salários e ganhos de prestadores de serviços.
Nada mais compatível com a realidade mundial , se considerarmos que não há um só país desenvolvido que deixe de taxar as grandes fortunas. Basta ver que Inglaterra dos lordes , os castelos são abertos à visitação pública, a fim de poder pagar seus impostos.

Em outros países da Europa o imposto chega a ser draconiano, como é o caso da França, onde os ricos precisam distribuir seus bens a herdeiros antes da morte, porque senão o imposto leva tudo.

Tenho minhas dúvidas de que a proposta da deputada chegue a ser aprovada e vire lei. Mas pelo menos ela possibilita a retomada do debate.

A étitca na lógica da estética



. Pincei do blog do Pedrialli

Lula vai ao ataque

Informa Fábio Campana em seu blog que "neste momento o deputado federal Angelo Vanhoni está reunido com Osmar Dias no escritório do senador. Traz uma proposta ampliada do presidente Lula para que Osmar Dias seja candidato a governador e arme o palanque de Dilma Rousseff no Paraná".

Valeu, Marly!



"Na sessão desta quinta-feira a vereadora Marly deu uma “catracada” no Observatório Social. Cobrou ação da Ong na luta que ela desempenha, há anos, no esclarecimento de denúncias de irregularidades no município, dentre as quais, o superfaturamento – de milhões – nas obras de rebaixamento da linha férrea do Novo Centro e do Contorno Norte, apontadas em relatório do TCU. Recentemente ela esteve no órgão acompanhando o andamento dos processos. Marly contou que além destes dois escândalos, outro – também volumoso – se avizinha. É o da construção do Anel Viário Sul – Contorno Sul. E pasmem. A obra sequer saiu do papel e a prefeitura já teria pago um milhão e meio de reais pelos projetos. Como diria aquele famoso apresentador de TV: Loucura, Loucura !!! E enquanto isso o Observatório só fica rondando a Câmara".
. Do blog do Lauro Barbosa


PS: Meu caro Lauro, eu também estou esperando uma posição do Observatório Social e da SER sobre os desvios éticos ocorridos frequentemente na "administração cidadã". O silêncio é sepulcral.
Outra coisa: como será que o Observatório Social e a SER vão se posicionar com relação aos candidatos ficha suja? Será que vão propor a colocação de painéis com os nomes dos fichas sujas locais? Duvideodó.

Márcia Mara é verde


Márcia Mara , espécie de versão atualizada de Nalva Aguiar, é verde. Vai ser candidata a deputada estadual pelo PV. Nunca a vi cantar, mas dizem os apreciadores da música sertaneja que é uma boa intérprete. A vi discursando pela primeira vez dia desses num encontro de lideranças regionais do Partido Verde, para o qual fui convidado pelo meu dileto amigo Abrão Vagner, pré-candidato a deputado federal.Márcia falou de meio-ambiente,de desenvolvimento sustentável, de Marina Silva, de biodiversidade, do planeta, de injustiça social. Me impessionou, positivamente.

Morreu Saramago, o cara


Morreu o escritor português José Saramago, um dos maiores nomes da literatura contemporânea, vencedor de um Nobel (1988) e de um Prêmio Camões.
Era tido como criador de um dos mais sólidos universos literários pessoais do século XX. Além de escrever muito Saramago era um crítico mordaz das injustiças sociais. Morreu aos 87 anos esta manhã na sua residência em Lanzarota, nas Ilhas Canárias.

Em "Caim", seu mais novo romance , José Saramago, bate em cristãos e judeus com muita ironia e palavras duras. Em cerca de 200 páginas do livro, espalham-se embates quase filosóficos entre Caim e seu criador, no qual um discute a capacidade do outro de julgar ou ser julgado. Saramago era o cara.

Lula e o retrato de Dorian Gray


Um pintor que se apaixona pelo seu modelo, venera a sua obra e tenta moldar-se ao que transpõe para o quadro. Mas há na obra uma espécie de culto à imortalidade, sorbetudo à eternização da beleza física, ou seja, da eterna juventude. Mas há que se condenar os vícios do poder desmedido, da ostentação e da prevaricação, sempre camuflados pela simpatia de um discurso bem articulado, de um jeito afável de ser, de um semblante sereno, mas de enganosa sabedoria e honradez.
E olhe que estão sempre chamando a atenção dele para os perigos que se escondem atrás dessa muldura. Mas enfeitiçado, Lula não consegue se desfazer do retrato, que de maneira perceptível a todos, mas imperceptível a ele, mancha a sua biografia.
Mas Lula tem um trunfo: a perspectiva que Dorian Grey tinha, de que o quadro possa envelhecer, mas ele Lula, continuar eternemente moço, preservando seu rosto jovem para 2014 e 2016.
Que o Maranhão não nos leia.

Tá na Gazeta do Povo de hoje

"TRE dá continuidade a processo de suposto caixa 2 de Beto Richa"

"Tribunal nega recurso para arquivar a denúncia, que pode resultar na cassação de Luciano Ducci e na impugnação da candidatura de Beto Richa".

. Tem luz amarela piscando no ninho tucano da capital

O vai-e-vem de Osmar em rítimo de Janete Clair

"Pressionado de todos os lados, o senador Osmar Dias (PDT) adiou mais uma vez o anúncio de sua decisão sobre a candidatura ao governo do Paraná. A conversa com o PMDB e o PT progrediu a ponto de o governador Orlando Pessuti (PMDB) admitir a retirada da candidatura ao governo (leia mais na página 4) para possibilitar a construção do palanque único para a ex-ministra Dilma Rousseff no Paraná. Porém, no momento decisivo, Osmar, inesperadamente, refluiu".
. Do Paraná Online

Meu comentário: o problema é que antes da batida do martelo o senador conversou com Beto Richa e ouviu dele que Osmar seria louco se confiasse na lealdade da cúpula peemedebista. Beto disse com todas as letras que Osmar não teria o PMDB por inteiro e ainda por cima, correria o risco de se tornar alvo da metralhadora de Requião, mesmo sendo candidato a governador pelo PDT e com um vice do PMDB. Essa novela ainda tem alguns capítulos pela frente. Nem Janete Clair iria tão longe

Vai que é tua Humberto!

Informa Milton Ravagnani em seu blog que o vereador Humberto Henrique (PT) é um dos representantes paranaenses na 4ª Conferência Nacional das Cidades que começa neste sábado em Brasília.
A conferência é o principal forum de discussão dos problemas urbanos, dos crimes que se comete nas cidades em nome do desenvolvimento. Crime como o que a "administração cidadã" está cometendo em Maringá, com a destruição do principal patrimônio histórico ainda existente nesta cidade (a rodoviária velha) e com o assassinato do Plano Diretor, por meio de audiência pública fajutada.
Espero que o Humberto, sem dúvida o melhor vereador de Maringá nas últimas duas legislaturas, ocupe a tribuna e denuncie os cirmes de lesapátria que a administração pepista vem praticando na cidade que se fez canção.

A justiça se fez

“Fui assassinada. Minha vida tinha sido apagada, extinguida pouco a pouco, lentamente, quadro após quadro difamatório criado na internet. Como palha, frágil que somos, fui sendo queimada viva. Minha vida foi se desintegrando. Perdi tudo: emprego, moral, amigos, dinheiro. Hoje vi que existe um Deus soberano, acima de todas as coisas”.
Da colunista social de Maringá, Rose Leonel, sobre a condenação do ex-namorado Eduardo Gonçalves, que divulgou fotos íntimas do casal na internet.

A traquinagem do PP não vingou

O TSE decidiu, finalmente, que a lei do ficha limpa atinge quem já tinha condenação de segunda instância. O PP de Ricardo Barros conseguiu aprovar uma emenda mandrake do senador Francisco Dorneles, tirando do texto a expressão "os que tenham sido condenados" e colocando "os que forem condenados". A lei foi aprovada assim e sancionada assado pelo presidente Lula. Felizmente, caberia ao Tribunal Superior Eleitoral decidir a parada. E decidiu ontem que os já condenados por um colegiado de juízes estão inelegíveis.
A essa hora, tem muita gente alí pelas bandas da Vila 7 com a pulga atrás da orelha. Pode haver ranger de dentes.

17 de junho de 2010

Osmar, ainda atrás da moita

O Senador Osmar Dias ainda não saiu da moita. Esperava-se que hoje seria o dia D. Não foi. O quadro da sucessão estadual continua igual, com Osmar sendo assediado por petistas, pmdebistas e tucanos. Hoje surgiram pelo menos dois cenários diferentes: num, Osmar seria candidato ao senado com o grupo de Beto Richa; noutro, iria para governador em dobradinha com o PMDB, que convenceria Pessuti a renunciar. No final da tarde surgiram outras hipóteses, como esta: Osmar seria candidato ao Senado ao lado de Requião e atrairia o PP, com Ricardo Barros na vice de Pessuti.Confusão pouca é bobagem. Osmar ainda não *(...) e nem saiu da moita.

Ênio Verri deixa peemedebistas irados

Ênio Verri disse hoje no programa do Pinga Fogo que o governador Pessuti deve desistir da candidatura para apoiar Osmar Dias. E Osmar, claro, fecharia a dobradinha PT-PDT, com o PMDB puxando o grande carro alegórico. Neste caso, Requião e Gleisi estariam juntos na disputa pelo Senado. Peemedebistas da região viram a entrevista e ficaram irados, alguns até, soltando fogo pelas narinas.

Na hora da onça beber água

A Executiva do PDT está reunida neste momento para decidir que rumo tomará o senador Osmar Dias nessa campanha eleitoral. E , com certeza, anunciará ainda hoje a decisão mais aguardada do meio político paranaense nos últimos tempos. O resultado da eleição vai depender muito do que o PDT anunciar. Se Osmar for para a reeleição , o cenário estadual será um. Se ele sair para governador, o cenário será outro, complemantnte diferente.
Na verdade, se a opção do senador do agronegócio for por tentar renovar seu mandato por mais 8 anos, dificlmente teremos segundo turno no Estado. Se for o contrário, teremos segundo turno e Beto Richa passará a correr sérios riscos.
Uma coisa é certa: Osmar sofre pressão de todos os lados. Mas a pressão maior é da pópria executiva do PDT, que sonha com o deputado Augustinho Zucchi na vice de Beto Richa.
Esta é a hora da onça beber água para três concorrentes a duas cadeiras no Senado. O ex-governador Requião deve estar suando frio; Ricardo Barros esfrega as mãos, andando de um lado pra outro e Gleisi faz figa. Todos, evidentemente, torcendo para Osmar Dias se decidir pela sucessão estadual.

Cenário provável

Na conversa que teve com o governador Pessuti na noite de terça-feira o senador Osmar Dias teria manifestado seu descontentamento com o PSDB, que anda dando como certa sua aliança com Beto Richa. Hoje de manhã Osmar externou publicamente esse descontentamento, chamando o deputado Rossoni de irresponsável, por insistir na tecla da chapa Osmar-Ricardo dentro do ninho tucano.
A avaliação feita por Pessuti a chegados seus, é de que Osmar deve decidir hoje pela candidatura a governador. E nesse cenário, haveria um acordo para que PMDB e PDT estejam juntos no segundo turno.
Não é possível que Osmar Dias continue porolongando essa agonia do ex-governador Requião, que sonha com Osmar governador, porque será um adversário forte a menos na luta por uma das cadeiras do Senado.
Sem Osmar, Requião espera nadar de braçada e cresce as chances de Ricardo Barros. Se bem que eu particularmente duvido que RB vença a petista Gleisi Hoffmann.

Quem dá mais?

Num dia Osmar conversa com Dilma, noutro com Serra. De manhã fala com Lula, de tarde com Sérgio Guerra. De noite se encontra com Pessuti, de madrugada com Requião e ao amanhecer toma café com Beto Richa. Mas de hoje não passa, ou ele Ford ou sai de Sinca.

16 de junho de 2010

Dia D. Será?


Ontem a noite Osmar Dias esteve com Pessuti. Hoje vai estar com a cúpula do PSDB. Osmar é candidato a governador ou a senador? O PT de André Vargas ainda espera por ele, Requião sonha com a desistência de Pessuti em favor de Osmar e Beto Richa faz das tripas coração para segurar o senador do agronegócio na sua chapa, disputando as duas vagas do Paraná no Senado junto com Ricardo Barros.
Fábio Campana sustenta, em seu blog, que hoje é o dia D, para o noivo mais cobiçado dos últimos anos na política paranaense.

15 de junho de 2010

Um novo Donin na vida de Osmar?

Osmar Dias vai mesmo ser anunciado candidato ao Senado na chapa de Beto Richa junto com Ricardo Barros. Há quem diga que Barros será uma espécie de Deli Donin para Osmar. Lembrando: Donin foi vice de Osmar em 2006 e, dono de uma enorme folha corrida, acabou comprometendo a eleição do candidato a governador.

Agora imagine só: o Requião ,que vai precisar rebolar para conquistar uma cadeira no Senado,partindo pra cima da chapa tucana e do próprio Osmar,devido a sua nova companhia.

Onze titulares do time dos fichas sujas

O site "Congresso em Foco" divulga a lista dos 11 deputados federais, considerados os principais fichas sujas do Paraná. Veja:
Abelardo Lupion, Alceni Guerra, Cassio Taniguchi, Dilceu Sperafico, Fernando Giacobo, Luiz Carlos Setin, Alfredo Kaefer, Eduardo Sciarra, Odílio Balbinotti,
Ricardo Barros e Hidekasu Takayama.

Teolino fez escola

Na convenção do PMDB o folclórico Pedro Teixeira fez voto pra caramba. Dez pra ser mais exato. E ainda teve o direito de discursar por 40 minutos. Requião, que era o anti-postulante à vaga, fez 96 votos , contra 596 de Michel Temmer, que não disputou o direito de ser candidato à sucessão de Lula, mas de José Alencar. Enfim, o "PMDB velho de guerra" vai para mais uma eleição presidencial como coadjuvante. E entrará para a história do folclore político brasileiro, graças ao desempenho do discípulo do Teolino Mendonça.

14 de junho de 2010

Verticalização desverticalizada

O PDT fechou com a candidatura Dilma e emitiu nota de que o partido deve apoiar a candidata do PT em todos os Estados. Mas a verticalização não vale para o Paraná, onde o senador Osmar Dias vai para o Senado na coligação Beto Richa, o que significa dizer que estará no palanque de José Serra.
E o ? Nacionalmente também fechou com Dilma mas no Paraná , acompanha o lernismo, subindo no palanque de Beto e por via de consequência, no de Serra. E o que será que vai dizer o presidente nacional Eduardo Campos, que fritou Ciro Gomes para se aliar ao PT? Essas saladas de fruta mostram que a política brasileira pode conter tudo, menos coerência. Não é Quinteiro?

Gleisi em Sarandi

A pre-candidata ao Senado pelo PT, Gleisi Hoffmann vai estar depois de amanhã em Sarandi. Ela tem encontro com as bases às 15 horas na Câmara Municipal. Quem me manda o comunicado é a amiga Helena Silva, uma petista de primeira hora.

13 de junho de 2010

Blogs progressistas contra a malandragem oficial, e coisa e tal...

Vai ter um encontro nacional de blogueiros progressistas. Será em São Paulo e os blogueiros, de bolsos vazios, farão tudo na base da permuta no Hotel Tulip, Alameda Santos. Espera-se que a Associação Nacional dos Jornais dê uma forcinha. Afinal,os sites dos jornais também estão "contaminados" pela blgosfera...que prospera.
A propósito, o blog é , para nós jornalistas utópicos, um espaço, certamente o único, onde colocamos nossas posições, sem censura econômica, sem medo de ser felizes.
A idéia do encontro é do Carlos Azenha (ex-Globo) e atualmente na Record (Blog Vi o Mundo).
Viva os blogs progressistas, que não colocam comida na mesa, mas dão um alívio danado na consciência e a agradável sensação de que o jornalista pode sim externar, via universo online, toda a sua indignação contra a malandragem oficial, contra o malandro federal, com gravata e capital; contra o malandro com status social, e coisa e tal...

Acredite se quiser


Está na página da UOL:
"Pedro Teixeira, militante do PMDB, reclama que sua candidatura à Presidência da República foi sumariamente desconsiderada pelo partido. Mesmo assim, ele compareceu à convenção nacional do PMDB em Brasília, em 12/06/2010, e viu a coligação com o PT ser aprovada, com Dilma Rousseff (PT) candidata à presidente da República e Michel Temer (PMDB) a vice-presidente".
Pasmem: alguém sabe quem é Pedro Teixeira? Andou por muito tempo aqui por Maringá piquareteando anúncios para as várias revistas que fazia junto com Teolino Mendonça, cuja presença folclórica na política se resumiu a Curitiba. Sem entrar no mérito das publicações (O Tempo era a mais conhecida), Teixeira nem pode ser chamado de folclórico, como folclórico é seu ex-colega e chefe Teolino. Diz coisas desconexas,tem complexo de Dom João VI, já se comparou a Roberto Marinho, desdenhou Silvio Santos.
Esse é o Pedro, grande Pedro, que que chega a ganhar espaço na mídia nacional, se confrontando com Michel Temmer e roubando espaço de Requião. Morro e não vejo tudo.

11 de junho de 2010

O pau vai cair a folha

Chega às bancas amanhã a edição da revista Carta Capital, que traz uma explosiva matéria do repórter Leandro Fortes. Ele faz uma espécie de resenha do livro de Amaury Ribeiro Jr - "Nos Porões da Privataria" , a ser lançado depois da Copa.
Amaury não só lançará o livro como entregará ao Ministério Público Federal os documentos sobre as privatizações escabrosas do governo FHC e com relatos sobre as ligações perigosas entre Serra e Daniel Dantas.

"...uma escolha lamentável"


Ricardo Barros está sendo tratado pelo colunismo político de Curitiba como uma espécie de estranho no ninho tucano. Sua candidatura ao Senado é mal vista por 9 entre 10 analistas sérios, pela simples razão de que trata-se de um político invertebrado. Por exemplo: durante o governo FHC ele foi líder na Câmara dos Deputados. No govenro Lula, virou vice-líder e aliado de primeira hora do governo petista. Mas bastou sentir que a fonte estava secando, voou para o ninho tucano de Beto Richa. Não sem antes passar uma rasteira no senador Osmar Dias, que ele queria candidato a governador, para que seu caminho ficasse menos congestionado.
Escreve o site Hora H News: " O novo malabarismo de Ricardo Barros é muito ruim para o Paraná sob vários aspectos.Para começar, tira da disputa ao Senado qualquer vestígio de nitidez ideológica ou programática que a disputa poderia, já que é uma figura ambivalente, de grande oportunismo e absoluta falta de convicção".

Depois, porque além dos danos que sua presença vai causar ao processo político e as opções do eleitor, a adesão oportunista de Ricardo Barros ao PSDB tira do páreo dois candidatos com maior merecimento e credenciais para disputar o posto: Flávio Arns e o deputado federal Gustavo Fruet".

Conclui-se a partir das várias análises feitas por jornalistas sensatos da Capital que : A decisão de trocar Barros por Fruet é lamentável. Afinal, ressalta o Hora H News: "Ricardo Barros representa aquele tipo de político com falta de convicção em qualquer coisa que não seja o próprio interesse e as vantagens mais rasteiras. O eleitor não é visto como um cidadão, mas como um cliente que precisa ser agradado com vistas à próxima eleição apenas."

O TC vai dar uma mão. Vai?

Informa Fábio Campana que "depois da confirmação do TSE sobre a aplicação da Lei da Ficha Limpa já para as eleições deste ano, vem aí a lista de inelegíveis do Tribunal de Contas do Paraná".

A lista será divulgada nos próximos dias , o que significa dizer que já tem político, atuais e ex-gestores públicos, com a pulga atrás da orelha. Cabe uma observaçãozinha singela com relação ao TC: o Tribunal de Contas do Paraná é um órgão de análise de contas e em muitos casos, coloca na lista de inelegíveis, administradores públicos que tiveram problemas técnicos em suas prestações de contas. Aí nivela esses com casos de gestores que meteram dinheiro público no próprio bolso. Por isso, essa lista do TC/PR deve ser vista com reservas. Já a condenação de segunda instância na justiça comum, aí é outro papo.

Ficha suja, missão para a SER e o Observatório Social

Afinal, a lei ficha limpa vai valer para as condenações anteriores ou só para quem for sentenciado a partir da data da promulgação da mesma? Se prevalecer esta última hipótese, aí será o fim da picada. A mudança, que permite dupla interpretação foi proposta pelo senador Francisco Dornelles, do PP, partido de Ricardo Barros, que só por coincidência, já é sentenciado de segunda instância. Nada casual né?

Quem terá que decidir esta parada será o TSE, o mesmo tribunal superior que determinou a validade imediata da da lei originada de emenda popular. Toamra que o bom senso continiue prevalecendo naquela corte de justiça.

Bem, caso a lei da ficha limpa não atinja condenações anteriores, seria de bom alvitre que as entidades representativas da sociedade civil expusesse em grandes parneis, os nomes dos condenados. No caso de Maringá, acho que a campanha contra os fichas sujas poderia ser liderada pela SER e pelo Observatório Social. Mas é preciso dar nome aos bois, viu Ariovaldo? Viu Cesar Moreno? Viu Marcelo Henrique?

10 de junho de 2010

Aleluia!!!

O TSE decidiu que a lei da ficha limpa vale já para as eleições desse ano. Então, "ficam inelegíveis por oito anos, além do período remanescente do mandato, aqueles que cometeram lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito. Antes, eram três anos".
Será que já tem luz amarela piscando num certo endereço da Av. Prudente de Moraes, em Maringá?

Osmar volta para o muro

A direção nacional do PDT acaba de colocar água no chopp de Beto Richa. A ordem lá de cima é apoiar Dilma para presidente em todos os estados, o que inviabiliza o acordo Osmar Dias-Beto, já praticamente fechado. Essa decisão da cúpula pedetista bota um pouco mais de pimenta no processo sucessório paranaense, onde o quadro está prestes a sofrer nova alteração. Do jeito que ficou, Osmar deverá recuar e aceitar sua missão de se coligar com o PT, sendo ele o candidato a governador.
A convenção estadual do PDT, que se não me engano ocorrerá hoje, não vai decidir bulhufas, apenas dará plenos poderes para a executiva negociar as alianças. Assim, Osmar continuará na posição que mais gosta: em cima do muro.

9 de junho de 2010

O PT ainda sonha com Osmar

Vejam o que escreveu em seu blog o Flores, um petista de peso dentro do Diretório Regional:

"Preconizada pelo PT-Nacional, a união PT-PMDB-PDT com vistas ao palanque forte para Dilma começa a se definir em Minas Gerais. Lá, o companheiro Pimentel abriu mão da candidatura ao governo para disputar o Senado. Hélio Costa será o candidato único do campo popular-democrático. No segundo maior colégio eleitoral do país, a coisa demorou, mas está praticamente resolvida.

Já no Paraná, a coisa caminha para uma possível volta do lernismo na figura de Beto Richa. Que os ventos soprem pro outro lado, faz parte da democracia. O que temos é de impedir que isto aconteça, nem que, a princípio, muitos se pareçam com uma biruta de aeroporto.

Com isso, quero dizer que o próprio senador não demonstra grande entusiasmo em voltar ao Senado ou ‘fechar’ com aqueles que o traíram. Caso contrário, Osmar já teria se bandeado na primeira diferença com o PT. No entanto, o reme-reme continua. É sinal que não estão esgotadas todas as possibilidades.

O PT deve insistir até o limite e apostar todas as fichas nesta aliança. No entanto, não é possível falar em grande aliança se Pessutti se mantiver candidato".

PS: Osmar candidato a governador é a grande aspiraçãod e Requião, que assim tiraria um forte candidato ao Senado do seu caminho. Mas se depender do Pessutão, vai todo mundo lamber sabão.

PMDB mulher na convenção nacional

O PMDB Mulher de Maringá tem presença garantida na convenção nacional do partido, dia 12 em Brasília. Elas não vão como delegadas, mas irão para bater palmas para Michel Temmer, que será sacramentado como vice de Dilma. Daqui, vão Marlei Cardoso (presidente), Vânia Teixeira, Irma de Oliveira, Maria do Socorro e Denise de Oliveira.
Além de aplaudir Temmer elas assistirão, ao vivo e a cores, o discurso do ex-governador do Paraná Roberto Requião, que mesmo sem chances, pretende azucrinar um pouco o presidente nacional do PMDB, mantendo sua pré-candidatura a presidente da república.

Alberto na homologação de Marina

O PV oficializa amanhã em Brasília a candidatura da senadora Marina Silva a presidente. Alberto Abrão, presidente do PV de Maringá e pré-candidato a deputado feeral estará presente.

Morro e não vejo tudo

Adversários na política regional, chegando ao ststus de inimigos em alguns momentos, Odilio Barbinoti e Ricardo Barros vão estar junto nessas eleições. Ricardo seria a segunda opção de Balbinotti para o Senado , mantendo Requião como a primeira, postoq ue ele Odílio, poertence ao PMDB.
Quem acompanha a política maringaense sabe que os dois sempre se atritaram. Ricardo chegou a ser apontado como o responsável pelas denúncias que afastaram Odilio do Ministério da Agricultira. Mas segundo o bem informado Angelo Rigon em seu site, Odílio fechiu apoio a RB.

O xadrez da sucessão estadual

O PT continua esperando por Osmar Dias mas Osmar Dias já bateu martelo com o PSDB, formando uma coligação muito forte, com Beto para governador, Osmar e Ricardo Barros para o Senado. De quebra, Osmar terá o direito de indicar o vice.
Enquanto isso, o PT deixa de stand by o nome do ex-prefeito de Londrina Nedson Miqueletti, que saiu da prefeitura em dezembro de 2008 com a popularidade abaixo do nível de um roda-pé.
O PMDB, por sua vez, espera o PT, única alternativa que restou para uma aliança mais encorpada. Sem Osmar, Nedson não vira. Mas o PMDB pode virar, com o PT dando o vice e garantindo um palanque razoável para Dilma Roussef no Estado.

8 de junho de 2010

Indefinição no PMDB

Os blogs e os jornais online ainda não repercutiram a reunião do PMDB realizada ontem a noite em Curitiba. Mas até onde fiquei sabendo, o governador Pessuti não apareceu e o ex Roberto Requião teria deitado falação contra a candidatura própria e a favor de uma aliança com o PDT de Osmar, para derrotar Beto Richa. Os deputados estaduais e federais do partido estão divididos e parece que vão convidar Pessuti para uma reunião de emergência ainda hoje.

Todos contra a corrupção

Os diários secretos da Assembléia Legislativa do Paraná vão estar na boca do povo nesta terça-feira. A OAB organza manifestações de protesto contra o escândalo da AL em todo o Estado. Em Maringá, começa às 17h30m em frente ao SINCOMAR e termina ao lado da Rodoviária Velha, onde haverá concentração das 18 às 19hs.
Apoiam a menifestação dezenas de sindicatos de trabalhadores e patronais, entidades de classe ,inclusive a ACIM. Lembrando que O Movimento começou há um mês e a ele já aderiram 434 entidades e 859 empresas .

7 de junho de 2010

Quinteiro e Ricardo, enfim juntos


Olha só: o PSB do Quinteiro vai de Ricardo Barros para o Senado. O acordo está fechado, como mostra a foto, que peguei no blog do Fábio Campana.Quem bateu o martelo foi o presidente estadual do Partido Socialista Brasileiro, o lernista de carteirinha Severino Araújo. Segundo ele,"deve haver renovação nas próximas eleições, e a novidade no Senado é Ricardo Barros e no Governo é Beto Richa”.

Sou capaz de apostar que o velho Miguel Arraes, maior liderança que o PSB já teve, jamais aprovaria essa mistura. Deve estar se virando no túmuloo

Túnel do tempo


Esta foto é de 1966 quando esse blogueiro, gurizinho de tudo, era offcie boy da Folha do Norte do Paraná. Uma "maria mole" pra quem adivinhar quem sou eu.

Saudades de 82

Vi uma matéria muito legal no Bom Dia Brasil de hoje sobre a Seleção Brasileira de 1982, aquela do samba "Voa canarinho", composta e gravada pelo lateral esquerdo Júnior, hoje comentarista da Globo. Mostraram um golaço de Zico e outro do Dr. Sócrates. E Zico falou sobre o time a a frustração de não ter podido conquistar o título, que faria justiça ao melhor técnico que o Brasil teve em todos os tempos: Telê Santana.
Telê dirigiu a seleção brasileira em 82 e 86, o Brasil jogou o fino da bola , mas foi desclassificado pela Itália de Paolo Rossi e depois, pela França de Platini. Pra quem gosta do futebol bem jogado, aquelas duas seleções, principalmente a de 1982, foram inesquecíveis. A de 1994 conquistou o tetra, mas não empolgou nenhum apreciador do futebol arte. Eu mesmo, pra dizer a verdade, nem vibrei.Achei aquele título uma chatice, sem brilho e com a agravante de ter privilegiado o futebol-força, que joga para golear de 1 a 0 e, invariavelmente, decidir tudo nos penaltis.
Por mais que nos alegremos com o futebol moleque de Robinho, a eficiência técnica de Luiz Fabiano e a graça do futebol de Neimar,temos que nos preparar para alguns sufocos, principalmente quando cruzarmos com seleções poderosas,como a França, a Espanha, a Argentina e a Holanda, que chega à África do Sul voando baixo.

Desejo, do fundo do coração, que Dunga surpreenda o mundo com um futebol alegre, digno de nossa tradição, ainda que tenhamos que repetir 82 e 86. Pelo amor de Deus, 94, não!

Frio, calor e feridas sicatrizadas ao nascer do Sol. Será?

Segunda-feira gelada, promessa de semana quente na política do Paraná. Hoje a noite tem reunião da executiva do PMDB na sede do partido em Curitiba, sob uma temperatura certamente abaixo de zero, mas com promessa de pressões em alta e discussões acaloradas. Com a faca entre os dentes, Requião vai tentar detonar a candidatura de Pessuti ao governo e este, por sua vez, fará de tudo pra se segurar, sem ir pro confronto direto com o ex.
As razões de Requião são simples: ele quer Pessuti fora do pário, para viabilizar uma aliança do PMDB com o PT e o PDT de Osmar Dias, sendo este o candidato do chapão. Não que Requião morra de amores por Osmar, mas porque se não conseguir essa proeza (quase impossível a esta altura do campeonato), ele teria sua candidatura ao Senado ameaçada. Osmar na parada, com Gleisi e mais o teimoso Ricardo Barros, deixa Requião com a pulga atrás da orelha. Esse quadro não garantea conquista de uma das duas cadeiras na Câmara Alta. Por isso, exatamente por isso, Pessuti passou a ser alvo do ex-governador.
Essa pendenga deverá ser resolvida hoje a noite. Tudo poderá acabar bem, com beijos e abraços, mas não sem antes haver aquele clima quente, de esbraveja pra lá, esbraveja pra cá e algumas ameaças até, de cenas de pugilato.

Amanhã, promessa de dia claro na Capital, e as boas perspectivas que o Sol sempre traz ao nascer..."Quando o Sol da manhã vem nos dizer/que o dia que vem pode trazer/ um remédio pra nossas feridas..."

5 de junho de 2010

Um velho novo dossiê, que foi sem nunca ter sido

Veja e os jornalões de São Paulo requentam assunto velho, já bem sovado, para criar fatos novos e beneficiar Serra. Isso fica claro em texto do jornalista Leandro Fortes, da revista CartaCapital:

"No modorrento feriado de Corpus Christi, os leitores dos jornais foram inundados com informações sobre uma trama que envolveria a fabricação de dossiês contra o candidato tucano à Presidência, José Serra, produzidos por gente ligada ao comitê da adversária Dilma Rousseff. O time de espiões teria sido montado pelo jornalista Luiz Lanzetta, dono da agência Lanza, responsável pela contratação de funcionários para a área de comunicação da campanha petista. O primeiro desses documentos seria um relatório sobre as ligações de Verônica Serra, filha do candidato do PSDB, com Verônica Dantas, irmã do banqueiro Daniel Dantas, do Opportunity. Uma história tão antiga quanto os dinossauros e já relatada inúmeras vezes na última década, inclusive por CartaCapital".

Segunda quente na Curitiba fria


Segunda-feira a noite tem renião da Executiva Estadual do PMDB para discutir os rumos da sucessão estadual. Pessuti vai estar frente-a-frente com Requião, que vem tentando de todas as formas detonar a candidatura própria, em favor de uma aliança com Osmar Dias. Será uma reunião tensa, sem dúvida. O pior, para o atual governador, é que boa parte da bancada de deputados estaduais segue a orientação do ex e não do atual chefe.
Será um teste de fogo para Pessutão, que nesse encontro não terá parceiro para um dueto, como o que fez no início da semana com o presidente Lula ao cantar "Tocando em Frente" e "Espinheira".

O livro-bomba

Carlos Azenha resume como será o livro-bomba do jornalista Amaury Ribeiro Jr:

"Quem recebeu e quem pagou propina. Quem enriqueceu na função pública. Quem usou o poder para jogar dinheiro público na ciranda da privataria. Quem obteve perdões escandalosos de bancos públicos. Quem assistiu os parentes movimentarem milhões em paraísos fiscais. Um livro do jornalista Amaury Ribeiro Jr., que trabalhou nas mais importantes redações do País, tornando-se um especialista na investigação de crimes de lavagem do dinheiro, vai descrever os porões da privatização da era FHC. Seus personagens pensaram ou pilotaram o processo de venda das empresas estatais. Ou se aproveitaram do processo. Ribeiro Jr. promete mostrar, além disso, como ter parentes ou amigos no alto tucanato ajudou a construir fortunas. Entre as figuras de destaque da narrativa estão o ex-tesoureiro de campanhas de José Serra e Fernando Henrique Cardoso, Ricardo Sérgio de Oliveira, o próprio Serra e três de seus parentes: a filha Verônica Serra, o genro Alexandre Bourgeois e o primo Gregório Marin Preciado. Todos eles, afirma, têm o que explicar ao Brasil".

Pra descontrair

HUMIRDADE MINEIRA... NÓIS SEMU ASSIM MESSSSSSSSSS
Três paulistas querendo contar vantagem pro mineirim :
1º.. paulista: - Eu tenho muito dinheiro... Vou comprar o Citibank!
2º. paulista: - Eu sou muito rico... Comprarei a Fiat Automoveis
3º. paulista: - Eu sou um magnata... Vou comprar a Usiminas
E os três ficam esperando o quê o mineiro vai falar.
O minerim da uma pitada nu cigarro de paia, ingole a saliva...
faz uma "parsa"... e diz:
- Num vendo...

Contra-ataque antecipado

Vem aí o livro-bomba do jornalista Amaury Ribeiro Jr (ex-O Globo). É sobre o escândalo da privataria, o vergonhoso processo de privatização das estatais prasileiras ocorrido no governo FHC. O livro sai logo depois da Copa do Mundo. É nitroglicerina pura e envolve o presidencialvel José Serra. Não são por obra do acaso, portanto, as reportagens publicadas neste fim de semana por alguns jornalões e pela revista Veja, denunciando Dilma Rousseff de se valer de arapongas para produzir dossiê contra o tucano.
O livro é pra lá de explosivo, principalmente porque liga Serra a Daniel Dantas. Vai haver ranger de dentes.